• Save
Ditaduras
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Podia enviar este PPT para o email se faz favor ricardo.cabral@sapo.pt .
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Boa tarde!
    Seria possível facultar-me este PPT. É uma excelente ferramenta para eu poder utilizar com os meus alunos do 9º ano.
    O meu mail é alvaropmoura@hotmail.com. Parabéns por este material pedagógico,
    Desde já o meu obrigado!
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Boa tarde! Seria possível disponibilizar este seu PPT para o seguinte email sff: cfcc1957@gmail.com. Como sou também professor de História seria uma excelente ferramenta de trabalho a utilizar. Continuação do excelente trabalho e obrigada pela atenção dispensada!
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
3,451
On Slideshare
1,906
From Embeds
1,545
Number of Embeds
23

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
3
Likes
6

Embeds 1,545

http://sai-te.blogspot.pt 1,386
http://sai-te.blogspot.com 51
http://sai-te.blogspot.com.br 31
http://stora-hist-9a.blogspot.pt 19
http://stora-hist.blogspot.pt 11
http://stora-hist-9a.blogspot.com 9
http://www.stora-hist.blogspot.pt 7
http://feeds.feedburner.com 6
http://stora-hist-9a.blogspot.com.br 4
http://sai-te.blogspot.ru 4
http://stora-hist.blogspot.com.br 3
http://sai-te.blogspot.fr 2
http://stora-hist8.blogspot.pt 2
http://sai-te.blogspot.cz 1
http://sai-te.blogspot.nl 1
http://sai-te.blogspot.jp 1
http://sai-te.blogspot.tw 1
http://www.sai-te.blogspot.pt 1
http://www.blogger.com 1
http://sai-te.blogspot.gr 1
http://sai-te.blogspot.com.es 1
http://sai-te.blogspot.co.uk 1
http://stora-hist-7.blogspot.pt 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. ENTRE A DITADURA E A DEMOCRACIA
  • 2. Os movimentos de Extrema-Direita vão basear a sua ação em doisinstrumentos: •a violência (milícias armadas, as perseguições, ameaças, torturas…); •a propaganda (através da imprensa, da rádio, do cinema, dos comícios…promete-se segurança, melhores condições de vida, o fim do desemprego…). Pág. 98
  • 3. CARACTERÍSTICAS COMUNS AOS REGIMES FASCISTAS:• Totalitarismo,• Nacionalismo,• Imperialismo,• Militarismo,• Autoritarismo,• Culto do Chefe ou da Personalidade,• Monopartidarismo,• Corporativismo. TPC: procurar as definições das características indicadas.
  • 4. Políticas Imperialistas comuns• As razões que justificam a política imperial são de três níveis:__ Razões nacionalistas: o ideal romântico de reconstrução de um grande Império.__ Razões demográficas: proibição da emigração e incentivo à natalidade.__ Razões económicas: – a necessidade de exploração de matérias-primas e de um mercado de escoamento de produtos; – novos espaços para ocupação da população em crescimento.• No caso italiano, conquista da Etiópia e envolvimento na guerra civil espanhola. No caso alemão, as anexações na Renânia ou a participação na guerra civil espanhola.
  • 5. O FASCISMO ITALIANO
  • 6. Situação económica, social e política no pós-guerra• Descontentamento geral pelo resultado das negociações de paz, uma vez que as pretensões italianas não são contempladas.• Há uma grave crise económica (alta de preços, desvalorizações …), aumenta o desemprego, a miséria, a insegurança.• O descontentamento leva à formação de grupos armados (as milícias) de inspiração comunista - as Ligas Vermelhas - e fascista - os Camisas Negras. Pág. 101/102
  • 7. Condicionalismos da implantação do regime ditatorial• O regime parlamentar estava desacreditado.• Mussolini cria os fascio que espalham o terror pela população e, em 1921, funda o Partido Nacional Fascista.• Após a marcha sobre Roma e temendo uma guerra civil, Vítor Manuel (o rei), encarrega Mussolini de formar governo (1922).• Os fascistas e Mussolini sobem ao poder de forma democrática: é o povo quem os escolhe nas eleições de 1924.
