Your SlideShare is downloading. ×
0
  Unidade I  As concepções de didática e os procedimentos educacionais Prof. Dr. Nonato Assis de Miranda  <ul><li>DIDÁTICA...
<ul><li>“ Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao  </li></ul><ul><li>aprender. Ensinar inexiste sem aprend...
CONCEPÇÕES DE DIDÁTICA <ul><li>Área da Pedagogia. </li></ul><ul><li>Objeto de estudo : o ensino. </li></ul><ul><li>Investi...
ORIGEM DA DIDÁTICA   <ul><li>Grécia Antiga  – enquanto adjetivo = ação de ensinar. </li></ul><ul><li>&quot; Arte e técnica...
PARTES DA DIDÁTICA <ul><li>(1) DIDÁTICA GERAL: estabelece a teoria fundamental do ensino, examinando-lhe criticamente os d...
A DIDÁTICA COMO CAMPO ESPECÍFICO DO CONHECIMENTO <ul><li>Didactica Magna  – João Amós Comênio - séc XVII </li></ul><ul><li...
DIDÁTICA <ul><li>Influências de vários teóricos; </li></ul><ul><li>Utiliza-se  de outras ciências; </li></ul><ul><li>Recon...
DIDÁTICA <ul><li>“ Receituário de Boas aulas ?” </li></ul><ul><li>Reducionismo à visão prática, isenta de teoria. </li></u...
<ul><li>Por que encontramos esta visão reducionista da didática, até na atualidade ? </li></ul>
<ul><li>Fragmentação curricular em disciplinas isoladas. </li></ul><ul><li>Diferenciação em disciplinas práticas e teórica...
VISÃO AMPLA DA DIDÁTICA: <ul><li>Espaço vivo de construção do ser individual e coletivo.  </li></ul><ul><li>Enquanto saber...
ÁREAS NECESSÁRIAS DO SABER PARA FORMAÇÃO DOCENTE: <ul><li>a) “Saberes conceituais e metodológicos da área de conhecimento ...
<ul><li>b) Saberes integradores – provenientes das pesquisas realizadas na área do conteúdo específico, em relação a como ...
OUTROS CONCEITOS: <ul><li>Candau (1994):  </li></ul><ul><li>importância de  superar   a visão de uma  didática exclusivame...
<ul><li>Candau   didática fundamental ,  deve considerar  a  multidimensionalidade  do processo ensino-aprendizagem   ne...
<ul><li>A  dimensão técnica :  organização e operacionalização dos componentes do processo ensino-aprendizagem: objetivos,...
PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS <ul><li>Como fazer atualmente  +  </li></ul><ul><li>“ por que fazer” e  </li></ul><ul><li>“ para q...
PLANEJAMENTO EDUCACIONAL <ul><li>“ processo sistematizado mediante o qual se pode conferir maior eficiência às atividades ...
DIFICULDADES DO PROFESSOR UNIVERSITÁRIO: <ul><li>  “ ...  nem todos  planejam seus cursos de maneira criativa. Muitos simp...
PLANEJAMENTO EFICAZ <ul><li>Obter informações / conhecer os alunos; </li></ul><ul><li>Conhecer os objetivos curriculares, ...
EXEMPLO: <ul><li>O prof. Sérgio, ao replanejar sua disciplina para o próximo semestre, consultou o arquivo de registros de...
<ul><li>Uma das anotações citava a utilização da técnica de discussão livre, sobre um tema. O tema era interessante, atual...
<ul><li>Não houve consulta sobre o número de alunos matriculados;  </li></ul><ul><li>O produtivo para o grupo pequeno torn...
ATENÇÃO! <ul><li>Professores cuidado ! </li></ul><ul><li>Planejar é um ato que exige criatividade e criticidade. Os alunos...
POSTURA REFLEXIVA <ul><li>Ser mestre é muito mais do que ser um profissional da prática. </li></ul><ul><li>As inovações in...
Afinal de contas... <ul><li>O verdadeiro mestre é aquele que busca as inovações de forma crítica e construtiva,apropria-se...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Aula 1 unidade 1

14,637

Published on

Published in: Technology, Health & Medicine

Transcript of "Aula 1 unidade 1"

