• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
89080511 resumo-portugues
 

89080511 resumo-portugues

on

  • 576 views

 

Statistics

Views

Total Views
576
Views on SlideShare
576
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
7
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    89080511 resumo-portugues 89080511 resumo-portugues Document Transcript

    • RESUMO - LÍNGUA PORTUGUESAORTOGRAFIA:Do grego, escrita correta. Alfabeto contém 23 letras (não existe K,W,Y)Letras maiúsculas: nomes sagrados, religiosos, dias, tribos, vilas, regiões, datas, altos cargos...REGRAS DE ACENTUAÇÃO:Tipos de acento: agudo (á), grave (à) e circunflexo (^).Proparoxítona: lâmpada, xícara.Paroxítona: sábio, róseo; táxi, álbum, lápis; fácil, hífen, látex, bíceps, jóquei, ímã, órgão, enxáguem.Oxítonas (terminada em a, e, o, em...): xará, pajé, avós, cortá-los, vendê-lo, fiéis.Monossilábicos (tônicos): há, pé, nó, pôs, véu, dói, sóisDitongos (abertos): papéis, idéia, herói.Hiato (i ou u tônica): as-í-da, fa-ís-ca, he-ro-í-na, vôo, lêem.Uso da trema: gue, gui, que, qui => quando se pronuncia o u. Ex.: aguentarEMPREGOS CORRETOS DE ALGUMAS PALAVRAS:Porque (junto sem acento): causa, respostaPorquê (junto com acento): substantito=motivoPor que (separado sem acento): interrogação, pelo qual, início de frasePor quê (separado com acento): interrogação, final de fraseBem/Mal: Advérbio ou substantivo Bom/Mau: adjetivoA par: manter informado Ao par: equivalênciaDemais: advérbio, pronome De mais: oposto a de menosSenão: caso contrário Se não: caso não.Toda, toda: qualquer um O todo, A toda: por inteiroESTRUTURA DAS PALAVRAS:Radical: elemento básico. Ex.: CERT-eza, in-CERT-eza, des-CONHEC-ido.Vogal Temática: nos verbos: a, e, i.Tema: radical+vogal temática. Ex.: CANT-a-r, PART-i-r, CAÇ-a-dor, FING-i-mento.Desinências: indicam flexão. Nominal: gênero e número; Verbal: modo, tempo, número, pessoa.Prefixo: antes do radical. Ex.: IN-certeza.Sufixos Nominal: pad-EIRO,Verbal: computador-IZAR,Adverbial: feliz-MENTE.FORMAÇÃO DAS PALAVRAS:Derivação: Prefixal, Sufixal, Parassintética (sufixo+prefixo), Regressiva (o grito), Imprópria (o AZUL do céu).Composição: Justaposição (sem alteração): ponta+pé = pontapé; Aglutinação (há alteração): petra+óleo = petróleo; Abreviatura (reduzir): Cinema = Cine; Onomatopéia (imita vozes, ruídos): tique-taque.
    • FLEXÃO VERBAL/NOMINAL:Gênero: masculino/feminino Número: singular/plural Grau: nervoso, nervosíssimoTempo: presente/futuro/pretérito Modo: indicativo/subjuntivo Pessoa: eu, tu, ele, nós...Palavras variáveis: se flexionam. Ex.: verbosPalavras invariáveis: não se flexionam. Ex.: advérbios, preposições.Aumentativo Sintético: substantivos + prefixo: nervosíssimoAumentativo Analítico: substantivo + adjetivo: muito nervosoFORMAÇÃO DE PLURAL:Pluraliza-se os DOIS elementos:substantivo + substantivo: couve-flor, couves-flores;substantivo + adjetivo: amor-perfeito, amores-perfeitos;adjetivo + substantivo: bom-dia, bons-dias;numeral + substantivo: segunda-feira, segundas-feiras;Pluraliza-se apenas o SEGUNDO elemento:verbo + substantivo: guarda-roupa, guardas-roupas;palavra invariável ou prefixo + palavra variável: sempre-viva, sempre-vivas;palavras repetidas: reco-reco, reco-recos;Pluraliza-se apenas