Your SlideShare is downloading. ×
História da URSS (União das Repúblicas Socialitas Soviéticas)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

História da URSS (União das Repúblicas Socialitas Soviéticas)

14,563

Published on

guerra fria *A Revolução de 1917 …

guerra fria *A Revolução de 1917
* O governo Lênin: sovietes, economia planejada e crescimento industrial acelerado
* O governo Stálin: centralização política, a cortina de ferro e o mundo comunista
* A sociedade comunista: direitos, deveres e o papel do Estado
* A Guerra Fria soviética: corrida armamentista, espacial e guerras entre EUA e URSS no século XX
* A crise soviética da década de 80 e seu fim

Published in: Education, Technology
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
  • Baixar o Documentário - A História da União Soviética - http://fwd4.me/0Bi0
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
14,563
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. URSS
    União das Repúblicas Socialistas Soviéticas
  • 2. Revolução de
    1917
  • 3. No século XIX, a Rússia junto com a Inglaterra, França, Alemanha e a Áustria, era uma das maiores potências européias, porém enquanto os outros países cresciam, faziam reformas e se industrializavam, a Rússia não se modernizava.
    A Rússia era considerada um país atrasado em relação aos demais. Sua economia baseava-se na agricultura. Os servos trabalhavam, mas os senhores feudais não tinham o menor interesse de modernizar as plantações.
    O país era governado pelo Czar (Imperador), que tinha poder absoluto, ou seja, todos estavam submetidos a ele, inclusive a Igreja Católica Ortodoxa.
    Entre os anos de 1854 e 1856, a Rússia entrou em guerra com a Inglaterra, França e Turquia que foi a chamada Guerra da Criméia, mas foi derrotada justamente por causa do atraso em que o país se encontrava.
  • 4. Então, o czar Alexandre II tomou algumas providências:
    • Aboliu a servidão;
    • 5. Vendeu terras aos camponeses;
    • 6. Mandou ocupar novas áreas agrícolas.
    Tudo isso trouxe benefícios para o país que cresceu e se tornou exportador de grãos, além de ter favorecido o aumento da população. Porém esse aumento trouxe algumas conseqüências graves, como por exemplo, a dificuldade de se encontrar emprego e a baixa produtividade agrícola gerando fome e revolta.
    A saída encontrada pelo governo foi estimular um programa de industrialização, isso permitiu que muitos estrangeiros fossem para a Rússia e várias fábricas foram implantadas, conseqüentemente entre os anos de 1880 e 1900 e Rússia apresentou as maiores taxas de crescimento industrial.
  • 7. Enquanto o país se modernizava o absolutismo continuava intacto e isso causava descontentamento entre a população que se unia cada vez mais. Absolutismo: Absolutismo é uma teoria política que como o nome mesmo já diz ,um monarca deve obter um poder absoluto, isto é, independente de outro órgão, seja ele judicial, legislativo, religioso ou eleitoral.
    Em 1904 a Rússia se envolveu em uma guerra contra o Japão.Pois ambos queriam as terras Chinesas. Este conflito desorganizou a economia piorando a situação dos operários e camponeses. A humilhação da derrota acirrou os ânimos contra o czar. No ano seguinte, os habitantes saíram em uma passeata a fim de entregar um abaixo-assinado ao Imperador pedindo melhoras nas condições de vida e a instalação de um parlamento. O czar respondeu com um massacre promovido por suastropas,além de não ter cumprido com suas promessas, aumentando ainda mais a revolta do povo.
  • 8. Apesar de tudo, ele fez algumas concessões e dentre elas estava a instalação do parlamento (Duma).
    Entre os anos de 1907 e 1914, a Rússia voltou a ter uma aparente tranqüilidade, pois houve uma alta no crescimento industrial e os camponeses ganharam terras.
    Grande parte da oposição era socialista e se baseava nas idéias de Karl Marx, eles acreditavam que todos os problemas do país só acabariam se o capitalismo fosse abolido e o comunismo fosse implantado.
    Os comunistas se dividiam em dois grupos: Bolcheviques e Mencheviques.
  • 9.
    • Bolcheviques (maioria do povo): Queriam derrubar o czarismo pela força, eram liderados por Lênin.Os bolcheviques defendiam uma mudança radical de política para seu povo, defendendo uma revolução socialista armada, caso necessário.
