• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Dia 2 - Cooperativismo para a sustentabilidade econômica e social dos sistemas agroflorestais - Cooperativismo e agricultura familiar - Moacir Miranda
 

Dia 2 - Cooperativismo para a sustentabilidade econômica e social dos sistemas agroflorestais - Cooperativismo e agricultura familiar - Moacir Miranda

on

  • 627 views

 

Statistics

Views

Total Views
627
Views on SlideShare
616
Embed Views
11

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 11

http://www.cbsaf.com.br 11

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Dia 2 - Cooperativismo para a sustentabilidade econômica e social dos sistemas agroflorestais - Cooperativismo e agricultura familiar - Moacir Miranda Dia 2 - Cooperativismo para a sustentabilidade econômica e social dos sistemas agroflorestais - Cooperativismo e agricultura familiar - Moacir Miranda Presentation Transcript

    • BREVE HISTÓRICO SOBRE A AMAZÔNIA
    • HISTÓRICO DA COOPABEN Surgiu a partir da necessidade dos agricultores familiares em se organizarem para comercializar sua produção; Orientados pela equipe da EMATER-PA/BENEVIDES para a formação da cooperativa; Constituída em 27 de março de 2008; Iniciou com a produção e comercialização de polpas de frutas nas feiras de Belém; Na oportunidade de participar da alimentação escolar, aumentou-se a produção de hortaliças para atender as necessidades da alimentação escolar nos municípios de Benevides e Santa Bárbara;
    •  Com a super produção de polpa de frutas (açaí, acerola e cupuaçu) surgiu a necessidade da construção de uma pequena agroindústria para o processamento das mesmas e de hortaliças, para atendimento da alimentação escolar e comércio em geral; Em 2011 compra da sede da cooperativa através de seus investimentos, Compra de outro terreno anexo a sede para a construção da agroindústria; Parceria com a SAGRI para a elaboração do projeto da agroindústria, Reuniões com o Pará Rural para financiamento da agroindústria; Parceria com EMATER-PA/Benevides para Assistência Técnica aos cooperados e demais agricultores familiares.
    • OBJETIVO Receber, transportar, armazenar e comercializar a produção; Prestar Assistência Técnica aos cooperados em parceria com os órgãos públicos; Obter recursos para financiamento de custeios para lavouras; Promover em parceria com a OCB e outros a capacitação cooperativista do seu quadro social.PRINCIPAIS ATIVIDADESCultivo de frutas, verduras e legumes, fabricação deconservas de frutas, processamento de legumes e polpas defrutas, criação de galinha caipira, aquicultura e psicultura.
    • SUSTENTABILIDADE DAS COOPERATIVAS PRONAF: é um programa de fortalecimento da agricultura familiar, mediante apoio técnico e financeiro, visando o desenvolvimento rural sustentável. Políticas Públicas para a Agricultura Familiar – PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e Alimentação Escolar; Agricultores organizados, informados, capacitados e com domínio das políticas públicas, contribuem para a ampliação do crédito rural – Sindicato, Cooperativas e Associações, fortes, representativas, com direção competente e honesta.
    • PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLARFINALIDADE: A aquisição de alimentos da agricultura familiar para alimentação escolar busca promover a alimentação saudável e adequada à clientela do PNAE com produtos da Agricultura Familiar de forma a contribuir com o seu fortalecimento.FORNECEDORES: Agricultores e Agricultoras Familiares, enquadrados no PRONAF, organizados em grupos formais e informais.
    • PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLARBASE LEGAL: Medida Provisória 455 de 28 de janeiro de 2009 que “Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da educação básica, altera a Lei nº 10.880, de 9 de junho de 2004, e dá outras providências”. Art. 14 - Do total dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do PNAE, no mínimo trinta por cento deverá ser utilizado na aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar e do empreendedor familiar, priorizando os assentamentos da reforma agrária, as comunidade tradicionais, indígenas e comunidades quilombolas, excetuando-se o disposto no § 2º deste artigo.
    • PROJETOS FUTUROS DA COOPABEN Participação na próxima chamada pública da Prefeitura de Belém e SEDUC; Implantação da feira de peixe vivo, produtos agropecuários, flores e artesanato na sede da cooperativa; Construção de uma pequena agroindústria para o processamento mínimo de frutas e verduras.
    • PARCEIROSEMATER-PAPREFEITURA DE BENEVIDESPREFEITURA DE SANTA BÁRBARASAGRICEPLACEMBRAPAUFRAOCB
    • OBRIGADO!MOACIR DOS ANJOS MIRANDA PRESIDENTE COOPABEN coopaben@oi.com.br Telefone: (91) 8861-5180