Apresentação Final

1,311 views
1,235 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,311
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
263
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação Final

  1. 1. Universidade do Vale do Rio dos Sinos P. A. Ensino e Aprendizagem no Mundo Digital Profª. Drª. Eliane Schlemmer Apresentação de algumas constatações encontradas em nosso Projeto de Pesquisa Amanda ,Cátia, Iria e Rosane
  2. 2. Algumas inquietações, dúvidas, descobertas e/ou constatações...
  3. 3. Pensamos em montar um projeto que mostrasse a importância de incluir os alunos da EJA na era digital, afinal, hoje tudo está globalizado tecnologicamente.
  4. 4. Com a montagem do projeto surgiram dúvidas, como: De que maneira poderíamos coletar dados que mostrassem estas necessidades? Iríamos pesquisar em que tipo de instituições de ensino? Dialogando no grupo optamos por fazer nas escolas que ofereciam EJA e que melhor favorecessem o nosso acesso. Dúvidas do grupo em relação ao projeto:
  5. 5. Ao montar a apresentação discutimos: qual a melhor forma de apresentar, para que ficasse de fácil compreensão? E concluímos que juntaríamos tudo em uma apresentação de power point e a colocaríamos no blog e através dela mostraríamos os resultados parciais e provisórios de nossa pesquisa. Quanto à forma de coletar as informações, optamos por fazer entrevistas nas escolas, com alunos da EJA, professores e membros da equipe diretiva.
  6. 6. Podemos a
  7. 7. Mediante os avanços da tecnologia e as necessidades de nos incluirmos neste mundo digital, como as escolas de EJA incluem seus alunos nesta nova era? Será que incluem? Conforme constatamos, nem sempre a inclusão acontece como é idealizado, as escolas em geral estão engatinhando nesta área. As escolas da EJA tem algum projeto que inclua os alunos no mundo digital? Após a pesquisa, descobrimos que algumas sim, outras não, por fatores diversos, seja falta de recursos humanos capacitados ou materiais.
  8. 8. Este mundo digital vem crescendo cada vez mais. Como os alunos da EJA se sentem diante disto? Vêem necessidade de se incluir "neste mundo"? Através das falas nas entrevistas, captamos que os alunos demonstram interesse, mas encontram muitas dificuldades de acompanhar os avanços pelos entraves do meio – espaço, tempo e realidade sócio-econômica. De que maneira as escolas poderiam colaborar com a inclusão digital na EJA. Percebemos que as escolas precisam começar incluindo os professores nas possibilidades dos programas digitais e virtuais.
  9. 9. Como inserir os alunos da EJA, com mais de 40 anos, no mundo digital virtual?   Acreditamos que, em primeiro lugar devemos possibilitar o acesso deles aos recursos tecnológicos. Depois incentivar e dar suporte na aprendizagem das habilidades básicas no manuseio do computador e exploração dos programas.
  10. 10. Para inserir os alunos de EJA no mundo digital, as escolas necessitam de projetos voltados exatamente para isso. A escola precisa ter profissionais capacitados e salas equipadas, inclusão digital não é somente "colocar" os alunos diante do computador e ensiná-los a digitar ou desenhar no paint, por exemplo, inclusão é muito mais do que isso; é mostrar as ferramentas que o aluno pode utilizar, é fazer ele interagir, permitir que ele explore ao máximo tudo que este mundo oferece, o instruindo para que possa utilizar isto em seu dia a dia, mas para isso acontecer os alunos devem ter professores preparados e qualificados para isso, para que possam auxiliar, instruir e ensinar seus alunos. 
  11. 11. Após realizarmos as entrevistas constatamos que os alunos em sua maioria não possuem interesse em adentrar este mundo digital, eles têm receio de estragar os equipamentos, para eles este mundo digital virtual é muito complexo, eles não utilizam computadores, quando utilizam é muito pouco e com muito receio.
  12. 12. Podemos ajudar os alunos mostrando a importância de conhecer e adentrar este "novo mundo", auxiliando-os e esclarecendo suas dúvidas, minimizando estes receios, afinal se forem incluídos neste mundo digital, certamente, não terão dificuldades como as que relataram para nós nas entrevistas, como retirar dinheiro no caixa eletrônico do banco, usar o controle remoto do aparelho de DVD, usar celular, entre tantos outros exemplos.
  13. 13. Atualmente, situações rotineiras como ir ao banco, podem produzir sentimentos de impotência para uma grande parcela da população, que não domina a linguagem digital. Assim diante esse avanço tecnológico, além de saber ler e escrever torna-se necessário ao indivíduo incluir-se digitalmente. Numa sociedade globalizada, mais do que somente necessário, esse acesso é sinônimo de "poder", à medida que limita e subjuga os menos informados.
  14. 14. Assim, o educador deverá estar capacitado para assumir e desenvolver as competências fundamentais para uma participação mais atuante na escola, buscando práticas que oportunizem nossos alunos a uma escolarização séria com o uso da tecnologia, construindo projetos significativos, onde o aluno enquanto sujeito crítico e participativo, possa estar inserido no processo de alfabetização via tecnologia digital.
  15. 15. Infelizmente as escolas não possuem nenhum projeto voltado para a inclusão digital na EJA, porém os professores relataram que teriam interesse em auxiliar seus alunos, mas falta-lhes preparação, aperfeiçoamento para que possam realizar tal tarefa. Outro fator que impede as escolas de realizarem esses projetos de inclusão digital é que as mesmas não têm infra-estrutura, os computadores são precários e não possuem técnicos que realizem a manutenção dos equipamentos.
  16. 16. A escola deve incluir os alunos da EJA no Mundo Virtual-Digital pois, ao nos depararmos com esta realidade, em uma conversa com nossos alunos percebemos que muitos já atuam na tecnologia digital, mesmo estando em condição de semi-alfabetizados. Porteiros vigilantes, atendentes, utilizam essa tecnologia como se fosse uma prática quase que automática, podemos dizer até mecanizada no dia-a-dia do trabalho. O contato com a tecnologia na atualidade é cotidiano. Nas salas de aula da EJA a mesma pode ser uma ferramenta a mais para possibilitar o aprendizado, funcionando como mediadora de processos.

×