  • 8. Princípios políticos• O Partido Nacional Fascista assume-se desde o início como sendo: – Anticapitalista, – Antidemocrático, – Nacionalista, – Imperialista.
  • 9. Medidas tomadas para implementar a Ditadura• Promessa de recuperar a glória do Império Romano (Nacionalismo);• fim do direito à greve, do pluralismo partidário e proibição dos sindicatos (obrigatoriedade de inscrição em corporações);• criação de organizações paramilitares (os Balilas);• censura à imprensa, agora ao serviço do Estado;• criação de uma polícia política de carácter repressivo e de milícias armadas - os “Camisas Negras”;• reforço do poder executivo sobre o poder legislativo e da autoridade do Chefe ( o “Duce”) que passa a ser visto como o salvador da nação. Pág. 103
  • 10. Medidas de resolução da crise dos anos 30• Autosuficiência: tentativa de implementar a autarcia (o país deve bastar- -se a si próprio, evitando as importações);• Política intervencionista: é o Estado que controla os capitais, a indústria e promove a construção de obras públicas: – Batalha do trigo, – Batalha da Lira (estimular a poupança), – Campanha da Bonificação (obras públicas).
  • 11. Política demográfica• Mussolini desenvolve uma política de aumento da população mediante a proibição da emigração e o incentivo à natalidade (é necessário um grande número de habitantes que povoem o Império).
  • 12. O NAZISMO ALEMÃO
  • 13. Situação económica, social e política no pós-guerra• O povo encontra-se descontente com a política da República de Weimar, considerada como a autora da traição à Alemanha após a guerra, uma vez que foi responsável pela assinatura do Tratado de Versalhes.• O descontentamento é geral. São várias as tentativas para a derrubar, como o golpe de estado que leva Hitler à prisão.• A nível económico, a situação era precária e só os investimentos americanos conseguiam fazer diminuir as dificuldades sentidas.
  • 14. Condicionalismos da implantação do regime ditatorial• O Partido Nacional Socialista (Partido Nazi) encabeçado por Hitler, encontra os seus apoiantes na classe média e na alta burguesia (receosa de uma revolta bolchevique).• Através de um movimento concertado de propaganda e violência, em 1932 o Partido Nazi ganha as eleições.• Em 1934 Hitler é nomeado Chanceler e acumula o cargo com o de Presidente. É o Führer. Pág. 104
  • 15. Princípios políticos• O Partido Nazi apresenta-se como sendo: – Antidemocrático, – Anticomunista, – Antiparlamentarista, – Nacionalista, – Imperialista, – Racista.
  • 16. Medidas tomadas para implementar a Ditadura• Dissolução do parlamento (Reichtag) e convocação de novas eleições;• proibição dos sindicatos (substituídos pela FTN), do direito à greve e de outros partidos políticos;• censura à imprensa, rádio e cinema (veículos da imagem que o Estado pretende dar);• criação de uma polícia política (a Gestapo) e reforço do poder das SS;• criação dos campos de concentração (política de racismo);• organização de associações paramilitares (ex. Juventude Hitleriana);• culto da personalidade.
  • 17. Medidas de resolução da crise dos anos 30• Autosuficiência: tentativa de implementar a autarcia;• Política intervencionista: o Estado controla a economia: planos de produção para 4 anos, desenvolvimento da indústria de armamento e construção de obras públicas como a reflorestação ou a construção de autoestradas.
  • 18. Política demográfica• Desenvolve-se uma política que visa o aumento da população, concedendo-se empréstimos e prémios aos casais.• Cria-se uma sociedade hierarquizada e baseada no elitismo: os seres humanos perfeitos – o ariano puro.
  • 19. Política racista • Política de antissemitismo e racismo: perseguição dos judeus (segregados, enviados para guettos e campos de concentração), os deficientes, os negros… • Defesa da pureza da raça ariana – o genocídio. • Desenvolvimento da política de eugenia (purificação da raça eliminado os impuros e desenvolvendo geneticamente os seres considerados ideais).
