Arquitectura Em Portugal

5,755 views

Published on

Trabalho realizado pelos alunos Manuel Barrios e Carlos Bonito Martins do 11º G da Escola Secundária de Odivelas no ano lectivo de 2008/2009

Published in: Travel, News & Politics
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,755
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
18
Actions
Shares
0
Downloads
112
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Arquitectura Em Portugal

  1. 1. Arquitectura O caso Português “ As saudades são como um ornato em que a nossa alma reside” Raul Lino
  2. 2. A Arquitectura em Portugal <ul><li>No Inicio do século XX, instalaram -se uma série de divergências culturais entre Progressistas e Românticos meditando na produção arquitectónica com duas vertentes : </li></ul><ul><li>Corrente Cosmopolita – expansão de Avenidas novas em Lisboa . </li></ul><ul><li>Corrente Estética – revaloriza a tradição e as raízes mais culturais da Identidade Nacional. </li></ul><ul><li>Que jaz por baixo do conceito de “Casa Portuguesa </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Tudo isto se bateu em defesa de uma “estilização nacional “ , encabeçada por Raúl Lino (1879-1974) . </li></ul><ul><li>O essencial do seu programa era: </li></ul><ul><li>Integração na paisagem </li></ul><ul><li>Modulação orgânica dos volumes </li></ul><ul><li>concepção do projecto na tradição da Arts and Crafts. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A chegada do Modernismo na Arquitectura Portuguesa foi devido a várias contribuições , tais como : </li></ul><ul><li>A Criação da Sociedade dos Arquitectos Portugueses (1903). </li></ul><ul><li>Lançamento da primeira revista de Arquitectura . </li></ul><ul><li>Criação do Prémio Valmor . </li></ul><ul><li>O Modernismo afirmou-se nas décadas de 1920 e 1930, com uma adesão à estética racionalista e com a introdução dos novos materiais (ferro ,vidro e betão ). </li></ul><ul><li>Em 1940 , a consolidação política do regime, foi exercer a sua influência ideológica nas artes . </li></ul><ul><li>Na Arquitectura foi através do impulso urbanístico de Duarte Pacheco . </li></ul>
  5. 5. Raul Lino <ul><li>Grande arquitecto português onde a sua carreira foi marcada pelo movimento modernista; </li></ul><ul><li>Estudou em Inglaterra e na Alemanha onde conheceu muitos outros arquitectos igualmente importantes; </li></ul><ul><li>Quando chega a Portugal desempenha cargos como ministro das obras públicas, e superintendente dos Palácios Nacionais; </li></ul><ul><li>Ao longo da sua vida defendeu a tradição na concepção das formas, sendo assim um defensor da tradição versus modernismo. </li></ul>
  6. 6. Obras <ul><li>Casa da Raposeira, Canas de Senhorim; </li></ul><ul><li>Teatro Tivoli, Lisboa; </li></ul><ul><li>Quinta da Comenda, Setúbal; </li></ul><ul><li>A Casa Branca, Azenhas do mar. </li></ul>
  7. 7. Casa da Raposeira; Canas de Senhorim Teatro Tivoli, 1928; Lisboa
  8. 8. Quinta da Comenda, 1903 Setúbal Casa Branca, 1920; Azenhas do mar
  9. 9. Características do modernismo em Portugal <ul><li>Rejeição dos estilos históricos; </li></ul><ul><li>O ornamento obedecia às regras da academia; </li></ul><ul><li>Tinham as ideias da industrialização, da economia e do design; </li></ul><ul><li>Acreditavam que o arquitecto era o principal responsável pelo correcto ajustamento da construção no ambiente; </li></ul><ul><li>Os edifícios deviam ser económicos, limpos e úteis; </li></ul><ul><li>Utilização dos novos materiais; </li></ul><ul><li>Casa prática e funcional; </li></ul><ul><li>Janelas amplas; </li></ul><ul><li>Relação entre arquitectura e urbanismo; </li></ul><ul><li>Interligação com as artes menores: cerâmica, tecelagem, e marcenaria </li></ul>
  10. 10. Outros arquitectos Cristino da Silva (1896-1976) Pavilhão da Honra, Lisboa, 1940
  11. 11. Keil do Amaral (1910-1975) Pavilhão Carlos Lopes, 1932
  12. 12. Ventura Terra (1866-1919) Avenida da republica, nº 46
  13. 13. José Marques da Silva (1869-1947) Edifício Mirandouro, Porto
  14. 14. Cottinelli Telmo (1897-1948) Réplica do Padrão dos Descobrimentos, 1960
  15. 15. Trabalho realizado por: Carlos Santos, nº3 Manuel Bairros, nº17

×