• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
COMO MELHORAR A APRESENTAÇÃO DOS SEUS RELATÓRIOS
 

COMO MELHORAR A APRESENTAÇÃO DOS SEUS RELATÓRIOS

on

  • 294 views

 

Statistics

Views

Total Views
294
Views on SlideShare
292
Embed Views
2

Actions

Likes
9
Downloads
17
Comments
1

2 Embeds 2

http://www.linkedin.com 1
http://www.slideee.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Nossa, vcs são demais!! Que lindo. Profissional e perfeito. Uma inspiração. Parabéns.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    COMO MELHORAR A APRESENTAÇÃO DOS SEUS RELATÓRIOS COMO MELHORAR A APRESENTAÇÃO DOS SEUS RELATÓRIOS Presentation Transcript

    • COMO TORNAR 0 1 2 3 4 5 6 7 DIDÁTICOS E DINÂMICOS SEUS RELATÓRIOS DE MONITORAMENTO E MÉTRICAS Priscila Marcenes | Coordenadora de Social Intelligence da AD.DIALETO Mariana Oliveira | Gerente de Data Intelligence da OGILVY Natalia Traldi | Diretora de Mídia da CLICK ISOBAR Júnior Siri | Analista de Social Intelligence da AD.DIALETO COM DICAS DE ELABORADO POR Marina Bonafé | Conteúdo da 524 Ian Black | Sócio-Diretor da NEW VEGAS
    • Todo relatório tem um ou mais objetivos Avaliar uma ação; Gerar compreensão; Apresentar um cenário. Transmitir uma ideia;
    • Nos relatórios de monitoramento e métricas não é diferente Mostrar de que forma extrair insights de um monitoramento; Mostrar qual é a percepção do consumidor acerca de um produto através da análise de sentimento; Fazer o cliente entender por que o target reagiu bem ou mal a uma campanha; Medir os resultados de uma ação através de análise de métricas; Todo relatório tem um ou mais objetivos Avaliar uma ação; Gerar compreensão; Apresentar um cenário. Transmitir uma ideia;
    • 1 2 3 APESAR DE RELATÓRIOS SEREM ESSENCIAIS NO DIA A DIA DOS PROFISSIONAIS DE SOCIAL E DE CLIENTES, ELES COSTUMAM APRESENTAR ESSES OU OUTROS PROBLEMAS.
    • 2 3 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 FALTA DE CLAREZA GRÁFICOS REPLETOS DE DADOS, ALTOS E BAIXOS, MAS SEM OS PORQUÊS.
    • 2 3 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 FALTA DE CLAREZA GRÁFICOS REPLETOS DE DADOS, ALTOS E BAIXOS, MAS SEM OS PORQUÊS. Por que o pico X? Por que a queda Y?
    • 3 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 DESORGANIZAÇÃO NA DIAGRAMAÇÃO, NAS CORES, NA DATA VISUALIZAÇÃO. 2
    • 3 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 DESORGANIZAÇÃO NA DIAGRAMAÇÃO, NAS CORES, NA DATA VISUALIZAÇÃO. 2 Por que gráfico em pizza? Uma tabela não melhora a data visualização?
    • 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 2 3 CRESCIMENTO DE AUDIÊNCIA Slide 1 NENHUMA DINAMICIDADE DADOS ATRÁS DE DADOS, SEM NENHUMA DINÂMICA QUE PRENDA A ATENÇÃO DO LEITOR. Exemplos de slides “secos”, nada dinâmicos.
    • 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 2 3 Slide 2 NENHUMA DINAMICIDADE DADOS ATRÁS DE DADOS, SEM NENHUMA DINÂMICA QUE PRENDA A ATENÇÃO DO LEITOR. POSTS QUE MAIS REPERCUTIRAM Exemplos de slides “secos”, nada dinâmicos.