    • 10. Mencheviques (minoria do povo):Queriam a implantação do socialismo através de reformas.Os mencheviques defendiam uma revolução moderada, permitindo primeiro a democracia e o pleno desenvolvimento do capitalismo para só depois implantar o socialismo.
  • Com o advento da Primeira Grande Guerra que ocorreu entre a Tríplice Entente (liderada pelo Império Britânico, França, Império Russo (até 1917) e Estados Unidos (a partir de 1917) que derrotou as Potências Centrais (liderada pelo Império Alemão, Império Austro-Húngaro e Império Turco-Otomano), e causou o colapso de quatro impérios e mudou de forma radical o mapa geopolítico da Europa e do Médio Oriente. (1914) o povo russo se sentiu na obrigação de lutar, porém o combate trouxe algumas conseqüências:
    • Desorganização da economia;
    • 11. Fome, pobreza e racionamento;
    • 12. Saques, passeatas e protestos contra o czar;
    • 13. Czar renunciou o poder em 1917 diante da pressão popular. A deposição do Imperador não trouxetranqüilidade aos russos, pelo contrário, o conflito passou a se dar entre os elementos da oposição.
  • Com a derrubada do czar, o governo provisório liderado por Alexander Kerensky (cujos membros se identificavam com os interesses da burguesia russa) assumiu o poder. Esse governo adotou algumas medidas, como:
    • Anistia para presos políticos (esquecimento das condutas ilícitas)
    • 14. Liberdade de imprensa
    • 15. Redução da jornada de trabalho para 8h, que era de 12h.
    • 16. Permissão para a volta dos exilados.
    Estas medidas agradaram à burguesia, mas oscamponeses (queriam terras) e operários (queriam melhores salários) não gostaram.Além disso se mantiveram na 1ª Guerra Mundial .
  • 17. O governo de
    Lenin
  • 18. Beneficiado pela medida que permitia a volta dos exilados,Lênin-que, como vimos fora perseguido e exilado, juntamentes com os outros líderes da oposição, antes da 1ª Guerra-regressou à Rússia em Abril de 1917 e passou a oposição socialista ao governo provisório. Organizou o Partido Bolchevique e publicou as Tese de Abril , nas quais pregava a formação de uma república dos sovietes (comitês políticos dos trabalhadores).Nesse documento defendia também a nacionalização dos brancos e da propriedade privada. Seu lema principal era :’’Todo poder aos sovietes’’.
    Os bolcheviques, aos poucos, se tornaram os porta-vozes de todas essas reivindicações.
  • 19. Os sovietes eram organizações políticas que nasceram no seio das camadas populares e representavam os interesses dos trabalhadores. Assim, havia os sovietes de operários, de camponeses e de soldados. Expressavam uma forma de poder popular em oposição ao governo provisório e se tornaram decisivos nos rumos políticos do país.
    Alguns grupos viam nos bolcheviques a solução pra diversos problemas.
    Lênin apoiado pelos sovietes e por uma milícia popular conquista a capital obrigando o governo provisório a renunciar e assumindo o governo em 1917. Eles acreditavam que só o comunismo poderia trazer felicidade para os russos. No poder, eles tentaram realizar e criar uma sociedade onde todos fossem iguais e livres.
  • 20. Para realizar esse sonho, foram tomadas várias medidas:
    • As terras da Igreja, nobreza e burguesia foram desapropriadas e distribuídas aos camponeses;
    • 21. Quase tudo se tornou propriedade do estado (fábricas, lojas, diversões, bancos,etc) ;
    • 22. Pedido de paz imediata: Os combatentes russos foram retirados da 1ª Guerra Mundial .
    A idéia dessas medidas era criar igualdade entre os homens, pois, segundo o Marxismo, sem propriedade não haveria exploradores e explorados.
  • 23. As forças políticas ligadas à monarquia russa montaram uma organização contra-revolucionária para derrubar o governo bolchevique,contando com o auxílio econômico e militar de países como Inglaterra, França e Japão, que temiam a repercussão das idéias socialistas.
