Zoornal 6 edição

903 views
818 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
903
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Zoornal 6 edição

  1. 1. J o r n a l U ni v e r s i t á r i o — Z o o t e c ni a S i n o p ANO 1 EDIÇÃO 6 31/08/2010 NEM ARROTO, NEM pela do mar em a 8 cm nível realização e7 publica- Nesta edição: PUM. ção do trabalho, houve Os até o final deste século.dis- Nesta edição: Em 2006, a FAO, de- torção, emitem conscien- bovinos de forma CO2, mas MT Regional e 2 partamento para a agricul- te, na interpretação dos de o rastro na produção da- recursos do MT Regional e 2 tura das Nações Unidas dos. A justificativa do cien- carbono nos transportes é recursos do Ban- Origem do Super 3 (ONU), divulgou um estu- tista para a farsa é muito indiscutivelmente que es- co da Amazônia camarão do afirmando que a pecu- se foi maior. o modo mais eficien- Origem do Surpresa dentro 3 4 ária era a maior ameaça à te de se Paulo de Tarso. Gentileza: chamar a atenção do ovo Supercamarão Fonte: Revista Time (em Português) camada de ozônio. Não para o assunto. Na esteira Surpresa bovi- Matrizes den- 5 4 satisfeitos, os cientistas do "Pum do Boi", a FAO tro do ovo lançaram o popular "Pum desmentiu o derretimento Noticias das ul- 6 do Boi". Depois de quase total das geleiras do Hima- tima das ulti- Matrizes bovi- 5 quatro anos de polêmicas laia prevista para 2035 e o nas em de I.A Curso alta 9 e discussões acirradas, a 6 FAO admitiu: a afirmação Curso de I.A Mer- Cotações do rea- lizado pelo Senar 12 sobre as conseqüências cado Agropecuário da criação de bovinos na RAÇAS 13 emissão de CO2, tal como foi apontado no estudo, é Sites interessan- 15 falsa. tes MAL ENTENDIDO Segundo o responsável pela realização e publica- ção do trabalho, houve distorção, de forma cons- ciente, na interpretação e discussões justificativa dos dados. Aacirradas, a aumento do nível do mar FAO admitiu: a a farsa é do cientista para afirmação em 7 a 8 cm até o final des- sobre as conseqüências que esse foi o modo mais te século. Os bovinos emi- da criação se chamar a eficiente dede bovinos na tem CO2 e metano, mas o emissão para o assunto. atenção de CO2, tal como rastro na produção de car- foi esteira no "Pum é Na apontado do estudo,do bono nos transportes é in- falsa. Boi", a FAO desmentiu o discutivelmente muito mai- MAL ENTENDIDO derretimento total das ge- or. Gentileza: Paulo de Tarso. leiras do Himalaia prevista Segundo o responsável Fonte: Revista Time (em Português) para 2035 e o aumento do
  2. 2. Página 2 MT Regional ajuda a definir diretrizes para aplicação de recursos do Banco da Amazônia em 2011 O MT Regional participou do „Encontro Técnico de Planejamento para Aplicação dos Recursos para o ano de 2011‟, promovido pelo Banco da Amazônia, nesta terça-feira (10.08), na sede da Superin- tendência Regional de Mato Grosso. Na oportunidade estiveram presentes: o coordenador do MT Regional e da cadeia produtiva do leite, Carlos Guilherme Dorilêo Leite; o zootecnista e coordena- dor da cadeia produtiva da Ovino-caprinocultura, Paulo de Tarso; a economista do MT Regional, Rosa Maria Gonçalves Sanches, re- presentantes do Governo do Estado, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Federação da Agricultu- ra e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt) e a diretoria do Ban- co da Amazônia de Mato Grosso e a responsável pela gerência de grandes clientes do Belém, Marilene de Sena Ribeiro. Durante o encontro foi explanado os tipos de créditos disponíveis, estratégias e atuação do Banco da Amazônia para o desenvolvi- mento regional. De acordo com o superintendente do banco, José Carlos Rodrigues Filho, o encontro busca uma maior eficiência na alocação dos recursos. Só para se ter uma idéia, o montante pre- visto para investimento neste ano era de R$ 162 milhões de reais. Deste valor, R$ 44 milhões já foram liberados e R$ 197 milhões estão em análise nas carteiras de fomento e comercial, “Este mon- tante previsto