Your SlideShare is downloading. ×
Bufalo e o meio ambiente
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Bufalo e o meio ambiente

2,798
views

Published on

O búfalo consome menos remédios e pode ser criado sem agrotóxicos. Sua rusticidade dispensa o desmatamento de várias espécies de vegetação nativa, logo, é o bovino ideal para a produção orgânica. Aqui …

O búfalo consome menos remédios e pode ser criado sem agrotóxicos. Sua rusticidade dispensa o desmatamento de várias espécies de vegetação nativa, logo, é o bovino ideal para a produção orgânica. Aqui no Brasil, se no lugar de 200 milhões de bovinos tivéssemos só búfalos, mais de 50% dos cerrados e várzeas destinados a pecuária ainda estariam intactos. Com búfalos fica mais fácil controlar as queimadas pois se alimenta de plantas nativas (e estas não se desenvolvem a ponto de formar macegas que, quando pegam fogo, é impossível de apagar). Na criação de bois a onça é uma ameaça aos bezerros e geralmente o pecuarista precisa matá-la. Os búfalos em compensação aprenderam a se defender até do leão e portanto não é preciso temer (e matar) as onças.
Segundo a ONU, o búfalo (criado nos moldes da Índia) é o animal mais ecológico do mundo.

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,798
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Meio ambiente V I D A
  • 2. Bom para o bolso Custo de Produção 20% Menor Bom para o coração 40% Menos colesterol Bom para o meio-ambiente Atrela-se a Cadeia AlimentíciaÓtimo para o paladar
  • 3. Suas fezes servem de Segundo a FAO (órgão da ONU) oSuasSuas fezes servem de alimentoservem de fezes aos peixes Suas fezes servem de búfalo é o animal mais ecológico Alimento aos peixes Alimento aos peixesalimento aos peixes do mundo do jeito que é criado na Ìndia . . . (Do livro “The Husbandry and ealth of. The Domestic buffalo) Rio da Prata – Bonito/MS.
  • 4. O búfalo se Atrela aCadeia AlimentarNos locais onde se banha para serefrescar, deixa suas fezesprenhas de microrganismos, queservem de alimento a váriasespécies de peixes (Fonte: Embrapa daAmazônia Oriental, que recomenda a consorciação compiscicultura) Convive com o meio-ambiente sem alterá-lo, desde que não haja superlotação de indivíduos. Aliás, é a superlotação de seres humanos no mundo, que é a causa da destruição do nosso planeta. Atacar os efeitos como fazem os ecologistas, nunca se resolverá o problema ambiental. A solução é o controle da natalidade do ser humano.
  • 5. BUFALO - um parceiro da ecologia Alimenta-se de forrageiras nativas e mais fibrosas. Logo, a necessidade de substituição de pastagem natural por outra mais nobre só em casos especiais. Enfim, o búfalo é uma espécie mais rústica de bovino, menos exigente em termos de alimentação e menos contaminada por agrotóxicos.
  • 6. O búfalo sobrevive bem em lugares alagados, mas, se dá melhor noalto e em pastagens nobres
  • 7. Em locais quentes, como cerrados com pastagem nativa, eles se dão muito bem.Este é o cerradobrasileiro, que podeservir de pastagemecológica a búfalos
  • 8. Também em locais frios, sua produtividade é muito boa
  • 9. Não se produz alimento sem agredir o MEIO AMBIENTE.Bubalinocultura nem tanto. Durante a vida um ser humano consome emmédia 30 toneladas de alimento. Nasce + 01 ser humano. Só para sua alimentação milhares de plantas nativas são substituídas por outras.Para dar de comer ao mundo, toneladas de agrotóxicos contaminam olençol freático, comprometendo todo complexo da biodiversidade.Brasil em 1970 = 90 milhões de habitantes.; Em 2004 = 180 M. e em 2050 seremos270.000.000 (IBGE) Mas, com relação ao búfalo há diferenças marcantes. Ele tem as mesmas doenças de outros bovinos, porém, em menor escala. O fato de ser mais rústico, dispensa muitos remédios, bem como, desmatamento de várias espécies de vegetação nativa. Logo, é o bovino ideal para a produção orgânica.
