Plano de negócio analise financeira

10,981 views

Published on

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
10,981
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
262
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Plano de negócio analise financeira

  1. 1. O Plano de Negócios Análise Financeira
  2. 2. Perguntas a serem respondidas <ul><li>Qual a estimativa de receita? </li></ul><ul><li>Qual o capital inicial necessário? </li></ul><ul><li>Quais os gastos com materiais? </li></ul><ul><li>Quais os gastos com pessoal? </li></ul><ul><li>Quais os gastos gerais com desenvolvimento? </li></ul><ul><li>Quais as despesas administrativas? </li></ul><ul><li>Quais as despesas com vendas? </li></ul>
  3. 3. E mais perguntas... <ul><li>Qual a margem de lucro estimada? </li></ul><ul><li>Qual o ponto de equilíbrio estimado? </li></ul><ul><li>Quais as necessidades financeiras e seus custos? </li></ul><ul><li>Qual a necessidade de capital de giro? </li></ul><ul><li>Qual a estimativa de fluxo de caixa, pay-back e taxa interna de retorno? </li></ul>
  4. 4. Plano Financeiro <ul><li>Projeções semestrais para um período de 3 anos </li></ul><ul><li>Investimento inicial </li></ul><ul><li>Despesas fixas </li></ul><ul><li>Projeção do fluxo de caixa </li></ul><ul><li>Resultado financeiro projetado </li></ul><ul><li>Taxa interna de retorno </li></ul>
  5. 5. Fluxo de Caixa RECURSOS POTENCIAIS à disposição do empreendedor CAIXA CONTAS A RECEBER CONTAS A PAGAR VENDAS ESTOQUES PRODUÇÃO EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES INVESTIMENTOS CUSTOS OPERACIONAIS E INVESTIMENTOS Entradas de Caixa Saídas de Caixa
  6. 6. Fluxo de Caixa <ul><li>Atividades de negócio que resultam em entradas e saídas do caixa </li></ul><ul><li>Fluxo de caixa é a projeção dessas entradas e saídas (fluxo financeiro do negócio) </li></ul><ul><li>Dificuldades </li></ul><ul><ul><li>algumas entradas e saídas são de difícil projeção </li></ul></ul><ul><ul><li>dificuldade em quantificar E/S associadas ao risco de um novo negócio </li></ul></ul>
  7. 7. Fluxo de Caixa (cont.) <ul><li>Para amenizar as dificuldades na projeção do fluxo de caixa pode-se: </li></ul><ul><ul><li>manter a contabilidade de caixa </li></ul></ul><ul><ul><li>basear-se num fluxo de caixa histórico de um negócio similar </li></ul></ul><ul><ul><li>fazer a análise da sensibilidade do fluxo de caixa </li></ul></ul>
  8. 8. Análise da Sensibilidade do Fluxo de Caixa <ul><li>Consiste da avaliação do impacto no resultado do negócio devido à simulação da variação das vendas e custos da atividades do negócio. </li></ul><ul><li>Variações de até 20% devem ser suportadas pelo negócio, caso contrário pode ser uma indicação de que o negócio é inviável. </li></ul>
  9. 9. Ponto de Equilíbrio Operacional <ul><li>É o nível em que as entradas operacionais geradas pelas vendas igualam-se às saídas operacionais, decorrentes dos custos operacionais necessários para produzir essas vendas no período específico. </li></ul>PEO = CF / (VU - CVU) onde: PEO é ponto de equilíbrio operacional; CF são os custos fixos; VU é o preço unitário; e CVU é o custo variável unitário.
  10. 10. Fases do Fluxo de Caixa Tempo Saldo Operacional Acumulado PEO PO IO OAP OPL Caixa NMR Período de pay-back Disponibilidade de caixa para novos investimentos PO: período de início de operação PEO: ponto de equilíbrio operacional OAP: período de operação acima do PEO OPL: período de operação plena NMR: necessidade máxima de recursos
  11. 11. Análise do Fluxo de Caixa <ul><li>Importante instrumento para o empreendedor realizar todas as análises para determinar a viabilidade e rentabilidade do negócio </li></ul><ul><li>Critérios de análise: </li></ul><ul><ul><li>ponto de equilíbrio operacional; ponto de equilíbrio financeiro; margem operacional; máxima necessidade de recursos; pay-back; taxa interna de retorno. </li></ul></ul>
  12. 12. Investimentos e Custos Pré-Operacionais <ul><li>Equipamentos </li></ul><ul><li>Software </li></ul><ul><li>Instalações físicas (reformas) </li></ul><ul><li>Registro da empresa </li></ul>
  13. 13. Receitas e Custos Operacionais <ul><li>Receitas Operacionais </li></ul><ul><ul><li>vendas (previsão de vendas) </li></ul></ul><ul><li>Custos Operacionais </li></ul><ul><ul><li>fixos: salários, encargos, pró-labore, seguros, aluguel, despesas administrativas, contador, etc </li></ul></ul><ul><ul><li>variáveis: matéria-prima, propaganda, despesas de vendas, impostos, manutenção, consultorias especializadas, etc </li></ul></ul>
  14. 14. Necessidades Financeiras e seus Custos <ul><li>Aporte de capital dos sócios </li></ul><ul><li>Financiamentos e empréstimos </li></ul><ul><li>Custos financeiros </li></ul>
  15. 15. Rentabilidade <ul><li>Pay-back: é o período de recuperação do investimento. Ocorre quando o saldo operacional acumulado atinge zero. </li></ul><ul><li>Taxa interna de retorno: é a taxa de juros recebida para um investimento que consiste em pagamentos (valores negativos) e receitas (valores positivos) que ocorrem em períodos regulares. </li></ul>
  16. 16. Observações Gerais <ul><li>Não gaste excessivamente com em itens que não contribuem para o resultado do negócio </li></ul><ul><li>Priorize financiamentos pequenos e específicos </li></ul><ul><li>Financiamento ideal: menor custo financeiro, grande período de carência, pagamento a longo prazo e um mínimo de garantias </li></ul>
  17. 17. Observações Gerais <ul><li>Análise financeira é função da previsão de vendas (plano de vendas) </li></ul><ul><li>Planilhas eletrônicas são boas ferramentas para realizar a análise financeira (MS Excel, etc) </li></ul><ul><li>Sistemas de contas a pagar e receber </li></ul><ul><li>MS Money e Intuit Quicken </li></ul><ul><li>Um contador bom e honesto ajuda </li></ul>

×