• Like
Microsoft Word   O Modelo De Auto AvaliaçãO Das Be Metodologias De Operacio…
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Microsoft Word O Modelo De Auto AvaliaçãO Das Be Metodologias De Operacio…

  • 283 views
Published

 

Published in Technology , Travel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
283
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
1
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O Modelo de Auto-Avaliação das BE: metodologias de operacionalização (Conclusão) Domínios da IGE Relatório de 2008 do IGE do Domínios do Modelo de Relatório da Auto-Avaliação da BE do Agrupamento de Escolas Marquês de Auto-Avaliação da BE Agrupamento de Escolas Marquês de Pombal Pombal 1- Resultados Nível de Classificação: Suficiente Domínio A - reforçar e agir perante uma melhor e 1.1- Sucesso Académico A- Apoio ao Desenvolvimento cada vez mais articulação curricular com 1.2- Participação e - a taxa de transição/conclusão do ano Curricular a BE, recorrendo aos recursos nela desenvolvimento cívico lectivo 2006/2007 apresenta oscilações, A.1- Articulação Curricular da existentes; 1.3- Comportamento e situando-se sempre acima da taxa BE com as estruturas de - reunir frequentemente com as disciplina Nacional; coordenação educativa e estruturas pedagógicas e com os 1.4- Valorização e - melhoria de resultados com a adesão supervisão docentes; impacto das ao Plano da Matemática, aulas de apoio A.2- Promoção das literacias - disponibilizar guiões de pesquisa da aprendizagens educativo, apoio ao estudo e sala de da informação tecnológica e informação e de realização de trabalhos; estudo de Língua Portuguesa; Digital - melhorar a comunicação entre a BE e - comportamento dos alunos adequado e os docentes com a actualização e as normas instituídas têm sido adequação dos recursos às práticas trabalhadas, no âmbito da Formação lectivas; Cívica; - disponibilizar listas de documentos e - são implementadas actividades que recursos da BE nas diferentes áreas estimulam e valorizam as curriculares; aprendizagens. Na generalidade, as - maior sensibilização a todos os alunos expectativas dos alunos são elevadas e da Escola face à utilização da BE; a maioria pretende prosseguir estudos; - construir documentos de avaliação das Formanda: Cátia Sousa Dezembro de 2009 1
  • 2. O Modelo de Auto-Avaliação das BE: metodologias de operacionalização (Conclusão) acções realizadas na BE; - reforçar a articulação entre a BE e a sala de aula; - sensibilizar os professores para um planeamento antecipado de actividades de sala de aula em articulação com a BE; 2- Prestação do serviço Nível de classificação: Suficiente Domínio D - maior interacção com as estruturas educativo D- Gestão da Biblioteca pedagógicas do agrupamento, 2.1- Articulação e - projecto inter-ciclos (maletas de Escolar nomeadamente os departamentos e sequencialidade ciências e Língua Portuguesa); D.1- Articulação da BE com a conselho de docentes, na articulação de 2.2- Acompanhamento da - à entrada dos alunos num novo ciclo, Escola/Agrupamento, Acesso procedimentos e planeamento de prática lectiva em sala de existem fichas diagnosticas iguais para e serviços prestados pela BE actividades; aula todos os alunos do Agrupamento; D.2- Condições Humanas e - maior interacção com as outras BE do 2.3- Diferenciação e - acompanhamento e supervisão da materiais para prestação de agrupamento e até do concelho/outros apoios prática lectiva não são realizados em serviços agrupamentos; 2.4- Abrangência do contexto sala de aula, só no caso de D.3- Gestão da colecção/da - melhorar o processo de transporte e currículo e valorização elaboração conjunta de planificações e à informação circulação do PNL a todas as escolas do dos saberes e da monitorização do cumprimento dos Agrupamento, com um maior rigor e aprendizagem programas; eficiência no seu tempo de utilização; - alunos com necessidades educativas - sensibilizar professores e alunos para a especiais, têm apoio específico e realização de um plano de trabalho sistematizado; articulado com a BE, podendo a mesma Formanda: Cátia Sousa Dezembro de 2009 2
