• Save
Factores Abióticos - Luz
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Factores Abióticos - Luz

on

  • 34,144 views

Influência da Luz nos seres vivos.

Influência da Luz nos seres vivos.

Statistics

Views

Total Views
34,144
Views on SlideShare
23,267
Embed Views
10,877

Actions

Likes
6
Downloads
0
Comments
2

6 Embeds 10,877

http://ciencias8ano.wordpress.com 10808
http://www.slideshare.net 30
http://escolasmichelgiacometti.net 27
http://moodle.esjcp.pt 7
http://webcache.googleusercontent.com 3
https://ciencias8ano.wordpress.com 2

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Factores Abióticos - Luz Factores Abióticos - Luz Presentation Transcript

  • Factores Abióticos Ciências Naturais 8º ano Luz
  • • Sem luz do Sol não seria possível a vida na Terra. É a partir da energia luminosa que as plantas produzem a matéria orgânica que constitui o seu corpo, bem como o oxigénio necessário a todos os animais. • Como as plantas servem de alimento a outros organismos, estes, indirectamente, dependem também da luz. • Os organismos são influenciados não só apenas pela intensidade luminosa, mas também pelo fotoperíodo – número de horas de luz por dia.
  • A Luz como factor abiótico • O comportamento e a actividade dos seres vivos são influenciados pela luz. • O número de horas de exposição à luz por dia designa-se por fotoperíodo.
  • Factores Abióticos PLANTAS Temperatura
  • Influência da luz nas plantas • Todas as plantas necessitam de luz para o seu crescimento. Dependem dela para fazer a fotossíntese, por exemplo. No entanto, a quantidade de luz necessária varia de espécie para espécie:
  • • Plantas heliófilas – encontram-se em locais bem iluminados. (ex: cereais) Em geral são plantas que iniciam a sua germinação, desenvolvimento e floração nas estações da Primavera e do Verão • Plantas umbrófilas – encontram-se em locais sombrios. (ex: fetos e musgos) Os fetos e os musgos crescem normalmente do lado norte dos muros ou das árvores por este lado ser mais sombrio e também, mais húmido.
  • Plantas como o girassol necessitam Plantas como os fetos necessitam de de muita luminosidade – são plantas pouca luminosidade – são plantas de de luz ou heliófilas sombra ou umbrófilas.
  • Germinação das sementes • algumas plantas apenas germinam na ausência de luz, enquanto que outras, como a semente da alface, necessitam de uma quantidade mínima de luz para germinar.
  • Classificação das plantas de acordo com a influência da luz no seu desenvolvimento e floração: • Planta de Dia Longo • Planta de Dia Curto • Planta indiferente • Fotoperiodismo – Variações no comportamento dos seres vivos em resposta às variações periódicas da luz.
  • Floração • Plantas de dia longo - Florescem quando o fotoperíodo é longo (os dias são longos relativamente às noites) - (ex: trigo, girassol) • Plantas de dia curto - Florescem quando o fotoperíodo é curto – (ex: crisântemos, soja) • Plantas indiferentes – A floração não depende do fotoperíodo (a floração não depende do número de horas de luz por dia) – (ex: tomateiro)
  • Planta de dia longo • aquelas que se desenvolvem melhor e que só florescem quando sujeitas a um período de exposição à luz superior a um determinado valor crítico (ex: alface)
  • Planta de dia curto • aquelas que só florescem quando sujeitas a um período de exposição à luz inferior a um determinado valor crítico. Estas plantas crescem e florescem durante o Outono e o Inverno, quando os dias são curtos (ex: crisântemo)
  • Plantas indiferentes • são aquelas que florescem independentemente do número de horas de luz diárias (ex: buganvília)
  • • O crescimento e maturação dos frutos. • Os movimentos das plantas (fototropismo): em certos casos verifica-se que as plantas seguem os movimentos do sol ao longo do dia, orientando-se para ele. • A abertura e fecho das flores.
  • • Fototropismo – Crescimento das partes aéreas das plantas, em direcção à luz (fototropismo positivo) ou em direcção oposta à fonte luminosa (fototropismo negativo)
  • Factores Abióticos ANIMAIS Temperatura
  • Influência da luz nos animais A luz influencia a distribuição, a actividade e as características morfológicas dos animais. • Cor da pelagem e da penugem. • Adaptações dos órgãos sensoriais (órgãos do olfacto e tacto muito desenvolvidos, e olhos pequenos ou atrofiados)
  • Influência da luz nos animais • O Fotoperíodo condiciona as migrações e a hibernação. • Fototaxia – Direcção do movimento dos animais, de acordo com a intensidade luminosa. Há animais que se movimentam em direcção à luz (fototaxia positiva, ex: traça) ou em direcção oposta à fonte luminosa (fototaxia negativa, ex: baratas)
  • Influência da luz nos animais • A luz influencia o comportamento dos animais que, de acordo com a altura do dia em que estão mais activos, se podem classificar em diurnos, crepusculares (ou lucífugos) e nocturnos.
  • Classificação dos animais de acordo com o seu comportamento perante as variações de luz: • Diurnos - são activos durante o dia (ex: águia) • Nocturnos – são activos durante a noite (ex: gato-bravo) • Lucífugos – evitam a luz e habitam em locais escuros (ex: morcego)
  • O fotoperíodo influencia nos animais alguns fenómenos como: • A reprodução – a luz actua directamente sobre o desenvolvimento dos ovos dos peixes; a falta de luz retarda o desenvolvimento de larvas de certos insectos; alguns animais apenas se reproduzem quando o fotoperíodo ultrapassa um determinado valor, outros apenas se reproduzem quando os dias são curtos. • A formação de vitamina D ao nível da pele – os raios ultra-violeta são responsáveis pela produção de vitamina D na pele dos vertebrados. No entanto, quando em excesso, esses mesmos raios podem ter efeitos muito prejudiciais na saúde dos organismos. • O início das migrações e da mudança de pelagem e plumagem – animais como a lebre dos Alpes ou a raposa do Ártico têm pelagem cinzenta ou acastanhada no Verão mas no Inverno são brancos
  • Bom estudo! Profª Catarina Reis