Marketing E O Futuro Das Cidades 2

2,652 views
2,483 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,652
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
111
Actions
Shares
0
Downloads
146
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Marketing E O Futuro Das Cidades 2

  1. 1. Marketing Territorial e o futuro das cidades “ Caldas Welcome’09”  4 de Abril Álvaro Cidrais
  2. 2. Introdução <ul><li>Tese: Estamos perante um momento marcante da história em que as velhas ideias e práticas acentuam os problemas das cidades. Precisamos de uma nova filosofia e de respostas cooperativas para a vida em comum. A solução vem de dentro. </li></ul><ul><li>Exemplos e conceitos essenciais de MT </li></ul><ul><li>A crise…é enorme, cíclica e duradoura </li></ul><ul><li>A solução da governação partilhada </li></ul>
  3. 3. Marketing Territorial e o futuro das cidades 1. O Marketing Territorial
  4. 4. Os limites do Mkt Territorial hoje <ul><li>O Mkt Territorial não é a solução! É uma das! </li></ul><ul><li>Deve ser combinado com a Agenda 21 Local e com um novo modelo de gestão autárquica à luz de um novo modelo de desenvolvimento territorial. </li></ul><ul><li>Agora, além das vantagens comparativas e competitivas é preciso ter as adaptativas e as prospectivas . Competimos hoje e amanhã. </li></ul><ul><li>Mkt Territorial só se for Participado e Sustentável. Caso contrário, não é durável e é caro! </li></ul>
  5. 5. 3 abordagens de mkt Territorial <ul><li>Marketing Operacional de «Venda das cidades» - baseado no posicionamento de produtos e no marketing de eventos (visão cara e de curto prazo) </li></ul><ul><li>Marketing Estratégico para a Competitividade do Território - com o objectivo de desenvolver marcas territoriais e de fortalecer o tecido empresarial (visão cara de médio prazo) </li></ul><ul><li>Marketing Estratégico Participado e Sustentável - participado e com o objectivo de promover o desenvolvimento de uma sociedade sustentável e emancipada (visão barata de longo prazo) </li></ul>
  6. 9. Eu (sou) Am esterdão
  7. 11. Masdar
  8. 12. Masdar city
  9. 17. http:// www.elpuebloenelquenuncapasanada.com /
  10. 18. The City of Aalborg can be dated more than a 1.000 years back in history and emerged in the place where the Limfjorden was narrowest and consequently easiest to cross. Today it’s placed central in Northern Jutland County and function as the city center of the county and with a population of 161.000 inhabitants Aalborg is the fourth largest city in Denmark. Aalborg has many cultural and leisure facilities for example a tivoli, zoo, markets, museums of history and art, music and theaters, restaurants and bars and of course the famous Jomfru Ane Gade. In resent years Aalborg city and especially the city center have been changed into a more pedestrian friendly place to the satisfaction for both the users of city facilities and the retail industry
  11. 21. Aalborg Industries is the world’s leading supplier of marine boilers and inert gas systems. We supply high quality boilers suitable for all types of commercial ships including Floating Production Systems. Research and development, engineering, production, commissioning and Global After Sales services are carried out by qualified technicians and engineers from Aalborg Industries companies in 14 countries. For special analysis work and production development, we cooperate closely with universities, classification societies and knowledge centres. Our range of products covers oil-/gas-fired steam and hot-water boilers, thermal fluid heating systems, oil-/gas burner plants, control systems, exhaust gas economizers after diesel engines and gas turbines, waste heat recovery units after gas turbines, and shell & tube heat exchangers of many varieties as well as inert gas systems. Our Global After Sales organization supplies components and OEM spare parts and carries our service, upgrades and repairs on own and 3rd party boilers worldwide.  Aalborg Industries has its own ISO 9001 certified boiler factories in Denmark, China, Vietnam and Brazil.
  12. 24. Valor acrescentado Relações A partir do cultivo da educação e da identidade
  13. 25. O valor acrescentado da cidade <ul><li>O que a distingue? O que a torna única? </li></ul><ul><li>Que relações estabelece com as pessoas? </li></ul><ul><li>O que acresce em relação às outras cidades? </li></ul><ul><li>Para QUEM? </li></ul><ul><li>Para quê? </li></ul>
  14. 26. Marketing Territorial e o futuro das cidades 2. A crise (transformação)
  15. 27. Aspectos do problema <ul><li>Clima, energia, alimento, economia, sociedade, ambiente </li></ul><ul><li>Abundância ocidental vs pobreza extrema </li></ul><ul><li>Associação entre grandes empresas, bancos e governos para garantir um poder hegemónico dominante </li></ul><ul><li>Injustiça global! </li></ul><ul><li>Crise ética, económica e de poder que se junta à consciência da insustentabilidade do modelo de acção actual </li></ul><ul><li>Forte perspectiva de conflito, violência e sofrimento </li></ul><ul><li>Necessidade de uma nova ordem ética e uma nova praxis </li></ul>
  16. 28. Um sistema complexo e injusto Bancos Multinacionais Governos Cidadãos PMEs PMOSFL Juros Empréstimos Impostos Dívidas – dependência - sofrimento SUOR - esforço Grandes empresas 80/20 20/80