    O governo bolchevique, entretanto conseguiu manter-se no poder graças à resistência militar do Exército Vermelho, liderado por Trotsky. Após violenta guerra civil, o Exército Vermelho saiu-se vitorioso.Assim os membros do Partido Bolchevique (que em 1918 mudaram o nome para Partido Comunista) firmaram sua posição no poder do governo.
    Terminada a guerra civil, a economia e a sociedade russa estavam arrasadas, dada a enorme queda da produção agrícola e industrial.A população sofria com a falta de alimentos.O grande desafio era vencer a fome. Então o governo abandonou o chamado comunismo de guerra.(período em que o país esteve totalmente sob controle governamental).Para reconstruir a nação criou a NEP.
  • 24. Em 1921, foi permitido ao povo a abertura de pequenos negócios, pois a sociedade precisava ser estimulada. Os camponeses voltaram a produzir para vender no mercado e as grandes empresas estatais passaram a considerar as necessidades de consumo do povo.
    Esta série de medidas ficou conhecida como Nova Política Econômica (NEP) que marcou um retorno ,parcial à economia capitalista. E tinha como os princípios:
    • Liberdade de comercio interno;
    • 25. Liberdade de salário aos trabalhadores;
    • 26. Autorização para o funcionamento de empresas particulares;
    • 27. Permissão de entrada de capitais estrangeiros para a reconstrução do país.
    E teve resultados satisfatórios no campo econômico, porém no campo social não foi tão bom assim.
  • 28. No campo, surgiram camponeses ricos que pagavam um salário para outros camponeses. Para os comunistas essa atitude representava a volta da exploração capitalista.
    Nas cidades, os grandes empresários lucravam com essa nova economia e isso fortaleceu o aumento das desigualdades sociais.
    Em termos políticos o poder ficou nas mãos do Partido Comunista. Outros partidos (inclusive os demais partidos comunistas) e os sindicatos foram proibidos de funcionar.
    O governo soviético reagiu duramente às oposições internas e externas. Quem discordasse das orientações do partido comunista era considerado inimigo da revolução e traidor da pátria. Esse processo de restrições à liberdade levou o governo em 1921, a proibir todas as oposições políticas e unificar todos os sindicatos dos trabalhadores sob o comando do Partido Comunista, que se tornou o único partido autorizado a funcionar no país.
  • 29. Em abril de 1922, Josef Stalin foi nomeado secretário-geral do Partido Comunista e prosseguiu combatendo a oposições políticas, incluindo as vozes discordantes que existiam dentro do próprio partido. Em dezembro desse mesmo ano , durante o congresso Pan-Russo dos sovietes, foi fundada a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).
    No início, a URSS era formada pelas repúblicas da Rússia, Ucrânia, Rússia Branca e Transcaucásia.Posteriormente, Juntaram-se a elas as repúblicas Uzbequistão e Turcomenistão em 1924, e do Tadjiquistão, em 1929.
    A URSS passou a ser controlada por membros das diversas repúblicas. O órgão máximo do governo era o Soviete Supremo(Legislativo) , ao qual competia eleger um comitê executivo (Presidium)dirigido por um presidente com a função de chefe de Estado.
    Entre elas as principais tarefas do governo da URSS estavam o planejamento da economia, a defesa militar da União e a definição da política internacional.
  • 30. Com Stálin, o Partido Comunista da União Soviética (PCURSS) passou a dominar a sociedade soviética. As ordens do partido tornaram-se inquestionáveis e todos deviam se submeter a elas .
    Em maio de 1922, Lênin foi acometido por uma crise de hemiplegia (paralisia de toda uma metade do corpo)e teve de se afastar do poder, pelo qual competiam seus companheiros mais próximos, Stálin e Trotsky.Lênin morreu dois anos depois 1924.
  • 31. O governo de
    STALIN
  • 32. A morte de Vladmir Lênin, em 1924, promoveu uma intensa agitação política no interior do Partido Comunista Russo. Afinal de contas, qual seria a liderança capaz de dar prosseguimento às conquistas iniciadas em 1917? Nessa época, dois participantes do processo revolucionário disputaram o governo prestigiando diferentes perspectivas de ação política. De um lado estava Leon Trótski, segundo homem da revolução com destacado papel militar; do outro Joseph Stálin, secretário-geral do Partido Comunista.Trotsky acreditava que o ideário da revolução deveria ser propagado para outras nações, transformando a experiência russa no início de uma “revolução permanente”. Em contrapartida, Stálin tinha o objetivo de concentrar seu governo nas questões internas da Rússia, promovendo o “socialismo em um só país” e, só depois disso, promover a expansão revolucionária em outras partes do mundo. Em 1924, após a convenção comunista, os líderes bolcheviques optaram pelas propostas de Joseph Stálin.