    • 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 2 3 Slide 3 Exemplos de slides “secos”, nada dinâmicos. NENHUMA DINAMICIDADE DADOS ATRÁS DE DADOS, SEM NENHUMA DINÂMICA QUE PRENDA A ATENÇÃO DO LEITOR. ENGAJAMENTO MÊS A MÊS
    • 2.506 9 5.001 58 4.054 2.506 7.099 3.483 1 2 3 NENHUMA DINAMICIDADE DADOS ATRÁS DE DADOS, SEM NENHUMA DINÂMICA QUE PRENDA A ATENÇÃO DO LEITOR. Por que não diminuir a opacidade de alguns objetos para dar destaque a outros? ENGAJAMENTO MÊS A MÊS
    • PRECISAMOS DRIBLAR ESSES PROBLEMAS!
    • PRECISAMOS DRIBLAR ESSES PROBLEMAS! E UM BOM DRIBLE É DEIXAR SOFTWARES DE STAND BY.
    • PRECISAMOS DRIBLAR ESSES PROBLEMAS! E UM BOM DRIBLE É DEIXAR SOFTWARES DE STAND BY. Power Point Prezi Adobe InDesign Adobe Flash
    • E FOCAR NUMA COISA
    • PLANEJAMENTO E FOCAR NUMA COISA
    • PLANEJAMENTO E FOCAR NUMA COISA priscila marcenes Apresente ao cliente o escopo do relatório para que ambos estejam alinhados. O que a agência irá entregar é o que o cliente quer receber. AD.DIALETO
    • PLANEJAMENTO NA HORA DE PLANEJAR, ENUMERE OS CAPÍTULOS DO RELATÓRIO. APROVEITE PARA DEIXAR AS INFORMAÇÕES SUCINTAS, EVITANDO EXCESSO DE SLIDES. 1 CAPA CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 1.1 1.2 2.1 2.2 SE ESTE FOSSE O ORGANOGRAMA DE UM RELATÓRIO, ELE TERIA 7 SLIDES.
    • PLANEJAMENTO NA HORA DE PLANEJAR, ENUMERE OS CAPÍTULOS DO RELATÓRIO. APROVEITE PARA DEIXAR AS INFORMAÇÕES SUCINTAS, EVITANDO EXCESSO DE SLIDES. 1 CAPA CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 1.1 1.2 2.1 2.2 SE ESTE FOSSE O ORGANOGRAMA DE UM RELATÓRIO, ELE TERIA 7 SLIDES. marina bonafé A partir do 30º slide, ninguém mais presta atenção. Sei que às vezes são muitas informações, mas será que precisa? Releia o relatório experimentando agrupar 3 a 4 slides em um só e veja se fica bom. 524
    • PLANEJAMENTO NA HORA DE PLANEJAR, ENUMERE OS CAPÍTULOS DO RELATÓRIO. APROVEITE PARA DEIXAR AS INFORMAÇÕES SUCINTAS, EVITANDO EXCESSO DE SLIDES. 1 CAPA CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 1.2 2.1 2.2 SE ESTE FOSSE O ORGANOGRAMA DE UM RELATÓRIO, ELE TERIA 7 SLIDES. mariana oliveira Ter direcionamento claro: quem é o público que irá consumir estas informações? Relatórios para a alta gerência, por exemplo, devem ser mais concisos e estratégicos; entregas para departamentos internos, como planejamento, podem contar com um nível de detalhamento maior. OGILVYmarina bonafé A partir do 30º slide, ninguém mais presta atenção. Sei que às vezes são muitas informações, mas será que precisa? Releia o relatório experimentando agrupar 3 a 4 slides em um só e veja se fica bom. 524 1.2
    • PLANEJAMENTO 2 CAPÍTULO 1 CAPÍTULO 2 1.1 1.2 2.1 2.2 DÊ CORES DISTINTAS AOS DESDOBRAMENTOS. ISSO AJUDARÁ O LEITOR A IDENTIFICAR OS VÁRIOS CAPÍTULOS QUE VOCÊ DEVE APRESENTAR. NA HORA DE PLANEJAR, ENUMERE OS CAPÍTULOS DO RELATÓRIO. APROVEITE PARA DEIXAR AS INFORMAÇÕES SUCINTAS, EVITANDO EXCESSO DE SLIDES. 1 CAPA
    • PLANEJAMENTO DE ROTEIRO É A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVO
    • Aqui você precisa dar a RESPOSTA ao objetivo do relatório PLANEJAMENTO DE ROTEIRO É A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVOOBJETIVO
    • PLANEJAMENTO DE ROTEIRO É A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVOOBJETIVO Aqui você precisa dar a RESPOSTA ao objetivo do relatório Avaliar uma ação; Gerar compreensão; Apresentar um cenário. Transmitir uma ideia;
    • mariana oliveira As considerações não devem apenas reportar o que aconteceu, e sim levar a uma tomada de decisão. Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes! OGILVY PLANEJAMENTO DE ROTEIRO É A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVOOBJETIVO Aqui você precisa dar a RESPOSTA ao objetivo do relatório Avaliar uma ação; Gerar compreensão; Apresentar um cenário. Transmitir uma ideia;
    • mariana oliveira As considerações não devem apenas reportar o que aconteceu, e sim levar a uma tomada de decisão. Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes! OGILVY PLANEJAMENTO DE ROTEIRO É A LINHAQUE DEVE LEVAR O LEITOR AO SEU OBJETIVOOBJETIVO Aqui você precisa dar a RESPOSTA ao objetivo do relatório Avaliar uma ação; Gerar compreensão; Apresentar um cenário. Transmitir uma ideia; I A N b l a c k Independente do tamanho, relatórios precisam responder perguntas.Normalmente as perguntas não são feitas e o relatório não serve pra nada. NEW VEGAS
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO TODO RELATÓRIO PRECISA TER
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO TODO RELATÓRIO PRECISA TER mariana oliveira Os relatórios devem “contar histórias”, com início, meio e fim. De onde viemos, onde estamos e para onde vamos: a história tem que ter sentido e ser orientada ao negócio do cliente e objetivos do relatório. OGILVY
    • RELATÓRIOS DE MONITORAMENTO E MÉTRICAS SÃO COMO A EVOLUÇÃO DO CHARMANDER
    • RELATÓRIOS DE MONITORAMENTO E MÉTRICAS SÃO COMO A EVOLUÇÃO DO CHARMANDER ELES DEVEM INTRODUZIR O CENÁRIO (CHARMANDER)
    • RELATÓRIOS DE MONITORAMENTO E MÉTRICAS SÃO COMO A EVOLUÇÃO DO CHARMANDER ELES DEVEM INTRODUZIR O CENÁRIO (CHARMANDER), MOSTRAR A EVOLUÇÃO DELE (CHARMELEON) ATRAVÉS DOS DADOS
    • RELATÓRIOS DE MONITORAMENTO E MÉTRICAS SÃO COMO A EVOLUÇÃO DO CHARMANDER ELES DEVEM INTRODUZIR O CENÁRIO (CHARMANDER), MOSTRAR A EVOLUÇÃO DELE (CHARMELEON) ATRAVÉS DOS DADOS E DAR FORMA A RESPOSTA (CHARIZARD) DO OBJETIVO.
    • LEMBRE-SE DE DESTACAR OS PRINCIPAIS PONTOS DO SEU RELATÓRIO
    • LEMBRE-SE DE DESTACAR OS PRINCIPAIS PONTOS DO SEU RELATÓRIO
    • LEMBRE-SE DE DESTACAR OS PRINCIPAIS PONTOS DO SEU RELATÓRIO
    • CASES
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO O B S E R V A Ç Õ E S OS TRECHOS DOS RELATÓRIOS APRESENTADOS A PARTIR DO PRÓXIMO SLIDE NÃO FORAM CRIADOS PARA AS MARCAS CITADAS, MAS COLOCADOS APENAS PARA ILUSTRAR OS EXEMPLOS. TAMBÉM OPTEI POR UTILIZAR GRÁFICOS/ ANÁLISES REAIS, MAS COM PEQUENAS MODIFICAÇÕES. DESSA MANEIRA, MANTIVE O SIGILO DE INFORMAÇÕES DOS REAIS CLIENTES. A TIMELINE ABAIXO SERÁ MANTIDA PARA QUE VOCÊ SAIBA QUAL EXEMPLO ESTÁ SENDO EXIBIDO.
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Neste relatório de monitoramento, foram utilizadas 4 cores distintas que se desmembraram da capa aos 4 capítulos: metodologia, mercado, concorrência e marca.
