Mirian T S Eira Embrapa Café Gerente TéCnica

  • 1,098 views
Uploaded on

11 Agrocafé …

11 Agrocafé
Salvador , 08 a 10 de março de 2010
MirianT. S Eira
EmbrapaCafé -GerenteTécnica

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,098
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
34
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. 11 Agrocafé Salvador , 08 a 10 de março de 2010 Mirian T. S Eira Embrapa Café - Gerente Técnica
  • 2. 1995 Comissão Especial da Exame da auto gestão do Câmara dos Deputados FUNCAFÉ 1996 Conselho Deliberativo de Política do Definir políticas para o setor Café-CDPC cafeeiro 1996 Programa Nacional de Pesquisa e Estabelecer objetivos para o Desenvolvimento do Café – desenvolvimento de P&D do PNP&D/Café setor cafeeiro 1996 Embrapa – Criação do Grupo Técnico Estudar o modelo gestor da de trabalho Pesquisa Cafeeira FEV. Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Congregar esforços e 1997 Desenvolvimento do Café – instituições para executar o CBP&D/Café PNP&D/Café DEZ. Destinar recursos aprovados 1997 Convênio MICT/EMBRAPA pelo CDPC, para PNP&D/Café Início dos Trabalhos 1998 Embrapa Coordenar o PNP&D/Café do CBP&D/Café
  • 3. Uma congregação de instituições de pesquisa e desenvolvimento, para sustentação tecnológica do agronegócio do café no Brasil.
  • 4. Unidades da Embrapa que participam do Consórcio Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia - CENARGEN Embrapa Agrobiologia - CNPAB Embrapa Instrumentação Agropecuária – CNPDIA Embrapa Informática Agropecuária - CNPTIA Embrapa Meio Ambiente - CNPMA Embrapa Cerrados - CPAC Embrapa Acre - CPAF AC Embrapa Amapá - CPAF AP Embrapa Rondônia - CAPAF RO Embrapa Amazônia Oriental - CPATU Embrapa Agroindústria de Alimentos - CTAA Embrapa Café - SAPC
  • 5. Informações específicas Embrapa Acre - CPAF AC Total de Planos de Ação executados/execução = 10 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1. Genética e Melhoramento do cafeeiro CPAF AC INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-CPAF RO 2-INCAPER 3-UNIR 4-CEPLAC 5-CPATU 6-FARO 7-CPAF AP 8-MAPA/SARC 9-UFU 10-IAC 11-CPAC 12-EPAMIG 13-IAPAR
  • 6. Informações específicas Embrapa Amapá - CPAF AP Total de Planos de Ação executados/execução = 2 CPAF AP ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1. Genética e Melhoramento do cafeeiro INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-CPAF RO 2-INCAPER 3-UNIR 4-CEPLAC 5-CPATU 6-FARO
  • 7. Informações específicas Embrapa Amazônia Oriental - CPATU Total de Planos de Ação executados/execução = 8 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1. Genética e Melhoramento do cafeeiro CPATU INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-CEPLAC 2-CPAF AC 3-CPAF AP 4-CPAF RO 5-EBDA 6-EBDA 7-EPAMIG 8-IAC 9-IAPAR 10-INCAPER 11-MAPA /SARC 12-PESAGRO 13-UESB 14-UFLA 15-UFV
  • 8. Informações especificas Embrapa Rondônia - CPAF RO ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES Total de Planos de Ação executados/execução = 37 1.Genética e melhoramento do cafeeiro Proposta Chamada 20/2009 = 5 2.Manejo da lavoura cafeeira 3.Pragas do Cafeeiro 4.Sócio-economia, mercado e qualidade total na cadeia agroindustrial do café 5.Agroclimatologia e fisiologia do cafeeiro INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-CENARGEN CPAF RO 2-CEPLAC 3-CNPS 4-CPAC 5-CPAFAC 6-CPAFAP 7-CPATU 8-EBDA 9-EPAMIG 10-FARO 11-IAC 12-IAPAR 13-IB 14-INCAPER 15-PESAGRO 16-SAPC 17-MAPA/SARC 18-UENF 19-UESB 20-UFLA 21-UFMG 22-UFU 23-UFV 24-UNIR 25-UNIUBE
  • 9. Café irrigado, em Cacoal – RO (2008), produtividade > 70 sc/ha.
