Your SlideShare is downloading. ×
UML - Historia e Diagrmas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

UML - Historia e Diagrmas

1,799
views

Published on

Historia da Linguagem de modelagem UML - DIAGRAMAS

Historia da Linguagem de modelagem UML - DIAGRAMAS

Published in: Technology

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,799
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1.
  • 2. Integrantes
    • Fábio Anselmo G. de Souza
    • 3. Lucas Xavier de Ramos
    • 4. Bruno H.N. Bazoti
  • Índice
  • Introdução
    Ana Cristina:
    “Vivemos uma grande evolução
    Tecnológica e, com ela, um aumento
    Exponencial na demanda de novos softwares.
    Precisamos desenvolver mais e em menos
    tempo”.
  • 13. Introdução
  • 14. Objetivo Geral
    • Elaborar uma pesquisa
    Sobre UML, aplicada à recepção
    do conservatório de artes da
    instituição IASP.
  • 15. Objetivo Geral
    • Efetuar uma pesquisa bibliográfica sobre UML
    • 16. Aplicar a unificação do uso da UML no desenvolvimento do software Escola de Artes
  • Introdução UML
    A UML não é:
    • Uma metodologia
    • 17. Um processo de desenvolvimento de
    software
    • Dependente de ferramentas CASE
    O UML é uma linguagem para:
    • Visualização
    • 18. Especificação
    • 19. Construção
    • 20. Documentação dos artefactos de um sistema
  • História
    197080 – 198994
    1994 - 1995 - 1996 - 1997 - 2003
  • 21. Diagramas
    Um diagrama provê uma parcial representação do sistema. 
    Ele ajuda a compreender a arquitetura do sistema em desenvolvimento.
    Nesta seção focaremos a construção destes artefatos que auxiliam
    nossa interpretação.
    • Estrutural (Estáticos):
    • 22. Diagrama de Classes
    • 23. Diagramas de Objetos
    • 24. Diagrama de Caso de Uso
    • 25. Diagrama de Componentes
    • 26. Dinâmicos:
    • 27. Diagrama de Estados
    • 28. Diagrama de Atividades
    • 29. Diagrama de Colaboração
    • 30. Diagrama de Seqüência
  • Diagramas
    • Diagrama Caso de Uso
    • 31. Diagrama de Classe
    • 32. Diagrama de Objetos
    • 33. Diagrama de Estados
    • 34. Diagrama de Sequencia
    • 35. Diagrama de Colaboração
    • 36. Diagrama de Atividade
    • 37. Diagrama de Componentes
    • 38. Diagrama de Implantação
  • Diagrama Caso de Uso
    Larman diz que:
    “O Diagrama de Use Cases tem o
    objetivo de auxiliar a comunicação
    entre os analistas e o cliente.”.
  • 39. Diagrama Caso de Uso
  • 40. Diagrama de Classe
  • 41. Diagrama de Objetos
  • 42. Diagrama de Sequencia
  • 43. Diagrama de Colaboração
  • 44. Diagrama de Estados
  • 45. Diagrama de Atividade
  • 46. Diagrama de Componentes
  • 47. Diagrama de Implantação
  • 48. Projeto Recepção E.A.
    • Estudo de Caso
    • 49. Diagrama Casos de Uso
    • 50. Diagrama de Classe
    • 51. Diagrama de Objeto
    • 52. Protótipo
  • Projeto Recepção E.A.
    • Diagrama Casos de Uso
    PHOTOSHOP
  • 53. Projeto Recepção E.A.
    • Diagrama de Classe
  • Projeto Recepção E.A.
    • Diagrama de Objeto
  • Protótipo
  • 54. Login
  • 55. Menu Principal
  • 56. Cadastro de Pessoa
  • 57. Listagem de Pessoa
  • 58. Cadastro de Responsável
  • 59. Listar Responsável
  • 60. Cadastro de Aluno
  • 61. Listar Aluno
  • 62. Cadastro Professor
  • 63. Listar Professor
  • 64. Cadastro Instrumentos
  • 65. Listar Instrumentos
  • 66. Cadastro Livros
  • 67. Listar Livros
  • 68. Cadastro de Curso
  • 69. Listar Curso
  • 70. Efetuar Matrícula
  • 71. Listar Matrícula
  • 72. Controle de Notas
  • 73. Cadastro de Notas
  • 74. Cadastro de Horário
  • 75. Listagem de Horário
  • 76. Seleção de Aluno para
    Listagem de Horário
  • 77. Tela de Relatório
  • 78. Conclusão
    Concluímos que nesse trabalho foi
    realizado um estudo do referencial teórico
    de um modelo de linguagem de especificação
    – UML – do qual foi utilizado para
    desenvolvimento de um sistema
    para recepção do Conservatório de Artes,
    Localizado no Instituto Adventista de São Paulo.
  • 79. Agradecimentos
    • Primeiramente a Deus
    • 80. Prof.ª e Orientadora Lourdes Gonçalves
    • 81. Pelo Apoio de nossa família
    • 82. Agradecemos aos nossos amigos do
    dia-a-dia que sempre nos apoiaram
  • 83. Bibliografia
    BOOCH Grady et al. UML : Guia do Usuário, O mais avançado tutorial sobre Unified Modeling Language.Rio de Janeioro. Campus, 2000.
     
    SCHNEIDER, Geri et al. Applying Use Cases : A Pratical Guide.Massachusetts. Addison-Wesley, 1998.
     
    Technologies, ADD. Histórico da UML. http://www.addtech.com.br.
    Consultada em 07/04/2011.
     
    TAVARES, Carlos. UML - Interações. Disponível em http://www.inf.ucp.br/profs/tavares/2001_02/aula06/18. Acessado em 09/09/2010.
     
    JORGE, Rodrigo Funabashi. Introdução a Análise Orientada a Objetos Utilizando UML – Unified Modeling Language. Disponível em http://www.usc.edu.br/rodrigoj/aulas/Seminarios/Apostila%20sobre%20An%E1lise%20Orientada%20a%20Objetos.pdf. Acessado em 28/08/2004.
  • 84. Bibliografia
    JORGE, Rodrigo Funabashi. Introdução a Análise Orientada a Objetos Utilizando UML – Unified Modeling Language.
     
    MELO, Ana Cristina. Buscando novos caminhos por meio da UML. Disponível em http://www.linhadecodigo.com.br/artigos.asp?id_ac=76&sub=0,
    Acessado em 06/10/2010.
     
    GRIVER, Alan Yair et al. Visual Basic para UML - Guia do programador e padrões de design. São Paulo: Market Books, 2000.
    PRETOUTSOS, Evangelus. Dominando o Visual Basic 6 - “A Bíblia”. São Paulo: Makron Books, 1999.
  • 85. "O sucesso é a soma de pequenos esforços - repetidos dia sim, e no outro dia ...
    TAMBÉM."
    FIM

×