  • 20. O SALAZARISMO
  • 21. Situação económica, social e política no pós-guerra• Crise económica decorrente do governo da primeira república e da participação na primeira guerra mundial.• Descontentamento social face ao aumento de impostos.• Deficit financeiro.• Balança comercial negativa.• Empobrecimento da classe média.• Má condição do operariado. Pág. 110
  • 22. Condicionalismos da implantação do regime ditatorial• Em 28 de Maio de 1926, golpe do General Gomes da Costa e fim da primeira república.• Até 1928 o país é governado em ditadura militar.• O Presidente Carmona encarrega Vicente de Freitas de formar um novo governo.• Oliveira Salazar assume então a Pasta das Finanças.• Em 1932 acumula a Pasta das Finanças com a Chefia do Governo.
  • 23. Princípios políticos Ideologicamente, o Estado torna-se:• Antiliberal;• Antidemocrático;• Antiparlamentar;• Conservador;• Nacionalista, corporativo, autoritário e colonial.• Consagra-se a ruralização, a religião e a família. A mulher torna-se subordinada ao homem. Pág. 111
  • 24. Medidas tomadas para implementar a Ditadura • Organização de uma presidência bicéfala: o PR era controlado pelo PM; • proibição dos sindicatos (criação de corporações - uniões e grémios) e fim do direito à greve; • censura à imprensa, rádio e cinema • perseguições e violência contra os seus opositores; • criação de uma polícia política (a PVDE / PIDE / DGS); • criação de um partido único – a União Nacional; Pág. 112
  • 25. Medidas tomadas para implementar a Ditadura• criação dos campos de deportação e prisões políticas (Tarrafal e Peniche);• organização de associações paramilitares (Mocidade Portuguesa) e milícias de defesa do Estado (Legião Portuguesa);• reforço do poder executivo face ao legislativo (Constituição de 33);• Culto do chefe;• Exaltam-se as glórias dos heróis do passado;• Defende-se o grande império português. Pág. 113
  • 26. Medidas de resolução da crise dos anos 30• Autossuficiência: tentativa de implementar a autarcia;• Política intervencionista: é o Estado que controla os capitais bancários, a indústria pesada e promove a construção de obras públicas.• Contudo, a economia continua deficitária: investimento reduzido e baixa mecanização e falta de mão-de-obra...• De 1953 a 1958: incremento da industrialização - indústrias químicas, metalúrgica, adubos e petróleo: as bases essenciais da economia portuguesa foram estabelecidas através dos Planos de Fomento Económico;• grande investimento de capitais estrangeiros e remessas de dinheiro enviadas pelos emigrantes e entrada de divisas através do turismo.• Comércio Externo: balança comercial deficitária. Pág. 114
  • 27. O CASO RUSSO
  • 28. Condicionalismos da implantação do regime ditatorial• Após da morte de Lenine em 1924 (Janeiro) dá-se a ascensão política de José Estaline.• Usando de habilidade e mestria, Estaline foi afastando todos os adversários, numa marcha pela conquista da Rússia.• Depois de afastar Trotski, seu mais direto rival, iniciou a sua campanha de subida até ao domínio total sobre o P.C.U.S., bem como sobre o Comité Executivo do Estado Soviético.
  • 29. Princípios políticos• O Partido Comunista assume-se desde o início como sendo: – Socialista / comunista, – Antidemocrático, – Anticapitalista, – Totalitário. Pág. 116
  • 30. Medidas de resolução da crise dos anos 30• O governo estalinista pôs fim à NEP e retomou a procura do socialismo, através da planificação da economia e da coletivização, pois abolindo a propriedade privada e coletivizando os meios de produção, construir-se-ia efetivamente uma sociedade igualitária.• As propriedades agrícolas são divididas em:• Kolkozes: propriedades comunitárias, exploradas em conjunto pelos camponeses da mesma aldeia.• Sovkozes: propriedades exploradas sob administração direta do Estado, com recurso a camponeses assalariados. Pág. 116
  • 31. Medidas de resolução da crise dos anos 30• Os Kulaks que tentaram opor-se à coletivização foram ferozmente perseguidos e deportados para a Sibéria.• Para conseguir o escoamento de produtos e o abastecimento da população foram criadas cooperativas de consumo e armazéns controlados pelo Estado.• Era necessário não só modernizar a Nação, mas torná-la uma potência industrial sem rivais, daí os Planos Quinquenais, que estipulavam objetivos para um período de 5 anos (indústria pesada, transportes e criação de máquinas para aumentar e produção agrícola; promoção da indústria ligeira e criação de gado e desenvolvimento das indústrias químicas e da produção energética).