o PRIMEIRO elemento:com preposição expressa: pé-de-moleque, pés-de-moleque.quando o segundo elemento é semelhante ao primeiro: peixe-boi, peixes-boi.NÂO pluraliza-se NENHUM:verbo + advérbio: o bota-fora, os bota-fora.verbo + substantivo no plural: o saca-rolhas, os saca-rolhas.ARTIGOS:Definidos: o, a, os, as.Indefinidos: um, uma, uns, umasContrações: ao, do, no, pelo, num, à, da, na, pela, numa (e plurais)NUMERAIS:Cardinal: um, dois, três...Ordinal: primeiro, segundo, terceiro...Multiplicativo: dobro, triplo, quádruplo, quíntuplo...Fracionário: meio, terço, quarto, quintoExceção: em leis, usa-se ordinal até o nono (primeiro, segundo...nono) e depois cardinal (10,11,12....).PRONOME:Pessoais: eu, tu, ele, me, te, se, contigo, consigo...Tratamento: você, senhor, vossa senhoria, vossa excelência...Possessivo: meu, minha, teu, seu, nosso, vosso...Demonstrativos: este (algo próximo), esta, esse (algo distante), essa isto, aquele...Relativos: o qual, cujo, quanto, quem, que, onde...Indefinidos: alguém, ninguém, certo, algum...Interrogativos: quem, quantos, qual...
    • TEMPOS VERBAIS:INDICATIVO (ALGO CERTO) SUBJUNTIVO (ALGO INCERTO)Presente: Eu estudei Presente: EstudePret. Imperfeito: Eu estudava Pret. Imperfeito: EstudassePret. Perfeito: Eu estudei Pret. Perfeito: Tenha estudadoPret. + que perfeito: Eu estudara Pret. + que perfeito: Tivesse estudadoFut. do presente: Eu estudarei Fut. simples: EstudarFut. do pretérito: Eu estudaria Fut. composto: Tiver estudadoImperativo: Volte logo! Regulares: Seguem modeloInfinitivo: Plantar Irregulares: Não seguem modeloGerúndio: Plantando Defectivos: Conjugação incompletaParticípio: PlantadoADVÉRBIO:De afirmação: sim, certamente, efetivamente...De dúvida: talvez, acaso, certamente...De intensidade: muito, bastante, demais, apenas...De lugar: abaixo, dentro, fora, perto, longe...De modo: bem, depressa, devagar, calmamente, livremente...De negação: não, tampouco...De tempo: agora, hoje, ontem, brevemente...Interrogativos: como, onde, aonde, por que, quando...___________________________________________________________________________________________TIPOS DE SUJEITO:Simples: O meninoComposto: O pai e a mãeOculto: Viajarei amanhã [Eu está subentendido]Indeterminado: Atropelaram alguém. [3ª pessoa do singular/plural]Oração sem sujeito: haver [existir], fazer, passar, ser, estar [tempo]Sujeito posposto: No muro de tijolo passeavam lagartixas.TIPOS DE PREDICADO:Nominal: As moças eram encantadoras. [refere-se às moças, eram é verbo de ligação]Verbal: Os pessegueiros floresceram. [verbo intransitivo] A família chamou o médico. [predicado, verbo transitivo direto + objeto direto] Os jovens gostam de aventuras. [predicado, verbo transitivo indireto + objeto indireto] O pintor ofereceu o quadro a um amigo. [predicado, verbo trans. dir. e ind. + objs. direto e indireto]Verbo-nominal: O soldado voltou ferido. [verbo intransitivo + predicativo do sujeito, soldado = ferido] O réu deixou a sala abatido. [verbo transitivo direto + predicativo do sujeito, réu = abatido] Eu assisti à cena revoltado. [verbo transitivo indireto + predicativo do sujeito, eu = revoltado]
