Your SlideShare is downloading. ×
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Zoornal4
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Zoornal4

510

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
510
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. J o r n a l U ni v e r s i t á r i o — Z o o t e c ni a S i n o p ANO 1 EDIÇÃO 4 25/04/20010 Pesquisas miram um dos mais populares peixes brasileiros! Nesta edição: O Brasil tem um po- diz: mas às dos peixes tencial pesqueiro gi- advindos da nature- Avicultores de SC que- 2 gantesco, mas a falta O mapeamento dos za. rem indenização de respaldo científi- genes e o estudo do embriões ovinos in vitro 3 co. A genética de pei- comportamento em Para Pedro Furlan, Égua alérgica a feno 4 xes nativos é um gar- diferentes situações presidente da Nativ galo. Praticamente permitirão decifrar os Pescados, empresa Cabrita dá leite com ape- 5 não existe pesquisa. mecanismos de re- que tem o pintado e o Outro problema é que tambaqui, es- Acervo Zootecnico 6 o mercado interno pécies nativas Comissão Nacional de 7 ainda é pequeno no da Bacia Ama- Ensino da Zootecnia País. Enquanto a Es- zônica, como Dr. Pet 8 panha tem um consu- carros-chefes, mo per capita de 45 as pesquisas NOTICIAS 9/10 quilos ao ano, o con- podem fazer 11 ao 13 Raças sumo Brasileiro não com o tamba- 14 ultrapassa sete qui- qui o que fize- Bilk los. ram com o se- tor avícola nas A necessidade de se últimas déca- obter melhores resul- das. Mas por que o tados e informações tambaqui? nessa área levou um Hoje, as prin- grupo de laboratórios cipais dificul- O peixe foi escolhi- da região Norte a se dades na cria- do por sua impor- juntar a universida- Depois do boi, cujo código genético foi decifrado, ção do tamba- pesquisas miram um dos mais populares peixes tância econômica. des de todo o País no brasileiros. qui são os me- Projeto Genoma do canismos de É a espécie mais Tambaqui. reprodução e a ma- cultivada na pisci- produção, crescimen- nutenção de um esto- cultura comercial. Tanto é que hoje a to, resistência, defini- que reprodutor que espécie é criada co- ção de sexo, adapta- detenha característi- Tem carne nobre, mercialmente em fa- ção a ambientes arti- cas para a geração de muito apreciada em zendas no Nordeste, ficiais e reação a ali- ninhadas com boa todo o Brasil. Centro-Oeste e Su- mentos diversos. taxa de crescimento, deste. "Ter o genoma com- melhor conversão Por se um animal pleto representará alimentar e baixa ta- rústico e se adaptar A pesquisadora do um avanço nos estu- xa de deposição de a diferentes ambi- Inpa e integrante do dos e levará a uma gordura", salienta entes. grupo coordenador produção animal com Vera. do projeto Vera Val características próxi-
  2. Página 2 Avicultores de SC querem indenização por morte de frangos após falta de luz *Na primeira semana diferente do ideal pa- gos dos três aviários de fevereiro, um cabo ra os animais, que da família Miotto, de distribuição de e- seria até 28º. A esti- 6.500 morreram. O nergia elétrica se rom- mativa da Associação maior índice de mor- peu deixando toda a dos Criadores é de tes na propriedade foi região sem o serviço que aproximadamen- no aviário que aloja- por cerca de três ho- te 800 mil aves te- va 12 mil frangos e ras. Quando o proble- nham morrido por quase 5 mil não re- ma foi registrado, os causa do calor. sistiram ao calor de- termômetros marca- *Dos 51,5 mil fran- pois de uma queda vam quase 40º, bem na energia elétrica. “A situação é de de- sespero porque a gente via os pintinhos morrendo de calor e se amontoando e não tinha o que fa- zer”, disse Maristela Miotto. *Essa situação foi registrada em pelo menos seis municí- pios do oeste catari- nense. As aves preci- sam do sistema de refrigeração e umidi- ficação das granjas, ligado à energia, para suportarem as tem- peraturas mais altas. Sem energia elétrica, produtor perde 600 litros de leite por dia no RS *O mês de novembro riza Fries deve gastar não poupou parte da de 2009 foi de muitos R$ 50 mil para recons- plantação de milho e prejuízos para os a- truir o galpão de fumo deixou um rastro de que caiu por causa do destruição. Em uma das gricultores gaúchos propriedades da por causa do excesso região, os pés fi- Os estragos também de chuva e dos ven- caram totalmente chegaram à criação de davais. caídos e foi aber- suínos. O prejuízo de A força da chuva está ta uma clareira. s e u C l á u d i o assustando quem vi- Esparrenberger só não ve no campo, no Rio Sem ter como foi maior porque, na Grande do Sul. As ligar o resfria- hora do temporal, não vítimas dos temporais dor, o agricultor havia animais dentro das últimas semanas Saulo Caetano da granja. contabilizam os pre- de Souza perde juízos. vendaval. 600 litros de leite por *Em Tenente Portela, a dia. “Chegou a acidez localidade de São Pedro *Houve danos também e não tem o que fa- foi a mais atingida. Ma- nas lavouras. O vento zer”, lamentou.
