A revolução de 1383-1385:as movimentações populares
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,890
On Slideshare
1,890
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
29
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Agrupamento de Escolas “Fernando Pessoa” Santa Maria da Feira Direcção Regional de Educação do Norte HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL A REVOLUÇÃO DE 1383-1385 As movimentações populares e os grupos em confrontoA revolta popular em Lisboa Logo após a morte de D. Fernando (outubro de 1383), D. Leonor Teles aclamou D. Beatriz como rainha de Portugal. Esta decisão teve várias consequências: o agradou a grande parte da nobreza e do clero o a maioria do povo e uma parte da nobreza e do clero não aceitaram o eclodiram várias revoltas populares contra D. Leonor Teles o D. João, Mestre de Avis, matou o Conde Andeiro, conselheiro de D. Leonor Teles o Fuga de D. Leonor Teles o D. João, Mestre de Avis, foi nomeado “Regedor e Defensor do Reino”Os grupos em confronto O problema de sucessão ao trono de Portugal provocou uma grande divisão na sociedade portuguesa: o grande parte da nobreza e do clero apoiou D. Beatriz o o povo, a burguesia e uma pequena parte da nobreza e clero apoiaram D. João, Mestre de Avis Professor Carlos Baptista