será ultrapassado devido à demanda”, comemorou o superintendente. O valor disponível para 2011 ainda não divulga- do. * Para o coordenador do MT Regional, Carlos Guilherme Dorilêo Leite, os recursos para produção sustentável no Estado são funda- mentais para o fortalecimento das cadeias produtivas. O coordena- dor da cadeia produtiva da Ovino-caprinocultura, Paulo de Tarso, concorda e ressaltou que durante as discussões sugeriu que as nove agências do Banco da Amazônia possam priorizar a ovinocul- tura no ano que vem. “Poder contribuir com as diretrizes e saber que temos mais uma agência creditícia enxergando as cadeias produtivas de um modo geral é muito importante para o nosso Es- tado. Este ano tivemos um crescimento de 27% na ovinocultura. Esse percentual representa o fortalecimento do setor que hoje tem a capacidade instalada de abate com três frigoríficos que contam com inspeção estadual e quatro projetos no Estado com inspeção federal. INVESTIMENTOS - As áreas que deverão ser contempladas em 2011 são: turismo, apicultura, aqüicultura, comércio e serviços, logís- tica, lapidação de mineral, hortifrutigranjeiro e extrativismo em Mato Grosso. Com base no encontro foi elaborado o „Plano Estadual de Aplicação dos Recursos para 2011‟ que será encaminhado para a central do Banco da Amazônia e analisado para colocar as ações em prática
  3. 3. Página 3 Cientistas australianos criam 'supercamarão' mais saboroso. Especialistas da Commonweal- teve média de 17,5 toneladas th Scientific and Industrial Re- por hectare este ano. O super- search Organisation (CSIRO), camarão cresce até 20% mais agência australiana de pesqui- rápido do que a média da espé- sa científica, divulgaram a cria- cie. Resultado veio ção um camarão com dois pal- mos de extensão, maior e mais "A média da indústria de produ- após 10 anos saboroso que o original da es- ção de camarões em cativeiro é de criação e pécie Black Tiger. de 5 toneladas anuais por hec- tare", explica Nigel Preston, líder pesquisa. E- Estudos de DNA permitiram a do projeto. "Os números obtidos xemplar cresce seleção dos melhores crustá- pela GCMA representam um ceos para serem utilizados du- grande avanço para a indús- 20% mais rápi- rante as oito épocas de repro- tria." do e pode au- dução em cativeiro monitora- das pela equipe da CSIRO. A Preston acredita que a adoção mentar produ- seleção por cor, sabor e tama- da técnica de criação do super- nho levou à obtenção do super- camarão pode levar a indústria ção local. camarão, após uma década de local a um lucro de 120 milhões experimentos. de dólares australianos por ano até 2020. "As colheitas podem O novo exemplar da espécie ser replicadas ano após ano, o Black Tiger pode beneficiar a que significa um estoque con- indústria pesqueira da Austrá- sistente e confiável de um pro- lia. Uma das parceiras da CSI- duto de ótima qualidade", afir- RO, a piscicultora Gold Coast ma o pesquisador da CSIRO. Marine Aquaculture (GCMA) ob- O país importa 50% do mon- tante de camarão consumido de países como China e Viet- nã. Com o supercamarão, a expectativa dos especialistas é de alavancar a produtividade e o consumo de crustáceos obtidos na costa australiana. Fonte: WWW.g1.com
  4. 4. Página 4 Romena descasca ovo cozido e encontra outro dentro *Romena Maria * Segundo re- da radiação do Baldescu, de 68 portagem do des ast re de anos, ficou sur- jornal "Croatian 1986 em Cher- presa após des- Times",ela pre- nobyl. cascar um ovo feriu não comer cozido em sua o ovo mutante casa em Iasi, na e procurou um Mulher preferiu Romênia. "Eu ti- veterinário, que não comer o o- rei a casca e en- disse que o ca- vo mutante e contrei outro ovo so ainda pode- procurou vete- r i n á r i o . dentro", afirmou ria ser resulta- Para especialis- a mulher. do dos efeitos ta, caso poderi- a ser resultado do desastre de Chernobyl. Ave usa pedra para quebrar casca de ovo A Cena ocorreu durante apre- sentação em Madri.Ave rapina segurou pedra com bico e que- brou o ovo.
