• Save
Conferencia conilon  11 06 12 apresentação pdf
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Conferencia conilon 11 06 12 apresentação pdf

on

  • 1,807 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,807
Views on SlideShare
1,787
Embed Views
20

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 20

http://www.redepeabirus.com.br 20

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Conferencia conilon 11 06 12 apresentação pdf Presentation Transcript

  • 1. Coffea canephora no Brasil Aymbiré Francisco Almeida da Fonseca Pesquisador Embrapa Café / Incaper
  • 2. Introdução Café no Brasil Coffea arabica : 1727 (285 anos) (Café Arábica)Coffea canephora: 1912 (100 anos) (Café Conilon)
  • 3. Produção Total de Café no Mundo (Arábica e Canephora – 1890 a 2010) Brasil Colômbia África Ásia Outros 140 120 100Milhões de Sacas 80 60 40 20 0 1890 1900 1910 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1980 1990 2000 2010 Anos
  • 4. Atenção para Coffea canephora no mundo
  • 5. Coffea canephora no Mundo Fim do século IX Rusticidade em relação à doenças e certas pragas Adaptabilidade à condições mais quentes e secasAnos 60 > Expressão Comercial  Café Solúvel  Blends (torrado e moído)
  • 6. Maiores Produtores Mundiais de Coffea canephora 50 Costa do Marfin 45 Uganda Indonesia 40 Brasil 35 VietnãMilhões de Sacas 30 25 20 15 10 5 0 1960 1965 1970 1975 1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010
  • 7. Produção Mundial de Café a partir de 1975 (Arábica e canephora) 140 120 100Milhões de Sacas 80 60 40 20 0 1975 1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010 Anos Arábica Robusta Total
  • 8. Café no Brasil (arábica + canephora) 18 Estados da União 2.000 municípios produtores 370 mil propriedades 2,35 milhões de ha* 6,73 bilhões de plantas 8 milhões de postos de trabalhos Exporta para cerca de 170 países (UE, USA, Japão..) > 80% * Estimativa safra 2012/13
  • 9. Produção de Café no Brasil 60.000 50.000 40.000 30.000 Arábica 20.000 10.000 Canephora 0 20121975 2002
  • 10. Coffea canephora (Conilon) no Brasil  Área total de 532 mil ha. 494 mil ha em produção*  Principalmente 3 Estados brasileiros  População de 1,15 bilhões de plantas*  Produção brasileira = 12,31 milhões sacas*  Equivalente a 24,4% da produção do ano de 2011  Produtividade média brasileira = 24,91 sacas/há* Estimativa safra 2012/13
  • 11. Coffea canephora no Brasil Apta/marginal Território BrasileiroFonte: Matiello, 1998 > 8.500.000 Km²
  • 12. Produção de Coffea canephora no Brasil
  • 13. Produção de Coffea canephora nos Estados dos Brasil (mil sacas)10.000 9355 9.000 8.000 2002 7.000 2003 2004 6.000 2005 2006 5.000 2007 2008 4.000 2009 2010 3.000 2011 2012* 2.000 1638,8 738 1.000 165,3 299 115,8 2,8 - ES RO BA MT PA MG RJ (Milhões Sacas / 60 Kg) . Fonte: Conab, 2012
  • 14. Histórico da evolução do C.canephora no Brasil 1820 – Brasil passa a ser considerado exportador de café; 1932 – Queima de estoques devido à excesso de café nos países produtores e estoques mundiais 1962 a 1967 - Plano de erradicação de café no Brasil 1970 – Plano de renovação e revigoramento da lavoura cafeeira. Coffea canephora - CONILON
  • 15. A Opção do Espírito Santo pelo Conilon
  • 16. 1997/98
