• Like
Percursos em grafos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Percursos em grafos

  • 574 views
Published

Trabalho de Percursos em Grafos desenvolvido para a Disciplina de Estrutura de Dados. Prof. Dr. Paulo Roberto Gomes Luzzardi. …

Trabalho de Percursos em Grafos desenvolvido para a Disciplina de Estrutura de Dados. Prof. Dr. Paulo Roberto Gomes Luzzardi.
FATEC Senac Pelotas/RS

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
574
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
6
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Percursos em GrafosAlunos: Bruno dos Anjos Silveira, Pedro Casanova VianaUnidade Curricular: Estrutura de DadosFaculdade de Tecnologia SenacProfessor Dr. Paulo Roberto Gomes Luzzardi
  • 2. GrafosGrafos são uma das estruturas mais versáteis usadas em programação de computadores.Grafos são estruturas de dados bem parecidas com árvores. Na verdade, em um sentido matemático,uma árvore é um tipo de grafo. Porém, em programação de computadores grafos são usados demaneiras diferentes de árvores.Abaixo, dois exemplos de figuras de Grafos.
  • 3. A figura acima define um exemplo de grafo com 6 vértices e 7 arestas.O grafo de exemplo exibido acima é um grafo simples com o conjunto de vérticesV = {1,2,3,4,5,6} e um conjunto de arestas E = {{1,2}, {1,5}, {2,3}, {2,5}, {3,4}, {4,5}, {4,6}}.Para entender melhor o exemplo: Vértices são os símbolos (neste caso, representadospor letras). Arestas, são as linhas conectadas aos vértices.
  • 4. Percursos em GrafosPercorrer o grafo, completo e sistematicamente.O percurso pode se referir às mais variadas ações, como:• Imprimir;• Contar• Etc.Há dois principais algoritmos de percurso:• Em Amplitude• Em ProfundidadeEm ambos os percursos parte-se de um nodo qualquer escolhido arbitrariamente e visita-seeste nodo. A seguir, considera-se cada um dos nodos adjacentes ao nodo escolhido.
  • 5. Percurso em Amplitude ou Caminhamento em Amplitude:1234 6 5a) Seleciona-se um vértice para iniciar o percurso.b) Visitam-se os vértices adjacentes, marcando-os como visitados.c) Coloca-se cada vértice adjacente em uma fila.A figura ao lado representa um exemplo deCaminhamento em Amplitude.1º2º3º4º5º6º
  • 6. Percurso em Profundidade ou Caminhamento em Profundidade● Seleciona-se um vértice para iniciar o percurso;● Visita-se um primeiro vértice adjacente, marcando-o como visitado.● Coloca-se o vértice adjacente visitado numa pilha.BADECNeste exemplo da figura do grafo,Percorre-se a, b, d, e, cNós já visitados são marcados.
  • 7. Imagem das sete pontes de Königsberg – Polônia.Um dos primeiros matemáticos a trabalhar com grafos foi Leonard Euler no iníciodo século XVIII. Ele resolveu um famoso problema lidando com as pontes na cidadede Königsberg, Polônia. Essa cidade incluía uma ilha e sete pontes, como mostrana figura acima.As Sete Pontes de Königsberg
  • 8. As Sete Pontes de KönigsbergO problema, muito discutido pelas pessoas da cidade, era encontrar umamaneira de andar por todas as sete pontes sem cruzar de novo qualqueruma delas. Como resultado, não há tal caminho. Porém, a chave para asolução dele foi representar o problema como um grafo, com as áreas deterra como nós e as pontes como arestas. Talvez, este seja o primeiroexemplo de grafo sendo usado para representar um problema no mundoreal.A DCBNóAresta
  • 9. Referências:● Estruturas de Dados em Java – Prof. Dr. Paulo Roberto Gomes Luzzardi● Grafo - http://pt.wikipedia.org/wiki/Grafo● Estruturas de Dados e Algoritmos em Java – Robert Lafore 2ª Edição● Pontes de Königsberg - http://pt.wikipedia.org/wiki/Sete_pontes_de_K%C3%B6nigsberg