Perfil da Cafeicultura da Bahia Pensando o Futuro - Agrocafé 2011

  • 989 views
Uploaded on

Perfil da Cafeicultura Bahiana Pensando o Futuro - Agrocafé 2011

Perfil da Cafeicultura Bahiana Pensando o Futuro - Agrocafé 2011

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Jogando.net/mu - 07

    Olá, venho divulgar o melhor servidor de MU on-line do
    Brasil.
    -Season 6 Ep. 3 em todos os Servers. Sendo 7 servers diferenciados proporcionando sua diversão,
    VEJA ALGUMAS NOVIDADES :
    - NOVOS KITS : DEVASTATOR e SUPREMO DIAMOND V2 com Rings e Pendat Mysthical ;
    - Novos Shields Power v3 18 opts;
    - Novas Asas, Rings e Shields JDiamonds;
    - Novas compras com troca de asas e shields para asas e shields JDiamond.
    - Conheça também o site de Animes Cloud: http://www.animescloud.com, mais de 20.000 videos online.
    - Eventos e promoçoes DIA DAS CRIANÇAS diversao para todos na Jogando.net
    * JDIAMONDS EM DOBRO
    * jCASHS EM DOBRO
    * COMCORRA A UM IPAD
    * E DIVERSOS PREMIOS
    ENTRE JÁ NO SITE : http://www.jogando.net/mu/ >> CADASTRE-SE E GANHE 5 DIAS DE VIP
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
989
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
31
Comments
1
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. SECRETARIA DA AGRICULTURA
  • 2. CAFEICULTURA BAIANA PENSANDO O FUTURO Secretaria da Agricultura
  • 3. PERFIL DA CAFEICULTURA NA BAHIA
    • => Municípios Produtores de Café – 167 ou 40%
          • 80 => Importância
          • 30 => Relevante
    • => Número de Propriedades – 23.900.
    • => Empregos Gerados – 250 mil
    • (150 fixos e 100 temporários, 400 mil na Cadeia).
    • => Número de Indústrias de Torrefação – 123 .
    • Mercado Interno e Externo .
  • 4.
    • => Área : 148.000 ha Produção:
    • 88 % = até 06 ha;
      • 10 % = +06 a 49 ha;
      • 02 % = + 50 ha.
      • 13 Mil ha abandonados.
    Situação em 2010/2011 PERFIL DA CAFEICULTURA NA BAHIA Fonte : EBDA
  • 5. => Produção média anual: 2,25 milhões sc; => Produtividade média anual: 18,00 sc/ha ; => 23.900 produtores; => 20 mil famílias residentes; => 150 mil empregos diretos. PERFIL DA CAFEICULTURA NA BAHIA
  • 6. Fonte: CONAB/EBDA * 1ª Previsão Ranking Nacional – CONAB (Produção em mil sc 60 kg) PERFIL DA CAFEICULTURA NA BAHIA Safra - 07/08 Safra – 08/09 Safra – 09/10 Safra – 10/11 Ranking UF Prod. Ranking UF Prod. Ranking UF Prod. Ranking UF Prod. 1º MG 14.372 1º MG 23.681 1º MG 18.358 1º MG 24.727 2º ES 8.662 2º ES 10.230 2º ES 9.714 2º ES 12.035 3º SP 2.580 3º SP 4.420 3º SP 3.415 3º SP 4.103 4º BA 2.153 4º PR 2.606 4º BA 2.053 4º BA 2.516 5º PR 1.855 5º BA 2.142 5º RO 1.824 5º PR 2.200 6º RO 1.446 6º RO 1.876 6º PR 1.800 6º RO 1.930 7º Outros 631 7º Outros 1.037 7º Outros 1.634 7º Outros 1.147 TOTAL 32.065 TOTAL 45.992 TOTAL 38.798 TOTAL 48.658
  • 7. Regiões Produtoras PERFIL DA CAFEICULTURA NA BAHIA
  • 8. PÓLO CERRADO => Pólo cafeeiro recente ( ± 16 anos ); => Aproximadamente 15,3 mil ha plantados irrigados; => 230 ha de área média de plantio de café; => Potencial de expansão da área superior a 30 mil ha , podendo ampliar em 1,5 milhão de sacas a safra BA ; => Produtividade média: 50 sacas/ha (maior do Brasil); => Altamente mecanizada – do plantio à colheita; => 80% da produção dentro dos padrões internacionais; => Boa infra-estrutura (disponibilidade de área, água, energia e estradas ). PERFIL DA CAFEICULTURA NA BAHIA
  • 9. PÓLO PLANALTO => Região tradicional de café arábica ; => Aproximadamente 105 mil ha plantados, predominantemente, em sequeiro; => Potencial de Produção: 1,6 milhão de sacas ; => Produtividade: 16 sacas/ha ; => 50 % da produção dentro dos padrões internacionais; => Boa infra-estrutura regional; => 40% das lavouras renovadas; => Proximidade dos portos e dos centros consumidores; => Elevada participação de agricultores familiares . PERFIL DA CAFEICULTURA NA BAHIA