  5. 5. Página 5 Programa para preservar matrizes bovinas pode ser implantado no país O ministro da A- gricultura, Wagner Rossi, disse que negocia com o pre- sidente Luiz Inácio Lula da Silva a cri- ação de um pro- grama federal de incentivo à reten- ção de matrizes Matrizes bovinas para me- lhorar a qualidade bovinas e a competitivida- de da carne bovina. "No passado cometeu-se o crime, chamam justificado pelas dificuldades do setor, de sacrificar ma- trizes em um nível impossível de ser aceito. Por isso, ti- atenção do vemos um decréscimo do nosso plantel e hoje temos que recuperar", disse. Ministério da Rossi, que participou da reunião ampliada do Conse- lho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), em Agricultura Ribeirão Preto, SP,no dia 20 de Agosto de 2010,não deu mais detalhes do programa e deixou a Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp), sem fa- lar com os jornalistas. Antes do evento, em uma rápida entrevista, o minis- tro defendeu e explicou que o programa é para animar o Pecuarista á produzir excelentes matrizes de reposi- ção para abastecer o mercado interno que ainda esta carente. Durante pronunciamento na reunião, Rossi retomou o discurso de defesa ao agronegócio do país, citou a li- derança brasileira no comércio exterior de vários produ- tos e lembrou que, no caso dos suínos, ocupamos o quarto lugar nas vendas no ranking de exportação mun- dial. "É só eles abrirem mais (o mercado) que chega- mos ao primeiro lugar", disse.
  6. 6. Página 6 Noticias das ultimas semanas Abate de matrizes eleva preço de suínos no mercado interno. terça-feira, 17 de agosto cotações seguem tendên- de 2010 cias altistas. O mercado estima ainda aumento no *A suinocultura brasileira custo de produção, com a pode, no médio prazo, previsão de avanço nas sentir o reflexo do excesso exportações de milho do de abate de matrizes, com Brasil. "Nos próximos me- conseqüente escassez de ses a alta nos preços do oferta, como ocorre atual- suíno deve continuar", mente na pecuária nacio- afirma Losivanio Luiz de nal. Tanto que a indústria Lorenzi, presidente da As- de carne suína já opera em sociação Catarinense de um cenário ajustado entre Criadores de Suínos oferta e demanda e as (ACCS). Produção de carnes em alerta Terça-feira, 17 de a- *A Rússia foi afetada gosto de 2010 09:22 pela maior seca em *fonte:www.avicultura *Os preços agrícolas 150 anos, o que pro- industrial.com.br/ tiveram forte alta nos vocou uma forte que- mercados globais nas da na produção e na últimas semanas. oferta de trigo naque- Dois dos maiores es- le país, bem como em pecialistas na área, outros do Leste Euro- Alexandre Mendonça peu e também na Aus- de Barros e André t r á l i a . Pessoa, acreditam *Com isso, os preços que existem funda- do trigo subiram, pu- mentos para isso. xando os da soja, do milho e do arroz.