  • 33. Durante seu governo ele tomou medidas que centralizaram diversos papéis nas mãos do Estado. Com esse inchaço de atribuições do governo, os ideais socialistas foram se perdendo com o passar do tempo.Primeiramente, Stálin aboliu a NEP e criou os planos qüinqüenais. Neles eram estabelecidas as metas da economia russa em um prazo de cinco anos. De forma geral, Stálin priorizou o desenvolvimento industrial dando maior ênfase na expansão das indústrias de base (mineração, máquinas e energia). Com o alcance de números positivos, os planos qüinqüenais posteriores buscaram desenvolver os demais aspectos da indústria nacional. Inconformado, Trotsky começou a apontar as falhas e riscos que o regime stalinista ofereceria ao processo revolucionário. Em contrapartida, Stálin empreendeu a subordinação dos sovietes às diretrizes do Partido Comunista. Paralelamente, criou mecanismo de repressão política com a criação da GPU, polícia política encarregada de combater os críticos de seu governo.
  • 34. Tendo seus poderes ampliados, Stálin prendeu, exilou e executou todos os seus opositores.Depois de ser condenado ao exílio, Trotsky continuava a criticar as ações stalinistas, acusando o novo líder russo de ter “prostituído o marxismo”. Mesmo fora de seu país, Trotski foi perseguido como uma séria ameaça aos planos stalinistas. Em 1940, um agente da GPU deu fim às contundentes críticas troskistas ao assassinar o incendiário intelectual no México. Com isso, o poder de Stálin não teria dificuldades à definitiva ampliação dos poderes do Estado soviético.No campo, a socialização das terras foi parcialmente adotada. Dividindo atribuições, as terras cultiváveis foram subdivididas em sovkhozes (fazendas do Estado) e kolkhozes (fazendas cooperativas). Muitos camponeses tiveram suas terras apropriadas pelo governo de Stálin, o que gerou alguns conflitos no meio rural. Aqueles que se negaram a entregar suas terras eram mortos ou deportados para a Sibéria e a Ásia Central.
  • 35. Cortina
    De
    Ferro
  • 36. No contexto da Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945), o regime stalinista teve que combater a oposição dos regimes nazi-fascistas contrários ao comunismo e o socialismo. Tendo decisiva participação nos destinos deste conflito internacional, o governo soviético se consolidou no cenário político estabelecendo várias zonas de influência política, ideológica e econômica com a instalação da ordem bipolar.
    Cortina de Ferro é uma expressão célebre utilizada para designar o domínio da extinta União Soviética sobre os países do leste (oriente) da Europa. Tal nome surgiu de um discurso do primeiro-ministro britânico Winston Churchill, proferido a 5 de março de 1946 no WestminsterCollege, na cidade de Fulton, Missouri, nos Estados Unidos.
  • 37. Afirmava Churchill em seu famoso discurso que “…uma cortina de ferro desceu sobre a Europa…”, dando a entender que havia sido estabelecida uma severa divisão político-ideológica entre os regimes autoritários comunistas e os sistemas liberais capitalistas, com a imagem do bloco socialista pintada como a vilã da contenda.
    É neste cenário que a política dos EUA sofre então uma guinada, pois além do já citado antagonismo com seu novo inimigo, a União Soviética, o país abre mão de sua histórica política externa de neutralidade para iniciar um período de maior interferência nas principais questões mundiais. A única grande potência capitalista restante passa a atuar ativamente no plano internacional, numa fase esta que se estende até os nossos dias, e que recebe o nome de globalização.