  • 10. Búfalo significa menos agressão aomeio ambienteAqui no Brasil, se no lugar de 200.000.000 de bovinos tivéssemossó búfalos, o panorama ecológico seria outro bem diferente. Ouseja, mais de 50% dos cerrados e várzeas destinados a pecuária,ainda estariam intactos, pelo fato de não haver muita necessidadede substituição das pastagens naturais ou ecológicas pelasforrageiras mais nobres.Segundo previsão dos “experts”, com o desmate no ritmo atual, até o ano 2030 todo cerrado brasileiro serão terras lavradias transformadas em agricultura.
  • 11. Sua flora ruminal é o dobro em relação a outro bovino Isto resulta em mais proteína com menos alimento = menos terra cultivada Conversão alimentar - comparativo: Quanto se consome para produção de 01 kg. de peso vivo (PV) ???Espécies Consumo de Qual delesde gado bovino matéria seca precisa mais?Holandês 13 kg. 44,4%Búfalo 09 kg.
  • 12. Conclusão,Tendo em vista que:• O búfalo tem maior poder conversor do alimento em proteína;• E sua carne tem 11% a mais de proteína em relação a similar, Logo, uma área menor de pastagem resulta em uma produção maior de alimento. Assim sendo, somente levando em conta 11% a mais de proteína, 17 milhões de hectares de matas nativas ainda estariam em pé, se no lugar de outros bovinos tivéssemos búfalos. Isto é, nossa pecuária depende de 172,333 milhões de hectares p/ produzir x de proteína (IBGE-2006). Se tivéssemos búfalos estaríamos produzindo o mesmo montante em área menor.
  • 13. Que tal este bichopara o Pantanal ?
  • 14. . . . para o P A N T A N A L ?Um bovino, que se atrela acadeia alimentícia. Não émaravilhoso para o Pantanalum bovino, cujas fezestenham microrganismos, quedeixadas nos lagos e riosonde se banha, serve dealimento a várias espécies depeixes ? (Fonte Embrapa da AmazôniaOriental)
  • 15. QUEIMADAS – OInimigo nº 01 do meioambiente noscerrados e varjões.Nas pastagensnativas onde o búfalopastoreia, fica maisfácil controlar asqueimadas, pois,como se alimenta deplantas nativas, estasnão se desenvolvema ponto de formaraquela macega, quequando pega fogoninguemconsegue apagar.
  • 16. É um bovino inigualável em Alem do mais, o búfalo não vive intoxicado de remédios etermos de precocidade e ganho hormônios. Tem as mesmasde peso, a ponto de superar doenças do boi, mas, em menorqualquer cruzamento industrial. escala. Uso de vermífugos (pesticida venenoso) em búfalos, somente nos dois primeiros anos de vida. Depois adquire imunidade. O barro onde se deita é o remédio natural para combater os ectoparasitos
  • 17. Mas, não é só isso.Lá no Pantanal, as piranhas É mais do que isto, chega a ficar atédevoram os tetos das vacas, mas, dois minutos a dois metros deo búfalo, cujo couro, por ser mais profundidade se alimentando,grosso, é menos danificado pelos inclusive de forrageiras rejeitadasespinhos. Consequentemente, é pelo boi (Fonte: Embrapa da Amazônia Oriental)menos atacado pelas piranhas .(Fonte: Inst. Agropec. de Campinas)
  • 18. No Pantanal, se o pecuarista não matar a onça, esta mata oseu bezerro com certeza. Mas, o búfalo não perde umfilhote para onça, pois, aprendeu a se defender até do leãona África, local de origem. Logo, não há necessidade deeliminar o felino no criame de búfalos.
