• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Asterisk central ipbx   debian [artigo]
 

Asterisk central ipbx debian [artigo]

on

  • 2,142 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,142
Views on SlideShare
1,626
Embed Views
516

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 516

http://carlosvmelo.wordpress.com 516

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Asterisk central ipbx   debian [artigo] Asterisk central ipbx debian [artigo] Document Transcript

    • 24/10/12 Asterisk Central IPBX - Debian [Artigo] Asterisk Central IPBX - Debian Autor: Clodoaldo Antunes <clodoaldoantunes at softpharma.com.br> Data: 15/09/2009 Introdução Asterisk é um sistema PABX (Private Automatic Branch Exchange) que substitui uma central telefônica convencional com várias funcionalidades que vão além de sua arquitetura padrão, devido sua plataforma ter sido desenvolvida baseando-se na licença GPL (Gnu Public Licence). Seu criador, Mark Spencer, é proprietário da empresa Digium, detentora do código-fonte e realizadora de inovações e correções de bugs que venham a ocorrer. Seu código-fonte e configurações podem ser alterados conforme a necessidade de cada organização. O sistema serve para recepcionar e efetuar ligações de operadoras convencionais ou VOIP (Voice Over IP) de diversas formas. Suas principais funcionalidades vêm atender todos os portes de organizações, pois seu baixo custo com grandes funcionalidades atraem as áreas de tecnologia. Neste artigo será demonstrado como é fácil instalar e configurar este software, suas exigências mínimas e capacidades de utilização, ao final será visto como a tecnologia pode trazer maior economia para organização com baixo custo de investimento. Funcionalidades O software Asterisk tem as mesmas funcionalidades de uma central digital convencional com um custo aceitável para uma empresa que preza economia na área de tecnologia de comunicação. Abaixo seguem algumas de suas funcionalidades: Gerenciar chamadas de linhas VoIP (sem necessidade de ATA); Gerenciar chamadas da linha pública (necessidade placa E1 ou FXO); Manipular URA (Unidade de resposta audível) de forma prática (arquivos wav); Criar várias rotas de saídas conforme DDD (Discagem direta a distancia) discado, para economia do custo da ligação; Recepção de fax via arquivos com extensão pdf e envio de fax via software; Monitorar em tempo real as ligações; Gráficos de utilização das linhas de entrada e saída; Caixas postais ilimitadas; Gravação das chamadas de entrada e saída; Disponibilizar número para conferência entre ligações;www.v iv aolinux.com.br/artigos/impressora.php?codigo=10471 1/7
    • 24/10/12 Asterisk Central IPBX - Debian [Artigo] Interconexão entre filiais e matriz sem custo; Unificação de gastos com telecomunicação; Automatizar horário de atendimento URA; Manipular informações sobre fila de espera; Bloqueio de ligações a cobrar; Controle com senha para ligações fora de horário; Callback. E muito mais... Como funciona o Asterisk O Asterisk é muito flexível no seu funcionamento, uma de suas formas será demonstrada na figura 1, qual possui somente um servidor, gerencia linhas VoIP e telefonia de uma rede convencional. Este servidor terá acesso a internet protegido por um firewall, pois como sua comunicação é sobre IP, podemos ter ramais fora da rede local, possibilitando realizar ligações de qualquer lugar onde se possua uma conexão internet. Também há muitos aparelhos de celular que possuem softwares SIP, os quais servem para comunicação com Asterisk. Para os ramais na rede interna é possível utilizar softphones gratuitos, como por exemplo o xLite ou telefonesIP, que tem um custo mais elevado. Para receber