Histologia Vegetal

35,371 views
33,867 views

Published on

Published in: Education
2 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
35,371
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
55
Actions
Shares
0
Downloads
724
Comments
2
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Histologia Vegetal

  1. 1. BIOLOGIA PROF.: Rosivaldo HISTOLOGIA VEGETAL
  2. 2. <ul><li>TECIDO: é o conjunto de células morfologicamente idênticas que desempenham a mesma função. </li></ul><ul><li>MECANISMO DE FORMAÇÃO DOS TECIDOS VEGETAIS: </li></ul><ul><ul><li>Diferenciação Celular: é a transformação de uma célula embrionária não especializada, em uma célula especializada e com a função definida; </li></ul></ul><ul><ul><li>Desdiferenciação Celular: é a transformação de uma célula diferenciada que havia perdido a capacidade de divisão, em uma célula não diferenciada (embrionária); </li></ul></ul>
  3. 3. DIFERENCIAÇÃO CELULAR
  4. 4. TIPOS DE TECIDOS VEGETAIS: <ul><li>Meristemas ou tecidos embrionários: </li></ul><ul><ul><li>Meristema Primário: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Dermatogênio; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Periblema; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Pleroma. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Meristema Secundário: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Felogênio; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Câmbio. </li></ul></ul></ul>
  5. 5. <ul><li>Tecidos adultos ou permanentes: </li></ul><ul><ul><li>Tecidos de Proteção ou de Revestimento: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Epiderme; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Periderme (súber / felogênio / feloderme) </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Tecido vascular ou de condução: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Floema; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Xilema. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Tecidos de Sustentação: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Colênquima; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Esclerênquima. </li></ul></ul></ul>
  6. 6. <ul><ul><li>Tecidos Parenquimáticos ou de Preenchimento: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Parênquima clorofiliano; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Parênquima de reserva; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Parênquima aerífero; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Parênquima aquífero. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Tecidos Secretores e/ou Excretores: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Hidatódios; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Vasos lactíferos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Pelos secretores; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Glândulas secretoras; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Nectários. </li></ul></ul></ul>
  7. 7. MERISTEMAS OU TECIDOS EMBRIONÁRIOS: <ul><li>Funções – São tecidos responsáveis pelo crescimento do vegetal e pela formação dos tecidos permanentes. </li></ul><ul><li>Características das células meristemáticas: </li></ul><ul><ul><li>São células não diferenciadas e com aspecto mitótico. </li></ul></ul><ul><ul><li>Geralmente não apresentam vacúolo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Possuem parede celular delgada. </li></ul></ul>
  8. 8. <ul><li>Tipos de meristemas: </li></ul><ul><ul><li>Meristema Primário – É encontrado na raiz e no caule de gimnospermas e angiospermas sendo responsável pelo crescimento longitudinal do vegetal. É constituído por três regiões: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Dermatogênio ou Protoderme – É responsável pela formação da epiderme. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Periblema ou Região Fundamental – É responsável pela formação do córtex ou parênquima cortical. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Pleroma ou Procâmbio ou Região Vascular – É responsável pela formação do cilindro central. </li></ul></ul></ul>
  9. 9. DIFERENCIAÇÃO CELULAR
  10. 10. <ul><ul><li>Meristema Secundário – É encontrado na raiz e no caule de Gimnospermas e Dicotiledôneas, sendo responsável pelo crescimento em espessura do vegetal. Pode ser de dois tipos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Felogênio – Origina-se por desdiferenciação de células da região cortical, formando para fora o súber e para dentro a feloderme. </li></ul></ul></ul>Obs.: ao conjunto de súber + felogênio +feloderme denominamos periderme .
  11. 11. <ul><ul><ul><li>Câmbio Vascular – Origina-se entre as células do cilindro central, formado para fora o líber ou floema e para dentro o lenho ou xilema. </li></ul></ul></ul>Obs.: ao conjunto de floema + câmbio + xilema denominamos paquita .
  12. 12. TECIDOS PERMANENTES OU ADULTOS: <ul><li>Tecidos de revestimentos ou de proteção: </li></ul><ul><ul><li>Funções – São tecidos responsáveis pelo revestimento externo, proteção, troca gasosa, secreção, defesa... </li></ul></ul><ul><ul><li>Tipos de tecidos de proteção: Epiderme e Periderme. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Epiderme: Origina-se geralmente do dermatogênio, sendo encontrada em quase todos os órgãos vegetais. A epiderme é responsável pela formação das seguintes estruturas ou anexos: </li></ul></ul></ul>
  13. 13. <ul><li>ANEXOS EPIDÉRMICOS: </li></ul><ul><ul><li>Estômatos ou Estomas: Formações epidérmicas responsáveis pelas trocas gasosas e transpiração (respiração) e eliminação de água na forma de vapor (transpiração). </li></ul></ul>
  14. 14. <ul><ul><li>Acúleo – São estruturas pontiagudas rígidas, com função de defesa e geralmente confundidas com espinhos. </li></ul></ul>
  15. 15. <ul><ul><li>Papilas – São elevações cônicas localizadas principalmente na epiderme de certas flores (amor-perfeito, por exemplo) dando-lhes aspectos aveludado. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pêlos ou Tricomas – Formações epidérmicas com função de absorção, proteção conta desidratação, defesa, disseminação. </li></ul></ul>
  16. 16. <ul><ul><li>Cutícula – Camada de lipídio (cutina) relacionada com proteção contra a desidratação. </li></ul></ul>
  17. 17. <ul><ul><li>Súber ou Cortiça ou Felema – É um tecido morto com células impregnadas por suberina, funcionando com isolante térmico elemento de revestimento. </li></ul></ul>
  18. 18. <ul><li>LENTICELAS: São aberturas do súber relacionadascom as trocas gasosas e o arejamento vegetal. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>As camadas mais superficiais do súber desprendem-se formando placas denominadas ritidoma . </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Floema ou Líber ou Vasos Liberianos – É um tecido formado geralmente por elementos vivos responsáveis pela condução da seiva elaborada ou orgânica liberiana. </li></ul>

×