ppt_Cad

699 views
615 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
699
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
57
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ppt_Cad

  1. 2. WEB 2.0 EM CONTEXTO EDUCACIONAL
  2. 3. Partilha Colaboração Conhecimento
  3. 4. Influencia Forma de educar Educação
  4. 5. flexibilização das aprendizagens de forma colaborativa
  5. 6. Blogs Wikis Podcasting Partilha de ficheiros Aplicação e Projectos
  6. 7. A IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO NA WEB 2.0
  7. 8. Processamento Triagem
  8. 9. TEORIA DA FLEXIBILIDADE COGNITIVA Exploração não linear pode ser uma mais-valia no processo de aprendizagem existe a necessidade de eficiência e eficácia na procura de informação/conteúdos
  9. 10. WEB 2.O
  10. 11. INTELIGÊNCIA COLECTIVA
  11. 12. O PAPEL DA AUTO-REGULAÇÃO DAS COMUNIDADES NA WEB 2.0
  12. 13. Contracultura Desinformação
  13. 14. Qualidade da Informação Colaboração
  14. 15. Auto-regulação Auto-regulação Comunidade
  15. 16. Estratégias e mecanismos de triagem de informação
  16. 17. <ul><li>- Orientar e mediar o ensino para a aprendizagem dos alunos; </li></ul><ul><li>- Responsabilizar-se pelo sucesso da aprendizagem dos alunos; </li></ul><ul><li>- Assumir e saber lidar com a diversidade existente entre os alunos; </li></ul><ul><li>- Incentivar actividades de enriquecimento curricular; </li></ul><ul><li>- Elaborar e executar projectos para desenvolver conteúdos curriculares; </li></ul><ul><li>- Utilizar novas metodologias, estratégias e material de apoio; </li></ul><ul><li>Desenvolver hábitos de colaboração e trabalho em equipa. </li></ul><ul><li>(Carvalho 2006) </li></ul>PAPEL DO PROFESSOR “ o professor tem como papel principal criar e estimular o ambiente educativo”. (Braz, 2002). preparar e direccionar a discussão sobre as informações recolhidas pelos alunos, levando-os a validar a informação Funções do Professor
  17. 18. PROFESSOR ALUNO INFORMAÇÕES RECOLHIDAS CONHECIMENTO - Compreensão - Utilização - Aplicação - Avaliação crítica MEDIADOR
  18. 19. 1º e 2º Ciclo As crianças ainda estão a dar os primeiros passos na utilização da internet como mecanismo educacional, pensa-se que o papel do professor e as orientações relativas à filtragem de informação são idênticas.
  19. 20. <ul><li>d efinir o que é uma pesquisa; </li></ul><ul><li>seleccionar sites confiáveis; </li></ul><ul><li>incentivar e orientar os alunos nas pesquisas; </li></ul><ul><li>sugerir (e não, impor) temas possíveis; </li></ul><ul><li>acompanhar as diferentes etapas do processo; </li></ul><ul><li>criar espaços de discussão crítica dos dados colectados e das conclusões apresentadas; </li></ul><ul><li>orientar e apoiar escolhas dos alunos. </li></ul>
  20. 21. 3º Ciclo O papel do professor/educador: triagem de informação pesquisa selecção de fontes Scaffolding, coaching, facilitador, potenciando o desenvolvimento, no aluno, das competências de Informação: fiável, credível, factualmente correcta, conclusiva, completa, relevante
  21. 22. <ul><li>Verificar se a página consultada, apresenta um ou mais dos seguintes aspectos : </li></ul><ul><li>indicação do autor e/ou administrador; </li></ul><ul><li>endereço de correio electrónico do responsável; </li></ul><ul><li>existência de local para correcções, clarificações ou </li></ul><ul><li>para inserir comentários; </li></ul><ul><li>ligações da página a organizações reconhecidas; </li></ul><ul><li>existência de citações e referências bibliográficas; </li></ul><ul><li>exactidão e clareza da informação (legibilidade, correcção ortográfica, gramatical e de conteúdo); </li></ul><ul><li>política de privacidade; </li></ul><ul><li>atribuição de algum prémio à página. </li></ul>Estratégias e mecanismos de triagem a adoptar pelo aluno: <ul><li>Começar pelos endereços das páginas indicadas pelos professores, ou indicados nos manuais do aluno. </li></ul><ul><li>Cruzar a informação , confrontando os factos apresentados nas várias páginas. </li></ul><ul><li>Adoptar uma atitude céptica face ao conteúdo, ou seja, interrogar as fontes consultadas. </li></ul>
