Your SlideShare is downloading. ×
Clareamento Dental Interno
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Clareamento Dental Interno

2,864
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,864
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
77
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CAMILLA BRINGEL RÊGO DENTES VITALIZADOS E DESVITALIZADOS
  • 2. “Tratamento Clareador muito solicitado para atender aos padrões estéticos”. (Nash, 1999) Clareamento Interno “O Clareamento interno é um método alternativo para restabelecer a cor dos dentes evitando o desgaste necessário da estrutura normal”. Clareamento Dental
  • 3. Manchas Intrísecas  Coloração natural  Escurecimento natural  Medicamentos (tetraciclina) e fluoretos  Traumatismos  Necrose pulpar  Contaminação da câmara durante tratamento  Iatrogenias  Material obturador e restaurador
  • 4. Manchas Extrínsecas ► Predisposição do paciente ► Adquirida do meio bucal ► Após a erupção ► Precipitação de corante no biofilme dental ► Exemplos: Café, Chá Preto, Vinho Tinto, Chimarrão, Shoyu, Cigarro, Charuto
  • 5. Escurecimento dental ENDODONTIA DENTÍSTICA REMANESCENTE PULPAR AMÁLGAMA Cimento PINOS Materiais obturadores RESINAS COMPOSTAS
  • 6. Os agentes clareadores são veículos de radicais de Oxigênio Mecanismo de Ação grande instabilidade quando em contato com os tecidos dentais promovem ora oxidação, ora redução do pigmento associado a ele macromoléculas, acabam sendo fracionados em cadeias menores, até serem eliminadas por difusão “As moléculas do gel clareador penetram na intimidade do esmalte e da dentina que, por sua vez, “quebram” as moléculas dos pigmentos causadores de manchas, liberando-as.” OXIDAÇÃO + Oxigênio - Hidrogênio REDUÇÃO - Oxigênio + Hidrogênio
  • 7.  Peróxido de Carbamida  Peróxido de Hidrogênio AGENTES CLAREADORES
  • 8. Peróxido de Carbamida TECIDOS / SALIVA CH4N20-H202 H2O2 + CO(NH2)2 URÉIA AMÔNIA E CO2 OXIGÊNIO + ÁGUA
  • 9. Peróxido de Hidrogênio OXIGÊNIO + ÁGUA H2O2
  • 10. Indicações  Dentes amarelados  Tetraciclina  Manchas hipoplásicas  Fluorose  Desvitalizados  Antes de iniciar o tratamento restaurador
  • 11. Contra-Indicações  Pacientes grávidas  Fumantes  Hipersensibilidade a algum componente da fórmula  Restaurações em resina e porcelana em excesso
  • 12. CLAREAMENTO DE DENTES VITAIS CLAREAMENTO DE DENTES NÃO-VITAIS APLICAÇÃO DOMÉSTICA CONSULTÓRIO CONSULTÓRIO (Técnicas) CLAREAMENTO DENTAL IMEDIATA MEDIATA
  • 13. HOME BLEACHING CLAREAMENTO DOMÉSTICO  Técnica simples, fácil aplicação  Pouco tempo de atendimento clínico  Não promove alterações em dentes, periodonto ou restaurações  Pode ser usada em vários dentes simultaneamente  Custo reduzido Vantagens: Clareamento de Dentes Vitais
  • 14. Agentes utilizados no clareamento doméstico Peróxido de Hidrogênio Diversas concentrações (6, 7 e 10%) Peróxido de Carbamida Diversas concentrações (10, 15, 16, 20, 22 %) Clareamento de Dentes Vitais
  • 15. Técnica de aplicação  Aplicar o conjunto moldeira clareador durante 1 hora a 1 hora e meia  Realizar o procedimento em dois períodos do dia  Avaliar a cada 7 dias  Suspender em caso de sensibilidade moderada ou severa (Depende do fabricante) ANTES DEPOIS Clareamento de Dentes Vitais
  • 16. OFFICE BLEAGHING CLAREAMENTO DE CONSULTÓRIO  Resultados mais acelerados  Conforto para o paciente  Melhor monitoramento do profissional  Ideal para pacientes não colaboradores, com bruxismo e desordens têmporo-mandibular  Manchas localizadas  Marketing para o consultório VANTAGENS Clareamento de Dentes Vitais
  • 17. Agentes utilizados no clareamento de Consultório Peróxido de Hidrogênio Concentrações (20, 35 e 38%) Peróxido de Carbamida Concentração (35 e 37%) Até 3 sessões de 3 aplicações de 6 minutos cada Até 3 sessões de 3 aplicações de 15 minutos cada Técnica não muito utilizada hoje em dia Utilizado em clareamento clínico há mais de 75 anos OFFICE BLEAGHING Clareamento de Dentes Vitais Depende do Fabricante
  • 18. Protocolo de Aplicação 1) Profilaxia prévia 2) Verificação da cor inicial 3) Afastamento e aplicação da barreira gengival Clareamento de Dentes Vitais Pedra pomes