  7. 7. Página 7 Noticias das ultimas semanas Boi valoriza apesar da paralisação de alguns frigoríficos em MT Mesmo com a paralisação de algumas plantas frigoríficas no país, o cenário do mercado para a carne bovina vem se apresentando mais favorável do que em 2009. Na sexta-feira (20), no mercado futuro, o contrato com vencimento em agosto fechou o pregão com cotação . de R$ 91,4 a arroba. O valor dá seqüência a tendência de alta e re- gistra sua maior cotação desde a abertura do mês de julho do ano passado. De acordo com boletim do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), esta seqüência de altas no mercado futuro é reflexo do recuo das escalas nos frigoríficos e a conseqüente valoriza- ção do boi gordo. Neste cenário, a pecuária do país relembra a época da entressafra que há dois anos não apareceria no mercado. Fonte: Só Notícias Data 24/08/2010 às 00:01 Pesquisa aponta custos de produção, lucros e saída para pecuária de Mato Grosso *A Associação dos Criadores de Mato Grosso – Acrimat, encontrou a resposta de quan- to custa produzir uma arroba de boi em Mato Grosso, através de um levantamento solicitado ao Imea - Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária.O levantamen- to foi realizado no período de agosto de 2009 a julho de 2010 e o estado dividido em micro 21 microrregiões, representando os 141 municípios mato-grossenses. As propri- edades foram divididas também por tamanho e número de cabeças de gado. *As respostas são diversas, pois foi levado em consideração o sistema de produção: ciclo completo (cria, recria e engorda), cria (produz bezerros) e engorda (compra bezer- ros, vende boi gordo). Foi levantado também o número de funcionários, como é feito o manejo dos bovinos, como é feita a reforma de pastagem, a adubação de correção na reforma, o uso de herbicida para dessecação na reforma, e outros itens. *O custo de produção foi dividido em duas variáveis o COE e o COT. O COE (Custo ope- racional efetivo) representa a soma de todos os custos de desembolso real da produ- ção como: compra de animais; suplementação; controle sanitário; mão-de-obra; pró- labore; reforma de pastagem; controle de pragas e etc.; o COT (Custo operacional total) é a soma do COE mais o custo da terra (arrendamento) e a depreciação de máquinas e benfeitorias. *O levantamento mostrou que no sistema de produção de ciclo completo o produtor recebeu de agosto de 2009 a julho deste ano em média R$ 68,05 pela arroba, o custo operacional efetivo foi de R$ 62,65 e custo operacional total foi R$ 85,51. Nesse caso, se levar em conta o preço da arroba com o COE, o ganho do produtor foi de R$ 5,40 por arroba, que representa 7,9%, quando a conta é feito com o COT o prejuízo é de R$ 17,47, ou seja, menos 25,7%. No caso do sistema de cria, o preço médio da arroba foi de R$ 68,65, o COE foi de R$59,51 e o COT de R$ 78,33, o que representa um ganho de R$ 9,14 (13,3%) e le- vando em conta o COT desvantagem de R$ 9,68 (- 14,1%).
  8. 8. Página 8 Quando o produtor opta pelo sistema de engorda, recebeu R$ 68,95 em média pela arroba, investiu seu COE R$ 62,74 e o COT R$ 73,37. A margem media nesse caso com o custo operacional efetivo foi de R$ 6,22 (9%) e quando levando em conta o custo operacional total perda de R$ 4,42, ou seja, de 6,4%. Segundo os analistas do Imea a conclusão é que a rentabilidade da pecuária em 2009 foi ruim já que 14 das 17 microrre- giões apresentaram o COT maior que o preço da arroba. Porém, 14 das 17 propriedades típicas tiveram margem operacio- nal positiva, já que tiveram o COE menor que o preço da arroba. “De maneira geral, a pecuária em MT não está remune- rando adequadamente o capital investido na atividade (terra, benfeitorias e máquinas), já que o preço da arroba é