  • 32. Medidas tomadas para implementar a Ditadura• proibição dos sindicatos e do direito à greve;• censura à imprensa, rádio e cinema;• criação de uma polícia política (a Tcheca);• proibição dos partidos políticos, exceto o partido Comunista (PCUS);• criação dos campos de concentração / reeducação (gulags);• perseguições e violência contra os seus opositores (incluindo membros do partido e mesmo familiares de Estaline);• organização de associações paramilitares e de enquadramento juvenil (ex. Juventude Leninista);• Culto do chefe (Estaline era o “Pai do povo”). Pág. 117/118
  • 33. O FRANQUISMO
  • 34. Situação económica, social e política no pós-guerra • Crise económica e social: diminuição do poder de compra, alta dos preços, desvalorizações monetárias, desigualdades sociais e miséria entre as classes trabalhadoras, agitação social: manifestações, greves... • Crise política: instabilidade governativa, descrédito da monarquia parlamentar e instauração da Ditadura militar de Primo de Rivera (suspensão da atividade parlamentar, proibição da ação partidária e repressão do movimento operário).
  • 35. Condicionalismos da implantação do regime ditatorial• Primo de Rivera abandona o governo em 1930. As eleições de 1931 conduzem os Republicanos (de inspiração socialista) ao poder: – Elaboração da constituição de 31: • consolidação da democracia, • alarga-se o voto às mulheres (sufrágio universal), • reforço do poder legislativo (maior autonomia do parlamento), – Lei da reforma agrária: • __ pretende-se a distribuição equilibrada da propriedade, • __ pretende-se por fim à miséria – Laicização do Estado (lei da separação da Igreja e do Estado).• Subida ao poder da Frente Popular em 1936 através de eleições livres.
  • 36. A guerra civil• Tumultos e levantamentos populares,• Início de greves constantes e ocupação de terras,• Incêndios em Igrejas...• Levantamentos do General Franco, que responsabiliza a Frente Popular pelas más condições económicas, sociais e políticas do país,• Golpe de estado em 1936 em Marrocos e levantamento geral por toda a Espanha. Pág. 121
  • 37. A guerra civil• Forças em oposição: – * Nacionalistas (fascistas – liderados pelo General Franco): • Maioria do exército • Monárquicos • Falangistas (movimento de direita) • Igreja – * Republicanos (socialistas – defensores da Frente Popular): • Frente popular • Marinha • Operários • Nacionalistas bascos e catalães• Intervenção estrangeira: Alemães e italianos (nacionalistas), URSS e Brigadas Internacionais (republicanos). Portugal envia os “Viriatos” (nacionalistas)
  • 38. Consequências da guerra civil• Milhares de mortos, feridos, mutilados e órfãos;• Destruição dos meios de produção e do património artístico e monumental;• (Campo de ensaio para as novas técnicas de guerra alemãs e italianas);• Destruição das principais cidades espanholas (ex. Guernica);• Vitória dos Nacionalistas e instauração da Ditadura Franquista – modelo fascista.
  • 39. Cidade em chamas Cavalo=povo Touro=nacionalistas que agoniza perante Homem opressão do touro desesperado Mãe com Soldado jaz com espada Mulher com lâmpada filho morto partida na mão=Estátua da Liberdade Resistência heróica
  • 40. Medidas tomadas para implementar a Ditadura Sobe ao poder o General Franco que:• Desenvolve o culto da pátria (Nacionalismo);• Põe fim ao direito à greve, ao pluralismo partidário e proíbe os sindicatos;• Institui a censura à imprensa, agora ao serviço do Estado;• Cria uma polícia política de carácter repressivo e de milícias armadas;• Reforça o poder executivo sobre o poder legislativo• Promove a autoridade do Chefe (o Caudilho), que é visto como o salvador da nação. Pág. 121