  • 10. Nova Brasilândia do Oeste, RO (2008) Lavoura clonal. clones selecionados pelo produtor com produtividade de até 80 sc. Foto: Oliveira, S.J.M., Embrapa Rondônia
  • 11. Informações especificas Embrapa Agrobiologia - CNPAB Total de Planos de Ação executados/execução = 6 Proposta Chamada 20/2009 = 1 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1. Cafeicultura orgânica CNPAB INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-EPAMIG 2-IAPAR 3-INCAPER 4-UFLA 5-UFV
  • 12. Informações especificas Embrapa Meio Ambiente - CNPMA Total de Planos de Ação executados/execução = 1 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1. Geotecnologias INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-EPAMIG CNPMA 2-INPE 3-SAPC
  • 13. Cadastramento por Imagens
  • 14. Informações especificas Embrapa Informática Agropecuária - CNPTIA Total de Planos de Ação executados/execução = 3 Proposta Chamada 20/2009 = 1 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1. Agroclimatologia do cafeeiro INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-INPE CNPDIA 2-CPAC CNPTIA 3EOPAMIG 4-SAPC
  • 15. Zoneamento Agroclimático
  • 16. Informações especificas Embrapa Instrumentação Agropecuária - CNPDIA Total de Planos de Ação executados/execução = 1 Proposta Chamada 20/2009 = 1 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1. Industrialização e qualidade do café INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-BIO-RIO CNPDIA 2-CPAC CNPDIA 3-ITAL 4-SAPC
  • 17. Língua eletrônica Nariz Eletrônico
  • 18. Informações especificas Embrapa Agroindústria de Alimentos - CTAA Total de Planos de Ação executados/execução = 19 Proposta Chamada 20/2009 = 1 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1. Industrialização e qualidade do café INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-BIORIO 2-EPAMIG 3-IAL 4-INCAPER 5-ITAL 6-MABH 7-MAPA / DFA-MG CTAA 8-MAPA/DECAF 9-MAPA-DFA/MG 10-UFLA 11-UFRJ 12-UFV
  • 19. • GRÃO VERDE • Cafeína................................1,2 - 2,2 % • Trigonelina...........................1,0 - 0,7 % • Ácidos clorogênicos.............7,0 - 10,0 % • Açúcares (sacarose)............8,0 - 4,0 % • Polissacarídeos..................44,0 - 48,0 % • Proteínas............................11,0 - 11,0 % • Aminoácidos.........................0,5 - 0,8 % • Lipídeos..............................16,0 - 10,0 % • Minerais (K,Fe,Zn)................2,0 - 3,0 %  GRÃO TORRADO  Cafeína..............................................1,2 - 2,2 %  Trigonelina>>>Niacina.....................0,5 - 0,3 %  Ácidos clorogênicos>>Quinídeos..3,0 - 4,0 %  Açúcares (sacarose)..........................Voláteis  Polissacarídeos..................................Voláteis  Proteínas............................................Voláteis  Aminoácidos.......................................Voláteis  Lipídeos..............................................Voláteis  Minerais (K,Fe,Zn,Mg).......................2,0 - 3,0 %
  • 20. 2,5 2 1,5 Arábica 1 Robusta 0,5 0 Leve Média Forte Extra Forte TORREFAÇÃO 45 ACQ 40 AFQ 35 ADCQ 30 ACTotal 25 20 15 10 5 0 Leve Média Forte Extra Forte Torrefação