  • 17. Focos da Pesquisa para o Desenvolvimento Tecnológico do Coffea canephora no Brasil (1985) . Ampliação da base de conhecimentos:. Estrutura e amplitude da base genética, existência de variabilidade, biotecnologia, repetibilidade,adaptabilidade, reprodução, planejamento de programas de melhoramento genético; . Melhoramento genético da espécie:. Potencial produtivo, variação bienal, porte, fatores bióticos e abióticos, longevidade, adaptabilidade,vigor, rusticidade, uniformidade de maturação, qualidade de bebida, etc. . Nutrição de plantas:. Ajustes de métodos / sistemas de análises (solos e plantas) e recomendação de corretivos e fertilizantespara diferentes sistemas de cultivo; . Manejo de plantas e lavouras:. Espaçamento, densidade de plantio e nº de hastes ortotrópicas por área, condução de plantas, etc; . Manejo de pragas e doenças:. Manejo integrado, emprego de boas práticas agrícolas / normas para a produção integrada de café.
  • 18. Focos da Pesquisa (continuação...) . Irrigação:. Sistemas e quantidade de água, épocas, controle, turno de rega, etc. . Cafeicultura conduzida em sistemas de base familiar:. Ajustamento tecnológicos . Colheita. Pano ou lona, peneiras, mecânica. . Qualidade do produto. Características Bioquímicas e Sensoriais para uso tradicionais e alternativos . Viabilização econômica da atividade, a luz das exigências sociais e ambientais . Priorização de atividades de transferência de tecnologias. Métodos grupais, iniciativa pública e privada, assistência técnica
  • 19. Maiores produtores deC.canephora no Brasil
  • 20. Aptidão de C.canephora em relação às temperaturas médias e déficit hídricoCategoria de Aptidão Déficit Hídrico Anual Déficit Hídrico no DA (mm) Período Estival DE (mm) Apta < 200 < 40 Apta com Restrição 200 - 400 40 - 100Impedimento Hídrico > 400 >100 Set. Fev.Categoria de Aptidão Temperatura média Temperatura média das máximas das mínimas Faixa ideal de 22ºC 26ºC0 temperatura média
  • 21. Coffea canephora no Estado do Espírito Santo 2º > Produtor de café do o Brasil 1º Produtor de C.canephora 12,215 milhões de sacas (9.355 de C.canephora)
  • 22. Zoneamento agroclimático e distribuição do parque de C. canephora no Estado do Espírito Santo, Brasil DistribuiçãoClasses de aptidão
  • 23. Coffea canephora no Espírito Santo • > 280 mil hectares em produção * • > 9,3 milhões de sacas. 10% da última produção (2011)* • Equivalente a 76.6% da safra nacional de C.canephora* • Produtividade média 33 sacas/ha. • 40 mil propriedades * • Produzido em 64 dos 78 municípios do ES * Estimativa 2012 / 2013
  • 24. Coffea canephora no Estado do Espírito Santo
  • 25. Média mensal da precipitação e de dias chuvosos em Rio Bananal, ES – Brasil (média de 22 anos)
  • 26. Média mensal das temperaturas máximas e mínimas em Rio Bananal, ES – Brasil (média de 22 anos) Robustas - Temp. média: 22 a 26ºC
  • 27. Médias mensais termopluviométricas e balanço hídrico em Rio Bananal, ES - Brasil
  • 28. Evolução da produtividade do C.canephora no ES, Brasil – 2003/12 Aumento de Produtividade 130% em 10 anos
  • 29. Coffea canephora no Estado de Rondônia, Brasil
  • 30. O Conilon em Rondônia • 149 mil hectares • 1,43 milhões de sacas (2012 = 1,6 milhões Sc/60 Kg ) • > 10% da safra nacional de C.canephora • Produtividade média – 9,3 Sc/ha • Área de 6,75% em relação a safra anterior • Área média com café = 6,38 ha / propriedade) • Materiais genéticos selecionados pelos cafeicultores (95%)Fonte: Enrique alves - Embrapa Rondônia
  • 31. Temperaturas médias do ar em Ouro Preto Doeste - RondôniaFonte: Embrapa Rondônia
  • 32. Precipitação média mensal (15 anos) Ouro Preto Doeste, RO - Brasil Media > 2000 mm /anoFonte: Embrapa Rondônia
  • 33. Coffea canephora no Estado de Rondônia, Brasil Sistemas de produção  Agroecológico BAIXO Tecnológico  Arborizado Nível  Convencional  Convencional irrigado  Clonal ALTO
  • 34. Coffea canephora no Estado de Rondônia, Brasil
