I pv6 cparty2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

I pv6 cparty2011

on

  • 1,021 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,021
Views on SlideShare
1,021
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
21
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

I pv6 cparty2011 Presentation Transcript

  • 1. IPv6:a Internet precisa dele para continuar crescendo. Rodrigo Regis dos Santos rsantos@nic.br Anderson Silva anderson@nic.br Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br 19 de Janeiro de 2011
  • 2. Agenda● Sobre o CGI.br e o NIC.br● Por que precisamos de um novo protocolo IP?● IPv6● Como está a implantação?● Mitos e verdades● Implantando● Considerações
  • 3. CGI.br e o NIC.br● Comitê Gestor da Internet ● Principal organização de governança da Internet no Brasil ● Multistakeholder ● Espaço para debate e coordenação das iniciativas relacionadas à Internet no Brasil● Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR ● Organização sem fins lucrativos ● Braço executivo do CGI.br ● Opera o ccTLD “.br” R$ 30,00/domínio/ano ● Funciona como um Registro Nacional (NIR) ● Projetos e Serviços para o desenvolvimento da Internet no país.
  • 4. CGI.br and NIC.br1 – Min. da Ciência e Tecnologia 11 – Provedores de acesso e conteúdo2 – Min. das Comunicações 12 – Provedores de infra de telecom3 – Casa Civil da Presidência da República 13 – Indústria TICs e software4 – Min. do Planejamento, Orçamento e Gestão 14 – Empresas usuárias5 – Min. do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior 15 – Terceiro setor6 – Min. da Defesa 16 – Terceiro setor7 – Agência Nacional de Telecomunicações 17 – Terceiro setor8 – Conselho Nacional de Desenv. Científico e Tecnológico 18 – Terceiro setor9 – Conselho Nac. Secretários Estaduais p/ Assuntos de Ciência e Tecn. 19 – Academia10 – Notório Saber 20 – Academia 21 – Academia
  • 5. Por que precisamos de um novo protocolo IP?• A Internet não foi projetada para ser a grande rede que é hoje. • 1969 – Início da ARPANET • 1981 – Definição do IPv4 na RFC 791 • 1983 – ARPANET adota o TCP/IP • 1990 – Primeiros estudos sobre o esgotamento dos endereços • Política inicial de distribuição de endereços. • 1993 – Internet passa a ser explorada comercialmente • Intensifica-se a discussão sobre o possível esgotamento dos endereços livres.
  • 6. Por que precisamos de um novo protocolo IP?
  • 7. Por que precisamos de um novo protocolo IP?• A Internet continua crescendo• Mundo  1.966.514.816 usuários de Internet;  28,7% da população;  Crescimento de 444,8% nos últimos 10 anos.  Em 2014, soma de celulares, smartphones, netbooks e modens 3G deve chegar a 2,25 bilhões de aparelhos.• Brasil • 27% de domicílios com acesso à Internet; • 3,5 milhões de conexões em banda larga móvel; • 11 milhões de conexões em banda larga fixa.
  • 8. Por que precisamos de um novo protocolo IP?• Soluções paliativas: Queda de apenas 14%
  • 9. IPv6● A Solução Definitiva● 1998 – Definido pela RFC 2460
  • 10. IPv6 - Cabeçalho IPv4 IPv6● Seis campos do cabeçalho IPv4 foram removidos.● Quatro campos tiveram seus nomes alterados e seus posicionamentos modificados.● O campo Identificador de Fluxo foi acrescentado.● Três campos foram mantidos.
  • 11. IPv6 - Endereçamento● Um endereço IPv4 é formado por 32 bits. 232 = 4.294.967.296● Um endereço IPv6 é formado por 128 bits. 2128 = 340.282.366.920.938.463.463.374.607.431.768.211.456 ~ 56 octilhões (5,6x1028) de endereços IP por ser humano. ~ 79 octilhões (7,9x1028) de vezes a quantidade de endereços IPv4.
  • 12. IPv6 - Endereçamento• O IPv6 é representado por 8 campos de endereços de 16 bits (em forma hexadecimal), separados por dois pontos 2001:0db8:0000:CAFE:0000:0000:087C:140b 2001:db8:0:CAFE::087C:140b● Prefixos – Como o CIDR (IPv4) – Exemplo: 2001:db8:12::/48● URL - http://[2001:DB8:CAFE::20]:8080 - http://[2001:DB8:CAFE::20]/index.html