  3. Página 3 Embrapa Clima Temperado produz embriões ovinos in vitro Embrapa Clima Temperado grande número de descen- croprograma 1, da Embrapa. produz embriões ovinos in dentes de um determinado Também é fruto da parceria vitro.O Laboratório de Repro- animal”, explica a pesquisa- com o Laboratório de Repro- dução Animal da Embrapa dora da Embrapa Clima Tem- dução Animal da Faculdade Clima Temperado, desenvol- perado e responsável pelo de Medicina Veterinária da veu no mês de março, as Laboratório de Reprodução UFPel, contando com a parti- etapas de produção in vitro Animal da Unidade, Lígia cipação do professor Arnaldo de ovinos para a preserva- Pegoraro.Este processo en- Diniz Vieira e a aluna de ção de material genético de volve etapas como: matura- doutorado Jorgea Pradiée, ovinos da raça Crioula. O ção ovocitária, fecundação, e além de outros alunos de trabalho resultou num marco desenvolvimento de embri- graduação e de pós gradua- significativo dentro da pes- ões viáveis, com duração ção. quisa da Embrapa em todo o total de nove dias. “No início país, na medida em que do mês de março deste ano, estabelece domínio dos pro- foram obtidos os primeiros cedimentos e rotinas de blastocistos ovinos no Labo- produção de embriões ovi- ratório da Embrapa Clima nos em condições totalmen- Temperado e isso demonstra te controladas no laborató- a viabilidade do processo de rio.“As tecnologias de repro- reprodução de ovinos em dução assistida possuem laboratório e o inicio de uma papel preponderante nos série de ações de pesquisa programas de multiplicação nesta área”, comemora a e preservação de material pesquisadora.O projeto de- genético. Com o sistema de senvolvido faz parte da rede produção in vitro de embri- de Biotecnologia Animal e é ões, é possível obter um vinculado ao projeto de Ma- Zootecnista Walter Motta recebe Medalha Apolônio Salles do Mapa Por sua contribuição para o Perfil - Motta é graduado dad Politécnica de Madrid desenvolvimento da agricul- pela Universidade Federal em 1990 e o Pós-Doutorado tura brasileira, o Zootecnis- na área de Nutrição ta Walter Motta Ferreira foi Animal pela Universidad condecorado com a Meda- Politécnica de Valencia lha de Mérito Apolônio Sal- em 2000, quando se les, na categoria Prata. A integrou ao European homenagem, publicada no Group on Rabbit Nutriti- Diário Oficial da União no on. final de março, foi assinada Atualmente é membro pelo Presidente da Repúbli- da Sociedade Brasileira ca Luis Inácio Lula da Silva de Zootecnia, Associa- e pelo Ministro da Agricultu- ção Brasileira de Zootec- ra e Pecuária e Abasteci- nistas, American Branch mento (Mapa), na época, of World Rabbit Science Reinhold Stephanes. Association, Associação O prêmio será entregue na Científica Brasileira de última semana de julho de Cunicultura, Avaliador 2010, durante a semana “O Institucional e de Cursos Brasil da Agricultura e do de Zootecnia do Instituto Abastecimento”, parte das Nacional de Estudos e comemorações dos 150 Pesquisas Educacionais, anos do Mapa. Membro de Comitê Edi- Por meio de seus membros, torial da Revista da Fa- Rural do Rio de Janeiro cultad de Agronomia - Uni- a Comissão Nacional do (UFRRJ) em 1977; possui Ensino da Zootecnia do Con- versidad Nacional de Colom- especialização em Produção bia e Conselheiro Científico selho Federal de Medicina Animal pela Universidade Veterinária, reconhece que o da Revista Brasileira de Zoo- Federal de Minas Gerais tecnia da SBZ. Também é professor Walter Motta teve (UFMG) em 1982 e Mestra- participação decisiva na chefe do Departamento de do em Zootecnia pela mes- Zootecnia da Escola de Vete- reformulação das estratégias ma Universidade em 1983. educacionais da área da rinária da UFMG. Concluiu o Doutorado em Zootecnia no Brasil. Ciência Animal pela Universi-