  • 21. Informações especificas Embrapa Cerrados CPAC Total de Planos de Ação executados/execução = 21 Proposta Chamada 20/2009 = 2 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1. Cafeicultura irrigada 2. Agroclimatologia e fisiologia do cafeeiro 3. Solos e nutrição do cafeeiro 4. Manejo da lavoura cafeeira INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-BIO-RIO CPAC 2-CENARGEN 3-CNPDIA 4-CTAA 5-EBDA 6-EPAMIG 7-IAC 8-IAPAR 9-INCAPER 10-ITAL 11-SAPC 12-MAPA/SARC 13-UENF 14-UFG 15-UFLA 16-UFU 17-UFV 18-UNIUBE
  • 22. Foto: Guerra, A. F., Cultivo irrigado, com adequação do nível de Embrapa Cerrados fósforo - Oeste da Bahia
  • 23. Carga x crescimento do cafeeiro não Foto: Guerra, A. F., irrigado. Resposta a fósforo – Sul MG Embrapa Cerrados
  • 24. Informações especificas Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia - CENARGEN Total de Planos de Ação executados/execução = 28 Proposta Chamada 20/2009 = 1 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1.Biotecnologia aplicada à cadeia agroindustrial do café 2.Doenças e nematóides do cafeeiro 3- Recursos genéticos de café INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-CPAC 2-CPAFRO 3-EBDA CENARGEN 4-IAC 5-IAPAR 6-INCAPER 7-PESAGRO-RIO 8-SAPC 9-UCB 10-UENF 11-UESB 12-UFLA 13-UFPR 14-UFV
  • 25. Multiplicação Clonal
  • 26. Informações especificas Embrapa Café - SAPC Total de Planos de Ação executados/execução = 69 Proposta Chamada 20/2009 = 12 ÁREAS DE PESQUISA MAIS FREQUENTES 1.Biotecnologia aplicada à cadeia agroindustrial do café 2.Genética e melhoramento do cafeeiro 3.Transferência e difusão de tecnologia 4.Manejo da lavoura cafeeira 5.Solos e nutrição do cafeeiro 6.Sócio-economia, mercado e qualidade total na cadeia agroindustrial do café 7.Colheita, pós-colheita e qualidade do café 8.Doenças e nematóides do cafeeiro SAPC INSTITUIÇÕES PARCEIRAS MAIS FREQUENTES 1-CENARGEN 2-IAC 3-EPAMIG 4-IAPAR 5-CPAF RO 6-EPAMIG 7-UFLA 8-CEFETRV 9-UFV 10-INCAPER 11-INPE 12-CNPMA 13-EMATER-PR 14-Instituto Biológico 15-CNPDIA
  • 27. Pesquisadores em Instituições parceiras DF
  • 28. Subprojeto  Disciplinar  Monoinstitucional  Até 2001 Projeto Inicialmente: PNP&D/Café: “Conjunto dos programas estaduais de geração e transferência de tecnologia”. Subprojetos
  • 29. Núcleos de referência 1 Agroclimatologia e Fisiologia do cafeeiro 2 Biotecnologia aplicada à cadeia agroindustrial do café 3 Cafeicultura irrigada 4 Colheita, pós colheita e qualidade do café 5 Difusão e transferência de tecnologia 6 Doenças e nematóides do cafeeiro 7 Genética e melhoramento do cafeeiro 8 Industrialização e qualidade do café 9 Manejo da lavoura cafeeira 10 Pragas do cafeeiro 11 Sócioeconomia, mercados e qualidade total na cadeia agroindustrial do café 12 Solos e nutrição do cafeeiro