  1. 1. Unidade I As concepções de didática e os procedimentos educacionais Prof. Dr. Nonato Assis de Miranda <ul><li>DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/COMUNICAÇÃO: NOVOS PARADIGMAS </li></ul>
  2. 2. <ul><li>“ Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao </li></ul><ul><li>aprender. Ensinar inexiste sem aprender e vice–versa e foi </li></ul><ul><li>aprendendo socialmente que, historicamente, mulheres e homens </li></ul><ul><li>descobriram que era possível ensinar. Foi assim, socialmente </li></ul><ul><li>aprendendo, que ao longo dos tempos mulheres e homens </li></ul><ul><li>perceberam que era possível  - depois, preciso – trabalhar </li></ul><ul><li>maneiras, caminhos, métodos de ensinar  “ (FREIRE, P. 1996). </li></ul>
  3. 3. CONCEPÇÕES DE DIDÁTICA <ul><li>Área da Pedagogia. </li></ul><ul><li>Objeto de estudo : o ensino. </li></ul><ul><li>Investiga fundamentos, condições e formas de realizar a educação escolar. </li></ul><ul><li>Ensino historicamente situado. </li></ul><ul><li>Didática = teoria do ensino </li></ul>Didática- teoria do ensino
  4. 4. ORIGEM DA DIDÁTICA <ul><li>Grécia Antiga – enquanto adjetivo = ação de ensinar. </li></ul><ul><li>&quot; Arte e técnica de orientar a aprendizagem, a didática (do grego didaktike [tékhne], &quot;[arte] de instruir, de ensinar&quot;), divide-se em duas partes: </li></ul>
  5. 5. PARTES DA DIDÁTICA <ul><li>(1) DIDÁTICA GERAL: estabelece a teoria fundamental do ensino, examinando-lhe criticamente os diferentes métodos e procedimentos; </li></ul><ul><li>(2) DIDÁTICA ESPECIAL: analisa a função e os objetivos de cada disciplina, orientando a dosagem da matéria a ser transmitida ao aluno e sua distribuição pelas fases e graus de ensino. </li></ul>
  6. 6. A DIDÁTICA COMO CAMPO ESPECÍFICO DO CONHECIMENTO <ul><li>Didactica Magna – João Amós Comênio - séc XVII </li></ul><ul><li>Tratado de ensinar tudo a todos. </li></ul><ul><li>Influência da Reforma Protestante. </li></ul><ul><li>Influências político-ideológicas, éticas e didático- específicas - didática não neutra ! </li></ul>
  7. 7. DIDÁTICA <ul><li>Influências de vários teóricos; </li></ul><ul><li>Utiliza-se de outras ciências; </li></ul><ul><li>Reconstruiu-se frente a diferentes paradigmas, inquietações dos diferentes períodos e contextos... </li></ul><ul><li>...portanto : ciência em construção </li></ul>
  8. 8. DIDÁTICA <ul><li>“ Receituário de Boas aulas ?” </li></ul><ul><li>Reducionismo à visão prática, isenta de teoria. </li></ul><ul><li>Lembrem-se: didática = teoria do ensino. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Por que encontramos esta visão reducionista da didática, até na atualidade ? </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Fragmentação curricular em disciplinas isoladas. </li></ul><ul><li>Diferenciação em disciplinas práticas e teóricas. </li></ul><ul><li>Conceito de didática instrumental- como fazer. </li></ul>
  11. 11. VISÃO AMPLA DA DIDÁTICA: <ul><li>Espaço vivo de construção do ser individual e coletivo. </li></ul><ul><li>Enquanto saber pedagógico, enfoca também a relação professor-aluno. </li></ul>
  12. 12. ÁREAS NECESSÁRIAS DO SABER PARA FORMAÇÃO DOCENTE: <ul><li>a) “Saberes conceituais e metodológicos da área de conhecimento que o professor irá ensinar – área que aponta para os conteúdos da área específica em que o docente leciona, requerendo o domínio das questões fundamentais da referida área. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>b) Saberes integradores – provenientes das pesquisas realizadas na área do conteúdo específico, em relação a como ensinar e como aprender. Referem-se, portanto, à Didática Específica. </li></ul><ul><li>c) Saberes pedagógicos – Provenientes da Didática Geral e dos chamados Fundamentos da Educação, em especial da Psicologia da Aprendizagem. ” in: Carvalho e Viana (1988). </li></ul>
  14. 14. OUTROS CONCEITOS: <ul><li>Candau (1994): </li></ul><ul><li>importância de superar a visão de uma didática exclusivamente instrumental; </li></ul><ul><li>a concepção de um conjunto de conhecimentos técnicos sobre o “como fazer” pedagógico, desvinculado dos problemas relativos ao sentido e aos fins da educação, dos conteúdos específicos e descontextualizados. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Candau  didática fundamental , deve considerar a multidimensionalidade do processo ensino-aprendizagem  necessidade da articulação de três dimensões: </li></ul>técnica política humana
