O PODER   do editor ao autor e       AO LEITORE 10 tendências que afetam a relação de poder              na cadeia do livr...
Os protagonistasO Escritor         O Editor     O Leitor
Período pré-GutembergO poder está na mão dos editores e escritores (elite) e não há distinção entre eles.                 ...
Período pós-GutembergO poder está na mão dos editores, que assume o papel de guardião do conhecimento                e cen...
Período pós-DigitalO poder passa ao leitor, que agora possui voz e liberdade de escolha do que ler e decomo usar seu tempo...
“O editor perde poder para o escritor e especialmentepara o leitor na medida emque o acesso à publicação é    democratizad...
A democratização1983: James Bessen cria o 1º programa dedesktop publishing Democratização do design e pré-produção1984: J...
“A multiplicação das formas   de entretenimento e osurgimento de plataformas  sociais deram ao leitor o    poder de renega...
10tendências que afetam a relação de poder na     cadeia do livro
Tendência #1    Ih! O Kindle chegou e trouxea turma toda: iPad, o Nook e o Kobo     A tendência de crescimento do         ...
“A verdadeira revolução está na distribuição eacesso ao produto, não    na plataforma de        leitura.”
Anos cruciais• 2000: Stephen King lança Riding the Bullet, o 1º e-book• 2006: Sony lança o Sony Reader• 2007: Amazon lança...
As vendas de e-books nos EUA      Participação sobre o total de vendas de livros trade25%                                 ...
O catálogo brasileiro
O catálogo por livraria            Quantidade de Títulos em Português1200010000 8000 6000 4000 2000    0        Gato Sabid...
As vendas               5%   É a relação aproximada entre o número deexemplares vendidos dos 10 best-sellers digitais mais...
As vendas         30%Das vendas da Saraiva de 50 Tons de Cinza na    primeira semana de vendas foram de            exempla...
As vendas            11ªÉ a posição da e-bookstore da Saraiva se fosse considerada no seu ranking de 102 livrarias        ...
O jogo de poder
Tendência #2Os elefantes na loja de cristal   A tendência do crescimento dos  grandes grupos no mercado global            ...
O maior e-commerce do mundo
A maior livraria do mundo
O Ameriquinha
A maior maçã do pomar
O Google
A diferença de escalas              Faturamento das empresas x Tamanho dos mercados de                                livr...
O jogo de poder
Tendência #3  O fim do editor pato(e do seu primo escritor)A tendência da especialização de          conteúdos
O editor pato está ameaçado!
A especialização É POSSÍVEL graças à globalização dos  mercados locais e ao acesso aos nichos  que se tornaram realidade ...
O jogo de poder
Tendência #4   O fim do editor tatú(e do seu primo escritor)A tendência da diversificação de         plataformas
O editor tatú está ameaçado
O novo consumidor
O conteúdo tem quer oferecido: COMO o consumidor quer QUANDO o consumidor quer ONDE o consumidor quer Por QUANTO o con...
A diversificação: É POSSÍVEL graças à tecnologia e a  custos mais acesíveis É NECESSÁRIA para atender as  exigências do ...
O jogo de poder
Tendência #5Editor, prá que te quero? A tendência de crescimento do        self-publishing
O crescimento do self-publishing                                    Produção de ISBNs nos EUA          4,000,000          ...
Self-publishing: o modelo SmashWords
Self-publishing: o modelo SmashWords Plataforma de publicação e distribuição de e-  books rápida e gratuita Direcionada ...
O crescimento da SmashWords         Livros independentes publicados na Smashwords120000                                   ...
E não há editores no self-publishing
Na prática
O jogo de poder
Tendência #6  Livros lisos como sabãoA tendência da interferência do leitor     e o fim da fixação do texto
O modelo do Flat World Knowledge       Veja vídeo a seguir...
Tendência #7O caso do sumiço do livreiro  A tendência de desaparecimento            das livrarias
A maior concordata
Alguns números A receita das livrarias dos EUA deve cair 1,1% em  2012, de US$ 19,2 bi para US$19 bi, enquanto a renda  p...
O jogo de poder
Tendência #8Sem tempo nem dinheiro A tendência do crescimento do consumo de outras opções de        entretenimento
O tempo para o livro vem se reduzindo                            As atividades dos brasileiros                            ...
O orçamento para o livro vem diminuindoFonte: O Livro e a Leitura nas Famíias Brasileiras:| ANL
O jogo de poder
Tendência #9 Garçon, não foi isso que eu pedipara ler; pode devolver ao editor?  A tendência de fortalecimento da voz  do ...
Leitura e as mídias sociais    Veja vídeo a seguir...
Kobo e as mídias sociais   Veja vídeo a seguir...
Crowdfunding
O jogo de poder
Tendência #10   Mais brasileiros lêem...o Padre Marcelo (ou o Padre         Manzotti)A tendência do crescimento irregular ...
O alfabetismo funcional                                                                  A Alfabetização Funcional Brasile...
O jogo de poder
E como ficam o editor   e o escritor nesta        história?
“A verdadeira revolução está na distribuição eacesso ao produto, não  no ofício literário ou       editorial.”
“O ofício editorial é      descobrirtalentos, lapidá-los epromovê-los. Isto não      mudou.”
“O ofício literário éescrever textos cativantes          de cunho artístico, literário, críticoou de entretenimento. Isto ...
“Graças à tecnologia o  editor pode hojeretornar ao seu ofício      original.”
“Graças à tecnologia oescritor pode hoje estar  mais próximo do seu  público e escutá-lo.”
“Mas o poder mudoude mãos. Hoje é o leitorquem dá as cartas, que       define oque, quando, como e a    que custo ler.”
“A função do editormoderno é encontrar o livro certo para seusleitores e não mais os  leitores certos para      seus livro...
“O objetivo do escritormoderno é ser lido e não  mais ser publicado.”
Obrigado!                  Carlo Carrenho                   Consultor Editorial            Sócio-fundador do PublishNews  ...
O PODER do editor ao autor e ao LEITOR
O PODER do editor ao autor e ao LEITOR
O PODER do editor ao autor e ao LEITOR
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