  • 30. Diretrizes e Focos Temáticos Geração de conhecimentos estratégicos • Ampliação da base do conhecimento Geração de informações e tecnologias • Agregação de qualidade ao produto • Alternativas para cafeicultura familiar • Aperfeiçoamento dos processos industriais e novos produtos a base de café • Café e saúde • Cafeicultura irrigada • Diagnóstico e informação para formulação de estratégias e políticas • Melhoria dos processos de colheita e pós-colheita • Organização do conhecimento e da documentação cafeeira • Otimização dos sistemas de cultivo • Preservação ambiental e desenvolvimento econômico e social • Projeto de apoio ao desenvolvimento institucional (PADI)‫‏‬ • Riscos físicos, químicos e biológicos à cafeicultura • Sistemas agroecológicos ou orgânicos • Usos alternativos para resíduos e subprodutos do café Comunicação técnico-científica • Difusão e transferência de tecnologias, conhecimentos e informações
  • 31. ESQUEMA DE FUNCIONAMENTO DOS FOCOS TEMÁTICOS Café e Coração PROJETO TEMÁTICO 1 SUB 1 SUB 4 Qualidades preventivas SUB 2 SUB 3 Café na Merenda Escolar do Café PROJETO TEMÁTICO 6 PROJETO TEMÁTICO 2 SUB 1 SUB 5 SUB 1 SUB 3 SUB 2 FOCO SUB 2 SUB 3 SUB 4 Café & Saúde PROJETO TEMÁTICO 3 PROJETO TEMÁTICO 5 SUB 1 SUB 4 SUB 2 SUB 1 SUB 2 SUB 3 Benefícios à Saúde Composição do Café PROJETO TEMÁTICO 4 SUB 1 SUB 2 Dosagens do consumo de Café e seus impactos potenciais
  • 32. O contexto  Cenário plural, onde os interesses legítimos dos diversos agentes produtivos e dos executores da programação se entrelaçam de forma dinâmica e permanente, implicando tarefa complexa de gestão e exigindo estrutura técnica administrativa articulada e comprometida.
  • 33. O Desafio  Trabalhar com visão sistêmica, a aprendizagem e evolução organizacional, incentivar o envolvimento de equipes de alto desempenho, focar nos públicos-alvo, sejam eles os consumidores, ou os pequenos, médios e grandes agentes dos segmentos agrícola, industrial e comercial, nas diversas regiões do País.
  • 34. O Foco  Fortalecer a gestão estratégica e tática do Programa de Pesquisa em Café, com base em pleno entrosamento entre CDPC e Consórcio Pesquisa Café, visando a geração de inovações tecnológicas que promovam a crescente competitividade do agronegócio café brasileiro.
  • 35. Desafios Competitividade Inovação x Informação Diversidade Qualidade Certificação e Segurança Sanidade e Rastreabilidade Meio Ambiente Saúde Equidade
  • 36. Construção das Linhas Temáticas AMBIENTE INTERNO/EXTERNO ESTUDOS, CENÁRIOS, DEMANDAS DO GOVERNO, SETORIAIS, REGIONAIS Objetivos Estratégicos Novas Demandas Consórcio Pesquisa Café Agenda Estratégica Focos Temáticos Linhas Temáticas IDENTIFICADAS
  • 37. Sistema de Indução “Chamada‫‏‬de‫‏‬Projetos” Sistema de Articulação
  • 38. Acompanhamento e Avaliação Seleção Relatório Técnico Relatório Final Andamento (Anual) TT & Inovação
  • 39. Projeto e Plano de Ação  Multi, Inter e Transdisciplinar Plano de ação 3  Multiinstitucional  Modelo de gestão específico Plano de ação 1 Plano de ação 4  Componente técnico  Componente de gestão Plano de ação 2
  • 40. Transferência de Tecnologia
  • 41. CAFÉ E CÉREBRO Correlatos cerebrais da experiência olfativa e gustativa do café por Ressonância Magnética Funcional Centro de Neurociências Rede Labs D'Or Rio de Janeiro, Brasil Dr. Jorge Moll Dr Darcy Lima www.redelabsdor.com.br www.neuroscience-rio.org
  • 42. MAIOR PROBLEMA DA HUMANIDADE ( JOVENS E ADULTOS) DEPRESSÃO (20 %) . CONSEQÜÊNCIAS : SUICÍDIO (15 %) ALCOOLISMO (15 % ) DROGADIÇÃO > 1/3 AIDS DCV : INFARTO DO MIOCÁRDIO
  • 43. Muito obrigada! Mirian T. S. Eira chtec.cafe@embrapa.br