Your SlideShare is downloading. ×
Erros de webwriting cometidos por 99% das pessoas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Erros de webwriting cometidos por 99% das pessoas

524
views

Published on

Na última sexta-feira aconteceu a segunda edição do Café com Ideia, um evento organizado pelo portal Ideia de Marketing para debater temas de interesse de negócios. …

Na última sexta-feira aconteceu a segunda edição do Café com Ideia, um evento organizado pelo portal Ideia de Marketing para debater temas de interesse de negócios.

O tema do segundo evento foi: "Erros de webwriting cometidos por 99% das pessoas".

O evento foi muito proveitoso. Foram 2 horas de bate papo sobre webwriting e sobre como usar a ferramenta para ajudar a criar a reputação de marcas.

Se você ficou de fora do evento e quer saber quais são os principais erros de webwriting cometidos, dê uma olhadinha na apresentação.

Ela será muito útil para fazer você entender como melhorar o seu processo de escrita.

Published in: Business

0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
524
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
30
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. erros de webwriting cometidos por %99das pessoas
  • 2. O que é webwriting pra você?
  • 3. O que não é webwriting... Webwriting não pode ser traduzido como redação online, porque não se trata apenas de uma técnica de redação. Webwriting não pode ser traduzido como jornalismo online. O jornalismo online é que é o ramo do webwriting dedicado a produção de notícias online. Webwriting não pode ser entendido como SEO de conteúdo, porque não visa apenas otimizar o conteúdo, mas sim torná-lo amigável ao leitor. ... afinal, o que é webwriting?
  • 4. Webwriting é o conjunto de técnicas que auxiliam na distribuição de conteúdo informativo em ambientes digitais. A função do webwriting é realizar o casamento perfeito entre o conteúdo relevante que irá chamar a atenção dos leitores e ao mesmo tempo escolher corretamente as palavras chaves, tags, que irão compor o texto usando as ferramentas de SEO.
  • 5. panda e pinguim
  • 6. Persuasão Seu discurso precisa estar bem amarrado em argumentos sólidos. Portanto, dê atenção ao que está escrevendo, valorize sempre o gancho emocional com o leitor, explicite o seu ponto de vista e crie credibilidade. Ao final do seu texto, o leitor deve saber muito bem o que fazer. Chame-o para a ação.
  • 7. Objetividade Vá direito ao ponto, sem rodeios, sem meias palavras, sem falsas promessas. Pense sempre se as informações estão completas, se faltaria algum aspecto a ser abordado, se existe informação em excesso. Não enrole o leitor!
  • 8. Visibilidade Dê destaque às informações mais importantes – é por conta delas que o leitor está ali e, se você não dar ênfase a elas, eles vão sair da sua página. Mostre o que precisa ser mostrado, destaque, em listas ou numericamente, o que o leitor quer ler.
  • 9. Navegabilidade Guie o usuário como um guia turístico. Primeiro capture a curiosidade do usuário, depois a atenção e aí sim o interesse do usuário. Somente depois disso, deixe que ele saiba mais sobre você. O título do link deve ser o título da página de destino.
  • 10. Benefícios do webwriting 1. Produção de conteúdo focado no hábito de leitura dos leitores da web. 2. Criação da reputação (seja marca pessoal ou corporativo) em torno de assuntos. 3. Otimização de conteúdo com técnicas mais valorizadas pelos buscadores. 4. Produção de conteúdo focado em 2 frentes: leitores e buscadores. 5. Fazer o conteúdo ser lido, compartilhado e espalhado pela internet.
  • 11. #1. falta de foco no usuário
  • 12. O foco no usuário deve ser o mantra do webwriting, uma vez que ele é a razão de ser da produção de qualquer conteúdo. É preciso estudar o comportamento do usuário, levar em consideração como eles interagem na internet com o conteúdo: fotos, gráficos, textos, animações. Nenhum conteúdo deve ser jogado sem nenhuma razão de ser nas páginas. Todos os elementos precisam estar em harmonia em um texto, complementando a mensagem principal e reforçando os argumentos de um website ou conteúdo.
  • 13. #2. design do corpo do texto
  • 14. O design da estrutura do texto precisa ser agradável ao leitor. Usar negritos em termos de destaque, itálicos, estrutura de títulos para dividir o texto esteticamente, intercalá-los com imagens e vídeos, tornando-o mais suave e sutil ao leitor.
  • 15. #3. call to action
  • 16. O que você quer do leitor? O leitor passa 3, 5 ou 10 minutos na sua página, lendo seu texto e, o que ele faz depois? Vai embora, como se nada tivesse acontecido porque você não deixou claro o que espera dele. Chame o cliente para a ação no final de seu texto: baixe, compre, assine, veja, siga-nos, receba mais novidades, etc.
  • 17. O que você precisa saber sobre leitura escaneada
  • 18. Um erro muito comum em sites institucionais é reproduzir conteúdo de publicações impressas sem nenhuma adaptação. A leitura online tem características diferentes. O leitor online tem o hábito de varrer uma página em busca de informação, o que chamamos de busca escaneada: passando os olhos pela página procurando algo de interesse.
  • 19. Conclusão 1. Os leitores varrem a página em formato de F (o que chamamos de leitura escaneada). 2. O leitor busca por informações no topo do site e só se aprofunda se tiver algo de interesse pela página. 3. Imagens são responsáveis por mais de 40% da atenção de leitores e usuários. 4. A leitura na web segue o fluxo da escrita: da esquerda para a direita. 5. As pessoas precisam se interessar pelo que você escreveu em poucos segundos, senão abandonam a sua página.
  • 20. Muito Obrigado! Enrico Cardoso curso@enricocardoso.com.br