Didática do Ensino Superior e Tecnologias da Informação/comunicação: novos paradigmas Unidade III <ul><li>Métodos e técnic...
INTRODUÇÃO <ul><li>Necessidade e responsabilidade do professor: </li></ul><ul><li>O preparo e organização de suas aulas </...
MÉTODOS  <ul><li>Etimológico   grego: indicar  caminhos  ou processos para atingir determinados fins. </li></ul><ul><li>C...
TÉCNICAS <ul><li>Operacionalização do método: </li></ul><ul><li>Estratégias de ensino; </li></ul><ul><li>Utilizadas para a...
REPENSAR MÉTODOS E TÉCNICAS <ul><li>Primeiramente:  </li></ul><ul><li>MÉTODO: por qual caminho? </li></ul><ul><li>TÉCNICA:...
<ul><li>Método   opção do professor! Responsabilidade </li></ul><ul><li>NÃO É NEUTRO </li></ul><ul><li>Ensinam : formas d...
<ul><li>Pelos métodos também é possível gerar profissionais: </li></ul><ul><li>Críticos ou submissos; </li></ul><ul><li>Se...
COMO ESCOLHER MÉTODOS E TÉCNICAS ADEQUADAMENTE? <ul><li>É necessário examinar as próprias concepções de ensino –aprendizag...
<ul><li>2) Romanticismo    maturacionismo (professor é um facilitador ou um recurso a mais para a aprendizagem do aluno, ...
<ul><li>3) Progressivismo    interacionismo (professor cria as situações problemáticas, permitindo a interação indivíduo-...
CONSIDERAR NA ESCOLHA DO MÉTODO: <ul><li>Segundo Haydt: </li></ul><ul><li>Os objetivos estabelecidos para o ensino-aprendi...
CLASSIFICAÇÃO DOS MÉTODOS ENSINO <ul><li>Segundo Irene de Carvalho: </li></ul><ul><li>Individualizados de ensino:  diferen...
<ul><li>“ Métodos e técnicas de ensino são instrumentos fundamentais na prática pedagógica , pois articulam os objetivos e...
<ul><li>No século XXI, precisamos ensinar aos nossos alunos a:  </li></ul><ul><li>APRENDER A APRENDER  </li></ul><ul><li>C...
OBJETIVOS: O INÍCIO <ul><li>Explicitam intenções e metas- atuação do professor e dos alunos. </li></ul><ul><li>Ensino inte...
TIPOS DE OBJETIVOS EDUCACIONAIS <ul><li>1) Gerais ou Educacionais:  referem-se a educação em geral, expressos em termos nã...
<ul><li>2) Específicos ou Instrucionais ou comportamentais:  definidos especificamente para uma disciplina, unidade de ens...
<ul><li>Existem várias correntes para formular objetivos, mas vamos salientar Benjamin Bloom- Taxionomia   (ciência da cla...
Haydt e a Taxonomia de Bloom <ul><li>As críticas a Bloom são muitas, mas para Haydt, auxiliam o professor em : </li></ul><...
SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS: SELEÇÃO DE PROCEDIMENTOS PARA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO <ul><li>NÃO é uma simples listagem de conte...
COMO SELECIONAR CONTEÚDOS? <ul><li>Os conteúdos já existem anteriormente à aula.  </li></ul><ul><li>Precisam ser estrutura...
PARA TAL, O PROFESSOR DEVE CONSIDERAR: <ul><li>Condições, recursos, tempo, número de alunos; </li></ul><ul><li>A relação c...
FINALIZANDO ... <ul><li>Ensinar a APRENDER A APRENDER, como estratégia de aprendizagem envolve tomada de decisões conscien...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Aulas 3 e 4 unidade 2

4,170

Published on

Published in: Technology, Education
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
4,170
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
101
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aulas 3 e 4 unidade 2