  • 3. O Modelo de Auto-Avaliação das BE: metodologias de operacionalização (Conclusão) - também se apoiam alunos com dar uma resposta mais adequada às dificuldades de aprendizagem; situações; - diversificação das experiências de - apoiar a nível financeiro as BE do 1º aprendizagem, possibilitando a todos os CEB, prevendo uma política de previsão alunos a oportunidade de participarem e gestão orçamental, com um plano de em actividades de enriquecimento acção definido anteriormente; curricular, projectos relacionados com - aumentar o nº de funcionários; educação ambiental, desporto e arte; - incentivar e promover a formação na valorização das actividades culturais área da BE quer para auxiliares, quer onde as BE assumem-se como pólos para docentes; promotores e aglutinadores das - envolver EE na missão da BE; mesmas; - melhorar os serviços e a qualidade dos 3- Organização e gestão Nível de classificação: Bom Domínio D mesmos prestados à comunidade escolar D- Gestão da Biblioteca educativa; 3.1- concepção, - apoio nos meios informáticos para a Escolar - renovar o hardware e software dos planeamento e organização dos diferentes documentos; D.1- Articulação da BE com a computadores; desenvolvimento da - existência de critérios para elaboração Escola/Agrupamento, Acesso - melhorar a qualidade do mobiliário que actividade do horário dos alunos; e serviços prestados pela BE se encontra debilitado/substituição por 3.2- gestão de recursos - verifica-se algum desiquilíbrio na D.2- Condições Humanas e novo; humanos distribuição semanal das diferentes materiais para prestação de - avaliar e actualizar a colecção de 3.3- gestão dos recursos disciplinas que constituem o currículo; serviços acordo com os interesses dos materiais e financeiros - os recursos humanos têm adequação D.3- Gestão da colecção/da utilizadores; Formanda: Cátia Sousa Dezembro de 2009 3
  • 4. O Modelo de Auto-Avaliação das BE: metodologias de operacionalização (Conclusão) 3.4- participação dos pais das funções ao perfil do profissional; informação - procurar colocar o catálogo e outros elementos da - a existência de um plano de ocupação automatizado concelhio disponível; comunidade educativa de tempos escolares, e em caso de - incentivar e orientar os alunos na 3.5- equidade e justiça ausência de docente, o cumprimento do utilização do catálogo; currículo é assegurado, com permuta ou - automatizar o serviço de empréstimo aula de substituição, cumprindo o plano domiciliário e sala de aula; de aula do docente titular de turma/disciplina; - a existência na escola de um horário semanal de atendimento aos EE; - a gestão dos espaços e equipamentos é adequada e as instalações encontram- se preservadas e com equipamento diversificado; - a receita financeira do Agrupamento é suficiente; - a existência de duas Associações de Pais evidência o empenho dos EE no processo ensino-aprendizagem; - existem no Agrupamento de princípios de equidade e justiça; Formanda: Cátia Sousa Dezembro de 2009 4
  • 5. O Modelo de Auto-Avaliação das BE: metodologias de operacionalização (Conclusão) 4- Liderança Nível de Classificação: Bom Domínio C Uma vez que foi sob este domínio que 4.1- Visão e estratégia C- Projectos, Parcerias e incidiu a Auto-Avaliação da BE do AEP e 4.2- Motivação e - o AE privilegia a organização e os Actividades Livres e de face aos pontos fracos apresentados, empenho processos de divulgação da informação; Abertura à Comunidade este ano lectivo já algumas actuações 4.3- Abertura à inovação - incentiva lideranças intermédias; C.1- Apoio a actividades foram feitas nesse sentido de melhorar a 4.4- Parcerias, protocolos - bom ambiente de trabalho e as boas livres, extra-curriculares e de actuação da BE. e projectos interacções relacionais contribuem para enriquecimento curricular - falta de espaço da BE (nova sala da BE a motivação e o empenho da