  17. 29. Demografia e desenvolvimento!
  18. 30. Crescemos sempre?
  19. 31. O crescimento económico constante
  20. 32. Baseada no consumo de bens não duráveis
  21. 33. Uma tendência não comprovada
  22. 35. História dos ciclos económicos
  23. 36. História dos ciclos tecnológicos Como é em Portugal? Todas as mudanças entre 1975 e 2008
  24. 37. Crescimento Zero 1776-1834
  25. 38. A crise em que vivemos <ul><li>Mais uma época de transição com várias crises em simultâneo! </li></ul><ul><li>A transformação da tecnologia </li></ul><ul><li>A transformação de paradigma de pensamento </li></ul><ul><li>A mudança demográfica </li></ul><ul><li>A insustentabilidade alimentar </li></ul><ul><li>A insustentabilidade energética </li></ul><ul><li>A falência do Estado patriarcal </li></ul><ul><li>A falência do mercado </li></ul><ul><li>A mudança nos equilíbrios de poder </li></ul><ul><li>A transformação do paradigma da acção </li></ul>
  26. 39. Estrutura etária em 2002
  27. 40. Evolução do PIB per capita e do produto por trabalhador em Portugal (PPC)
  28. 41. Evolução da emigração Portuguesa, 1900-2005
  29. 42. A emigração recente
  30. 43. Política de cidades 2008 Polis XXI
  31. 44. Marketing Territorial e o futuro das cidades 3. Uma possível solução
  32. 45. Desenvolvimento Sustentável Gestão Democracia - Participação Ambiente Natural Economia Sociedade Cultura/Educação Informação Tecnologia Equilíbrio dinâmico Comunicação
  33. 46. Instituição Grupo Território Bem-estar = Saúde Desenvolvimento sustentável Ética responsável Cidadania Aprendizagem Atitude empreendedora Saúde é o máximo bem-estar físico, psicológico, social e espiritual que o indivíduo consegue obter no seu contexto de vivência Pessoa Concertação estratégica Redes Tecnologias Digitais EDUCAÇÃO AGENDA 21 LOCAL LIDERANÇA PARTICIPIPATIVA Carta de Aalborg + 10
  34. 47. <ul><li>Mais cidadania virtual? </li></ul><ul><li>Mais «geocidadania»? </li></ul><ul><li>Mais aproximação entre eleitos e eleitores? </li></ul><ul><li>Mais aproximação entre decisores e utilizadores? </li></ul><ul><li>Mais eficaz e mais próxima administração local? </li></ul><ul><li>Mais qualidade de vida para os cidadãos? </li></ul><ul><li>Mais participação na vida local? </li></ul><ul><li>Mais inclusão? </li></ul><ul><li>Mais territórios visíveis? </li></ul><ul><li>Mais desenvolvimento? </li></ul>Ganhos da abordagem de Mkt Participado e Sustentável
  35. 48. <ul><li>Novo modelo de desenvolvimento </li></ul><ul><li>Novo modelo de governação </li></ul><ul><li>Novo modelo de gestão </li></ul><ul><li>Novas vivências </li></ul><ul><li>Cidade acolhedora, sustentável, onde as pessoas e as empresas sentem que contam, que podem ter influência na decisão e que há uma preocupação dos outros para com os outros. </li></ul><ul><li>Cidade onde podemos viver melhor do que noutro local </li></ul><ul><li>Cidade com segurança – carinho – desafio </li></ul><ul><li>Cidade com valor acrescentado </li></ul>Ganhos da abordagem de Mkt Participado e Sustentável
  36. 49. Princípios da Carta de Aalborg + 10 Melhor escola – melhor família – melhor comunidade
  37. 51. Diagnóstico de Marketing Territorial <ul><li>Levantamento da oferta </li></ul><ul><ul><li>Monografia física e humana do território </li></ul></ul><ul><li>Análise da concorrência </li></ul><ul><ul><li>Local, regional, nacional e internacional (benchmarking) </li></ul></ul><ul><li>Análise da envolvente </li></ul><ul><ul><li>Tendência pesadas da sociedade </li></ul></ul><ul><ul><li>Orientações estratégicas do território </li></ul></ul><ul><li>Análise da procura </li></ul><ul><ul><li>Habitantes, Visitantes, Turistas, Investidores (actuais e potenciais) </li></ul></ul>
  38. 52. Caracterização da oferta e da procura territorial <ul><li>Caracterização da oferta </li></ul><ul><ul><li>Ofertas de habitação </li></ul></ul><ul><ul><li>Ofertas económicas (emprego) </li></ul></ul><ul><ul><li>Ofertas de serviços de apoio social </li></ul></ul><ul><ul><li>Ofertas de espaços naturais ou ambientais </li></ul></ul><ul><ul><li>Outras ofertas: frentes ribeirinhas, culturais, eventos… </li></ul></ul><ul><li>Caracterização da procura </li></ul><ul><ul><li>Procura de habitação </li></ul></ul><ul><ul><li>Procura de actividades económicas e emprego </li></ul></ul><ul><ul><li>Procura de bens de apoio social </li></ul></ul><ul><ul><li>Procura ambiental </li></ul></ul><ul><ul><li>Outras procuras: eventos, </li></ul></ul>
  39. 53. Definição da estratégia de Mkt. Territorial <ul><li>Levantamento dos stakeholders (partes interessadas) </li></ul><ul><ul><li>Identificação dos stakeholders </li></ul></ul><ul><ul><li>Negociação da estratégia com os stakeholders </li></ul></ul><ul><ul><li>Dinamização de parcerias </li></ul></ul><ul><li>Formulação da estratégia </li></ul><ul><ul><li>Análise SWOT e de factores críticos de sucesso </li></ul></ul><ul><ul><li>Definição do Valor para cada público-alvo e da Marca </li></ul></ul><ul><ul><li>Definição dos actores relevantes </li></ul></ul><ul><li>Definição do plano de marketing </li></ul><ul><ul><li>Posicionamento – Valor – Público-alvo </li></ul></ul><ul><ul><li>Definição do plano de acção </li></ul></ul><ul><ul><li>Contratualização do plano de acção </li></ul></ul>
  40. 54. Uma cidade com passado, presente e futuro

×