Your SlideShare is downloading. ×
0
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Usuário mídia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Usuário mídia

2,125

Published on

Apresentação feita no Social Media Day, em 30/06/2012, sobre usuário-mídia, o formador de opinião online.

Apresentação feita no Social Media Day, em 30/06/2012, sobre usuário-mídia, o formador de opinião online.

Published in: Business
0 Comments
20 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,125
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
20
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. USUÁRIO-MÍDIA:O FORMADOR DE OPINIÃO ONLINE NOAMBIENTE DAS MÍDIAS SOCIAIS Carolina Frazon Terra www.meadiciona.com/carolterra Social Media Day
  • 2. Carolina Frazon Terra é formada em Relações Públicaspela Universidade Estadual Paulista "Júlio de MesquitaFilho" (UNESP/Bauru), especialista em GestãoEstratégica de Comunicação Organizacional e RelaçõesPúblicas, doutora e mestre em Interfaces Sociais daComunicação, ambas pela Escola de Comunicações eArtes da USP.Iniciou sua carreira em Bauru, atuando em empresascomo FIAT e Associação Hospitalar de Bauru. Atuoucomo Relações Públicas da Vivo, foi coordenadora decomunicação corporativa do MercadoLivre e diretora deMídias Sociais da Agência Ideal.Além disso, é docente para os cursos de RelaçõesPúblicas e Publicidade e Propaganda da FundaçãoEscola de Comércio Álvares Penteado, da USP e daspós em Comunicação Digital da ECA-USP, da FAAP eda Belas Artes em São Paulo. Também prestaconsultoria estratégica em comunicação digital.É autora dos livros Blogs Corporativos e MídiasSociais...e agora? (Difusão Editora e Editora SenacRio) e editora do blog RPalavreando(http://rpalavreando.com.br).
  • 3. AGEN Usuário-Mídia: formador deAGENDA DA opinião online Objetivos Caminho percorrido Conceito Aplicação prática Aplicação prática
  • 4. OBJETIVOS• Entender como quem são os usuários-mídia do meio digital• Apresentar opções e sinônimos teóricos desenvolvidos por autores de renome no mundo das mídias sociais e da comunicação digital• Relacioná-lo ao formador de opinião, sendo este considerado um influenciador online ou um formador de opinião online.• Apresentar como a comunicação organizacional pode tratar tal usuário, identificá-lo e categorizá-lo.
  • 5. CAMINHO PERCORRIDOUsuário-mídia o Jenkins, Recuero, Saad Corrêa, Van Djick, Coutinho, TerraRedes sociais online e mídias sociais o Castells, Levy, Ugarte, Lemos, Wellman, Recuero, Benkler, Coutinho, Saad Corrêa, Benkler, TerraComo a comunicação organizacional lida com o usuário-mídia o Kunsch, Barichello, Saad Corrêa, Terra
  • 6. O QUE AS MARCAS BUSCAM NASREDES SOCIAISRelacionamento: capital socialColaboração: produtosBranding: percepção da marcaAtendimento ao Cliente: SACVendas: $
  • 7. USUÁRIO-MÍDIA• Entendemos que o usuário-mídia é um heavy user tanto da internet como das mídias sociais e que produz, compartilha, dissemina conteúdos próprios e de seus pares, bem como os endossa junto às suas audiências em blogs, microblogs, fóruns de discussão on- line, comunidades em sites de relacionamento, chats, entre outros.• Acreditamos que existam níveis de usuário- mídia: os que apenas consomem conteúdo e replicam; os que apenas participam com comentários em iniciativas on-line de terceiros; e os que de fato produzem conteúdo ativamente.
  • 8. USUÁRIO-MÍDIA Perfil dos usuários de mídias sociais. Fonte: Many to Many/Ibope/Maximídia 2010. Disponível em: http://www.ibope.com.br/maximidia2010/download/Redes_Sociais.pdf.
  • 9. NOVO CONSUMIDOR SOCIAL Fonte: O novo consumidor social (PESQUISA MÍDIAS SOCIAIS/DELOITTE, 2010, p.6)
  • 10. CONSUMIDOR PROFISSIONAL
  • 11. AUTORESLemos (2008, p. 3): cada sujeito é efetivamente um potencialprodutor de informaçãoDeuze (2009, p.22): cultura da criação está se tornando rapidamenteo centro da atividade industrial e individual na emergente economiacultural globalizadaCastells (2007): contrapoder é a capacidade dos atores sociais dedesafiar e eventualmente modificar relações de poderinstitucionalizadas na sociedadeJenkins (2009 [on-line]): spreadable media