  22. 23. Ensino Secundário Aluno como Prosumer Sites de referência Pesquisa orientada Listagem de sites de consulta presente na webgrafia do trabalho Pesquisa colaborativa Confrontação entre a informação pesquisada na Internet e aquela que se encontra presente nos manuais escolares
  23. 24. Ensino Superior <ul><li>Competências : pesquisa, selecção e triagem autónoma e planificada. </li></ul><ul><li>Recurso a métodos e técnicas de investigação de várias ciências, particularmente das ciências sociais . </li></ul><ul><li>Atender aos três princípios postulados pelo pensamento científico : </li></ul><ul><li>objectividade, inteligibilidade e racionalidade </li></ul>
  24. 25. 1. Distinguir fonte “consciente” e fonte “inconsciente”. 2. Distinguir fonte primária e fonte secundária. 3. Proceder à crítica da fonte: - externa ou de autenticidade : original/cópia? falso/verdadeiro? autor? - interna ou de credibilidade : interpretação, competência, veracidade, rigor. 4. Seleccionar as fontes: análise cruzada da informação, comparando e confrontando os diversos testemunhos.
  25. 26. ESTUDO DE CASO: Os Professores e o Ensino de Estratégias de Triagem de Informação
  26. 27. Amostra Instrumento de investigação Procedimentos estatísticos Metodologia Mestrado Análise de frequência (% de respostas) Questionário (11 itens)
  27. 28. Professores Alunos Estratégias Forma
  28. 29. Forma de actuar do professor 1. Nos trabalhos a realizar pelos alunos com base na utilização da Internet costuma dar alguns sites de referência? 2. Costuma monitorizar as pesquisas realizadas pelos alunos quando estes utilizam a Internet? 3. Pede aos seus alunos mais do que uma fonte de informação ou fonte de referência quando estes utilizam a Internet como fonte de informação? 4. Tem por hábito verificar as fontes referidas pelos alunos em trabalhos realizados com base na Internet? 5. Toma como universalmente válida toda a informação citada pelos seus alunos quando retirada da Internet? Estratégias utilizadas pelo professor 1. Promover o trabalho em comunidade? 2. Esclarecer de forma muito clara os objectivos pretendidos? 3. Espírito crítico dos alunos? 4. Orientar e controlar a pesquisa? 5. Propor diferentes estratégias de pesquisa? 6. Capacidade dos alunos de seriar e classificar a informação?
  29. 30. Toma como universalmente válida toda a informação citada pelos seus alunos quando retirada da Internet? Quest 1 Quest 2 Quest 3 Quest 4 Quest 5 % sim 89,7 82,1 97,4 79,5 0 % não 10,3 17,9 2,6 20,5 100
  30. 31. O que parece revelar que os professores estão conscientes de que a Internet é um método não monitorizado de partilha de informação. (Graham & Metaxas, 2003)
  31. 32. Esclarecer de forma muito clara os objectivos pretendidos? Capacidade dos alunos de seriar e classificar a informação? Estrat 1 Estrat 2 Estrat 3 Estrat 4 Estrat 5 Estrat 6 % nada importante 0 0 0 0 0 0 % pouco importante 7,7 0 0 2,6 0 0 % importante 33,3 2,6 15,4 38,5 23,1 2,6 % muito importante 38,5 43,6 48,7 38,5 48,7 43,6 % bastante importante 20,5 53,8 35,9 20,5 28,2 53,8
  32. 33. É necessário proporcionar objectivos relevantes aos alunos, para que estes pensem. (Jonassen, 2003)
  33. 34. Os professores parecem defender a teoria de que os alunos devem entender que toda a informação que está na Internet acontece por alguma razão, sendo vital que sejam capazes de determinar o propósito dessa informação quando avaliam a sua fidelidade. (Graham & Metaxas, 2003)
  34. 35. Conclusões
  35. 36. DESAFIO
  36. 37. INFORMAÇÃO DE QUALIDADE MÁ INFORMAÇÃO

×