A AprovaleA Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos foi fundadaem 15 de fevereiro de 1995 por seis ...
Histórico1995: Fundação da Aprovale1997: Início do processo de busca da certificação2002: Obtenção do registro da Indicaçã...
A delimitação da área da Indicação GeográficaVale dos VinhedosÁrea total: 81,23 km² em três municípios: Bento Gonçalves -...
Motivações do projeto Evolução qualitativa dos vinhos Agregar valor aos produtos Tornar conhecida a região, estimulando...
A Denominação de Origem Vale dos Vinhedos Será a primeira DO de vinhos do Brasil Produção e processamento na região deli...
Alterações na delimitaçãoda áreaÁrea total: 72,45 km² Bento Gonçalves - 55% Garibaldi - 37% Monte Belo do Sul - 8%Foram...
Produção vitícola Somente vitis viniferas Para os vinhos tintos:  Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Tannat P...
Produção vitícola As uvas deverão ser totalmente produzidas na região delimitada pela  IG e conduzidas em espaldeira. As...
Padrões de Identidade e de Qualidade Química eOrganolépticaOs vinhos somente recebem certificação após serem aprovados: E...
Rotulagem Os produtos engarrafados da D.O serão identificados no rótulo principal  e no contra-rótulo. Os vinhos tranqüi...
Identificação visual              RÓTULO FRONTAL               CONTRA-RÓTULO
Parceiros na construção da Indicação   Geográfica Vale dos Vinhedos                  Embrapa Uva e Vinho                Em...
Vinícolas com rótulos com a D.O
Diferenciais das Indicações GeográficasO produto portador de uma Indicação Geográfica tem identidade própria einconfundíve...
A valorização de mercado dos produtos com IGEstudo da Comissão Européia de Comércio a respeito da percepçãodo consumidor e...
Resultados obtidos desde a certificação- Valorização das propriedades agrícolas: valorização entre 200% a 500% dependendo ...
Muito obrigado!              Rogério Carlos Valduga                Presidente Aprovalepresidencia@valedosvinhedos.com.br -...
Vale dos vinhedos a história da proteção e o desenvolvimento regional  palestrante presidente da associação dos produtores...
Vale dos vinhedos a história da proteção e o desenvolvimento regional  palestrante presidente da associação dos produtores...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Vale dos vinhedos a história da proteção e o desenvolvimento regional palestrante presidente da associação dos produtores de vinhos finos do vale dos vinhedos rogério carlos valduga 07 de julho de 2011

1,191 views
995 views

Published on

Vale dos Vinhedos, a História da proteção e o desenvolvimento regional – Palestrante: Presidente da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos, Rogério Carlos Valduga;

Published in: Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,191
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
40
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Vale dos vinhedos a história da proteção e o desenvolvimento regional palestrante presidente da associação dos produtores de vinhos finos do vale dos vinhedos rogério carlos valduga 07 de julho de 2011