  • 38. Mas é a partir da construção do Muro de Berlim, que separava os setores comunista e capitalista da cidade de Berlim, que o termo “cortina de ferro” ganhou renovado fôlego entre a imprensa e opinião pública dos países ocidentais, sugerindo também o modo ferrenho com que os países socialistas buscavam delimitar suas fronteiras, evitando qualquer “contaminação” dos países capitalistas. De certo modo, tal associação fazia sentido, pois naquela parte da Europa, recortada politicamente de uma ponta à outra, via-se um cenário de milhares de quilômetros fortificados com muros de concreto, arame farpado, fossas e equipamentos de ativação de armas automáticas.
  • 39. Esta guerra ideológica, travada entre os dois sistemas políticos, causou um isolamento social, econômico e cultural que durou aproximadamente 45 anos, onde em muitos casos ocorreu o isolamento até mesmo de caráter emocional, dividindo famílias, casais, amigos, separados pela competição ferrenha entre as mentes dos povos da Europa.
    A cortina de ferro, por sua vez, só seria levantada entre 1989 e 1991, com a queda dos vários regimes de esquerda que dominavam o leste europeu, numa espiral de revolta e descontentamento com a falência da retórica socialista, em especial no campo econômico. O primeiro a adotar as mudanças foi a Hungria, o mesmo país que em 1956 desafiou de modo inédito a supremacia soviética no leste da Europa.
  • 40. A Sociedade
    Comunista
  • 41.
    • Educação:
    Ante de 1917, a educação não era livre e só era fornecida à nobreza. Cerca de 75% da população era analfabeta, por isso o governo contratou pessoas já alfabetizadas como professores. No início foi difícil devido ao número de analfabetos, que era muito maior que o de professores, mas com um tempo a educação foi ficando adequada. Assim o analfabetismo foi sendo eliminado da sociedade, e por volta de 1940, Joseph Stálin anunciou que o fim do analfabetismo. Em 1960 quase todas as crianças soviéticas tinham acesso à educação, que era gratuita, com exceção apenas das crianças que viviam nas áreas mais remotas.
  • 42.
    • Transportes:
    Essa era uma parte muito importante da economia soviética. A rede ferroviária foi muito utilizada, tanto que no final dos anos 1970 e início dos anos 1980 alguns economistas sugeriram que mais estradas fossem construídas para aliviar um pouco os gastos com o ferro e para melhorar o orçamento do Estado.
    Ao mesmo tempo, a indústria automobilística estava crescendo a uma taxa mais rápida do que a construção de novas estradas. Apesar das melhorias, vários aspectos do setor de transportes ainda estavam cheios de problemas devido à falta de investimento na infra estruturaeà corrupção. A demanda por infra estrutura de transportes e serviços foi aumentando, as autoridades soviéticas mostraram-se incapazes de atender à crescente demanda do povo. A rede rodoviária soviética, em péssimo estado, em uma reação em cadeia, levou a uma crescente demanda por transporte público.
  • 43.
    • Ciência e tecnologia:
    A ciência e a tecnologia serviram como uma parte importante da política nacional da União Soviética. O governo ajudou no desenvolvimento da ciência e da tecnologia e os cientistas que também participaram desses avanços foram tratados com honra e ganharam reconhecimento em diversas áreas. Eles estavam na vanguarda da ciência em áreas como matemática e em diversos ramos da ciência física, nomeadamente teóricos da física nuclear, química e astronomia.
  • 44.
    • As consequências do comunismo:
    Na época do comunismo todos os cidadãos tinham direitos iguais, havia escola, emprego e moradia para todos. Mas por outro lado, sofriam as consequências do comunismo, por exemplo: o governo dava moradia por família, então quando os filhos casavam agregavam suas famílias a mesma moradia. A família crescia e o imóvel não, algumas casas chegavam a abrigar 20 pessoas, e as casas só tinham um banheiro. A escola pública era muito boa, mas apenas o ensino fundamental. Quando terminava o período escolar, não havia boas universidades com qualidade, apenas as particulares que eram caras e muito disputadas. O sistema público de saúde era muito bom, mas não forneciam remédios e as pessoas não tinham dinheiro para comprá-los.
  • 45. A Guerra Fria
  • 46. Depois da segunda guerra mundial em 1945 começa a guerra fria. Ela foi uma guerra no conceito ideológico, econômica e politica entre a União Soviética que era socialista e os Estados Unidos que é até hoje capitalista, ambos queriam implantar seus sistemas em todo o mundo.