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE INTRODUÇÃO monitoramentoR E L A T Ó R I O D E S O C I A L I N T E L L I G E N C E
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Incluindoospets. Diariamente,milharesde pessoasfalamsobreanimais nasmídiassociais. EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Incluindoospets. Diariamente,milharesde pessoasfalamsobreanimais nasmídiassociais. EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Masquaisplayers, produtos,serviços, problemas,animais esentimentossão relacionadosaospets nasmídiassociais? EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE INTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE metodologia mercado concorrência marca 4321 ÍNDICE
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Os dois gráficos/análises dos próximos slides são informações que estavam presentes nos capítulos 2 (mercado) e 3 (concorrência). No primeiro slide está um cruzamento de dados (problema VS animal) e nos últimos estão conclusões feitas sobre o que foi dito sobre os concorrentes da Pedigree.
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE gráfico/análise mercado PROBLEMA VS ANIMAL SENTIMENTO Das menções referentes a cachorro, o principal problema aferido foi carrapato. Se considerarmos as citações em que ele aparece junto com pulga, no total ele foi citado em XX% das menções. Sarna, Leishmaniose e Pulga também obtiveram uma grande representatividade. Todas elas apresentaram valores muito próximos e, na maioria dos casos, são divulgações de pessoas que procuram interessados em adotar e ajudar cães abandonados que estão enfrentando esses problemas. ANIMALPROBLEMA
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO mercado PROBLEMA VS ANIMAL SENTIMENTO Das menções referentes a cachorro, o principal problema aferido foi carrapato. Se considerarmos as citações em que ele aparece junto com pulga, no total ele foi citado em XX% das menções. Sarna, Leishmaniose e Pulga também obtiveram uma grande representatividade. Todas elas apresentaram valores muito próximos e, na maioria dos casos, são divulgações de pessoas que procuram interessados em adotar e ajudar cães abandonados que estão enfrentando esses problemas. ANIMALPROBLEMA priscila marcenes Cruzar dados é muito importante para contextualizar a informação e auxiliar na tradução qualitativa dos números apresentados. AD.DIALETO EXEMPLO DE gráfico/análise ANIMALPROBLEMA
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Oquedetectamos? concorrência Pulgaéoproblemamaisrecorrentetantoemgatoscomoemcachorros. OsprodutosdoConcorrenteXsãoosquemaisgeramrepercussãonasmídiassociais. PulgafoioproblemamaisrecorrentegraçasaoConcorrenteXsermaisassociadoaelas. Assimcomoem“mercado”,ocachorrofoioanimalmaismencionado,obtendoXX%daamostra. Tirandoosentimento“indefinido”,oquemaissedestacoufoiode solidariedade(XX%). ConcorrenteXéoplayerquedetémomaiorshareofvoice. XXéoproblemamaisrecorrentetantoemgatosquantoemcachorros. EXEMPLO DE gráfico/análise
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Oquedetectamos? concorrência Pulgaéoproblemamaisrecorrentetantoemgatoscomoemcachorros. OsprodutosdoConcorrenteXsãoosquemaisgeramrepercussãonasmídiassociais. PulgafoioproblemamaisrecorrentegraçasaoConcorrenteXsermaisassociadoaelas. Assimcomoem“mercado”,cachorrofoioanimalmaismencionado,obtendoXX%daamostra. Tirandoosentimento“indefinido”,oquemaissedestacoufoiode solidariedade(XX%). ConcorrenteXéoplayerquedetémomaiorshareofvoice. XXéoproblemamaisrecorrentetantoemgatosquantoemcachorros. priscila marcenes Sempre que possível, faça as análises qualitativas no decorrer do relatório. Dessa forma, a apresentação fica mais dinâmica e os dados mais claros. Deixe a conclusão apenas para retomar o que já foi pontuado. AD.DIALETO EXEMPLO DE gráfico/análise Oquedetectamos? concorrência Pulgaéoproblemamaisrecorrentetantoemgatoscomoemcachorros. OsprodutosdoConcorrenteXsãoosquemaisgeramrepercussãonasmídiassociais. PulgafoioproblemamaisrecorrentegraçasaoConcorrenteXsermaisassociadoaelas. Assimcomoem“mercado”,ocachorrofoioanimalmaismencionado,obtendoXX%daamostra. Tirandoosentimento“indefinido”,oquemaissedestacoufoiode solidariedade(XX%). ConcorrenteXéoplayerquedetémomaiorshareofvoice. XXéoproblemamaisrecorrentetantoemgatosquantoemcachorros.