    • Eu acho Denise bonita. [verbo transitivo direto + predicativo do objetvo, Denise = bonita]TERMOS INTEGRANTES DA ORAÇÃO:Objeto direto: As plantas purificam o ar. / Ninguém me visitou. / Procurei o livro, mas não o encontrei.Objeto direto preposicionado: Deste modo, prejudicas a ti e a ela. / Judas traiu a Cristo.Objeto direto pleonástico: O bem, muitos o louvam. / Seus cavalos, ela os montava em pêlo.Objeto indireto: Assisti ao jogo. / Aspiro a uma vida calma. / Atentou contra a vida do rei.Objeto indireto pleonástico: A mim o que me deu foi pena. / Mas que te importam a ti os assuntos.Complemento nominal: A defesa da pátria. / A luta contra o mal. / Responsável pela ordem.Agente da passiva: Alfredo é estimado pelos colegas. / Por quem teria ele sido denunciado?TERMOS ACESSÓRIOS DA ORAÇÃO:Adjunto adnominal: Meu irmão veste roupas vistosas. / O nosso tio é legal. / Criança com febre é triste.Adjunto adverbial: Cheguei cedo. / Volte bem depressa. / Júlio reside em Niterói. / Saí com meu pai.Aposto [explicação]: Nicanor, ascensorista, expôs-me. / D. Pedro II, imperador do Brasil, foi um monarca sábio.Vocativo [chamado]: A ordem, meus amigos, é essa. / Vocês por aqui, meninos? / Me salve, ó Cristo.PERÍODO COMPOSTO:Por coordenação: O guerreiro cristão atravessou a cabana / e sumiu-se na treva. [uma não depende da outra] Agachou-se, / apanhou uma pedra / e atirou-a.Por subordinação: Malha-se o ferro / enquanto está quente. [oração principal + oração subordinada] Peço-te / que procedas / como convém. [oração principal + oração subordinada + oração subornidana.Por período misto: Examinei a árvore / e constatei / que nos seus galhos havia parasitas. [oração coordenada + oraçãocoordenada e principal + oração subordinada]TIPOS DE ORAÇÔES:Oração Principal: não exerce nenhuma função sintática e vem acompanha de oração dependente.Oração Subordinada: exerce função sintática e pode depender ou não da principal.Oração Subordinada Substantiva: Subjetiva: É necessário que você colabore. [= Sua colaboração é necessária.] Obj. Direta: O mestre exigia que todos estivessem presentes. [= O mestre exigia a presença de todos.] Obj. Indireta: Não me oponho a que você viaje. [= Não me oponho à sua viagem.] Predicativa: Seu receito era que chovesse. [= Seu receio era a chuva.] Completiva Nominal: Sou favorável a que o prendam. [= Sou favorável à prisão dele.] Apositiva: Só desejo uma coisa: que vivam felizes. [= Só desejo uma coisa: a sua felicidade.]Oração Subordinada Adjetiva: Explicativa: Deus, que é nosso pai, nos salvará. / Valério, que nasceu rico, acabou na miséria. Restritiva: Pedra que rola não cria limo. / Há saudades que a gente nunca esquece.Oração Subordinada Adverbial: Causal: O tambor soa porque é oco. / Como ele estava armado, ninguém ousou reagir. Comparativa: Ela o atraía, como o imã atrai o ferro. / Certos cantores gesticulam mais do que cantam. Concessiva: Admirava-o muito, embora não o conhecesse. / Por mais que gritasse, não me ouviram.