  1. 1. Didática do Ensino Superior e Tecnologias da Informação/comunicação: novos paradigmas Unidade III <ul><li>Métodos e técnicas de ensino. </li></ul><ul><li>A estruturação e preparação de aulas. </li></ul><ul><li>Prof. Dr. Nonato Assis de Miranda </li></ul>
  2. 2. INTRODUÇÃO <ul><li>Necessidade e responsabilidade do professor: </li></ul><ul><li>O preparo e organização de suas aulas </li></ul><ul><li>O papel da didática </li></ul>
  3. 3. MÉTODOS <ul><li>Etimológico  grego: indicar caminhos ou processos para atingir determinados fins. </li></ul><ul><li>Conceito: ações do professor no sentido de organizar as atividades de ensino, para atingir os objetivos em relação ao conteúdo específico, resultando na assimilação de conhecimentos e desenvolvimento das capacidades cognitivas e operativa dos alunos. </li></ul>
  4. 4. TÉCNICAS <ul><li>Operacionalização do método: </li></ul><ul><li>Estratégias de ensino; </li></ul><ul><li>Utilizadas para atingir objetivos propostos. </li></ul>
  5. 5. REPENSAR MÉTODOS E TÉCNICAS <ul><li>Primeiramente: </li></ul><ul><li>MÉTODO: por qual caminho? </li></ul><ul><li>TÉCNICA: como percorrer este caminho? </li></ul><ul><li>Comenius- Didactica Magna: e pistemologização da didática; </li></ul><ul><li>Método na pesquisa: buscar explicações; </li></ul><ul><li>Método no ensino: busca, orienta sobre relações aluno/conteúdo/professor/circunstâncias. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Método  opção do professor! Responsabilidade </li></ul><ul><li>NÃO É NEUTRO </li></ul><ul><li>Ensinam : formas de agir, pensar, estar frente aos conteúdos, frente à realidade, frente ao mundo... </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Pelos métodos também é possível gerar profissionais: </li></ul><ul><li>Críticos ou submissos; </li></ul><ul><li>Seguros ou inseguros; </li></ul><ul><li>Competitivos ou cooperativos. </li></ul><ul><li>Portanto... RESPONSABILIDADE DO PROFESSOR (nossa RESPONSABILIDADE) </li></ul>
  8. 8. COMO ESCOLHER MÉTODOS E TÉCNICAS ADEQUADAMENTE? <ul><li>É necessário examinar as próprias concepções de ensino –aprendizagem considerando os enfoques de: </li></ul><ul><li>1) Transmissão cultural  ambientalismo (professor é o detentor do saber transmitindo-os aos seus alunos e garantindo a recepção passiva dos mesmos). </li></ul>
  9. 9. <ul><li>2) Romanticismo  maturacionismo (professor é um facilitador ou um recurso a mais para a aprendizagem do aluno, escolhendo estratégias não diretivas) </li></ul>
  10. 10. <ul><li>3) Progressivismo  interacionismo (professor cria as situações problemáticas, permitindo a interação indivíduo-meio, com opções por : estudo dirigido, estudo do meio, solução de problemas etc.) </li></ul>
  11. 11. CONSIDERAR NA ESCOLHA DO MÉTODO: <ul><li>Segundo Haydt: </li></ul><ul><li>Os objetivos estabelecidos para o ensino-aprendizagem; </li></ul><ul><li>A natureza do conteúdo a ser ensinado; </li></ul><ul><li>As características dos alunos; </li></ul><ul><li>As condições físicas; </li></ul><ul><li>O tempo disponível. </li></ul>
  12. 12. CLASSIFICAÇÃO DOS MÉTODOS ENSINO <ul><li>Segundo Irene de Carvalho: </li></ul><ul><li>Individualizados de ensino: diferenças individuais; </li></ul><ul><li>Socializados: interação social (trabalho em grupo, dramatização) </li></ul><ul><li>Sócio-individualizados: combinação dos anteriores. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>“ Métodos e técnicas de ensino são instrumentos fundamentais na prática pedagógica , pois articulam os objetivos e os conteúdos, provocando a atividade mental e prática dos alunos”. </li></ul><ul><li>Em outras palavras: Métodos e técnicas dão vida aos objetivos e conteúdos! </li></ul>Segundo Libâneo:
  14. 14. <ul><li>No século XXI, precisamos ensinar aos nossos alunos a: </li></ul><ul><li>APRENDER A APRENDER </li></ul><ul><li>Como ? </li></ul><ul><li>Planejando .... </li></ul>IMPORTANTE NÃO NOS ESQUECERMOS QUE...
  15. 15. OBJETIVOS: O INÍCIO <ul><li>Explicitam intenções e metas- atuação do professor e dos alunos. </li></ul><ul><li>Ensino intencional. Não podemos ser “Alices” </li></ul>
  16. 16. TIPOS DE OBJETIVOS EDUCACIONAIS <ul><li>1) Gerais ou Educacionais: referem-se a educação em geral, expressos em termos não observáveis, propostos para longo prazo, final de curso, de semestre. Planejamento de Curso, Área de estudo. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>2) Específicos ou Instrucionais ou comportamentais: definidos especificamente para uma disciplina, unidade de ensino ou aula. Representam a operacionalização dos objetivos gerais. São expressos em termos de comportamentos observáveis, para médio e curto prazo. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Existem várias correntes para formular objetivos, mas vamos salientar Benjamin Bloom- Taxionomia (ciência da classificação) dos Objetivos educacionais : </li></ul><ul><li>Importância na década 70- tecnicismo </li></ul><ul><li>Objetivos/domínios : cognitivo (conhecimento, compreensão, aplicação, análise, síntese e avaliação) afetivo e psicomotor </li></ul>A Taxionomia de Benjamin Bloom
  19. 19. Haydt e a Taxonomia de Bloom <ul><li>As críticas a Bloom são muitas, mas para Haydt, auxiliam o professor em : </li></ul><ul><li>escolher atividades adequadas e relevantes; </li></ul><ul><li>selecionar instrumentos de avaliação relacionados aos propósitos estabelecidos; </li></ul><ul><li>fixar padrões e critérios para avaliação do próprio trabalho docente. </li></ul>
  20. 20. SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS: SELEÇÃO DE PROCEDIMENTOS PARA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO <ul><li>NÃO é uma simples listagem de conteúdos ou um programa linear, mas uma relação de conteúdos, apresentados de forma dinâmica e orgânica </li></ul>
  21. 21. COMO SELECIONAR CONTEÚDOS? <ul><li>Os conteúdos já existem anteriormente à aula. </li></ul><ul><li>Precisam ser estruturados numa ordem lógica; </li></ul><ul><li>É importante que auxiliem alunos a selecionar, associar as idéias, organizando seus esquemas mentais, dando-lhe sentido e significado. </li></ul>
  22. 22. PARA TAL, O PROFESSOR DEVE CONSIDERAR: <ul><li>Condições, recursos, tempo, número de alunos; </li></ul><ul><li>A relação com interesses e necessidades; </li></ul><ul><li>Sequência lógica e psicológica; </li></ul><ul><li>A possibilidade do domínio do conteúdo de forma gradual, encadeada, relacional </li></ul>
  23. 23. FINALIZANDO ... <ul><li>Ensinar a APRENDER A APRENDER, como estratégia de aprendizagem envolve tomada de decisões conscientes e intencionais, mediadas socialmente, permitindo ao aluno aquisição de competências e habilidades para resolver problemas, acadêmicos ou da própria vida. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×