  4. Página 4 Égua no Reino Unido é alérgica a feno Uma égua no Reino cutâneas graves blemas que foram Unido tem uma es- em todo seu corpo, diagnosticados.No tranha alergia. O entanto o animal animal de Jenny de seis anos de i- Parker, de 70 anos, dade já recuperou e de sua filha Kim, a forma depois que de 36, não pode co- parou de comer fe- Para dona, ter mer feno, segundo no. descoberto o que reportagem do jor- estava fazendo nal inglês "Daily Te- Para Kim Parker, mal foi um alívio. l e g r a p h " . que mora em Pip- Após comer feno, As proprietárias pacott (Reino Uni- animal havia apre- descobriram que a do), ter descoberto sentado erupções égua sofria de aler- o que estava fazen- gia crônica após ela do mal à égua cha- cutâneas no cor- ficar doente. Ela a- mada "Mouse" foi presentou erupções além de outros pro- um enorme alívio. Carneiro bate recorde e é vendido por mais de R$ 700 mil na Escócia! Carneiro será uti- lizado para re- O proprietário do glas, de Cair- tatura robusta, produção por animal chamado ness, na Escócia, grande força e seu novo proprie- "Perfeição", Gra- que comprou o as enormes co- t á r i o . ham Morrison, animal, disse xas do carneiro. Jimmy Douglas disse que o pre- que ficou impres- ficou impressio- ço superou seus sionado pela es- nado pela esta- sonhos. Admi- tura robusta de rado por seu 'Perfeição'. corpo grande e lombo forte, o carneiro será utilizado para reprodução por seu novo dono. O fazendeiro Jimmy Dou-
  5. Página 5 Cabrita dá leite com apenas duas semanas de vida em Pernambuco! *Uma cabrita de quatro quilos Isso está em torno de oito a nário Enrico Ortolani, esse e que nasceu há 17 dias cha- 12 meses, dependendo da tipo de caso é muito raro. O ma a atenção em uma propri- idade", explica o técnico José especialista sugere ao cria- A pequena Futura se edade no agreste de Pernam- Constantino. De acordo com dor que não estimule o cres- transformou em atração buco. Futura, como é chama- cimento da glândula mamá- turística e recebe até da, começou a produzir leite ria da cabritinha. Neste caso, t r a t a m e n t o quando tinha apenas 12 dias. é melhor parar de ordenhá-la diferenciado, com direito à O dono da fazenda, Carlos para evitar uma inflamação massagem com compressa Eduardo Valença, conta que no órgão. Se ela não for ma- quente. Todos querem ver de todo mundo ficou assustado. nipulada, a tendência é que perto a cabritinha leiteira. Quando o funcionário disse pare de produzir leite. Assim, “Quando a notícia começou que estava saindo um pouco o animal pode retomar o a se espalhar, veio mulher, de secreção. Surpreso tam- desenvolvimento normal. menina, gente de fora, todo bém ficou o responsável téc- mundo quis vir olhar”, nico da fazenda. Ele explicou que, normalmente, a fase de lactação só chega depois de ele , a secreção tem todas um certo tempo. "Geralmente, as características de leite, acontece quando o animal como cor, textura e sabor. atinge 60% do peso adulto. Segundo o consultor veteri- Vaca dá à luz terneiro albino em Bento Gonçalves Uma dupla surpresa chegou à propriedade do prefeito de Bento Gonçalves, Rober- to Lunelli. Uma vaca da raça holandesa, que não se sabia que estava prenha, teve um terneirinho albino. De acordo com o veteriná- rio João Batista Souza Bor- ges, o fato é raro, ocorre em menos de 1% dos casos. Borges explica que a causa é genética: o filhote nasce albino devido a uma combi- nação de genes dos pais. Bezerro ganha próteses nas duas patas traseiras nos EUA Segundo a universidade Americana, é o pri- meiro bezerro a receber prótese dupla.Equipe de 15 pessoas entre professores e estudantes realizaram a cirurgia de reabilitação do animal . Após a operação, o bezerro voltou para a casa da família Burton, no Novo México.