  • 19. l? na ta Pan E o índice de o ra mortalidade, então? É . pa muito menor em relação ao.. do boi. Em terra firme 2,5% para 4%. Em terras alagadas na razão de 4% para 12% (Fonte Instituto Agrário de Campinas)
  • 20. . . . p/ o Pantanal? É... Estamos falando daquele animalrecomendado pela FAO após a segundaguerra mundial, pelo fato de ser o maisideal para mitigar a fome que rondava onosso mundo e por ser o animal maispacifico que serve o homem (Fonte – ONU). Para se ter uma idéia, 12.000.000 de pessoas poderiam estar recebendo 200 gramas de carne diariamente de graça e por tempo indeterminado. apenas levando em conta os 20% menor no custo de produção em relação a outros bovinos abatidos anualmente só no Brasil, que é na ordem de cinco milhões de toneladas (ano base 2003 – IBGE - carcaça aproveitável).
  • 21. . . . para o Pantanal? Mas, não acabou ainda. Qual seria o impacto na saúde dos consumidores desta proteína considerada light pela Universidade Federal do Pará.?Basta dar uma olhadinha na revista Veja edição dezembro 2003. Lá está a estatística de óbitos marcada pela alta porcentagem de mortes (35%) prematuras oriundas de doenças cardiovasculares e diabetes.
  • 22. Pena que esses nossos irmãosperderam suas vidasprematuramente.Poderiam ter vivido muitosanos a mais, se no lugar dacarne de boi tivessem sealimentado de um produtolight, como é a carnebubalina. COMPARATIVOS: 55% menos calorias, 40% menos colesterol, DO SIMILAR 11% mais proteínas 10% mais minerais em relação a do boi. Menos colesterol até do que o frango e peru (Fonte UFPA)
  • 23. Mas, porque não se alimentaram de búfalos se tem o mesmo sabor da carne de boi e possui toda esta superioridade em termos de qualidade? - Porque 99% dos brasileiros desconhecem as vantagens do búfalo para a saúde, meio ambiente e economia.No dia em que o consumidor tomar conhecimento daimportância desta proteína light para sua saúde,procurará por ela junto as casas do ramo. O varejistatendo em vista a procura buscará esta mercadoriaaté o fim do mundo para coloca-la a venda
  • 24. Quando isto acontecer, a carne bubalina será mais valorizada que qualquer outro bovino. Aliás, isto já ocorre em países do primeiro mundo, onde o produtor vende o búfalo pelo dobro do preço em relação ao do boi e até o triplo, como ocorre na Itália com o leite da búfala em relação ao da vaca (Fonte Associação de Criadores de Búfalos da Inglaterra)
  • 25. Na Rússia após o vazamento da Usina Atômica de Chernobil, o leite de búfala foi o alimento que eliminou mais rapidamente os resíduos tóxicos da radioatividade.Junho/2007Panes em usinas elevam temor quanto à energia nuclearGroßansicht des Bildes mit der Bildunterschrift: Energia atômica: futuro com muitNo ano passado, um segundo Chernobil quase aconteceu na Suécia. Na Alemanha, Brunsbüttel foi desligada e, noJapão, um terremoto provocou irradiação. Casos isolados ou cotidiano nas quase 400 usinas atômicas do mundo?
  • 26. Vale a Pena Saber:Depois do peixe, a carnede búfalos, é o alimentoque mais possui Ômega 3,indispensável ao aparelhocardiovascular. ÁCIDO LINOLÉICO - contra radicais livres e doenças degenerativas, você encontra no leite da búfala (Fonte - UFBrasilia)
  • 27. O Búfalo e o MeioAmbiente O Búfalo, por ser mais rústico que outro bovino qualquer é um animal ecologicamente sustentável. Isto é, fica mais fácil para se evitar agressão ao meio ambiente, quando se cria um animal que se alimenta daquilo que a terra produz sem a intervenção humana. Assim sendo, quando se alimenta de pastagens naturais, inclusive forrageiras de baixa qualidade, rejeitadas por outros bovinos é sem dúvida uma grande vantagem para o meio ambiente.