  • 35. Coffea canephora no Estado de Rondônia, Brasil Clonal Nova Brasilândia (Produção: 90 sc/ha)
  • 36. Nova Variedade ‘BRS Ouro Preto’, Embrapa RondôniaFoto: Enrique Alves, Embrapa Rondônia
  • 37. Coffea canephora na Bahia, Brasil Fonte: Amaral, R.N.S de - EBDA
  • 38. Coffea canephora na Bahia, Brasil • > 30 mil hectares • 5 mil propriedades • Temperatura média anual variando entre 24 a 26ºC • Precipitação média anual entre 1.200 e 1.600 mm • Produção de 741 mil sacas. > 6% da safra nacional de • Área média de 6,0 ha por propriedadeFonte: Ramiro Amaral, SEAGRI- BA / EBDA
  • 39. Coffea canephora na Bahia, BrasilFoto: Ramiro Amaral, EBDA - Brasil
  • 40. Coffea canephora na Bahia, BrasilFoto: Ramiro Amaral, EBDA - Brasil
  • 41. Programa de Pesquisa com Coffea canephora no IAC, São Paulo - Brasil Fundado em: 27/06/1887
  • 42. Rusticidade, potencial produtivo, precocidade, porte....
  • 43. Focos da Pesquisa Coffea canephora-FerrugemHemileia vastatrix
  • 44. Hypothenemus hampei
  • 45. Focos da Pesquisa Coffea canephoraCochonilhas das rosetas (Planococcus citri e P. Minor)
  • 46. Focos da Pesquisa Coffea canephora- Minador (Leucoptera coffeella)
  • 47. Focos da Pesquisa Coffea canephora“Broca das hastes” (Xylosandrus compactus)
  • 48. Focos da Pesquisa Coffea canephora Uniformidade de maturação
  • 49. Focos da Pesquisa Coffea canephoraDeficiência hídrica nas regiões prodtoras
  • 50. Avanços TecnológicosA Busca da Competitividade
  • 51. Ambientes
  • 52. Ambientes
  • 53. Ambientes
  • 54. Melhoramento genético da espécie
  • 55. Adensamento
  • 56. Consorciação
  • 57. Adubação (potencial produtivo e conteúdo no solo) Produt. N P 1/ K 1/ Sc/ha (mg/dm)3/ (mg/dm)3/ <10 (10 a 20) >20 <60 (60 a 100) >100 N (kg/ha) P2O5 (kg/ha) K2O(kg/ha) <10 200 20 10 - 200 100 - 30-40 260 35 25 - 260 130 60 50-60 300 45 35 - 300 150 80 90-100 400 65 55 - 400 200 120 110-120 500 75 65 - 450 220 140 Fonte: Bragança,S.M.(2000) 1/- mg/dm3= ppm 2/- Considerou-se uma eficiência de 30% para o P e de 70% para o N e K
  • 58. Sistema Integrado de Diagnose e Recomendação - DRIS
  • 59. Sistemas de condução de plantas e manejo de lavouras – Poda
  • 60. Sistema Poda programada de ciclo - PPC
  • 61. Sistema Poda programada de ciclo - PPC22/6/2010
  • 62. Início do 2º ciclo de produção após PPC
  • 63. Métodos de Propagação
  • 64. . Doenças;. Pragas;. Nematóides;. Res. Múltipla;. Seca e calor;. Unif. Maturação;. Promotores;. Eficiência nutricional
  • 65. A Evolução da qualidade de Coffea canephora no Brasil
  • 66. As Formas de Processamento Natural CD
  • 67. Qualidade / Pós Colheita / Agricultura familiar Equipamentos e sistemas pós-colheita
  • 68. Qualidade faz a diferença
  • 69. Água Residuária
  • 70. Produção Integrada de Café
  • 71. Difusão e Transferência de tecnologiasFoto: Aymbire Fonseca, ES
  • 72. Transferência de tecnologias Foto: Ramiro Amaral, SAGRI, BA
  • 73. Perspectivas para Coffea canephora - Aumento do consumo de solúvel e de participação em ‘blens’ - Crescimento das formas alternativas de consumo - Preços mais atrativos. Aumento do consumo per capta - Aceitação de especialistas quanto à C.canephra finos - Formas mais nobres que usam C.canephora de qualidade - Esclarecimentos sobre café e a Saúde - Formação de novos degustadores de específicos para a espécie Favorecimento das classes sociais menos favorecidas - Mídia e informações sobre CONILON.
  • 74. Projeções da necessidade de café em 2020 (P&A) Perspectivas de consumo de café 2,5% aa = 40 A Fonte:
  • 75. Obrigado pela Atenção