Analise sistemas 02

1,277
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,277
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
45
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Analise sistemas 02

  1. 1. PARTICIPANTES DOS SISTEMAS <ul><li>Profª. MSc Caroline Raquel Rodrigues </li></ul><ul><li>Análise de Sistemas Computacionais </li></ul>
  2. 2. Participantes dos sistemas <ul><li>Como analista de sistemas você trabalhará com diversos tipos de pessoas; </li></ul><ul><li>Um analista de sistemas bem-sucedido precisa ter, além de conhecimento de tecnologia, aptidões para trabalhar com pessoas. </li></ul>
  3. 3. Participantes dos sistemas <ul><li>Participantes encontrados em um típico projeto de desenvolvimento de sistemas: </li></ul><ul><ul><li>Usuários </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerentes </li></ul></ul><ul><ul><li>Auditores, controle de qualidade e padronizadores </li></ul></ul><ul><ul><li>Analistas de Sistemas </li></ul></ul><ul><ul><li>Projetistas de Sistemas </li></ul></ul><ul><ul><li>Programadores </li></ul></ul><ul><ul><li>Pessoal operativo </li></ul></ul>
  4. 4. Participantes dos sistemas <ul><li>Usuários: </li></ul><ul><ul><li>Pessoa, ou grupo de pessoas para quem o sistema é construído. </li></ul></ul><ul><ul><li>É uma pessoa que será entrevistada várias vezes para identificar as características do novo sistema. </li></ul></ul><ul><ul><li>Normalmente é fácil identificar o usuário (cliente ou proprietário); </li></ul></ul><ul><ul><li>Em alguns casos o verdadeiro usuário é desconhecido ou o analista não pode interagir com ele; </li></ul></ul>
  5. 5. Participantes dos sistemas <ul><li>Usuários – heterogeneidade: </li></ul><ul><ul><li>Grande erro dos analistas e programadores: presumir que todos os usuários são iguais. </li></ul></ul><ul><ul><li>Além de divergirem por suas especificidades pessoais, os usuários podem ser classificado por: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Tipo de função, ou nível de supervisão; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Nível de experiência com TI; </li></ul></ul></ul>
  6. 6. Participantes dos sistemas <ul><li>Usuários – Por tipo de função: </li></ul><ul><li>Usuário Operativo </li></ul><ul><li>Normalmente tem visão local </li></ul><ul><li>Executa a função do sistema </li></ul><ul><li>Tem visão física do sistema </li></ul><ul><li>Usuário Supervisor </li></ul><ul><li>Pode ou não ter visão local </li></ul><ul><li>Normalmente conhece a operação </li></ul><ul><li>Orientado por considerações orçamentárias </li></ul><ul><li>Muitas vezes age como intermediário entre os usuários e os níveis mais elevados da direção </li></ul><ul><li>Usuário Executivo </li></ul><ul><li>Tem visão global </li></ul><ul><li>Tem iniciativa sobre o projeto </li></ul><ul><li>Não tem experiência operativa </li></ul><ul><li>Tem preocupações estratégicas </li></ul>
  7. 7. Participantes dos sistemas <ul><li>Usuários – Por nível de experiência: </li></ul><ul><ul><li>É comum que os analistas presumam que todos os usuários sejam completos ignorantes em termos de processamento de dados. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tipos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Amador </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Novato </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Experiente </li></ul></ul></ul>
  8. 8. Participantes dos sistemas <ul><li>Gerentes: </li></ul><ul><ul><li>Gerentes usuários : gerentes de nível médio, encarregados de várias pessoas da área operativa. Querem relatórios internos e análise das tendências de curto prazo . </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerentes de SIG : pessoas encarregadas do projeto de desenvolvimento do sistema e gerentes de nível superior. Preocupados com o gerenciamento geral e alocação de recursos de toda a equipe técnica da organização. </li></ul></ul>