maior que o COE, porém menor que o COT”, disse o superintendente do Imea, Otávio Celidonio. O superintendente da Acrimat, Luciano Vacari, analisa que por falta de políticas públicas voltadas para a pecuária de cor- te, o produtor não investe em tecnologia, na reforma de pastagem e na propriedade de forma geral. “Falta gestão também por parte dos pecuaristas. A maioria não sabe quando gasta e quanto ganha com a atividade. Ele não faz as contas e aca- ba perdendo dinheiro. A saída é o produtor aumentar a produtividade e fazer uma gestão profissional”, ressalta. Para auxiliar o pecuarista, a Acrimat lançou o programa Gestão de Propriedades de Sucesso – GPS – que possibilita que o produtor identifique os índices financeiros, econômicos e técnicos de sua propriedade e permitindo que encontre os gar- galos, já que a atividade é muito complexa. Estão participando do programa 231 produtores. O GPS é uma ferramenta simples, que tem acompanhamento técnico de consultores contratados pela Acrimat. . Receita do Zoornal * *Olá pessoal nessa edição do nas gemas. Sirva. dado até dourar. Sir- zoornal a receita escolhida, va. (como sempre de fácil preparo) Ingredientes * FRITOS foi: formas de se preparar um Ovos *MEXIDOS DE HO- ovo.Ele que muitas vezes é o Esquente uma frigideira e TEL salvador da pátria da maioria dos universitários e solteirões, consi- Passos coloque uma colher de margarina (ou óleo ou Idem acima, porém derado uma ótima fonte de proteí- azeite ou manteiga. Que- acrescente uma colher na , alguns especialista dizem *COZIDOS QUENTES bre ovos separados e de leite para cada o- quem ajuda até emagrecer. É que ele tem uma proteína que aumen- frite-os até que fiquem vo. Não deixe quei- Ferva-os em água por 2 a com as claras leitosas. mar, ideal é ficar leve- ta a sensação de saciedade, ou 3 minutos. Sirva. seja, a gente demora mais a sen- Com uma espátula, colo- mente moles. Sirva. tir fome.E isso é uma grande van- que a clara por cima da * COZIDOS MOLES gema., deixando-os to- * OMELETE tagem para nos estudantes que as vezes ficamos a maior parte do dos brancos. Polvilhe sal dia na universidade. *Todo ovo Ferva em água por 6 a 7 nas gemas. Sirva. Bata os ovos com tem ácido fólico, uma vitamina minutos. Sirva. tempero, despeje nu- que combate a anemia, reduz o * POCHÊS OU ESCAL- ma frigideira e não risco do mal de Alzheimer, previ- * COZIDOS DUROS DADOS mexa, apenas vire de ne doenças cardíacas, derrames lado ao tostar por bai- e ainda ajuda controlar a hiperten- Ferva em água por 10 mi- Ferva água numa frigi- xo, dourando dos dois são. Não to dizendo!!!! “Ovo é o nutos. Sirva. deira funda com sal e lados. Sirva. bicho”!! Heheh. umas gotas de vinagre. *Mas pelo amor de Deus não vão * ESTRELADOS Quebre os ovos e cozi- * MICROONDAS pensando que tudo é maravilha nhe. Escorra e sirva. né!!! pessoal sempre com mode- Esquente uma frigideira e Quebre um ovo num ração. Mais informações entre coloque uma colher de * MEXIDOS prato de sobremesa, no site. margarina (ou óleo ou a- fure a gema e polvilhe zeite ou manteiga. Quebre Numa frigideira com 1 sal na gema. Leve ao www.aviculturaindustrial.com.br/ ovos separados e frite-os colher de margarina, co- microondas por 1 a 2 Vamos as receitas: até que fiquem com as loque os ovos batidos minutos. Ideal para claras leitosas. Polvilhe sal com sal e mexa com cui- lanches.
  9. 9. Página 9 Alunos de Zootecnia da O curso foi de ótimo aprovei- UFMT participaram do curso tamento para os participan- de Inseminação Artificial em tes, onde todos obtiveram A- Bovinos,oferecido pelo SE- provação. A prática foi reali- NAR-MT.O curso foi realizado zada na Faz. Boa Esperan- de:29/06 à 02/07/2010, Alunos de ministrado pelo instrutor do ça,Sinop-MT, os participantes deslocaram-se até a proprie- Zootecnia SENAR José Cid de M. Cha- dade com o ônibus cedido participam gas Med. Veterinário. pela EMBRAPA em parceria com o Sindicato Rural de Si- do curso de nop. I.A pelo SENAR-MT
