Uploaded on

Painel de debates com Carlos Fernando - 5ª conferência: Invista em tecnologia como uma ferramenta estratégica para IES privadas …

Painel de debates com Carlos Fernando - 5ª conferência: Invista em tecnologia como uma ferramenta estratégica para IES privadas

Perspectivas em tecnologia, o
futuro do EaD, o uso da
mobilidade na educação e como se
preparar para os novos cenários e
o quanto é necessário investir

More in: Technology , Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,195
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Painel de Debates Perspectivas em Tecnologia, o Futuro do EaD, o Uso da Mobilidade na Educação e Como se Preparar para os Novos Cenários e o Quanto é Necessário Investir Prof. Dr. Carlos Fernando de Araujo Jr. Diretor do Campus Virtual Cruzeiro do Sul
  • 2. Agenda
  • 3. AGENDA Apresentação PANORAMA DA EaD PERSPECTIVAS COMO INICIAR OU AMPLIAR POSSIBILIDADES
  • 4. UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA CAMPUS VIRTUAL UNIDADE responsável pelo planejamento e gestão das ações de Educação a distância e semipresenciais no âmbito do Grupo CRUZEIRO DO SUL EDUCACIONAL, em especial: •Capacitação discente e docente •Incentivo a produção de conteúdos e objetos de aprendizagem •Cursos On-line (livres) •Cursos de pós-graduação a distância ou híbridos (semipresenciais) •Cursos de Graduação a distância e semipresenciais •Disciplinas On-line
  • 5. GRUPO CRUZEIRO DO SUL EDUCACIONAL 2º. Semestre de 2009 • 15.400 alunos em Disciplinas On-line; • 2.000 alunos em DPs On-line; • 7.000 alunos em Disciplinas On-line UDF; • 3.000 Pós-Graduação: Telepresencial , On-line e Semipresenciais.
  • 6. PANORAMA
  • 7. PANORAMA EAD NO BRASIL PRINCIPAIS PLAYERS NO MERCADO A maioria dos estudantes estão matriculados em número restrito de instituições. SISTEMA ATUAL “SIMULA” O PRESENCIAL O modelo utilizado com pólos de apoio presencial com encontros presenciais nos pólos para “transmissão” de teleconferência constitui uma transposição da proposta de ensino utilizada presencialmente. REGULAÇÃO MÁXIMA DO GOVERNO Nos últimos dois anos a regulação do Estado tem chegado a níveis de exigência para manter e respeitar a qualidade. SISTEMA NOVO EM ADAPTAÇÃO CONTÍNUA E RÁPIDA EXPANSÃO A maioria das Instituições de Ensino Superior credenciadas têm menos de 8 a 9 anos de credenciamento.
  • 8. Alguns dados do ABRAEAD 2008 - ABED
  • 9. Alguns dados do ABRAEAD 2008 - ABED
  • 10. RESULTADOS DO MODELO ATUAL Divulgação da Modalidade de EaD (para o público em geral e especialmente dos meios de comunicação) Com aspectos no geral positivos para a EaD como modalidade de ensino tão eficiente quanto o presencial. Avanços no uso de recursos tecnológicos Os recursos tecnológicos, tais como ambientes virtuais de aprendizagem, vídeos e áudios, são cada vez mais utilizados, constituindo elementos que ampliam o material impresso. Busca de integração da Tecnologia com metodologias de Ensino e Aprendizagem diferenciadas Houve avanços na integração da tecnologia com uma mudança do perfil do professor e formas de atuação promotoras da aprendizagem. Reflexão sobre a Educação presencial como um todo e a integração de recursos da EaD na educação presencial Um dos efeitos principais da evolução da EaD no Brasil, nos últimos 10 anos foi o repensar a educação presencial e a busca da integração de métodos e técnicas da EaD na educação presencial. Um exemplo claro disso é a “semipresencialidade” nos cursos presenciais.
  • 11. Quais são as perspectivas?
  • 12. Perspectivas para EaD • Integração com a educação presencial •Ampliação de oferta de cursos e programas por um número maior de Instituições de Ensino Superior, para o próprio mercado como para o mercado externo; •Planejamento rigoroso das IESs que forem entrar na EaD. Necessitarão de equipes profissionais, investimentos; recursos tecnológicos; •Equilíbrio e integração de mídia e recursos: Instituições de Ensino Superior que só se utilizam de AVAs utilizarão também material impresso, CDs e DVDs como meios alternativos de atingir outros setores e níveis sociais ou ainda de promover interações comunicacionais por meio de redes de aprendizagem; • Mudança nos players do mercado. •Melhoria da qualidade dos cursos ofertados
  • 13. Perspectivas Tecnológicas Uso mais intenso de tecnologia e adaptação de recursos: a facilidade de uso, aliado ao custo cada vez mais acessível, faz com que recursos tecnológicos “futuristas” já sejam hoje realidade. •Uso de Avatares; •Uso intenso de áudio e vídeo nos materiais didáticos on-line; •Uso de dispositivos móveis: celular e PDA, cada vez mais se integram ao ambiente virtual de aprendizagem; •Bibliotecas Virtuais; •Realidade Virtual e Realidade Aumentada.
  • 14. Antes de Começar ou Ampliar