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Na conclusão, a resposta ao objetivo do relatório foi dada através de telas que mostrassem o cruzamento dos capítulos apresentados anteriormente: mercado (da cor verde), concorrência (da cor amarela) e marca( da cor azul).
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE conclusão conclusão mercado concorrência marca C R U Z A M E N T O D E D A D O S E I N S I G H T S
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE conclusão conclusão mercado concorrência marca C R U Z A M E N T O D E D A D O S E I N S I G H T S I A N b l a c k Relatórios didáticos demandam algumas horas de direção de arte (ao menos na composição). NEW VEGAS
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE conclusão VISÃO HOLÍSTICA
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE conclusão mercado VISÃO HOLÍSTICA
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE conclusão concorrência mercado VISÃO HOLÍSTICA
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE conclusão marca concorrência mercado VISÃO HOLÍSTICA
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE conclusão VISÃO HOLÍSTICA conclusão
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE conclusão VISÃO HOLÍSTICA conclusão
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE conclusão VISÃO HOLÍSTICA conclusão Conclui-se que a marca mais citada nas redes sociais é o Concorrente X, que, inclusive conta com mais de XX mil fãs em sua página do Facebook, fazendo com que a sua lembrança seja facilitada no ambiente online. Os produtos XX combatem pulgas e carrapatos. Todavia, de acordo com a análise, eles são mais relacionados ao combate contra pulgas, enquanto que os de XX apresentaram números mais expressivos no combate a carrapatos. Com isso, o ideal será desenvolver conteúdos com mais apelo ao problema de pulgas, tentando alavancar o share.
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Neste relatório de métricas, foram utilizados os ícones das 4 plataformas em que o cliente está presente. Eles serviram de tags que marcaram os capítulos apresentados.
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE INTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE COMO ESTÁ A PERFORMANCE DOS CANAIS DIGITAIS DA VIVO?
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Os próximos slides mostram dois exemplos de data visualização que otimizam informações: um gráfico que exibe o paralelo entre crescimento de audiência e evolução; e um dashboard semanal que mostra dados básicos da Vivo e dos seus concorrentes.
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE CRESCIMENTO DE AUDIÊNCIA Fãs(valoresabsolutos) Evolução(%) EXEMPLO DE gráfico/análise
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO CRESCIMENTO DE AUDIÊNCIA Fãs(valoresabsolutos) Evolução(%) NATALIA TRALDI Além de ilustrar variações absolutas e relativas ao longo do tempo, você também pode indicar a evolução ocorrida de um período ao outro. CLICK ISOBAR EXEMPLO DE gráfico/análise
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE DASHBOARD SEMANAL EXEMPLO DE gráfico/análise ENGAJAMENTO POR DIA COMPARATIVO DO ENGAJAMENTO POST QUE MAIS ENGAJOU POST QUE MAIS ENGAJOU ENTRE OS CONCORRENTES 2,10% 1,58%
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO metodologia mercado concorrência marca ÍNDICE DASHBOARD SEMANAL EXEMPLO DE gráfico/análise ENGAJAMENTO POR DIA COMPARATIVO DO ENGAJAMENTO POST QUE MAIS ENGAJOU POST QUE MAIS ENGAJOU ENTRE OS CONCORRENTES 2,10% 1,58% I A N b l a c k Use dashboards (como o geckoboard e cyfe). Eles deixam o relatório dinâmico e acessível a qualquer instante. NEW VEGAS
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Neste relatório de monitoramento, foram utilizadas imagens dos personagens da Marvel e tags para deixar o material mais didático.