e realizar ligações utilizando uma operadora VoIP não são necessários os velhos ATAs de autenticação, o Asterisk faz este papel com muita eficiência, e para redes convencionais de telefonia a interligação entre a rede e o servidor é feita sobre placas FXO para redes analógicas e E1 para digitais. Sinalizadores Para toda chamada realizada ou recebida é estabelecida um canal de comunicação, este possui um sinalizador e um transportador. Existem vários protocolos de sinalização, mas os mais utilizados são SIP ou IAX2 devidowww.v iv aolinux.com.br/artigos/impressora.php?codigo=10471 2/7
    • 24/10/12 Asterisk Central IPBX - Debian [Artigo] sua facilidade de uso e qualidade. SIP é baseado em um código aberto e IAX criado pela própria Digium, criadora da Asterisk. Protocolo de transporte Após criado o canal de comunicação pelos sinalizadores, entra o papel do protocolo RTP, que realiza o transporte do áudio de um lado a outro, sua forma de transferência é UDP para que haja velocidade no transporte. Codecs Quando é estabelecida uma comunicação entre dois pontos, Chamador - Recebedor, é estipulado um acordo entre ambos sobre qual codec será utilizado para envio do áudio. Existem vários codecs que Asterisk trabalha com qualidades diferentes. Abaixo será mostrada uma tabela MOS responsável pela qualificação dos codecs e a banda utilizada para transporte. Cdc BtRt oe i ae MS O G71 6 .1 4 43 . iB LC 1. 52 41 .4 AR M 1. 22 41 .4 G73 63 .2 . 39 . G76 3 .2 2 38 . GMER1. S F 22 38 . GMF 1. S R 22 35 . G79 8 .2 37 . A tabela MOS é composta por 5 definições: MOS Definição Descrição 5 Excelente Áudio perfeito 4 Bom Áudio natural, como uma chamada telefônica convencional 3 Razoável Comunicação possível, mas com certo esforço 2 Ruim Baixa qualidade, com dificuldade de compreensão 1 Péssimo Chamada com áudio picotando Extensions.conf Este arquivo é basicamente o ponto vital do Asterisk, nele são configurados os planos de discagem, recepção de chamadas, funcionalidades diversas como correio de voz, gravações de ligações, entre outras.www.v iv aolinux.com.br/artigos/impressora.php?codigo=10471 3/7
    • 24/10/12 Asterisk Central IPBX - Debian [Artigo] Ramais Asterisk tem como um de seus benefícios a quantidade de ramais ilimitados, tudo dependerá da carga de chamadas simultâneas realizadas pela central. Instalação Primeiro passo para instalação do software Asterisk: devemos tem um servidor com sistema operacional Linux instalado com devidas dependências, algumas delas são: gcc ncurses-devel libtermcap-devel headers do kernel gcc c++ openssl newt-devel zlib-devel unixodbc libtool gnu make Sua instalação é muito rápida e simples, vamos demonstrar um método compilado na distribuição Debian modo texto, para obtermos maior desempenho na sua utilização. Faça download dos arquivos fontes do site www.asterisk.org na pasta /usr/src/, após cada descompactação, entre na pasta descompactada e execute os comandos: dahdi-linux (contém todos os drivers das placas da digium); dahdi-tools; libpri (biblioteca responsável pela sinalização, necessita de instalação caso seja usada uma placa E1); asterisk; asterisk-addons (plugins adicionais ao Asterisk). dahdi-linux: # wget http://downloads.asterisk.org/pub/telephony/dahdi-linux/releases/dahdi-linux-2.2.0.2.tar.gz # tar -zxvf /dahdi-linux-2.2.0.2.tar.gz # make clean # make # make install dahdi-tools: # wget http://downloads.asterisk.org/pub/telephony/dahdi-tools/releases/dahdi-tools-2.2.0.tar.gzwww.v iv aolinux.com.br/artigos/impressora.php?codigo=10471 4/7