  • 12. AUTORESMontardo (2009, p. 4): produsers e prosumersDijck (2009, p. 46) é prosumption ou wikinomicsBenkler (2006, p. 126): usuário mais ativo e produtivo que osconsumidores da economia industrial da informaçãoChris Anderson (2006): novos formadores de preferências porse expressarem nas mais variadas plataformas on-line e emsistemas de recomendação e influência.
  • 13. TABELA: COMO IDENTIFICAR UM USUÁRIO-MÍDIARequisitos Primeiro nível Segundo nível Terceiro nívelQuantidade de Até 500 De 501 a 1000 Acima de 1001seguidores noTwitterFãs ou fanpage Até 100 De 101 a 500 Acima de 501 TERRA, Carolina F.(Facebook) Usuário-mídia: oKlout Abaixo de 30 Entre 30 e 60 Acima de 60 formador de opinião online no ambiente dasPossui blog, 0a2 3e4 Acima de 4tumblr ou mídias sociais.outra página Trabalhoweb? Em caso apresentado no VIpositivo, qual Congresso Brasileiroseria o Científico depagerank? ComunicaçãoPossui outros Até 3 De 4 a 10 Acima de 10 Organizacional e deperfis em Relações Públicas –mídias sociais. “VI Abrapcorp 2012 –Quantos? Comunicação,Frequência de Ocasional Frequente Diariamente Discurso,postagem Organizações”.Diálogo Reativo, apenas Intermediário, esboça Ativo, produz São Luiz/MA – 26 a consome conteúdo interações, mas não conteúdo, interage, 28 de abril de 2012. produz, apenas replica replica, comenta etc e comentaTemas Parcialmente Parcialmente Totalmente conectadotrabalhados conectado com a conectado com a com a marca, produto marca, produto ou marca, produto ou ou organização organização organização
  • 14. COMO IDENTIFICAR UM USUÁRIO-MÍDIAExistem, ainda, outros índices que calculam a influênciado usuário das mídias sociais.• Node XL• Klout• Booshaka• Twinfluence• Tweet Level• PeerIndex• FollowerWonk• Entre outras dezenas de ferramentas responsáveis por aferir influência, popularidade e alcance dos usuários de mídias sociais.
  • 15. TERRA, CarolinaFrazon. Usuário-mídia: a relação dacomunicaçãoorganizacional e doconteúdo geradopelo usuário. SãoPaulo – SP, 2010.[Tese de Doutorado- Escola deComunicações eArtes daUniversidade deSão Paulo].
  • 16. TERRA, CarolinaFrazon. Usuário-mídia: a relação dacomunicaçãoorganizacional e doconteúdo geradopelo usuário. SãoPaulo – SP, 2010.[Tese de Doutorado- Escola deComunicações eArtes daUniversidade deSão Paulo].
  • 17. TERRA, Carolina Frazon. Usuário-mídia: a relação da comunicação organizacional e do conteúdogerado pelo usuário. São Paulo – SP, 2010. [Tese de Doutorado - Escola de Comunicações e Artesda Universidade de São Paulo].
  • 18. COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL EUSUÁRIO-MÍDIA• Condições: simplicidade (basta analisar a facilidade do Youtube para se compartilhar vídeos on-line); conteúdo interativo; ambientes colaborativos; confiança; atualização; e, principalmente, diálogo.• As mídias sociais são sobre relacionamentos, construção de redes, de debates. Para autopromoção, existem outras alternativas que não essa.
  • 19. CONSIDERAÇÕES FINAIS • Kozinets: identificar e monitorar os líderes (influenciadores) para gerar envolvimento com qualquer iniciativa duradoura de comunidades on-line. • É importante pensar que a organização contemporânea precisa dialogar com seus públicos de interesse e se abrir para vozes externas. • O consumidor é visto como uma espécie de coprodutor. • A opinião pública divide espaço com o saber público ou com a sabedoria das multidões e o ambiente digital propicia relacionamentos mais diretos, se assim a organização o quiser.
  • 20. CONSIDERAÇÕES FINAIS• Organizações têm que estar em determinados ambientes com fins de interação e atendimento, mas não são fonte confiável de informações.• Mudança completa de postura no discurso e na prática das organizações: informações meramente mercadológicas, unidirecionais e com fins apenas de convencimento de compra não têm espaço para o usuário-mídia que aceita as organizações desde que elas estejam dispostas a dialogar, realmente.• Identificar esses influenciadores online e transformá-los em embaixadores parece ser o desafio e o caminho para convencer audiências e usuários comuns a respeito de temas ligados às organizações nas mídias sociais.
  • 21. OBRIGADA! http://www.meadiciona.com/carolterra Associação Brasileira de Pesquisadores de ComunicaçãoGrupo de Pesquisa em Comunicação, Jornalismo e Mídias Digitais Organizacional e Relações Públicas

×