  10. 10. Página 11 Página 11 Noticias das ultimas semanas Cursos oferecidos pelo Senar Sinop. No mês de Agosto. No Mês de Setembro Avicultura Básica: Controle de formigas cortadeiras e cupins em pastagens: Período: 16/08/10 a 20/08/10 Horário: 07:30 ás 11:30 horas e das Período: 27/09/10 a 29/09/10 13:00 ásde matrizes eleva preço Abate 17:30 horas. de Local: Sindicato Rural interno. suínos no mercado Horário: 07:30 ás 17:50 . Suinocultura: Educação Ambiental. Período: 16/08/10 a 20/08/10 Período: 20/09/10 a 24/09/10 Horário: 07:30 ás 11:30 horas e das Local: Sindicato Rural 13:00 ás 17:30 horas. Horário: 07:30 a 17:30 Manejo de gado de Corte: Doma racional de equinos. Período: 23/08/10 a 27/08/10 Período: 06/09/10 a 10/09/10 Horário: 07:30 ás 11:30 horas e das Local: Sindicato Rural 13:00 ás 17:30 horas Horário: 07:30 as 17:30 Eventos III Workshop Sobre Nutri- I Encontro Científico de Pro- IV Workshop sobre Mudanças ção de Suínos dução Animal Sustentável Climáticas e Sustentabilidade Data: 27/08/2010 Data: 01/09/2010 da Pecuária – Tema: Estraté- Local: Rua Heitor Penteado, gias para melhoria da eficiên- Local: Instituto de Zootec- 56 - Nova Odessa, SP - Brasil cia energética visando redu- nia - Rua Heitor Pentea- - CEP 13460-000 ção da emissão de metano do,56, Nova Odessa/SP Coordenação: Dra. Keila entérico Coordenação: PqC Fábio Maria Roncato Duarte Data: 09/11/2010 Enrique Lemos Budiño Tema: I Encontro Científico Local: Instituto de Zootecnia - de Produção Animal Susten- Rua Heitor Penteado,56, tável Nova Odessa/SP Coordenação: Dr. João José Assumpção de Abreu Demar-
  11. 11. Cotações do Mercado Agropecuário Soja Sorriso MT (FOB) - R$/Sc 60kg 35.10 Soja Paranaguá PR (CIF) - R$/Sc 60kg 43.50 Algodão Pluma Maringá PR - R$/@ 65.15 Algodão Pluma São Paulo SP - R$/@ 73 Arroz Sequeiro Sinop MT - R$/Sc 29.00 60kg Arroz em Casca Uruguaiana RS - 27.75 R$/Sc 50kg Milho Lucas do Rio Verde MT - R$/Sc 11.50 60kg Milho Paranaguá PR (CIF) - R$/Sc 20.80 60kg Feijão Carioca-PR, R$/Sc 60 Kg 121.67 Trigo Maringá-PR, R$/Tonelada 415.89 Matriz de Reposição R$ 898,97 Bezerro de Reposição R$ 697,34 Vaca Gorda Cuiabá-MT, R$/@ 68.34 Boi Gordo Cuiabá MT - R$/@ 78.00 Boi Gordo Sinop MT- R$/@ 74.50 Boi Gordo média CEPEA –R$/@ 86.00 Frango Vivo –SP,R$ Kg 1.58 Suíno Vivo –PR, R$ Kg 2.32 Frango Vivo –MT,R$ Kg 1.60 Suíno Vivo –MT, R$ Kg 2.43
  12. 12. Página 13 O O O Raças RAÇA NORMANDA XIX. A infusão de sangue refere aos chifres, pois carece *Origem: A raça é originária Shorthorn e Jersey aconte- deles e a conformação da dos Departamentos de La ceu entre os anos de 1845- nuca, que deve ser proeminen- Manche e Calvados, no su- 60. te e arredondada. doeste de Le Havre, penínsu- Principais características: A *A raça apresenta como carac- la do Contentin, situada na raça Normanda é de grande terística especial a capacidade Normandia, França, região porte, rústica, fecunda e de ser criada em condições de clima litorâneo, cujo solo longeva. São animais notá- extensivas de manejo, mas é rico em cálcio.Existem veis por sua produção de também se sobressai em mus- registros de que animais da carne relativamente magra, culosidade, % de gordura, % de raça Normanda foram trazi- de excelente qualidade e proteína no leite, facilidade de dos para a região da Nor- leite de alto teor de gordura. manejo, ganho diário, facilida- mandia pelos conquistado- Sua pelagem deve ter neces- de de parto, intervalo entre res Vikings nos séculos IX e sariamente as três (3) cores: partos, precocidade sexual, se X. A raça é bastante