  9. 9. Participantes dos sistemas <ul><li>Gerentes: </li></ul><ul><ul><li>Gerenciamento geral : presidente e/ou gerente geral da organização. Estão interessados nos sistemas de planejamento estratégico e de apoio à tomada de decisão . Dão atenção a informações externas: normas governamentais, relatórios da competição em seu mercado, relatórios sobre novos mercados e produtos, etc. </li></ul></ul>
  10. 10. Participantes dos sistemas <ul><li>Auditores, controle de qualidade e padronizadores : </li></ul><ul><ul><li>Dependendo do tamanho do projeto e da natureza da organização, você pode ter auditores, pessoal de controle de qualidade e/ou membros do setor de padronização participando do projeto . </li></ul></ul><ul><ul><li>Objetivo: garantir que o sistema será desenvolvido de acordo com vários padrões externos – impostos por setores da empresa ou por diversos setores normatizadores governamentais. </li></ul></ul>
  11. 11. Participantes dos sistemas <ul><li>Auditores, controle de qualidade e padronizadores – Problemas : </li></ul><ul><ul><li>Eles não se envolvem no projeto até que esteja terminado, neste ponto é muito difícil fazer grandes modificações no sistema. </li></ul></ul><ul><ul><li>Notação para a documentação dos requisitos do sistema; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estão mais interessados na forma do que na substância: se seus documentos não estiverem exatamente corretos, poderão ser rejeitados. </li></ul></ul>
  12. 12. Participantes dos sistemas <ul><li>Analista de sistemas: </li></ul><ul><ul><li>Membro essencial de qualquer projeto de desenvolvimento de sistemas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Desempenha vários papéis: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Arqueólogos e escribas – detalhar e documentar a orientação comercial; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Inovador – auxiliar o usuário a explorar as novas e úteis aplicações dos computadores; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Mediador – entre os participantes; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Líder de projeto – experiente; </li></ul></ul></ul>
  13. 13. Participantes dos sistemas <ul><li>Projetistas de sistemas: </li></ul><ul><ul><li>Recebe a saída do trabalho de análise de sistemas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Sua tarefa é transformar uma lista isenta de tecnologia dos requisitos do usuário em um projeto de alto-nível que fornecerá a estrutura a qual os programadores poderão trabalhar. </li></ul></ul>
  14. 14. Participantes dos sistemas <ul><li>Programadores: </li></ul><ul><ul><li>O ideal é que analista e programador não interajam. </li></ul></ul><ul><ul><li>Em pequenos projetos, as tarefas de análise, projeto e programação são combinados; </li></ul></ul><ul><ul><li>Muitas vezes é o programador quem descobre erros e ambiguidades na “lista de requisitos”. Se estiver faltando alguma coisa, ou se houver algo errado ou confuso, o programador tem duas opções: pedir explicações ao analista ou ao usuário. </li></ul></ul>
  15. 15. Participantes dos sistemas <ul><li>Pessoal de operações: </li></ul><ul><ul><li>Em alguns casos, os detalhes operacionais do sistema podem ser uma questão de negociação entre o usuário e o grupo de operações do computador central. </li></ul></ul>
  16. 16. Exercícios <ul><li>Você pode imaginar alguma situação em que o analista de sistemas não devesse falar com o usuário? </li></ul><ul><li>Qual o conhecimento que o usuário deve ter sobre computadores e sobre software para poder participar de uma equipe de projeto durante a fase de análise? Qual o conhecimento que ele deve ter a respeito das ferramentas e das técnicas de análise? </li></ul><ul><li>Que responsabilidade ética ou moral tem o analista de sistemas em relação ao usuário operativo se ele estiver convencido que não haverá dispensas de empregados, mas o usuário está preocupado com que haja? </li></ul><ul><li>O que deve fazer o analista de sistemas se o usuário supervisor não deixar que ele se dirija diretamente aos usuários operativos? Como o analista de sistemas deve enfrentar tal situação? </li></ul>
  17. 17. Bibliografia YOURDON, Edward. Análise Estruturada Moderna. Editora Campus. Capítulo 3
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×