O PODER do editor ao autor e ao LEITOR

1,130

Published on

Palestra proferida na Fliporto 2012, em Olinda, PE, no dia 17/11/2012. O tema principal gira em torno das mudanças das relações de poder na cadeia do livro, com alto fortalecimento do poder do leitor e enfraquecimento da influência dos editores. Esta apresentação é um desenvolvimento da palestra "15 Tendência que Nenhum Editor Brasileiro Pode Ignorar".

Published in: Business

Transcript of "O PODER do editor ao autor e ao LEITOR"

  1. 1. O PODER do editor ao autor e AO LEITORE 10 tendências que afetam a relação de poder na cadeia do livro Por Carlo Carrenho Fliporto, Olinda, 17/11/2012
  2. 2. Os protagonistasO Escritor O Editor O Leitor
  3. 3. Período pré-GutembergO poder está na mão dos editores e escritores (elite) e não há distinção entre eles. Leitores não existem. O Escritor O Editor O Leitor
  4. 4. Período pós-GutembergO poder está na mão dos editores, que assume o papel de guardião do conhecimento e censor. Escritores e leitores vivem sob seu domínio. O Escritor O Leitor O Editor
  5. 5. Período pós-DigitalO poder passa ao leitor, que agora possui voz e liberdade de escolha do que ler e decomo usar seu tempo de entretenimento. O leitor tem até liberdade para publicar. O Editor O Escritor O Leitor
  6. 6. “O editor perde poder para o escritor e especialmentepara o leitor na medida emque o acesso à publicação é democratizado pela tecnologia.”
  7. 7. A democratização1983: James Bessen cria o 1º programa dedesktop publishing Democratização do design e pré-produção1984: Jane Snowball faz a primeira compra online Democratização do varejo1996: Joe Jacobsson registra a patente da e-ink Democratização da produção e logística.
  8. 8. “A multiplicação das formas de entretenimento e osurgimento de plataformas sociais deram ao leitor o poder de renegar a produção editorial.”
  9. 9. 10tendências que afetam a relação de poder na cadeia do livro
  10. 10. Tendência #1 Ih! O Kindle chegou e trouxea turma toda: iPad, o Nook e o Kobo A tendência de crescimento do mercado digital
  11. 11. “A verdadeira revolução está na distribuição eacesso ao produto, não na plataforma de leitura.”
  12. 12. Anos cruciais• 2000: Stephen King lança Riding the Bullet, o 1º e-book• 2006: Sony lança o Sony Reader• 2007: Amazon lança o Kindle• 2009: Kindle ganha versão internacional• 2011: Amazon vende mais e-books que livros físicos
  13. 13. As vendas de e-books nos EUA Participação sobre o total de vendas de livros trade25% Fonte: Association of American Publishers20%15%10%5%0% 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011
  14. 14. O catálogo brasileiro
  15. 15. O catálogo por livraria Quantidade de Títulos em Português1200010000 8000 6000 4000 2000 0 Gato Sabido Saraiva Cultura jun/11 ago/11 out/11 dez/11 ago/12
  16. 16. As vendas 5% É a relação aproximada entre o número deexemplares vendidos dos 10 best-sellers digitais mais vendidos pela maior livraria brasileira e asvendas dos 10 títulos físicos mais vendidos nesta mesma rede.
