Espiritismo - Liberdade e Libertinagem
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Espiritismo - Liberdade e Libertinagem

on

  • 429 views

Aula dada

Aula dada

Statistics

Views

Total Views
429
Views on SlideShare
429
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Espiritismo - Liberdade e Libertinagem Presentation Transcript

  • 1. O dicionário define as palavras Liberdade e Libertinagem: liberdade do Lat. Libertate s. f.,faculdade de uma pessoa poder dispor de si, fazendo ou deixando de fazer por seu livre arbítrio qualquer coisa; gozo dos direitos do homem livre;independência; autonomia; permissão; ousadia;(no pl.) regalias;(no pl.) privilégios;(no pl.) imunidades. - de consciência: direito de emitir opiniões religiosas e políticas que se julguem verdadeiras; - de imprensa: direito concedido à publicação de algo sem necessidade de qualquer autorização ou censura prévia, mas sujeito à lei, em caso de abuso; - individual: garantia que qualquer cidadão possui de não ser impedido de exercer e usufruir dos seus direitos, exceto em casos previstos por lei.
  • 2. libertinagem s. f., devassidão; vida de libertino; os libertinos; desregramento de costumes.
  • 3. A sexualidade, como era reprimida na maior parte desse momento histórico, funcionava como um elemento de atração e convite ao matrimônio, dando oportunidade de reencarnação a novos espíritos e criando também um novo recurso para uma união mais harmoniosa e feliz. No entanto, essa época também foi marcada pelo machismo, quando tudo era permitido ao homem, e entre essas permissões, o adultério era visto como necessidade do gênero masculino, sendo a mulher obrigada a engolir essa violência social que era recheada de hipocrisia.
  • 4. A liberação da sexualidade feminina, em especial pela descoberta da pílula anticoncepcional, a partir da década de sessenta, apenas retirou a promiscuidade do campo encoberto para a transparência de uma libertinagem assustadora. Permanecendo, ainda, na cultura machista mas com mais liberdade para as mulheres, alguns homens ainda se posicionam como antes, e a mulher buscando atitudes semelhantes, justificando-se na “igualdade dos direitos”.
  • 5.  O sexo é atitude irresponsável e de consequências imprevisíveis para as criaturas que assim se comportam. No entanto, ao cristão, conscientizando, cabe a atitude de exemplificar o correto, compreender o estágio evolutivo dos irmãos em humanidade, evitando julgá-los e disponibilizando se ao auxílio, quando procurando por aqueles interessados no aprendizado.
  • 6.  A situação é relativa, dependendo da programação reencarnatória e do grau de comprometimento que ela tem com a maternidade e com os espíritos que irão reencarnar.  Se essa escolha significa fugir da responsabilidade que foi assumida e não a possibilidade de adiantamento, a situação posterior possivelmente será de maior dificuldade.  Muitas vezes, quando essa escolha impede a vinda do espírito reencarnante, ele pode chegar-lhe através de situações nas quais a criatura se ve obrigada a recolher o espírito em seu lar.
  • 7. Joanna de ângelis, no livro O Homem Integral diz o seguinte acerca da liberdade: "A liberdade começa no pensamento, como forma de aspiração do bom, do belo, do ideal que são tudo quanto fomenta a vida e a sustenta, dá vida e a mantém.“ "Livre, É o Espírito que se domina e se conquista, movimentando-se com sabedoria por toda parte, idealista e amoroso, superando as injunções pressionadoras e amesquinhantes.“ ...E Cristo, cuja mensagem é o amor que liberta, prossegue ensinando a eficiente maneira de conquistar a liberdade.
  • 8. Nenhuma pressão de fora pode levar à falta de liberdade, quando se conseguir ser lúcido e responsável interiormente, portanto, livre.“ "Não há liberdade quando se mente, engana, impõe e atraiçoa. A liberdade é uma atitude perante a vida. Assim, portanto, só há liberdade quando se ama conscientemente."