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE INTRODUÇÃO REPERCUSSÃODOFILME THOR:OMUNDOSOMBRIO NASMÍDIASSOCIAIS RELATÓRIODEMONITORAMENTO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO REPERCUSSÃODOFILME THOR:OMUNDOSOMBRIO NASMÍDIASSOCIAIS RELATÓRIODEMONITORAMENTO EM6ANOS,AMARVELLANÇOU NOCINEMAVÁRIOSHEROIS QUECONVERGIRAMPARAO FILMEOSVINGADORES. EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO REPERCUSSÃODOFILME THOR:OMUNDOSOMBRIO NASMÍDIASSOCIAIS RELATÓRIODEMONITORAMENTO EM6ANOS,AMARVELLANÇOU NOCINEMAVÁRIOSHEROIS QUECONVERGIRAMPARAO FILMEOSVINGADORES. ENTREELES,THOR,QUEESTÁ NOCINEMADESDE01/11 COMOSEUSEGUNDOFILME. EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO REPERCUSSÃODOFILME THOR:OMUNDOSOMBRIO NASMÍDIASSOCIAIS RELATÓRIODEMONITORAMENTO EM6ANOS,AMARVELLANÇOU NOCINEMAVÁRIOSHEROIS QUECONVERGIRAMPARAO FILMEOSVINGADORES. ENTREELES,THOR,QUEESTÁ NOCINEMADESDE01/11 COMOSEUSEGUNDOFILME. COMOTODO LANÇAMENTODA MARVEL,THORTEM GERADOREPERCUSSÃO NASMÍDIASSOCIAIS. EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO REPERCUSSÃODOFILME THOR:OMUNDOSOMBRIO NASMÍDIASSOCIAIS RELATÓRIODEMONITORAMENTO EM6ANOS,AMARVELLANÇOU NOCINEMAVÁRIOSHEROIS QUECONVERGIRAMPARAO FILMEOSVINGADORES. ENTREELES,THOR,QUEESTÁ NOCINEMADESDE01/11 COMOSEUSEGUNDOFILME. COMOTODO LANÇAMENTODA MARVEL,THORTEM GERADOREPERCUSSÃO NASMÍDIASSOCIAIS. COMOTODO LANÇAMENTODA MARVEL,THORTEM GERADOREPERCUSSÃO NASMÍDIASSOCIAIS. MASOQUETEMSIDO DITOSOBREOFILME? EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Perguntas ligadas aos objetivos do relatório foram feitas e respondidas posteriormente através das tags “atores”, “projeto da Marvel”, “com quem assistiu” e “antes e depois”.
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE OFILME Desdeasuaestreia,ofilmelevoumilhõesdebrasileirosparaassalasdecinema,mas: Qualatormaissedestacou? AlgumoutroprojetodaMarvelfoi associadoaofilme? Comquemessaspessoasforamaocinema? Qualeraosentimentodaspessoasantesedepoisdeassistir? ATORES PROJETO DA MARVEL COM QUEM ASSISTIU ANTES E DEPOIS
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE OFILME ATORES PROJETO DA MARVEL COM QUEM ASSISTIU ChrisHemsworth|15% TomHiddleston|15% NataliePortman|13% AnthonyHopkins|11% 11% Cristopher Eccleston Jaimie Alexander Stellan Skarsgard Kat Dennings Rene Russo Ray Stevenson Idris Elba Zachary Levi Tadanobu Asano Osquatrosatoresmaismencionadosforamosqueinterpretam Thor,Loki,JaneeOdin.Apesardosoutrosatoresteremsido poucomencionados,namaioriadasvezestodosreceberam elogiosdoscríticosdeplantão.PrincipalmenteoatorTom Hiddleston(Loki),quefoimuitoelogiado,sendocitadoinúmeras vezescomoomelhoratordofilme. Qualatormaissedestacou? ANTES E DEPOIS 7% 6% 6% 5% 1%2% 4%4%
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE OFILME ATORES PROJETO DA MARVEL COM QUEM ASSISTIU ANTES E DEPOIS Comquemaspessoas foramaocinema?
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO OFILME ATORES PROJETO DA MARVEL COM QUEM ASSISTIU ANTES E DEPOIS Comquemaspessoas foramaocinema? NATALIA TRALDI Tag clouds são extremamente úteis quando são muitas as categorias e/ou quando se pretende dar ênfase imediata a uma categoria. CLICK ISOBAR EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Neste relatório anual de métricas e monitoramento de 6 marcas da Coca-Cola, foi essencial o uso de cores distintas para cada uma. Já na capa, eu mostro quais cores vão “seguir” as respectivas marcas durante o relatório.