  • 28. Búfalo no Vale do Guaporé Exemplo do retro citado está no Vale doGuaporé (RO), onde foram soltos algunsbúfalos há algum tempo. Lá não houvedesmate, substituição da vegetação nativaou uso de agrotóxico para suasobrevivência. Hoje lá estão eles em número superior a 5.000 reses. Qualquer outro bovino nas mesmas condições, devido a falta de vermífugo (pesticida venenoso) e alimento nobre, o resultado teria sido a exterminação de todos.
  • 29. B Ú F A L O: 9 = 10 Isto é, a carne bubalina tem 11% amais de proteína em relação ao boi ououtro bovino. Isto foi pesquisado e provadocientificamente pela UFPA e outrosorganismos internacionais. Logo, 09 Kg. de carne bubalina equivale a 10 Kg. da carne de boi em termos protéicos. (pq. tem 11% a + de proteína – (UFPA)
  • 30. Vale a Pena Saber: Concluindo: A carne bubalina, além de ter o mesmo sabor, é mais saudável e mais nutritiva que a do boi. O mesmo ocorre com relação ao leite; Ou seja, gastos e consumos menores, resultando em mais substâncias nutritivas, cujas consequências são as vantagens para economia, saúde e meio ambiente.
  • 31. Vale a Pena . . . O leite da búfala, além de possuir 59% a Sabia que, com a mesma mais de cálcio, 47% mais de fósforo que o quantidade de leite de búfala leite da vaca, também possui outras se produz quase o dobro de propriedades interessantes, como um teor de queijo em relação ao 30% mais baixo de colesterol (Fonte UFPA ) similar? Comparativo 3,8% 9% 11% 18% Gordura Matéria Seca Leite de Búfala Leite de Vaca
  • 32. Sabia que a carnebubalina é light?:
  • 33. Vocêprecisadele Ecologicamente viável . . . sim Ele precisa de você
  • 34. Veja também mais duasAfins séries correlatas:Lista de discussão sobre búfalos • O búfalo na economiaMensagens enviadas pelos membros do grupoAssociações (Sites Oficiais) 2ª parteAssociação Brasileira de Criadores de BúfalosAssociação Sulina de Criadores• BúfalosAssociação Argentina de Criadores de Búfalos de O búfalo na saúdeAssociação para Produção e Desenvolvimento do Búfalos na Argentina 3ª parteEm EspanholAssociação Colombiana de Criadores de Búfalos Basta solicitar awww.bufalos.org - Paraguai bufalo@bubrasil.com.br Criadores bubrasil@uol.com.br Fazenda Santa Izabel Paraíso dos Búfalos em Mojú - PA - Brasil Sitio da IngaíBúfalos Murrah Leiteiros em SP - Brasil SEMEM: Jafarabadi da Boa Vista Co.F.A Site da raça Jafarabadi - Jonas Camargo Assunção - SP - Brasil Antônio P. Faciola Centro de I.A Buffalo Mediterraneo Aluno de zootecnia da Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil www.cofa-it.com Italy - - Sospiro. Fazenda Panorama Criação de búfalos Mediterrâneo para corte do Rio Gde do Sul-Brasil 26048 Cremona Agricola La Pisana Ph.39-0372-621544 - Fazenda de Búfalos na Itália e.mail:casalia@tin.it Buffalo Milk Fazenda de Búfalos na Inglaterra (inglês) Cofa Brasil : Water Buffalo for sale e-mail: dorival@cofabrasil.com.br Fazenda de Búfalos nos EUA (inglês) www.kakuri.com.br Faz – Pará – BR.

×