  6. Página 6 Acervo zootécnico Pessoal adicionamos vários vídeos no Acervo quem tiver interesse acesse ok!!! Para acessar digite http://acervozoo.blogspot.com Ou digita no Google: acervo zootécnico Título do artigo interno Título do artigo interno
  7. Página 7 Comissão Nacional de Ensino da Zootecnia A Comissão Nacional de realização de eventos e pu- bros José Paulo de Oliveira, Ensino da Zootecnia (CNEZ) blicações diretamente rela- Celso da Costa Carrer, Seve- se reuniu nos últimos dias 7 cionadas a esta Comissão. rino Gonzaga Neto e Ronaldo a 9 de abril, na sede do Con- Estiveram presentes, o presi- Lopes Oliveira (foto). selho Federal de Medicina dente da CNEZ, Bruno de Veterinária, em Brasília, DF, Souza Mariano e os mem- para a discussão de proces- sos internos referentes a esta Comissão. Dentre os temas discutidos foram avaliados alguns pon- tos propostos no plano de trabalho para o ano de 2010. Os membros partici- pantes, juntamente com o presidente da Comissão, também discutiram o Novo Código de Ética do Zootec- nista. Foi definido que a CNEZ realizará análise com cuidado dos pontos pertinen- tes e se manifestará na pró- xima reunião. A reunião também tratou da Receita do Zoornal Panqueca de Carne Moida Modo de Preparo Bata o trigo, ovos, leite, sal e o açúcar Ingredientes : no liquidificador. -3 colheres de tri- go Esquente em uma frigideira anti-aderente e -2 ovos inteiros unte com oléo. Com uma concha, coloque aos poucos os ingredientes batidos para fazer as panquecas. Quando dourar de um lado vire com -1 xícara de leite um garfo e deixe o outro dourar. Reserve. -1 colher (café) de sal Refogue a carne moida com sal e temperos de -1 colher(café) de sua preferência. açúcar. -temperos de sua preferencia para o Acrescente o milho e o palmito, coloque no tempero da carne. centro dos discos de panquecas a carne já refogada e enrole em um refratário. Coloque -2 latas de molho o molho e parmesão em cima, para gratinar no forno. Em seguida sirva quente. de tomate
  8. Página 8 O Dr. Pet é Formado em Zootecnia *Alexandre Rossi, o Dr. aquário e nunca mais lândia, África do Sul, Irlan- Pet, formado em Zootecnia parou. Trabalhou com da, Portugal e EUA. Tam- e mestre em Psicologia animais em diversos paí- bém está a frente da Or- pela USP, especializou-se ses como Austrália, Tai- ganização Cão Cidadão, em Comporta- empresa que ofe- mento Animal rece serviços de pela Universi- adestramento e dade de Que- consultas com- ensland, na portamentais em Austrália. domicílio, além *Alexandre de treinar ani- começou a a- mais para filmes destrar aos seis e propagandas. anos de idade, Alexandre apre- treinando os senta o quadro peixes de seu “Dr. Pet” na TV. Guepardo corre 100 metros em 6s13 nos EUA e bate recorde *A fêmea de guepardo Sa- estabelecido na África do Sul sido realizadas para cha- rah, de 8 anos, do zoológico pela fêmea de guepardo Za- mar atenção sobre a situa- de Cincinnati (EUA), estabele- za. ção dos guerpados, já que ceu um novo recorde mundial *Zaza deveria tentar melho- sua população é estimada de velocidade para mamífe- rar seu tempo em 15 de a- em menos de 10 mil. ros terrestres, nesta quarta- gosto, mas a corrida foi adia- *Em comparação com os feira (9), ao fazer 100 metros da por causa do mau tempo. guepardos, os humanos em 6s13, segundo reporta- Agora, de acordo com o jor- são uma espécie bastante gem do jornal "Cincinnati En- nal, ela tentará recuperar lenta, pelo menos no que- quirer". recorde no final de setembro sito corridas de velocida- *Em sua primeira tentativa, ou início de outubro. de. O jamaicano Usain Bolt ela correu 100 metros em *O percurso foi certificado detém o recorde mundial 6s16. Em julho, o jardim zoo- pelo conselho técnico de cor- dos 100 metros com o lógico do estado de Ohio ti- ridas de rua da Federação tempo de 9s58. nha anunciado a tentativa de Americana de Atletismo. As superar o recorde de 6s19 tentativas de recorde têm