    • CASES EXEMPLO DE INTRODUÇÃO fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO 2013 COCA RELATÓRIO ANUAL DA
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Í N D I C E capítulo CRYSTAL páginas SCHWEPPES COCA-COLA BURN FANTA DEL VALLE FRUT #água #refrigerante 03 - 30 31 - 75 76 - 134#refrigerante #refrigerante #energético #refresco 135 - 159 160 - 192 193 - 210 EXEMPLO DE INTRODUÇÃO
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Para mostrar gráficos/análises desse relatório, me limitei a exemplos somente da Coca-Cola. Como houve necessidade de analisar dados de métricas e monitoramento, além das tags que identificam as plataformas analisadas, utilizei tons diferentes de vermelho para distinguir os dados de owned media (métricas) e earned media (monitoramento).
    • CASES EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO LEGENDA DE TAGS Facebook Twitter Instagram Monitoramento OWNED MEDIA EARNED MEDIA EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE marina bonafé O cliente nunca saberá o mesmo que você, pois não acompanha a conta diariamente, por isso se você precisa explicar uma situação, dê o contexto. 524
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO CONCEITOS ENTRE OS PLAYERS EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE SABOR EMBAL- AGEM PREÇO NOTAS DE DESEMPENHO POR MARCA 10 8 6 4 2 0 COCA-COLA CRYSTAL SCHWEPPES BURN FANTA DEL VALLE FRUT SABOR (MELHOR NOTA: COCA-COLA E SCHWEPPES PREÇO (MELHOR NOTA: BURN) EMBALAGEM (MELHOR NOTA: CRYSTAL)
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO CONCEITOS ENTRE OS PLAYERS EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE SABOR EMBAL- AGEM PREÇO CONCEITO POR MARCA 10 8 6 4 2 0 COCA-COLA CRYSTAL SCHWEPPES BURN FANTA DEL VALLE FRUT NATALIA TRALDI Quando o conceito sendo comparado for uma nota de desempenho, opte por uma visualização que entregue imediatamente o melhor resultado. CLICK ISOBAR
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO LOCALIZAÇÃO DOS FÃS EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO LOCALIZAÇÃO DOS FÃS 1º São Paulo | 356.485 fãs EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO LOCALIZAÇÃO DOS FÃS 1º São Paulo | 356.485 fãs 2º Bahia | 293.781 fãs EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO LOCALIZAÇÃO DOS FÃS 1º São Paulo | 356.485 fãs 2º Bahia | 293.781 fãs 3º Amazonas | 240.599 fãs EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO LOCALIZAÇÃO DOS FÃS 1º São Paulo | 356.485 fãs 2º Bahia | 293.781 fãs 3º Amazonas | 240.599 fãs EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE 1º São Paulo | 356.485 fãs 2º Bahia | 293.781 fãs 3º Amazonas | 240.599 fãs ESSAS PRAÇAS CONCENTRAM 30% DA AUDIÊNCIA DA COCA-COLA NO BRASIL.
    • CASES fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO LOCALIZAÇÃO DOS FÃS NATALIA TRALDI Lembre-se que é possível tornar visualizações muito mais interessantes, utilizando referências culturais das localizações (como as bandeiras ou as cores das mesmas) e jogando com as proporções desses elementos. CLICK ISOBAR EXEMPLO DE GRÁFICO/ANÁLISE 1º São Paulo | 356.485 fãs 2º Bahia | 293.781 fãs 3º Amazonas | 240.599 fãs
    • fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO Especificamente nesse relatório, a conclusão (resposta ao objetivo do relatório) foi feita retomando os principais pontos apresentados.
    • CASES EXEMPLO DE conclusão fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO
    • CASES EXEMPLO DE conclusão fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO CONCLUSÃO PONTOS PRINCIPAIS CRESCIMENTO DE AUDIÊNCIA ÍNDICE DE ENGAJAMENTO
    • CASES EXEMPLO DE conclusão fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO CONCLUSÃO PONTOS PRINCIPAIS CRESCIMENTO DE AUDIÊNCIA A página da Coca-Cola, no Brasil, cresceu XX% (comparando-se os meses de fevereiro e dezembro de 2013), 6 vezes mais em relação à página global, no mesmo período. O principal fator que contribuiu para esse crescimento no número de fãs foi o XX, ação patrocinada que através do seu grande alcance conseguiu angariar novos fãs, motivados pelos prêmios da promoção, entre eles uma viagem para Paris.