    Em 1945 com o fim da segunda guerra mundial os países da Europa estavamenfraquecidos economicamente e o EUA viu que isso podia prejudicar ofuturo do capitalismo, sua própria economia e com isso facilitar aentrada do socialismo. Então o EUA resolveu criar o Plano Marshall (esse nome foi dado por causo do ex secretário do EUA, George Marshall) com esse plano o EUA ajudava os países da Europa a principio com fertilizantes, alimentos e rações e logo mais tarde passou a ajudar com automóveis, combustíveis, produtos semi-industrializados e etc. O EUA investiu 13 bilhões de dólaresem 4 anos.
  • 47. Ele também ofereceu ajuda a URSS porém ela não só não aceitou essa ajuda como também impediu que seus aliados aceitassem essa ajuda, assim criando em resposta disso a COMECON.A COMECON (Conselho para Assistência Econômica Mútua) teve praticamente o mesmo papel que o Plano Marshall porém ela foi adotada pela URSS para ajudar os seus aliados da Europa Ocidental e com uma diferença a ajuda era uma ajuda mútua ou seja os países se ajudavam entre si.
    Em 1949 foi criada pelo EUA a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) que era um tratado onde os países aliados ao EUA assinavam alegando que se um país aliado fosse atingido pela guerra todos iriam entrar para proteger esse país. Hoje em dia o novo papel da OTAN é ser base da politica de segurança de toda a Europa e América do Norte.
    Também em resposta da criação da OTAN a URSS junto com seus aliados criaram o Tratado de Varsóvia. O tratado estabelecia o alinhamento dos países membros, a princípio com a finalidade de auto-proteção, mas com o tempo o acordo não estabeleceu nenhum tipo de compromisso de ajuda mútua em caso de violências militares. 
  • 48. Durante o período da Guerra Fria houve a Corrida Armamentista em que tanto o EUA quanto a URSS investiam milhões em armamentos e espalhavam eles para seus países aliados, porém mesmo cheio de armamentos nunca houve uma guerra direta entre esses países porque como eles tinham muitos armamentos eles tinham medo a retaliação, sendo assim com medo de um ataque inimigo não houve uma guerra quente. Também foi durante a guerra fria que houve a Corrida Espacial, que foi uma disputa para ver qual país tinha uma tecnologia mais avançada se assim podemos dizer. A URSS foi o primeiro país a levar um foguete ao espaço com uma cachorrinha dentro ( a cadela Laika) e anos depois o homem vai a lua com a missão espacial Norte Americana.
  • 49. Um fator especial que se leva em conta na corrida espacial foi o usoda investigação que foi muito usada em ambos dos lados para saber o que o outro país estava fazendo de novo. O Estados Unidos contava com a ajuda da CIA (Agencia Central de Inteligência) enquanto a União Soviética usava a KGB(Comitê de Segurança do Estado). Há quem diga que ambos também “apelavam” para a mediunidade e a vidência. Durante essa época também houve um forte programa de “Caça às Bruxas” tanto em território soviético quanto em território americano. As pessoas que eram encontradas nesses países com ideias contrárias das propostas (socialistas dos soviéticos e capitalistas dos americanos) eram muitas vezes marginalizadas, e até presas.
    Como já dito não houve de fato uma guerra, conflitos diretos entre a URSS e o EUA mas houve guerras indiretas e duas delas foram a Guerra do Vietnã e aGuerra da Coreia.
  • 50.
    • A Guerra da Coreia:
    Durou 3 anos ( 1950 a 1953) e aconteceu depois da revolução Maoísta na China. A Coreia estava sofrendo uma forte pressão para adotar o sistema socialista da China e da URSS (até então ela era capitalista) o EUA coloca uma tropa para ajudar a Coreia (e ajudar a si mesmo, não querendo perder território capitalista) com isso a URSS também ajuda militarmente e a Coreia acaba sendo dividida no Paralelo 38 (esse nome por causa que ela foi dividida a 38 graus norte abaixo da linha do Equador). Coreia do Norte sob influencia soviética com regime socialista e Coreia do Sul sob influencia norte americana com regime capitalista. E a divisão da Coreia entre Norte e Sul é assim até hoje, e seus regimes são diferentes um do outro.