  9. Página 9 NOTICIAS DAS ULTIMAS SEMANAS ! Fonte: Editor do Pecuária.com.br
  10. Página 10 NOTICIAS DAS ULTIMAS SEMANAS !
  11. Página 11 Raças Ovinos
  12. Página 12 Raças Suínos Eqüinos
  13. Página 13 Raças Bovinos BRAHMAN minam o calor e terras Brangus originaram- úmidas. se desses cruzamen- Origem Características tos. O Brahman é considerado de tama- nho intermediário *Nos Estados Unidos, *É um gado exclusiva- entre as raças de o gado de origem indi- mente dedicado à pro- corte. Os touros pe- ana recebe o nome de dução de carne, apro- sam geralmente de Brahman. Surgiu do priado para cruzamen- 720 a 990 quilos e as cruzamento das raças tos com as raças euro- vacas de 450 a 630 Nelore, Guzerá, Gir, péias. As raças Santa quilos. Os bezerros Valley e Sindi. A des- Gertrudis, Braford e são pequenos no preocupação do criador nascimento, americano em relação pesando de à raça, visando uma 30 a 40 qui- melhor seleção econô- los. As cores mica, levou o gado predominan- Brahman a ser uma tes no Brah- mescla de raças india- man têm to- nas altamente produti- nalidades va; hoje encontram-se cinza claro, rebanhos que cobrem vermelho. extensas áreas do sul dos EUA, onde predo- http://www.vivernocampo.com.br Pitangueiras Pitangueiras. O nome da raça veio da cida- Origem de de Pitangueiras, e as fêmeas 33 kg, próximo de Ribeirão chegando aos 12 me- Por volta da Segunda Preto onde foi desen- ses com 220 kg e Guerra Mundial, o volvido, tradição do 205 kg respectiva- Grupo Anglo, empre- meio pecuário. mente. Os novilhos sa de destaque na destinados ao abate criação de bovinos ao Características atingem cerca de 450 redor do mundo ini- kg aos 3 anos, em ciou um processo de O gado Pitangueiras regime de pasto. A criação de uma raça se caracteriza pela média de produção híbrida entre Taurinos pelagem vermelha de leite em grandes e Zebuínos. O Red uniforme. È genetica- rebanhos é de 10 a Poll, considerado uma mente mocho e apto 15 kg por dia. O leite raça de dupla apti- para a dupla aptidão é bastante rico em dão, cruzado com o ( carne e leite ). Ao gordura, com 4 a 5 % indiano Guzerá, que nascer os machos de gordura, herança já havia passado por pesam cerca de 35 kg do Guzerá. A média um melhoramento em 300 dias de lac- genético visando a tação por animal produção de leite. Os gira em torno de produtos 5/8 Red Poll 4000 a 5000 kg de e 3/8 Guzerá, cruza- leite. dos com animais com o mesmo grau de http://www.vivernocampo.c sangue, deram ori- om.br gem aos bi-mestiços
  14. Página 14 Como já dizia o ditado: NÃO AGUENTA? BEBE LEITE!…Bilk a primeira cerveja de leite do mundo! cerveja de leite me é bem ações desse no- foi uma idéia de “original” e faz a me, como um fazendeiro junção dos dois “Leiteja” e maluco que esta- “Biruku”, que va desperdiçan- deve ser o no- do uma quanti- me original da dade de leite cerveja. quando estava criando suas be- Bom, o produ- bidas e, com is- tor da Naka- so, resolveu ar- hara, empresa riscar e pegar es- que fabrica a sa quantidade cerveja, disse desperdiçada e que ela tem criar essa cerve- um aroma de ja. Diz o fazen- leite, mas o deiro que leva gosto e fabri- 30% de leite na cação é bem composição. s eme lh a n te do da cerveja Como mostra a nomes em in- normal. foto acima, o no- glês. Mas há vari-
  15. Contato:cazootecnia@ufmt.br Responsável: Thiago Santana Cotrim Secretário De Comunicação CAZOO SINOP

×