    • Condicional: Se o conhecesses, não o condenarias. / Você pode ir, desde que volte cedo. Conformativa: O homem age conforme pensa. / O jornal, como sabemos, é um grande veículo. Consecutiva: A fumaça era tanta que mal podia abrir os olhos. / Tenho medo disso que me pélo. Final: Fiz-lhe sinal que se calasse. / Aproximei-me dele a fim de que me ouvisse melhor. Proporcional: À medida que se vive, mais se aprende. / Quanto mais se tem, mais se deseja. Temporal: Enquanto foi rico, todos o queriam. / Sempre que vou à cidade, passo pelas livrarias. Modal: Entrou na sala sem que nos cumprimentasse.ORAÇÔES COORDENADAS INDEPENDENTES:Assindéticas [separadas por pausas]: O sol apareceu, / cortou o nevoeiro. Matamos o tempo; / o tempo nos enterra.Sindética Aditiva: A doença vem a cavalo / e volta a pé. As pessoas não se mexiam / nem falavam. Os livros não somente instruem / mas também divertem.Sindética Adversativa: A espada vence, / mas não convence. Tens razão, / contudo não te exaltes. O mar é generoso, / porém às vezes torna-se cruel.Sindética Alternativa: Venha agora / ou perderá a vez. A louca ora o acariciava, / ora o rasgava freneticamente. Na aviação, tudo precisa ser bem feito / ou custará preço muito caro.Sindética Conclusiva: Vives mentindo; logo, não mereces fé. Ele é teu pai: respeita-lhe, pois, a vontade. Raimundo é um homem são, portanto deve trabalhar.Sindética Explicativa: Leve-lhe uma lembrança, que ela aniversaria amanhã. O cavalo estava cansado, pois arfava muito. Não mintas, porque é pior para ti.ORAÇÔES REDUZIDAS/DESENVOLVIDAS:Não é precedida de conectivo e traz o verbo no gerúndio/particípio/infinitivo.Oração Reduzida: Penso estar preparado. / Fazendo assim, conseguirás.Oração Desenvolvida: Penso que estou preparado. / Se fizeres assim, conseguirás.Nexos/Conectivos: Preposições, pronomes relativos (precedido de preposição), conjunções...
    • TIPOS DE TEXTO:NARRATIVO: - conta uma ação/acontecimento; - narrador está em 1ª ou 3ª pessoa; - Estrutura: enredo, personagem, narrador, ambiente, tempo; - Discurso: direto (Paulo disse: --), indireto (Paulo disse que...) e indireto livre (Tinha o direito de saber?).DESCRITIVO: - Subjetivo: emite-se opinião; - Objetivo: não se emite opinião; - Descrição: poética ou técnica.DISSERTATIVO: - Defesa do ponto de vista; - Estrutura (introdução, desenvolvimento, conclusão) - Argumento particular: dados concretos; - Argumento geral: conclusão/hipótese. - Ordem da escrita: Indução (particular->geral), Dedução (geral->particular).TIPOS DE ARGUMENTOS:- Autoridade: quando se usa falas de pessoas de renome no assunto;- Consenso: informações que todos concordam. Ex.: proteger o meio-ambiente;- Provas concretas: estatísticas, depoimentos;- Quase lógico: relações prováveis, analogia, causam e efeito;- Competência linguística: uso de palavras “bonitas”.ESTRUTURA TEXTUAL:Parágrafo: partes menores que contem um tópico frasal (idéia central do parágrafo) Organização do Parágrafo: cronológica, espacial, pergunta/respostaCoesão: conexão, harmonia, ligação;Coerência: lógico, não-contraditório.SEMÂNTICA:- Léxico: conjunto de palavras de uma língua ou texto;- Campo Lexical: conjunto de palavras com a mesma idéia. Ex.: escola, professor, aula;- Semântica: estudo do significado das palavras;- Campo Semântico: conjunto de significados de uma palavra.HOMONÍMIA: Cessão: ceder Cerrar: fechar Coser: costurar Seção, secção: divisão Serrar: cortar Cozer: cozinhar Sessão: reunião Intercessão: interceder Poço: palácio Taxar: taxa Interseção: cortar no meio Posso: passado Tachar: qualificar Delatar: denunciar Ótico: ouvido Preito: homenagem Iminente: preste Óptico: visão Extático: admirado