  • 10. PÓLO ATLÂNTICO => Região produtora de café robusta ; => Aproximadamente 28 mil ha plantados, predominantemente, de sequeiro; => Potencial de Produção: 900 mil de sacas (produção média de 550 mil sacas ); => Produtividade: 27 sacas/ha ; => Boa infra-estrutura regional e índices pluviométricos favoráveis; => 50% das lavouras renovadas; => Proximidade dos portos, Ilhéus e Vitória (ES), e dos centros consumidores; => Participação de agricultores familiares e empresariais ; => Forte concorrência com outras atividades. PERFIL DA CAFEICULTURA NA BAHIA
  • 11. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
  • 12. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO A gropecuária como Importante Vetor para o Desenvolvimento Sustentável da Bahia: Dimensões Econômica, Social e Ambiental. Visão de Futuro
  • 13. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
    • Fortalecer a Agricultura Familiar.
    • Estímulo ao Semiárido ;
    • Segurança Rural;
    • Atenção e Incentivo às Questões Ambientais ;
    • Planejamento Participativo;
    • Equilíbrio Sócio-territorial;
    • Agregação de Valores aos Produtos da
    • Agropecuária.
    Macro Objetivos
  • 14. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Objetivos Estratégicos
    • Elevação da Capacidade Produtiva na Bahia;
    • Equilíbrio Financeiro;
    • Ampliação de Mercado;
    • Defesa Agropecuária;
    • Base Logística para a Produção e
    • Comercialização;
    • Geração e Difusão de Conhecimento.
  • 15. CÂMARAS SETORIAIS
  • 16. CÂMARAS SETORIAIS DA BAHIA CAFÉ Apicultura Algodão Cacau Cana de Açúcar Bovinos Fibras Naturais Caprinovinos Fruticultura Oleaginosas Grãos Guaraná Hortaliças Leite Mandioca Bubalinos Charutos Aves/Suínos Florestas Silvicultura Aquicultura e Pesca Relações Internacionais
  • 17. Visão de Futuro Produzir cafés de qualidade, visando agregar valor, melhorar a produção de café conilon na zona do Atlântico; incentivar a produção de cafés irrigados. CÂMARA SETORIAL DO CAFÉ
  • 18. Valores
    • Produzir com eficácia e sustentabilidade;
    • Desenvolver pesquisa tecnológicas nas universidades;
    • Atender o mercado de consumo do Nordeste, assim como a exportação;
    • Promover a instalação e modernização das torrefações de café
    CÂMARA SETORIAL DO CAFÉ
  • 19. Foco Estratégico CÂMARA SETORIAL DO CAFÉ Estímulo ao Associativismo e cooperativismo; Promoção da Assistência Técnica e Extensão Rural de forma sistêmica; Selo de Qualidade e Certificação; Microestrutura para beneficiamento regionais; Crédito; Desenvolver parcerias, convênios e cooperação técnica com o Ministério, Secretaria, SEBRAE e centro de pesquisa, ciência e tecnologia P&D e ampliação de mercado; Melhoria da Infraestrutura Logística (transporte e armazenagem); Renovação dos cafezais do Planalto.
  • 20. DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA
  • 21. Pontos Fortes
    • Bahia replica o mundo cafeeiro por produzir tipos diferentes de café ;
    • Produtores competitivos mesmos com preços supostamente não-remuneradores;
    • Bons resultados com sistemas de processamento por via úmida de baixo custo;
    • Irrigação como mitigador do risco climático e também do risco de preço – Sul Baiano produz sem irrigação;
    • Café Washed Bahia;
    • Naturais finos do Oeste e algumas áreas da Chapada;
    • Consolidação do mercado baiano de cafés especiais;
    • Bom grau de mecanização da cafeicultura;
    • Primeiros exemplos de integração da cadeia ;
    • Produtores inovadores;
    • Realização do Agrocafé.
    DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA
  • 22. Pontos Fracos
    • Acesso restrito à tecnologia;
    • Desconhecimento do custo de produção;
    • Oscilação da produção por bienalidade do arábica e ciclo de poda do conilon;
    • Sazonalidade na demanda por mão-de-obra;
    • Lavouras antigas e com stand desuniforme;
    • Adoção restrita de colheita semimecanizada;
    • Uso restrito de irrigação e manejo deficiente;
    • Desconhecimento sobre classificação e degustação de café;
    • Produção de café em áreas marginais para café;
    • Desconhecimento sobre qualidade potencial;
    • Infraestrutura de processamento pós-colheita necessitando incrementos;
    Continua... DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA
  • 23. Pontos Fracos
    • Pragas, doenças, desuniformidade de maturação e sombreamento no Litoral Sul (Baiano) e Baixo Sul
    •   Frágil integração entre os diferentes elos da cadeia
    • Atuação limitada de associações de produtores e cooperativas
    • Carência de marketing institucional do café da Bahia
    • Valorização da qualidade pela indústria e consumidores ainda incipiente
    • Carência de mão-de-obra capacitada para trabalhar com café no varejo
    • Concentração da comercialização de arábica no pólo de Vitória da Conquista
    • Indústria baiana perdendo competitividade no processo de concentração do mercado brasileiro
    •   Principais exportadoras mais estruturadas noutras regiões do país;
    ...Continuação DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA
  • 24. Ameaças
    • Desestruturação da pesquisa cafeeira baiana e
    • adoção de tecnologias sem validação local;
    •   Restabelecimento da produção de lavados na
    • Colômbia e na América Central;
    •   Sistema de ATER pública inoperante e que não
    • gera inteligência competitiva;
    •   Aumento de custo e escassez de mão-de-obra;
    •   Legislação trabalhista e dificuldade de
    • relacionamento com órgãos que a aplicam;
    •   Carências na atuação do Estado na governança da
    • cadeia;
    DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA Continua...
  • 25. Ameaças DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA
    •   Insuficiência e ineficácia do crédito oficial;
    •   Carência(s) de logística para exportação via
    • Salvador;
    •   Imagem ruim associada ao arábica natural
    • baiano e também ao conilon;
    •   Derrocada da indústria brasileira de solúvel e não-
    • absorção do conilon pelo mercado interno brasileiro;
    •   Impacto de questões fiscais na comercialização
    • e na industrialização;
    •   Conceito de que o cultivo do conilon poderia levar à
    • destruição da Mata-Atlântica no Sul e Baixo Sul.
    ...Continuação
  • 26. Oportunidades
    • Integrar instituições de crédito ao programa de
    • ATGER;
    • Fomento, financiamento e/ou distribuição de
    • pequenas estruturas de processamento de café;
    • Posicionar a Bahia como fonte de cafés de
    • qualidade;
    • Governo do Estado atuar no fomento à adequação
    • à legislação trabalhista;
    DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA Continua...
  • 27. Oportunidades
    • Legislação de PIS/COFINS favorece a
    • comercialização via cooperativas;
    • Programa de pequenos barramentos para irrigação;
    • Convênios para pesquisa conjunta com instituições
    • de outros estados;
    • Posição geográfica da Bahia favorecendo o
    • abastecimento do Norte e Nordeste;
    • Aproveitar o potencial turístico da Bahia como
    • indutor do consumo do café do Estado.
    DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA ...Continuação
  • 28.
    • Governança da cadeia e desenvolvimento de
    • inteligência Competitiva;
    •   Assistência técnica e, principalmente,
    • gerencial;
    •   Programa de melhoria da qualidade do café da
    • Bahia;
    •   Reestruturação da pesquisa cafeeira;
    •   Zoneamento agro-ecológico e econômico das
    • regiões produtoras de café;
    Sugestões DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA Continua...
  • 29.
    •   Incremento do uso de irrigação e evolução do seu manejo;
    •   Redução dos picos sazonais de demanda de mão-de-obra e facilitação da formalização das relações de trabalho;
    •   Fomento ao estabelecimento de relacionamentos comerciais duradouros e ao uso dos mecanismos de venda futura;
    •   Marketing institucional do Café da Bahia;
    • Fomento à industrialização e exportação do café.
    Sugestões DIAGNÓSTICO E PROPOSTAS PARA A CAFEICULTURA BAIANA ...Continuação
  • 30. PRÓXIMO PASSO : ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA CAFEICULTURA BAIANA
  • 31. OUTRAS INFORMAÇÕES SECRETARIA DA AGRICULTURA Site: www.seagri.ba.gov.br Email: [email_address] Home Page Seagri
  • 32. SECRETARIA DA AGRICULTURA