  • 15. Checklist • Posição institucional sobre o papel estratégico das TICs •Equipe de profissionais focados nos processos estratégicos; •Envolvimento e comprometimento da alta administração; •Ligação entre as TICs e as iniciativas de desenvolvimento organizacional; •Realização de marketing interno; •Desenvolvimento de documentação: manuais, tutoriais, vídeos, etc.; •Avaliação dos investimentos; •Avaliação da existência de suporte técnico; •Planejamento de integração de professores.
  • 16. Caminhos... http://lproweb.procempa.com.br
  • 17. Possibilidades
  • 18. Recursos Outsourcing Parceria Próprio Humanos X x (Equipe) Ambiente Virtual X Servidores X Software X X Hardware X Espaço Adequado X Sistema de X gestão/Adaptação Equipamentos X Acesso a Internet x
  • 19. Alguns dados do ABRAEAD 2008 - ABED
  • 20. Possibilidades Estratégias Implementadas pelo Campus Virtual
  • 21. Recursos Tecnológicos
  • 22. Fatos Significativos Ampliação da Aprendizagem Curso de Aperfeiçoamento Formação de Professores para Educação em Ambientes Virtuais, Disciplina Linguagem Verbal e Interação, Prof. Dra. Ana Lúcia Tinoco Cabral, 2008
  • 23. •Fatos Significativos •Curso de Ética Ampliação da Aprendizagem Profissional e OAB., Profa. Marlene Lessa, 2008.
  • 24. Materiais de Apoio: alunos
  • 25. Materiais de Apoio: professores
  • 26. Sistema para customização de Avatares – Campus Virtual
  • 27. CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS Flexibilização das matrizes curriculares •Inserção de disciplinas on-line, isoladas, conforme prevê a Portaria MEC Nº. 4059/2009; •Integração dos cursos da instituição, entorno de disciplinas de formação geral; •Integração dos cursos, ou núcleo de cursos, entorno de disciplinas de formação geral e disciplinas de diferenciadoras da instituição; •Disciplinas on-line como disciplinas optativas.
  • 28. CURSOS LIVRES OU EXTENSÃO ON-LINE Possibilidades •Oferta de cursos de atualização específicos; • Importante para formação dos estudantes; •Uso dos cursos como atividades complementares; •Ferramenta de fidelização estudantil (voltada para CRM); •Permite que outros estudantes conheçam a instituição.
  • 29. Nova Organização e Recursos Estruturação das Unidades •Atendendo a solicitação dos alunos e coordenadores integraremos ao design das unidades das disciplinas recursos multimidiáticos: Adobe Presenter (áudio e vídeo no Powerpoint), Quicklessons (animação e personagens), Avatares; • A utilização de Avatares, personagens virtuais que acompanharão o aluno na disciplina, tem por objetivo tornar a experiência de aprendizagem mais imersiva e significativa; •Uso de imagens, som e animação.
  • 30. Finalizando...
  • 31. Conclusões 1. A tecnologia e os recursos tecnológicos podem ser utilizados estrategicamente pelas Instituições de Ensino Superior com o intuito de: i. Flexibilizar as matrizes dos cursos; ii. Otimizar recursos físicos, recursos humanos (professores) e, iii. Principalmente, proporcionar uma experiência de aprendizagem diferenciada e atrativa ao estudante; 2. No âmbito da EaD observa-se uma tendência ao e-learning ou ao uso da Internet em mais larga escala. Essa tendência trará impactos nos materiais devido às possibilidades de uso de Rich Internet Applications (RIA); 3. Recursos de apoio ao aprendizado: bibliotecas, laboratórios têm se virtualizado (Exemplo: Editora Pearson); 4. A elaboração de materiais multi e hipermidiáticos (animações, jogos, áudio e vídeo) necessitará de profissionais qualificados e professores “capacitados”;
  • 32. Conclusões 5. Os investimentos dependerão do foco estratégico da organização. Grandes e médias instituições poderão ganhar em escala, seja na EaD, seja na integração da EaD ao ensino presencial; 6. A parceria, seja na produção do conteúdo, seja na infra-estrutura e a tercerização de atividades meio é uma boa possibilidade para instituições que estão iniciando num contexto de mercado avançado; 7. A utilização dos recursos da computação móvel para o m-learning ainda é tímido mas deve avançar nos próximos anos (devido ao aumento da disponibilização de aplicações móveis e do crescimento do número de assinantes de telefonia móvel, que, segundo dados atuais da Anatel, é de 151,94 milhões); 8. Um checklist preciso e engajamento de toda a Instituição de Ensino Superior é necessário para que a estratégia de inserção e ampliação do uso das Tecnologias apresente um resultado satisfatório. 9. O contínuo acompanhamento do processo, pautado em parâmetros qualitativos mensuráveis, bem como o compartilhamento das melhores práticas e o investimento na formação dos atores envolvidos é um requisito fundamental para o sucesso da proposta.
  • 33. “A definição de insanidade é continuar a fazer o que você sempre fez, desejando obter resultados diferentes.” James Hunter – O Monge e o Executivo ...
  • 34. www.cruzeirodosul.edu.br Campus Liberdade R. Galvão Bueno, 868 01506 000 São Paulo SP Brasil T F 55 11 3385 3000