  • 13. IPv6 - Funcionalidades● Descoberta de Vizinhança (Neighbor Discovery) ● Localiza nós na rede ● Resolução de endereços MAC (Substitui o protocolo ARP do IPv4) ● Autoconfiguração Stateless● Fragmentação● Mobilidade● Segurança ● IPSec ● SEND● ICMPv6 / Multicast
  • 14. IPv6 - Mudanças● Ausência de NAT● Abundância de IPs● Internet FIM a FIM● IPs fixos e válidos● Necessidade de redes /64
  • 15. IPv6 - Mudanças• Infraestrutura: • Equipamentos de redes • Roteadores • Firewalls • Switches... • Em alguns dos programas • Para alguns, legados, não será possível mudar • Sistemas Operacionais • Os principais SOs hoje já suportam IPv6. • Nas características das conexões à Internet
  • 16. IPv6 - Mudanças● Software ● A sequência típica de tarefas para abertura de um socket não muda ● API ● Novas estruturas de dados ● Novas funções para conversão de nomes em endereços e vice- versa ● Variáveis ● Bancos de dados ● Interface ● Logs
  • 17. IPv6 - Mudanças● Segurança - aspectos positivos: ● Ausência do NAT permite a identificação de hosts comprometidos ● IPSec é padrão no protocolo ● Autenticidade e privacidade na camada IP ● VPNs com setup mais simples e melhor desempenho ● Muitos endereços... Como fazer scan?
  • 18. IPv6 - Mudanças● Segurança - aspectos negativos: ● Não é uma solução mágica... Muitos problemas na camada de aplicação... ● IPSec dificulta inspeção dos dados por firewalls ● Pilha Dupla = Duas redes ● O dobro de complexidade ● O dobro de riscos ● O dobro de configurações ● Túneis ● Automáticos - cuidado!
  • 19. IPv6 - Mudanças
  • 20. Como está a implantação?● A previsão inicial era que fosse assim:
  • 21. Como está a implantação?● Mas a previsão agora está assim:
  • 22. Como está a implantação?
  • 23. Mitos e verdades● DNS é difícil ● O DNS não depende da camada IP ● Campo A para IPv4 ● Campo AAAA para IPv6 ● A resposta independe do protocolo da consulta ● Os desafios são apenas para as técnicas de transição: NAT- PT, NAT64, proxies, ...
  • 24. Mitos e verdades● É preciso reaprender tudo ● As capacidades técnicas desenvolvidas para o IPv4 são facilmente transferidas para o IPv6 ● Os conceitos principais não mudam ● Temos mais endereços ● Algumas funcionalidades diferentes ● Os problemas são mais psicológicos do que técnicos, é preciso se “desmistificar” o IPv6.
  • 25. Mitos e verdades● IPv6 usa muitos túneis ● Procure checar você mesmo, use looking glasses, use os dados do projeto TTM do RIPE ● Foram feitos muitos progressos nos últimos anos... ● Diferenças ainda existem ● O trânsito IPv6 está paulatinamente tornando-se um produto, como o trânsito v4.
  • 26. Implantando● Cenário: fazer nada! ● Nenhum problema nos próximos anos ● Com o passar do tempo, algumas pessoas não poderão fazer uso de seus serviços ● Nenhum custo extra ● Até batermos no muro! ● Custos altos para uma implantação rápida ● Tempos de planejamento curtos, implicam em mais erros...
  • 27. Implantando● Cenário: Fazer tudo agora! ● Talvez o hardware tenha de ser trocado ● Investimento alto em tempo e outros recursos ● Sem retorno imediato ● Altos custos para uma implantação rápida ● Planejamento rápido significa mais possibilidade de erros...
  • 28. Implantando● Cenário: Comece agora, faça em etapas ● Procedimento de compra ● Paridade de funcionalidades ● Verifique seu hardware e software ● Planeje cada etapa e faça testes ● Um serviço de cada vez: ● Face primeiro ● Core ● Clientes ● Prepare-se para desligar o IPv4
  • 29. Implantando● Não separe as funcionalidades v6 do v4● Não faça tudo de uma vez● Não indique um “guru IPv6” para sua organização ● Você tem um especialista v4?● Não veja o IPv6 como um produto ● O produto é a Internet, ou o acesso/conteúdos Internet.
  • 30. Considerações● O IPv4 não é mais igual a Internet● Evitar o problema não fará ele desaparecer● Quanto você está disposto a gastar agora, para economizar dinheiro depois?● Somente o IPv6 permitirá o crescimento contínuo da redeComece agora!
  • 31. http://www.ipv6.br
  • 32. http://curso.ipv6.br
  • 33. http://www.ipv6.br/basico
  • 34. Obrigado!Perguntas?Outras questões:Rodrigo Regis dos Santosrsantos@nic.bripv6@nic.br