antiga, vermelho ou ruivo (Blond), comparado com a raça Holan- embora seu melhoramento e castanho escuro ou pardo desa. No cruzamento com as "Herd Book" sejam relativa- (Bringe) e o branco (Caille), raças zebuinas, o gado Nor- mente recentes, tendo sua cuja predominância e locali- mando produz mestiços rústi- associação de raça criada zação variam conforme o cos de rápido crescimento, em 1883 e foi reorganizada indivíduo. Os animais com pesados, produtores de carne no ano de 1926. pelagem rosilha são desclas- de boa qualidade. *O Normando é basicamen- sificados, tolerando-se os Outras informações : te um tipo indígena, possivel- salinos. Para a variedade mente com origem Viking, o mocha o padrão é o mesmo herdbook@herdbook.com.br qual foi cruzado com Shor- da aspada, salvo no que se thorn e bovinos das Ilhas do Canal da Mancha entre os anos de 1845 a 1860. Neste tempo a raça era afamada como uma das melhores de duplo propósito do mundo; sem dúvida o Shorthorn con- tribuiu para a precocidade e o melhoramento da qualida- de de carcaça, o Jersey pro- vavelmente contribuiu para a sua alta taxa de gordura. A face é convexa, como o Jer- sey, e provavelmente isto é devido a infusão de sangue que a raça teve no século RAÇA IBAGÉ *Os cruzamentos que deram origem à raça Ibagé começaram a ser feitos a partir da déca- da de 40. Em 1955, nasceram em Bagé os primeiros animais 5/8 de sangue Aberdeen Angus + 3/8 de sangue Nelore. *Assim nasceram os pioneiros da raça de- nominada Ibagé em homenagem a um ín- dio, personagem histó- rico do município.
  13. 13. Página 14 O O O O Raças RABO LARGO (Ovino) A raça Rabo Largo, zidos da África, e a raça Crioula. São brancos, que tem o seu nome em malhados ou brancos função do depósito de com a cabeça colori- gordura na cauda, é en- da. Ambos os sexos contrada no Nordeste do possuem chifres, com Brasil. Esta raça se ori- aptidão para carne e ginou do cruzamento pele. entre animais deslana- dos de cauda gorda, tra- CAVALO ÁRABE A Raça Árabe tem sua ação Brasileira dos Cria- cente, cada qual ten- origem nos reprodutores dores do Cavalo Árabe tando se especializar selvagens dos (ABCCA), Dr. Aloysio Fa- em uma das áreas do desertos da Arábia e os ria esporte, trabalho ou cavalos de guerra da deu um impulso decisivo lazer.O Puro Sangue raça Andaluz. No Brasil à criação nacional reali- Árabe é o único cava- o governo introduz de zando as primeiras impor- lo que reúne em suas 1930 a 1950 a raça no tações de porte e qualida- características a pos- país para incrementar a de. sibilidade de realizar sua cavalaria então con- bem todas essas fun- centrada no Rio As modernas raças de ções. Grande do Sul. Após ter cavalos que conhecemos fundado em 64 a Associ- são frutos de seleção re-
  14. 14. Página 15 Sites interessantes http://www.suino.com.br/ http://www.aviculturaindustrial.com.br http://www.bovino.com.br/ http://www.pecuaria.com.br http://www.cnpsa.embrapa.br/ Visitem http://acervozoo.blogspot.com/
  15. 15. Página 16 ACERVO ZOOTÉCNICO Pessoal agora o zoornal dá para ser visto pelo blog acervo zootécnico, como dito em outras edições do zoornal esse blog tem vários vídeos com temas e alguns matérias de estudo relacionados a nossa área de atuação. É interessante que os acadêmicos acessem o blog e comentem sobre os vídeos e material que foi colocado lá, assim iremos melhorando e dei- xando com a cara dos acadêmicos de zootecnia do campos de Sinop. Visitem http://acervozoo.blogspot.com/
  16. 16. Contato:cazootecnia@ufmt.br Responsáveis: Thiago Santana Cotrim; Presidente do CAZOO Tiago Adriano Simioni; Vice-Presidente do CAZOO Rafael de Souza Almodovar; Secretário De Comunicação Fabricio Leoanrd Urmann: Secretário De Comunicação Centro Acadêmico de Zootecnia-CAZOO SINOP

×