  1. 1. A AprovaleA Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos foi fundadaem 15 de fevereiro de 1995 por seis empreendedores vinícolas.Hoje a entidade possui em seu quadro de associados: 31 as vinícolas que respondem por 20% dos vinhos finos e 25% dos espumantes nacionais. Os perfis são variados: há vinícolas familiares, com elaboração limitada e venda exclusiva em seu varejo, como também grandes empresas com presença internacional.E também: 39 associados ligados ao trade de turismo entre hotéis, pousadas, um SPA internacional, restaurantes, cafés, agroindústrias de queijos, geleias, biscoitos, ateliês de arte e artesanato, entre outros.
  2. 2. Histórico1995: Fundação da Aprovale1997: Início do processo de busca da certificação2002: Obtenção do registro da Indicação Geográfica pelo INPI2007: Reconhecimento pelo Comitê de Gestão do Vinho da UniãoEuropéia2007: Início da construção do processo em busca da Denominação deOrigem2011: Registro da Denominação de Origem
  3. 3. A delimitação da área da Indicação GeográficaVale dos VinhedosÁrea total: 81,23 km² em três municípios: Bento Gonçalves - 60% Garibaldi - 33% Monte Belo do Sul - 7%
  4. 4. Motivações do projeto Evolução qualitativa dos vinhos Agregar valor aos produtos Tornar conhecida a região, estimulando o turismo e o crescimento cultural da comunidade Gerar novas fontes de emprego e a fixação do agricultor a sua terra Valorização do patrimônio dos agricultores e das empresas
  5. 5. A Denominação de Origem Vale dos Vinhedos Será a primeira DO de vinhos do Brasil Produção e processamento na região delimitada do Vale dos Vinhedos Apresenta regras de cultivo e de processamento mais específicas que as estabelecidas para a IP Busca destacar e valorizar a identidade dos vinhos elaborados no Vale dos Vinhedos
  6. 6. Alterações na delimitaçãoda áreaÁrea total: 72,45 km² Bento Gonçalves - 55% Garibaldi - 37% Monte Belo do Sul - 8%Foram excluídas as áreas comaltitudes inferiores a 400 metros.Os limites foram traçados em basecartográfica de aerolevantamentorealizado em 2005, com resoluçãode 2 metros.
  7. 7. Produção vitícola Somente vitis viniferas Para os vinhos tintos: Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Tannat Para os vinhos brancos: Chardonnay e Riesling Itálico Para os espumantes: Chardonnay, Riesling Itálico e Pinot Noir.
  8. 8. Produção vitícola As uvas deverão ser totalmente produzidas na região delimitada pela IG e conduzidas em espaldeira. As produtividades são limitadas em 10 t/ha para as variedades para vinhos tintos, com máximo de 2,5 kg/planta. Para os brancos o limite é de 10 t/ha, sendo a produção máxima de 3,0 kg/planta. Os espumantes têm seus limites em 12 t/ha e 4,0 kg/planta.
  9. 9. Padrões de Identidade e de Qualidade Química eOrganolépticaOs vinhos somente recebem certificação após serem aprovados: Em análise laboratorial para checagem de padrões brasileiros de composição específica para a D.O Em avaliação sensorial realizada pela Comissão de Degustação da D.O.V.V., totalmente às cegas, utilizando fichas desenvolvidas para esta finalidade.
  10. 10. Rotulagem Os produtos engarrafados da D.O serão identificados no rótulo principal e no contra-rótulo. Os vinhos tranqüilos poderão identificar a safra e a variedades. Os espumantes deverão utilizar a expressão “Método Tradicional”. Para o contra-rótulo, além das informações estabelecidas pela legislação brasileira, poderá identificar as variedades utilizadas e, nos espumantes, o tempo de contato com as borras e o ano de “dégorgement”. Será obrigatório o uso da numeração de controle seqüencial.
  11. 11. Identificação visual RÓTULO FRONTAL CONTRA-RÓTULO
  12. 12. Parceiros na construção da Indicação Geográfica Vale dos Vinhedos Embrapa Uva e Vinho Embrapa Clima Temperado Embrapa Florestas IBRAVIN – Instituto Brasileiro do Vinho ABE – Associação Brasileira de Enologia UCS – Universidade de Caxias do Sul UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul SEBRAE FAPERGS – Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do RS FINEP - Financiadora de Projetos
  13. 13. Vinícolas com rótulos com a D.O
  14. 14. Diferenciais das Indicações GeográficasO produto portador de uma Indicação Geográfica tem identidade própria einconfundível. Possui notoriedade gerada pela íntima ligação com o território e umsistema de garantia de sua qualidade.As vantagens do selo de IG: A origem, o método de produção e elaboração e a especificidade dos produtos, respeitando os requisitos técnicos de qualidade, A identificação e informações claras, através do selo da IG; Garantia de rastreabilidade dos produtos.
  15. 15. A valorização de mercado dos produtos com IGEstudo da Comissão Européia de Comércio a respeito da percepçãodo consumidor em relação a produtos com IGs: Garantia de origem: 37% Garantia de qualidade: 37% Garantia de lugar e método de produção: 57% Tradição: 17% 43% dos europeus se dipõem a pagar 10% a mais por produtos com IG. 11% destes aceitam pagar entre 20% e 30% a mais por estes produtos.
  16. 16. Resultados obtidos desde a certificação- Valorização das propriedades agrícolas: valorização entre 200% a 500% dependendo dalocalização e de sua finalidade.- Melhoria do padrão tecnológico: independente do porte, as vinícolas passaram arealizar pesados investimentos em conhecimento, maquinário e tecnologia tanto na parteindustrial como na área agrícola.- Maior oferta de empregos: as vinícolas e demais empreendimentos do Vale dosVinhedos empregam diretamente mais de 1,2 mil pessoas, sem contar as famíliasproprietárias.-Atração de novos investidores: novos empreendedores ligados ao turismo e ao setorvinícola passaram a se instalar no roteiro.- Reconhecimento de mercado: os vinhos com a IP Vale dos Vinhedos passaram a serreconhecidos no mercado como de qualidade diferenciada e, com o reconhecimento daUnião Européia, têm maior facilidade de ingresso e comercialização no mercado externo.
  17. 17. Muito obrigado! Rogério Carlos Valduga Presidente Aprovalepresidencia@valedosvinhedos.com.br - (54) 3241.9601

×