Exercicios resolvidos genetica_mendeliana_albinismo

43,129
-1

Published on

Published in: Education
2 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
43,129
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
338
Comments
2
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Exercicios resolvidos genetica_mendeliana_albinismo

  1. 1. GENÉTICA CLÁSSICA OU MENDELIANA<br />
  2. 2. O João é um rapaz normal para a característica pigmentação da pele. Os seus pais são ambos normais, mas a sua avó materna e avô paterno eram albinos. Inês é uma rapariga de pigmentação normal da pele. Por parte da mãe, nunca houve, nem mais remota ancestralidade, qualquer caso de albinismo. Já o seu pai era normal, mas o pai dele era albino. Com estas evidências de albinismo na família, João e Inês procuraram um geneticista para um aconselhamento, colocando-lhe as seguintes perguntas:<br />PROBLEMA: <br />
  3. 3. Questões: <br />Existe a possibilidade de terem um filho albino?<br />Qual o risco máximo de terem um filho albino?<br />Se o primeiro filho for albino, qual a probabilidade de terem um segundo filho também albino?<br />
  4. 4. Inicia-se a resolução do problema pela construção da árvore genealógica relativa ao albinismo, onde todas as relações de parentesco sejam claras.<br />Legenda: homem nomal mulher normal <br /> homem albino mulher albina <br />Solução: <br />
  5. 5. Solução:<br />?<br />
  6. 6. Uma vez construída a árvore genealógica, vamos determinar o genótipos de cada um dos seus elementos. Como o albinismo não surge em todas as gerações das famílias afectadas, deduzimos que o gene responsável por esta característica é recessivo.<br />AA<br />aa<br />
  7. 7. Respondendo à primeira pergunta:<br />A resposta é sim, pois ambos se ambos os membros do casal forem heterozigóticos, serão portadores do gene responsável pelo albinismo.<br />Respondendo à segunda pergunta:<br />Primeiro vamos calcular a probabilidade de ambos os membros do casal serem heterozigóticos, única condição que permite terem filhos albinos.<br />Comecemos pelo João, fazendo um xadrez mendeliano dos respectivos pais.<br />
  8. 8. Uma vez que o João não é albino, o genótipo aa não considerado para os cálculos da probabilidade de ser heterozigótico.<br />Assim sendo, a probabilidade de o João ser e AA = 1/3 e Aa = 2/3 que é o valor que nos interessa.<br />
  9. 9. Procedemos de forma idêntica para com a Inês.<br />De acordo com o xadrez mendeliano a probabilidade de a Inês ser heterozigótica (Aa) é de 1/2.<br />Se ambos forem heterozigóticos, a probabilidade de terem um filho é de 1/4 (a mesma dos pais do João).<br />
  10. 10. Agora, aplicando as regras matemáticas do cálculo de probabilidades (probabilidade da ocorrência de três acontecimentos independentes, ocorrerem simultaneamente), já é possível responder à segunda pergunta, assim a probabilidade máxima de o primeiro filho ser albino é:<br />P(João ser Aa) x P(Inês ser Aa) x P(terem filho albino) = 2/3 X 1/2 X 1/4 = 2/ 24<br />Ou simplificando 2/12 ou 8,3%.<br />
  11. 11. A resposta a esta questão é muito simples, pois se o casal teve um primeiro filho albino, logo o seu genótipo é de certeza Aa, assim:<br />De acordo com o quadro, a probabilidade de ser aa é de 1/4 ou 25%.<br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×