  17. 17. As vendas 30%Das vendas da Saraiva de 50 Tons de Cinza na primeira semana de vendas foram de exemplares digitais.
  18. 18. As vendas 11ªÉ a posição da e-bookstore da Saraiva se fosse considerada no seu ranking de 102 livrarias físicas.
  19. 19. O jogo de poder
  20. 20. Tendência #2Os elefantes na loja de cristal A tendência do crescimento dos grandes grupos no mercado global de livros
  21. 21. O maior e-commerce do mundo
  22. 22. A maior livraria do mundo
  23. 23. O Ameriquinha
  24. 24. A maior maçã do pomar
  25. 25. O Google
  26. 26. A diferença de escalas Faturamento das empresas x Tamanho dos mercados de livro (em US$ bi)140120100 80 136.92 60 108.25 40 48.08 20 37.9 40.2 6.99 4.04 0 Apple Amazon Google Barnes & Noble Brasil EUA Mundo Fonte: Global eBook Market, 2012; Global Map of Publishing Markets 2012 e relatórios das empresas
  27. 27. O jogo de poder
  28. 28. Tendência #3 O fim do editor pato(e do seu primo escritor)A tendência da especialização de conteúdos
  29. 29. O editor pato está ameaçado!
  30. 30. A especialização É POSSÍVEL graças à globalização dos mercados locais e ao acesso aos nichos que se tornaram realidade com o advento tecnológico É NECESSÁRIA para a obtenção de diferencial e vantagens diante de uma competição cada vez mais global
  31. 31. O jogo de poder
  32. 32. Tendência #4 O fim do editor tatú(e do seu primo escritor)A tendência da diversificação de plataformas
  33. 33. O editor tatú está ameaçado
  34. 34. O novo consumidor
  35. 35. O conteúdo tem quer oferecido: COMO o consumidor quer QUANDO o consumidor quer ONDE o consumidor quer Por QUANTO o consumidor quer
  36. 36. A diversificação: É POSSÍVEL graças à tecnologia e a custos mais acesíveis É NECESSÁRIA para atender as exigências do consumidor
  37. 37. O jogo de poder
  38. 38. Tendência #5Editor, prá que te quero? A tendência de crescimento do self-publishing
  39. 39. O crescimento do self-publishing Produção de ISBNs nos EUA 4,000,000 3,500,000 3,000,000 2,500,000 2,000,000 1,500,000 1,000,000 500,000 - 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Livros Tradicionais POD e Self-publishingFonte: Bowker
  40. 40. Self-publishing: o modelo SmashWords
  41. 41. Self-publishing: o modelo SmashWords Plataforma de publicação e distribuição de e- books rápida e gratuita Direcionada a autores independentes e pequenos editores Autores / editores recebem 85% do líquido Sem DRM
  42. 42. O crescimento da SmashWords Livros independentes publicados na Smashwords120000 100.000100000 80000 60000 40000 28.800 20000 6.000 140 0 2008 2009 2010 Feb-12
  43. 43. E não há editores no self-publishing
  44. 44. Na prática
  45. 45. O jogo de poder
  46. 46. Tendência #6 Livros lisos como sabãoA tendência da interferência do leitor e o fim da fixação do texto
  47. 47. O modelo do Flat World Knowledge Veja vídeo a seguir...
  48. 48. O jogo de poder
  49. 49. Tendência #7O caso do sumiço do livreiro A tendência de desaparecimento das livrarias
  50. 50. A maior concordata
