Reproduzindo Desigualdades<br />RMJ<br />
A escola enquanto um espaço social.<br />Teoria funcionalista e o exagero na questão da meritocracia.<br />Os teóricos do ...
Bourdieu<br />Dentre todas as soluções apresentadas (...) para o problema da transmissão do poder e dos privilégios, prova...
Capital econômico, escola e reprodução da desigualdade.<br />Em parte reproduzem a desigualdade em função da grande variaç...
Reprodução da desigualdade.<br />As disparidades de qualidade não se limitam a recursos físicos.<br />As escolas públicas ...
Capital social e reprodução das desigualdades.<br />Sendo assim elas são menos propícias à aprendizagem do que escolas que...
Capital cultural e reprodução das desigualdades.<br />Um outro fator que influencia o sucesso escolar dos indivíduos e exp...
Capital econômico e  cultural<br />O capital econômico: recursos materiais, bens, dinheiro e renda.<br />O Capital cultura...
Transmissão do capital cultural<br />O capital cultural tende a ser transmitido por diferentes agentes de socialização (fa...
A escola<br />E como a escola faz isso?<br />Certamente elas não fazem discriminações diretas em favor das crianças dos gr...
A escola <br />Em outras palavras, o sucesso escolar de uma criança não depende não apenas de características de caracterí...
Bourdieu e a Educação<br />Com risco de simplificar excessivamente o pensamento de Bourdieu, pode-se resumir seus principa...
Bourdieu e a Educação<br />2) Um capital cultural elevado aumenta as chances de sucesso escolar e, consequentemente, de se...
Temas para a prova<br />Habitus<br />capital cultural :<br />em estado objetivo<br />em estado institucionalizado<br />em ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Reprodução e desigualdade

5,330

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
5,330
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
107
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Reprodução e desigualdade

  1. 1. Reproduzindo Desigualdades<br />RMJ<br />
  2. 2. A escola enquanto um espaço social.<br />Teoria funcionalista e o exagero na questão da meritocracia.<br />Os teóricos do conflito, dos quais Bourdieu faz parte, argumentam que a escola distribuem os benefícios da educação de forma desigual.<br />Isso significa que, em vez de funcionar como sistema meritocrático, as escolas tendem a reproduzir o sistema de estratificação geração após geração. <br />
  3. 3. Bourdieu<br />Dentre todas as soluções apresentadas (...) para o problema da transmissão do poder e dos privilégios, provavelmente nenhuma foi melhor dissimulada e, consequentemente, melhor adaptada a sociedades que tendem a rejeitar as formas mais patentes de transmissão hereditária de poder e privilégios, do que a solução dada pelo sistema educacional para reprodução da estrutura de relação de classes e para a dissimulação do fato de que ela preenche esta função sob aparência de neutralidade.<br />
  4. 4. Capital econômico, escola e reprodução da desigualdade.<br />Em parte reproduzem a desigualdade em função da grande variação em termos de qualidade.<br />Se considerarmos apenas o ensino público temos diferenças muito grande em relação à riqueza dos municípios e um sistema de financiamento educacional baseado em impostos municipais.<br />O que faz crianças de municípios pobres freqüentarem escolas mal equipadas, enquanto aquelas de regiões mais ricas freqüentam escolas com mais recursos. <br />
  5. 5. Reprodução da desigualdade.<br />As disparidades de qualidade não se limitam a recursos físicos.<br />As escolas públicas e privadas, de localidades mais desfavorecidas, inclusive bairros mais pobres, tendem a ter diversos alunos oriundo de famílias em situação de pobreza, repetentes e com problemas disciplinares, além de alto grau de violência.<br />Dependendo do município as escolas, públicas e privadas, podem pagar menos que as outras e ter professores menos qualificados. <br />
  6. 6. Capital social e reprodução das desigualdades.<br />Sendo assim elas são menos propícias à aprendizagem do que escolas que tenham menos alunos em situação de pobreza, expostos a violência, com problemas disciplinares e professores mais bem formados.<br />Além, da distribuição de recursos educacionais, o tipo de estudante e a qualidade do professor (ou “composição social” das escolas). Afetam a qualidade das escolas.<br />
  7. 7. Capital cultural e reprodução das desigualdades.<br />Um outro fator que influencia o sucesso escolar dos indivíduos e explica o papel da escola na reprodução das desigualdades é o que Bourdieu chamou de capital cultural.<br />Para o autor o espaço social é construído de tal modo que os agentes e ou grupos são distribuídos em função de sua posição, de acordo com alguns princípios de diferenciação, sendo que os mais importantes são o capital econômico e o capital cultural. <br />
  8. 8. Capital econômico e cultural<br />O capital econômico: recursos materiais, bens, dinheiro e renda.<br />O Capital cultural: sinais de status (atitudes, preferências, conhecimento formal, comportamentos, objetivos e credenciais) amplamente compartilhados e que são usados para distinguir ou diferenciá-los.<br />Assim, as pessoas que tem muito capital cultural tendem a ter gostos “sofisticados” em literatura, arte, música e mesmo esporte (esgrima e tênis, por exemplo). Essas pessoas também se comportam de acordo com regras de etiqueta da cultura dominante, que tende a ser percebida como “superior”.<br />
  9. 9. Transmissão do capital cultural<br />O capital cultural tende a ser transmitido por diferentes agentes de socialização (família, os grupos de colegas e a escola).<br />Todos eles acabam reproduzindo a desigualdade ou o capital global (econômico e cultural) dos diversos grupos que ocupam um espaço social.<br />
  10. 10. A escola<br />E como a escola faz isso?<br />Certamente elas não fazem discriminações diretas em favor das crianças dos grupos dominantes. Ao contrário, todos são avaliados de maneira “imparcial” em relação as suas habilidades e ao seu desempenho de acordo com os mesmos critérios de excelência.<br />O ponto importante é que os critérios de excelência derivam das classes dominantes e, e nesse sentido, as crianças que adquiriram maior grau de capital cultural, com informações e habilidades na família, já ingressam na escola com com diferentes níveis de competência. <br />
  11. 11. A escola <br />Em outras palavras, o sucesso escolar de uma criança não depende não apenas de características de características como QI ou qualidade da escola, mas também do grau de consciência do que é positivamente valorizado em casa e na escola, isto é, entre o capital cultural da família de origem (que pode variar muito) e a cultura dominante valorizada na escola.<br />E tudo isso ocorre com aparência de grande neutralidade. <br />
  12. 12. Bourdieu e a Educação<br />Com risco de simplificar excessivamente o pensamento de Bourdieu, pode-se resumir seus principais argumentos acerca do papel da educação na reprodução das desigualdades sociais da seguinte forma: <br />1) a possessão de alto nível de capital cultural está intimamente relacionado ao fato de ser nascido numa família de status elevado. <br />
  13. 13. Bourdieu e a Educação<br />2) Um capital cultural elevado aumenta as chances de sucesso escolar e, consequentemente, de se obter um bom emprego no mercado de trabalho remunerado.<br />3) um bom emprego contribui para (embora não determine) um capital econômico mais elevado.<br />Críticas: Peso excessivo a herança cultural familiar.<br />
  14. 14. Temas para a prova<br />Habitus<br />capital cultural :<br />em estado objetivo<br />em estado institucionalizado<br />em estado incorporado<br />campo social<br />conceito de classe social<br />capital econômico e capital econômico<br />configuração em Elias.<br />dicotomia indivíduo e sociedade<br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×