    • 24/10/12 Asterisk Central IPBX - Debian [Artigo] # tar -zxvf dahdi-tools-2.2.0.tar.gz # make # make install Libpri: # wget http://downloads.asterisk.org/pub/telephony/libpri/releases/libpri-1.4.10.1.tar.gz # tar -zxvf libpri-1.4.10.1.tar.gz # make clean # make install Asterisk: # wget http://downloads.asterisk.org/pub/telephony/asterisk/releases/asterisk-1.6.0.15.tar.gz # tar -zxvf asterisk-1.6.0.15.tar.gz # ln -s /usr/src/asterisk-1.6.0.15 /usr/src/asterisk # ./configure # make menuselect # make install # make samples # make config # make projdocs Asterisk addons: # wget http://downloads.asterisk.org/pub/telephony/asterisk/releases/asterisk-addons-1.6.0.3.tar.gz # tar -zxvf asterisk-addons-1.6.0.3.tar.gz # make clean # ./configure # make menuselect # make install # make samples Se não ocorreu nenhum erro durante o processo, digite no terminal: # asterisk E em seguida: # rasterisk e veja se entrará um modo console conforme abaixo: Asterisk 1.6.0.15, Copyright (C) 1999 - 2009 Digium, Inc. and others. Created by Mark Spencer <markster@digium.com> Asterisk comes with ABSOLUTELY NO WARRANTY; type core show warranty for details. This is free software, with components licensed under the GNU General Public License version 2 and other licenses; you are welcome to redistribute it under certain conditions. Type core show license for details.www.v iv aolinux.com.br/artigos/impressora.php?codigo=10471 5/7
    • 24/10/12 Asterisk Central IPBX - Debian [Artigo] Configurando ramais Para configurarmos dois ramais usaremos o arquivo sip.conf, localizado em /etc/asterisk/. Limpe o arquivo primeiramente com comando: # > /etc/asterisk/sip.conf Abra o arquivo com software de preferência *(vim, gpedit): [100] deny=0.0.0.0/0.0.0.0 #bloqueia registro a este ramal de qualquer rede permit=192.168.0.0/24 #libera registro a este ramal na rede especificada type=friend #friend = recebe e fax ligações - user=somente recebe - peer=somente faz ligações secret=100 #senha para o ramal, se não especificada a senha sera automaticamente o número do ramal qualify=yes #se o servidor envia pacotes keepalife para cliente port=5060 #porta utilizada para conexão nat=yes #caso a rede possua nat host=dynamic #nome do host a se conectar dtmfmode=rfc2833 #padrão DTMF adotado a este ramal context=artigoAsterisk #caminho de discagem para este ramal, este será definido no arquivo extensions.conf [200] deny=0.0.0.0/0.0.0.0 permit=192.168.0.0/24 type=friend secret=200 qualify=yes port=5060 nat=yes host=dynamic dtmfmode=rfc2833 context=artigoAsterisk Após configurado, salve o arquivo. Agora vamos criar um plano de discagem para os ramais se interligarem. Configurar extensions.conf Para configurarmos um plano de discagem entre os dois ramais configurados devemos editar o arquivo extensions.conf, localizado em /etc/asterisk/. Primeiramente limpamos o arquivo com comando:www.v iv aolinux.com.br/artigos/impressora.php?codigo=10471 6/7
    • 24/10/12 Asterisk Central IPBX - Debian [Artigo] # > extensions.conf Então editamos o arquivo: [artigoAsterisk] ;toda linha de código se inicia com "exten =>" exten=> 100,1,Dial(SIP/100) ; esta linha indica que quando discado 100 será executado o aplicativo Dial que ira gerar uma chamada para numero 100 exten=> 200,1,Dial(SIP/200) Pronto! Os dois ramais já estão interligados e podem realizar chamadas um para o outro. Conclusão Neste artigo podemos ver como funciona o software Asterisk, como é fácil sua instalação e configuração e quais seus arquivos de configuração. Espero ter ajudado a todos a compreender como o Asterisk funciona, tendo todas as funcionalidades de uma central convencional em um servidor de baixo custo de configuração. Até mais. http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Asterisk-Central-IPBX-Debian Voltar para o sitewww.v iv aolinux.com.br/artigos/impressora.php?codigo=10471 7/7