  51. 51. Alguns números A receita das livrarias dos EUA deve cair 1,1% em 2012, de US$ 19,2 bi para US$19 bi, enquanto a renda per capita disponível deve aumentar 1,6%. O número de livrarias nos EUA deve cair 2% em 2012, para 29.795 lojas de 30.400 em 2011. Em 2011, o faturamento das livrarias no Brasil teve queda real de 1%. Fonte: IBISWorld | Pesquisa anual da Associação Nacional de Livrarias
  52. 52. O jogo de poder
  53. 53. Tendência #8Sem tempo nem dinheiro A tendência do crescimento do consumo de outras opções de entretenimento
  54. 54. O tempo para o livro vem se reduzindo As atividades dos brasileiros Fonte: Understanding the Changing Needs Of Online Consumers Internet 23.8 Videogames 6.3 Televisão 6.2 Rádio 3.5 In Latin America | Forrester Jornais 2 Revistas 1.9 0 5 10 15 20 25 Horas gastas por semana
  55. 55. O orçamento para o livro vem diminuindoFonte: O Livro e a Leitura nas Famíias Brasileiras:| ANL
  56. 56. O jogo de poder
  57. 57. Tendência #9 Garçon, não foi isso que eu pedipara ler; pode devolver ao editor? A tendência de fortalecimento da voz do leitor por meio das mídias sociais e da tecnologia
  58. 58. Leitura e as mídias sociais Veja vídeo a seguir...
  59. 59. Kobo e as mídias sociais Veja vídeo a seguir...
  60. 60. Os fanzines
  61. 61. Crowdfunding
  62. 62. A via de mão dupla Por um lado, o leitor agora se manifesta e participa, interferindo no trabalho editorial Por outro lado, está mais fácil ouvir o leitor
  63. 63. O jogo de poder
  64. 64. Tendência #10 Mais brasileiros lêem...o Padre Marcelo (ou o Padre Manzotti)A tendência do crescimento irregular da alfabetização funcional
  65. 65. O alfabetismo funcional A Alfabetização Funcional Brasileira 50% 45% 40% Porcentagem da População 35% 30% 25% 20% 15% 10% 5% 0% 2001/2002 2002/2003 2003/2004 2004/2005 2007 2009 2011 Analfabeto Rudimentar Básico PlenoSource: Relatório INAF 2012 | Instituto Paulo Montenegro
  66. 66. O jogo de poder
  67. 67. E como ficam o editor e o escritor nesta história?
  68. 68. “A verdadeira revolução está na distribuição eacesso ao produto, não no ofício literário ou editorial.”
  69. 69. “O ofício editorial é descobrirtalentos, lapidá-los epromovê-los. Isto não mudou.”
  70. 70. “O ofício literário éescrever textos cativantes de cunho artístico, literário, críticoou de entretenimento. Isto não mudou.”
  71. 71. “Graças à tecnologia o editor pode hojeretornar ao seu ofício original.”
  72. 72. “Graças à tecnologia oescritor pode hoje estar mais próximo do seu público e escutá-lo.”
  73. 73. “Mas o poder mudoude mãos. Hoje é o leitorquem dá as cartas, que define oque, quando, como e a que custo ler.”
  74. 74. “A função do editormoderno é encontrar o livro certo para seusleitores e não mais os leitores certos para seus livros.”
  75. 75. “O objetivo do escritormoderno é ser lido e não mais ser publicado.”
  76. 76. Obrigado! Carlo Carrenho Consultor Editorial Sócio-fundador do PublishNews Coordenador do curso “Publisher: o livro como negócio” E-mail: carrenho @ gmail.comLinkedin: http://br.linkedin.com/in/carrenho Twitter: @carrenho Esta apresentação encontra-se em: http://www.slideshare.net/carrenho

×