  16. 16. <ul><li>A dimensão técnica : organização e operacionalização dos componentes do processo ensino-aprendizagem: objetivos, seleção de conteúdos, estratégias de ensino, avaliação etc.; </li></ul><ul><li>A dimensão humana: relação interpessoal presente no processo educativo. A educação prevê comunicação e interação; </li></ul><ul><li>A dimensão política ou político-social : contexto , análise da realidade que possibilite uma ação educativa transformadora. </li></ul>
  17. 17. PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS <ul><li>Como fazer atualmente + </li></ul><ul><li>“ por que fazer” e </li></ul><ul><li>“ para quem fazer “ </li></ul><ul><li>Procedimento didático antecede o momento da aula  planejamento. </li></ul>
  18. 18. PLANEJAMENTO EDUCACIONAL <ul><li>“ processo sistematizado mediante o qual se pode conferir maior eficiência às atividades educacionais para, em determinado prazo, alcançar as metas estabelecidas ” </li></ul><ul><li>Gil (2006, p. 94,95). </li></ul>
  19. 19. DIFICULDADES DO PROFESSOR UNIVERSITÁRIO: <ul><li> “ ... nem todos planejam seus cursos de maneira criativa. Muitos simplesmente seguem os capítulos de um livro texto, sem considerar realmente o que é necessário que os alunos aprendam. Também é grande o número de professores que utilizam sem muita reflexão os mesmos métodos de ensino e os mesmos procedimentos de avaliação”. (Gil, 2006) </li></ul>
  20. 20. PLANEJAMENTO EFICAZ <ul><li>Obter informações / conhecer os alunos; </li></ul><ul><li>Conhecer os objetivos curriculares, do curso e da disciplina; </li></ul><ul><li>Identificar os conhecimentos prévios ou pré- requisitos necessários; </li></ul><ul><li>Carga horária do curso; </li></ul><ul><li>Recursos materiais e humanos disponíveis; </li></ul><ul><li>A seleção de experiências de aprendizagem. </li></ul>
  21. 21. EXEMPLO: <ul><li>O prof. Sérgio, ao replanejar sua disciplina para o próximo semestre, consultou o arquivo de registros de informações sobre a mesma. Neste registro, havia anotado situações que prejudicaram o bom andamento das aulas, pois não levara em consideração informações dos semestres anteriores. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Uma das anotações citava a utilização da técnica de discussão livre, sobre um tema. O tema era interessante, atual e gerador de posições controvertidas. </li></ul><ul><li>Os 120 alunos matriculados estavam presentes e quiseram participar ativamente, o que tornou a situação de aula caótica, improdutiva e com tempo insuficiente para conclusões. </li></ul><ul><li>Como podemos explicar o que aconteceu? </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Não houve consulta sobre o número de alunos matriculados; </li></ul><ul><li>O produtivo para o grupo pequeno tornou-se caótico em um grande grupo. </li></ul>
  24. 24. ATENÇÃO! <ul><li>Professores cuidado ! </li></ul><ul><li>Planejar é um ato que exige criatividade e criticidade. Os alunos percebem quando a aula é planejada. </li></ul><ul><li>IMPORTANTE: Saber das experiências prévias e profissionais dos alunos, da carga horária do curso, dos materiais e ambientes disponíveis, facilitam o processo de aprendizagem e evitam sérios dissabores. </li></ul>
  25. 25. POSTURA REFLEXIVA <ul><li>Ser mestre é muito mais do que ser um profissional da prática. </li></ul><ul><li>As inovações introduzem-se no campo educacional e o professor não deve ser, portanto, apenas um técnico que desenvolve ou implementa inovações prescritivas. </li></ul><ul><li>A identificação social do ensino superior e de seus mestres é inseparável desses afazeres e qualquer inovação que não os incorpore fracassará. </li></ul>
  26. 26. Afinal de contas... <ul><li>O verdadeiro mestre é aquele que busca as inovações de forma crítica e construtiva,apropria-se das mesmas , contextualiza-as e as converte em um conhecimento experimentado por meio da prática, ou seja, por meio de seu trabalho, o ensino. E, refletindo sobre o mesmo, o transforma em práxis. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×