    • CASES EXEMPLO DE conclusão fimmeioinício OBJETIVOGRÁFICOS E ANÁLISESINTRODUÇÃO CONCLUSÃO PONTOS PRINCIPAIS Com o crescimento de fãs através de campanhas patrocinadas, o índice de engajamento sofre uma queda brusca, devido ao alto alcance que esses investimentos atingem. Ou seja, o objetivo da página tem que ser estrategicamente traçado com antecedência, prevendo essas oscilações quando houver estratégia de paid media. CRESCIMENTO DE AUDIÊNCIA ÍNDICE DE ENGAJAMENTO
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!”
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!” “Os relatórios devem ‘contar histórias’...”
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!” “Apresente ao cliente o escopo do relatório para que ambos estejam alinhados...” “Os relatórios devem ‘contar histórias’...”
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!” “Apresente ao cliente o escopo do relatório para que ambos estejam alinhados...” “Se a sua explicação num gráfico precisa de 5 linhas, refaça. Tente resumir em palavras-chave...” “Os relatórios devem ‘contar histórias’...”
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!” “Apresente ao cliente o escopo do relatório para que ambos estejam alinhados...” “Faça as análises qualitativas no decorrer do relatório...” “Se a sua explicação num gráfico precisa de 5 linhas, refaça. Tente resumir em palavras-chave...” “Os relatórios devem ‘contar histórias’...”
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!” “Apresente ao cliente o escopo do relatório para que ambos estejam alinhados...” “Faça as análises qualitativas no decorrer do relatório...” “Se a sua explicação num gráfico precisa de 5 linhas, refaça. Tente resumir em palavras-chave...” “Os relatórios devem ‘contar histórias’...” “... Se você precisa explicar uma situação, dê o contexto.”
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!” “Apresente ao cliente o escopo do relatório para que ambos estejam alinhados...” “Faça as análises qualitativas no decorrer do relatório...” “Use dashboards (como o geckoboard e cyfe)...” “Se a sua explicação num gráfico precisa de 5 linhas, refaça. Tente resumir em palavras-chave...” “Os relatórios devem ‘contar histórias’...” “... Se você precisa explicar uma situação, dê o contexto.”
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!” “Apresente ao cliente o escopo do relatório para que ambos estejam alinhados...” “Faça as análises qualitativas no decorrer do relatório...” “Use dashboards (como o geckoboard e cyfe)...” “Se a sua explicação num gráfico precisa de 5 linhas, refaça. Tente resumir em palavras-chave...” “Os relatórios devem ‘contar histórias’...” “... Se você precisa explicar uma situação, dê o contexto.” “Tag clouds são extremamente úteis quando são muitas as categorias...”
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!” “Apresente ao cliente o escopo do relatório para que ambos estejam alinhados...” “Faça as análises qualitativas no decorrer do relatório...” “Use dashboards (como o geckoboard e cyfe)...” “Relatórios precisam responder perguntas...” “Se a sua explicação num gráfico precisa de 5 linhas, refaça. Tente resumir em palavras-chave...” “Os relatórios devem ‘contar histórias’...” “... Se você precisa explicar uma situação, dê o contexto.” “Tag clouds são extremamente úteis quando são muitas as categorias...”
    • R E S U M Ã O COMO TORNAR SEU RELATÓRIO DIDÁTICO E DINÂMICO “... Pense em conclusões diferentes para demandas e setores diferentes!” “Apresente ao cliente o escopo do relatório para que ambos estejam alinhados...” “Faça as análises qualitativas no decorrer do relatório...” “Use dashboards (como o geckoboard e cyfe)...” “Relatórios precisam responder perguntas...” “Se a sua explicação num gráfico precisa de 5 linhas, refaça. Tente resumir em palavras-chave...” “Os relatórios devem ‘contar histórias’...” “... Se você precisa explicar uma situação, dê o contexto.” “Tag clouds são extremamente úteis quando são muitas as categorias...” “Lembre-se que é possível tornar visualizações muito mais interessantes, utilizando referências culturais...”