  • 51.
    • A Guerra do Vietnã:
    Foi de 1959 a 1975. O Vietnã do Sul queria sua independência e o EUA entra na guerra com o pretexto de que um de seus navios tinha sido atingido (hoje em dia muitos historiadores falam que isso foi realmente um pretexto para eles entrarem na guerra, de fato não aconteceu) a guerra começou por causa da intromissão do EUA na política interna do Vietnã. A guerra contou com a ajuda militar do EUA na parte Sul do Vietnã e com ajuda da URSS na parte Norte. Durante a guerra morreu mais de 1 milhão de pessoas entre elas militares, civis, cambojanos, vietcongues e laosianos. Apesar do exercito tecnologicamente mais avançado do EUA eles perderam aguerra. Porém o medo do Estados Unidos não consistia em somente perder a guerra e o Vietnã se tornar socialista mas ele queria que os outros países tomassem isso como um exemplo. A guerra acabou com o Vietnã socialista e depois de dois anos houve a reunificação deixando de existir Vietnã do Sul e Vietnã do Norte e formando apenas a Republica Socialista do Vietnã.
  • 52. Com a queda do muro de Berlim em 1989 a guerra fria vai caminhando para seu fim, pois o muro de Berlim era o maior símbolo dela, o símbolo da bipolaridade do mundo,da divisão do capitalismo e do socialismo e com a sua queda, a falta de democracia e também pela crise que a URSS entrou devido aos milhões investidos na corrida espacial e armamentista.
    A guerra fria acaba oficialmente em 1991 assim como também se chega ao fim a União dasRepublicas Socialistas Soviética.
  • 53. A crise de
    1980
  • 54. Durante o longo governo de Leonid Brenjev, a união soviética passou por um longo período de estagnação econômica, o centralismo e a burocratização excessiva do poder do regime adotado na época.
    Com a queda da produtividade e a diminuição da capacidade econômica afetou por um longo período os setores não-militares.
    Em 1968, as reformas na Tchecoslováquia começaram, e o líder Alexandre Dubcek começou um tipo de socialismo não muito comum o “socialismo humanizado”. Esse socialismo estimulava a criação artística descentralizando o poder e dando liberdade a imprensa. Para controlar esse movimento Brenjev ordenou repressão violenta, que ficou conhecida como Primavera de Praga.
  • 55. No final de 70 e inicio de 80, começou na polônia uma agitação trabalhista sob o controle do operário Lech Walesa, esse movimento buscava mudanças econômicas e políticas no país, mais foi violentamente reprimido pelo governo polonês que possuía o apoio soviético. Nessa época foi uma fase de várias incertezas, pois Brenjev havia morrido e seus sucessores não tiveram muito sucesso no poder e com isso a situação econômica do país estava cada vez menor, por causa das pressões provocadas pela corrida armamentista.
    A situação soviética estava cada vez menor e mais difícil, quando Gorbatchov assumiu o poder em 1985, ele tinha planos de realizar reformas no país.Tinha um projeto de reestruturação econômica, que foi chamado de Perestroika que buscava maior eficiência e produção.
    Somente a Perestroika não seria suficiente para resolver os problemas, então criaram a Glanost, ela previa mudanças no sistema administrativo e governamental.
  • 56. Somente a Perestroika não seria suficiente para resolver os problemas, então criaram a Glanost, ela previa mudanças no sistema administrativo e governamental.
    As mudanças feitas por Gorbatchov acabou levando ao fim todo o bloco socialista e os processos reformistas estava quase todo arruinado.
    E no começo de 90, a burocracia deu um golpe em Gorbatchov e assim as repúblicas soviéticas começaram a proclamar suas autonomias e com isso acarretou a Independência da Rússia e no final de 91, Gorbatchov renunciou seu cargo o que encerrou os conflitos e a crise naRússia.
  • 57. Realizado por:
    Ana Paula Borges
    Jéssica Diniz
    Mirelle Barcelos
    Ravennie Oliveira
    Thaís Dalapicola
    Thaís Martins
    Thamiris Salles
    3M4
    Prof.
    Marco Antônio
    EEEM “Renato José da Costa Pacheco” - 2011

×