  • 19. Protocolo de Aplicação Clareamento de Dentes Vitais 4) Aplicação do Peróxido  Peróxido de Hidrogênio = 6 minutos por aplicação  Peróxido de Carbamida = 15 minutos por aplicação DEPENDE DO FABRICANTE
  • 20. 6) Realizar 3 aplicações a cada sessão 7) Ao final de cada sessão lavar abundantemente 8) Tomada de cor Protocolo de Aplicação Clareamento de Dentes Vitais Aplicação do Peróxido LIBERAÇÃO DO OXIGÊNIO 5) Remover o produto com sucção e gaze. (Não lavar ) ANTES DEPOIS
  • 21.  Caso o peróxido tenha entrado em contato com os tecidos moles, aplicar solução neutralizante (Ex.: Bicarbonato de Sódio)  Suspender a aplicação imediatamente caso o paciente reclame de sensibilidade durante o tratamento  Caso o paciente reclame de sensibilidade após o tratamento, aplicar algum agente dessensibilizante (Ex.: Nitrato de Potássio ).  Realizar polimento na superfície dental com pasta diamantada e escova de Robinson macia  Pode ser realizado até 3 sessões de clareamento, com 3 aplicações cada.  É necessário um intervalo de pelo menos 7 dias entre as sessões.  Uma quarta sessão só deve ser considerada caso necessite de pequenos ajustes. Protocolo de Aplicação Clareamento de Dentes Vitais CUIDADOS: DEPENDE DO FABRICANTE
  • 22. Luz em Clareamento: A Polêmica Peróxido de hidrogênio puro não é fotosensível. Clareamento de Dentes Vitais pode acelerar a decomposição do peróxido IDEPENDENTE de ser Laser, LED, halógena ou plasma. Papel da lâmpada fornecimento de calor INJÚRIA PULPAR
  • 23.  Marketing para paciente insuperável  Efetividade pequena ou nula  Investimento alto  Possibilidade de sensibilidade Utilização de LED / Lasers em Clareamento Luz em Clareamento: A Polêmica Clareamento de Dentes Vitais Considerações:
  • 24. Sensibilidade  Flúor tópico neutro  Flor-Opal (Ultradent)  UltraEZ (Ultradent)  Flúor Gel (Discus)  Desensibilize (FGM) Clareamento de Dentes Vitais Alternar os dias de aplicação OU Suspender o procedimento clareador
  • 25. Avaliar a qualidade do tratamento endodôntico Retratar se houver necessidade Isolamento absoluto SELAMENTO CERVICAL
  • 26. SELAMENTO CERVICAL Clareamento de Dentes Não-Vitais Realizar acesso à câmara pulpar e limpar corretamente Remover o material obturador entre 2-3mm abaixo da junção amelocementária Colocar um cimento-base prevenindo qualquer infiltração do clareador em direção ao canal
  • 27. AGENTES CLAREADORES Peróxido de Carbamida 37% Perborato de Sódio 30% Peróxido de Hidrogênio 35%
  • 28. TÉCNICAS DE APLICAÇÃO TÉCNICA MEDIATA “WALKING BLEACH” (Nutting & Peo, 1967; Abboutt, 1997) TÉCNICA IMEDIATA “POWER BLEACHING” (Benjamim, 2002) Clareamento de Dentes Não-Vitais ASSOCIADA OU NÃO  Peróxido de Hidrogênio 35 % (Idêntica à técnica para dentes vitais)  Peróxido de Carbamida 37%  Perborato de Sódio + Peróxido de Hidrogênio 20%  Peróxido de Hidrogênio 35% Atualmente pouca indicada
  • 29. TÉCNICA IMEDIATA Clareamento de Dentes Não-Vitais Verificação da cor inicial e medir a coroa com uma sonda Radiografia inicial para avaliação do canal DESOBSTRUÇÃO DO CANAL DE 2-3MM SELAMENTO CERVICAL
  • 30. Gel clareador a base de Peróxido de Hidrogênio a 35% (Usado para clareamento imediato) TÉCNICA IMEDIATA Clareamento de Dentes Não-Vitais
  • 31. TÉCNICA IMEDIATA Clareamento de Dentes Não-Vitais ANTES DEPOIS
  • 32. TÉCNICA MEDIATA Clareamento de Dentes Não-Vitais “WALKING BLEACH” MEDIÇÃO DO DENTE COM SONDA PERIODONTAL RADIOGRAFIA PARA VERIFICAÇÃO DO CONDUTO RADICULAR
  • 33. TÉCNICA MEDIATA Clareamento de Dentes Não-Vitais “WALKING BLEACHING”
  • 34. TÉCNICA MEDIATA Clareamento de Dentes Não-Vitais “WALKING BLEACHING” ANTES DEPOIS
  • 35. IMPORTANTE! Sempre se deve esperar aprox. 21dias antes de se restaurar um dente clareado. O Peróxido ainda permanece ativo “dentro” do dente Pode haver mudança de cor
  • 36. Existe Segurança no Tratamento Clareador? “Quando realizado com a supervisão de um profissional, este procedimento é seguro como qualquer outro tratamento dental rotineiro”. Haywood, VB Jada, vol 28 Special supp. April, 1997