C.2- Projectos e Parcerias este ano lectivo, após construção de m generalidade do pessoal docente e não bloco novo no AE, com o dobro de docente; espaço da anterior); - o AE dispõe de disponibilidade, - horário reduzido (alargamento do abertura, projectos inovadores e de um horário das 8h20 às 18h- horário investimento nas tecnologias de contínuo); informação e comunicação, quer na - nº reduzido de computadores (aquisição circulação da informação, quer na e instalação na BE de novos uniformização de procedimentos; computadores); - falta de orientação nas pesquisas para a realização de trabalhos (preparam-se guiões de orientação e existe sempre um PB na BE para orientar os alunos); - reduzida adesão ao projecto aLeR+ da escola sede (este ano houve uma Formanda: Cátia Sousa Dezembro de 2009 5
  • 6. O Modelo de Auto-Avaliação das BE: metodologias de operacionalização (Conclusão) afluência muito maior ao projecto, assim como o interesse por parte dos alunos e professores também foi notório); - 47% dos EE afirmam não ter colaborado com as actividades da BE (este ano a equipa irá procurar envolver mais os EE nas actividades da BE); - falta de divulgação e requisição de material multimédia (este ano os DVD podem ser requisitados para empréstimo domiciliário, com enorme adesão, assim como aquisições novas de material livro ou outro têm sido divulgados no portal do AE); - falta de horas atribuídas à coordenadora do projecto aLeR+ (este ano a coordenadora é PB e tem horário a tempo inteiro); - dificuldade de construir um documento normativo de política de gestão da colecção em equipa concelhia ( este ano já se alinhavou este documento para uso Formanda: Cátia Sousa Dezembro de 2009 6
  • 7. O Modelo de Auto-Avaliação das BE: metodologias de operacionalização (Conclusão) e norma de todos); - dificuldade na gestão da informação na RBP ( este ano acordou-se em equipa pequenas normas para a publicitação das informações de cada AE); - diminuição do envolvimento dos EE à medida que os seus educandos avançam de nível de ciclo a frequentar ( este ano a equipa de PB vai procurar inverter esta situação e incentivá-los mais); - potenciar os espaços online na formação de públicos em Pombal; 5- Capacidade de Auto- Nível de classificação: Suficiente Domínio B - a BE deverá elaborar regulação e melhoria da B- Leitura e Literacia documentos/pequenos questionários escola - após análise de um modelo de B.1- Trabalho da BE ao avaliativos da satisfação, interesse e 5.1- Auto-Avaliação avaliação interna o AE já implementou serviço da promoção da receptividade aos mesmos; 5.2- Sustentabilidade do algumas acções de melhoria; leitura na - melhorar o controlo e a recolha de progresso - as parcerias com a autarquia, escola/agrupamento dados para fins estatísticos face aos associações de pais e o empenho dos B.2- Integração da BE nas documentos lidos pelos alunos; diferentes actores podem vir a contribuir estratégias e programas de para o desenvolvimento da organização; leitura ao nível da - os insatisfatórios resultados escolares escola/agrupamento Formanda: Cátia Sousa Dezembro de 2009 7
  • 8. O Modelo de Auto-Avaliação das BE: metodologias de operacionalização (Conclusão) de alguns alunos, assim como o B.3- Impacto do trabalho da insuficiente trabalho da articulação e da BE nas atitudes e sequencialidade das aprendizagens e da competências dos alunos, no supervisão da prática lectiva em contexto âmbito da leitura e da sala de aula, pode condicionar a literacia sustentabilidade do progresso do AE; Bibliografia: -Texto da sessão: Guia da Unidade - O novo Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares - Documentos disponíveis na plataforma: Relatórios da IGE, quadro de referência para a avaliação das escolas e agrupamentos, tópicos de apresentação da escola e agrupamentos; - Relatório externo da IGE do Agrupamento de Escolas Marquês de Pombal e Relatório de Auto-Avaliação da BE do Agrupamento de Escolas de Pombal Formanda: Cátia Sousa Dezembro de 2009 8