Your SlideShare is downloading. ×
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Revolução francesa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Revolução francesa

4,917

Published on

Published in: Technology
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,917
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
168
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1.
    • Revolução burguesa e capitalista.
    • Antecedentes/causas:
      • Maior população da Europa Ocidental (25 milhões).
      • 80% rural.
      • Absolutismo parasitário
        • Luís XVI
        • Festas, banquetes, pensões, guerras inúteis, tratados desvantajosos.
  • 2.
      • Restrições mercantilistas: taxações, proibições, monopólios.
      • Sociedade estamental (extrema desigualdade):
    97% 2% 1% 1º ESTADO: CLERO 2º ESTADO: NOBREZA 3º ESTADO: BURGUESIA + CAMPONESES + SANS CULOTES (sem culotes: traje da nobreza): obrigações e impostos. Terras, cargos prestígio, privilégios, e isenção fiscal
  • 3.
      • Crise econômica: concorrência inglesa, excesso de gastos, altos impostos, inundações, secas...
      • Difusão de ideais iluministas.
      • Revolta dos Notáveis (1787): nobres inconformados com proposta de cobrança de impostos, exigem convocação dos Estados Gerais.
    • Os Estados Gerais (1789):
      • Reunião (consultiva) de membros dos 3 Estados.
      • Objetivo básico: tributação.
      • Divergência de votação (por deputado ou por Estado)
  • 4.
      • 3º Estado separa-se e autoproclama-se em Assembléia Nacional Constituinte .
      • Abolição do Exército Real e Criação da Guarda Nacional (milícia burguesa) para resistir ao rei.
      • 14/07/1789: QUEDA DA BASTILHA (início oficial da Revolução Francesa)
      • O lema dos revolucionários era " Liberdade, Igualdade e Fraternidade ", pois ele resumia muito bem os desejos do terceiro estado francês.
  • 5.
    • A Assembléia Nacional (1789 – 1792):
      • Grande Medo (agosto): camponeses rebelam-se contra autoridade dos senhores feudais, queimam documentos de servidão, exigem distribuição de terras entre os que nelas trabalham.
      • Abolição de privilégios feudais.
      • DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DO HOMEM E DO CIDADÃO – igualdade jurídica, direito à propriedade e resistência à opressão.
        • Este importante documento trazia significativos avanços sociais, garantindo direitos iguais aos cidadãos, além de maior participação política para o povo.
      • Constituição civil do clero (1790): transformava os membros do clero em funcionários do Estado.
        • Igreja subordinada ao Estado.
  • 6.
      • 1ª Constituição francesa (1791): monarquia constitucional (Parlamentar), divisão de poderes, voto censitário, manutenção da escravidão nas colônias.
      • Proibição de greves e associações de trabalhadores.
      • Divisões entre os parlamentares:
        • GIRONDINOS – alta burguesia, conservadores, sentados na direita do parlamento e Feuillants – burguesia financeira (409 deputados).
        • JACOBINOS – pequena e média burguesia, apoiados por sans-culotes, favoráveis a mudanças mais radicais, sentados na esquerda do parlamento. Apelidados de “montanheses” e os Cordeliers – camadas populares (136 dep.).
        • = Assembléia favorecia os ganhos de capital da alta burguesia e excluía as massas populares.
  • 7.
      • Nobres começam a abandonar a França (emigrados).
      • França é invadida por países absolutistas (Áustria e Prússia) na tentativa de restaurar o Absolutismo real.
      • Exército popular (COMUNA INSURRECIONAL DE PARIS), liderado por jacobinos, é formado para conter inimigos.
      • Rei = traidor
        • Monarquia é abolida
        • 20/09/1792 foi proclamada a República da França.
  • 8.
    • A Convenção Nacional (1792 – 1795):
      • Girondinos X Jacobinos
      • Set/1792 – Jun/1793: Girondinos no poder ( queriam evitar uma participação maior dos trabalhadores urbanos e rurais na política).
        • Jan/1793 – Luís XVI é guilhotinado: Durante o processo revolucionário, grande parte da nobreza deixou a França, porém a família real foi capturada enquanto tentava fugir do país. Presos, os integrantes da monarquia, entre eles o rei Luis XVI e sua esposa Maria Antonieta foram guilhotinados em 1793 .
        • 1ª coligação contra a FRA (AUS + PRUS + ESP + HOL + ING).
        • Crise econômica gerada pela política econômica liberal girondina.
        • Assassinato de Jean Paul Marat, líder revolucionário.
        • Revolta de camponeses liderada por ROBESPIERRE e Saint-Just derrubando os Girondinos do poder.
    MARAT
  • 9.
      • Jun/1793 – Jul/1794: Jacobinos no poder.
        • Radicalismo.
        • 1793: Elabora-se uma nova Constituição (democrática) – sufrágio universal, fim da escravidão nas colônias, direito a insurreição, alimento e trabalho para todos os cidadãos.
        • Lei do Preço Máximo.
        • Ensino público e gratuito.
        • Confisco e venda (a preços populares) de bens da Igreja e nobreza.
        • Ameaça externa e interna da nobreza contra-revolucionária.
        • Comitê de Salvação Pública (administração e defesa externa sob a liderança de Napoleão Bonaparte).
        • Comitê de Salvação Nacional (segurança interna). Estas, recebem ordens dos líderes para matar qualquer oposicionista do novo governo. Muitos integrantes da nobreza e outros franceses de oposição foram condenados a morte neste período. A violência e a radicalização política são as marcas desta época.
        • Suspensão da Constituição e dos direitos constitucionais.
        • Tribunais Revolucionários (julgamento de opositores - guilhotina).
        • Calendário Revolucionário.
  • 10.
        • Fim da supremacia católica.
        • Divergências entre jacobinos.
          • Danton X Robespierre* X Hérbert
        • Terror: abuso da guilhotina.
        • Desgaste do governo.
        • Golpe do 9 Termidor (Reação Termidoriana): Robespierre é guilhotinado e Girondinos retomam o poder.
    • * Convenção Termidoriana (1794 – 1795):
      • Anulação das leis dos jacobinos.
      • Perseguições a populares (Terror Branco).
    ROBESPIERRE DANTON
  • 11.
    • O Diretório (1795 – 1799):
      • 1795: Nova Constituição – 5 diretores (poder executivo), voto censitário.
      • 1795 e 1796 – golpes monarquistas em Paris e de remanescentes jacobinos liderados por Graco Babeuf (esmagados pelo exército de Napoleão – que outrora simpatizava pelos jacobinos)
      • Importantes vitórias de Napoleão no campo externo
      • consolidam seu prestígio junto ao Diretório
    GRACO BABEUF
  • 12.
      • Segunda Coligação contra a França (PRUS + ESP + HOL + ITA) – derrotadas por Napoleão.
      • Crise econômica, corrupção, impopularidade do Diretório.
      • Napoleão Bonaparte destaca-se
      • Ameaça de novo Golpe Jacobino e insurreição popular.
      • Golpe do 18 Brumário (1799): Napoleão Bonaparte toma o poder com o consentimento da alta burguesia (ditadura e imperialismo).
        • Fim do período revolucionário.
    NAPOLEÃO BONAPARTE
  • 13.
    • Importância do movimento:
      • Fim do Antigo Regime.
      • Ascensão da burguesia.
      • Desenvolvimento do capitalismo.
  • 14.
    • A Revolução Francesa foi um importante marco na História Moderna da nossa civilização.
    • Significou o fim do sistema absolutista e dos privilégios da nobreza.
    • O povo ganhou mais autonomia e seus direitos sociais passaram a ser respeitados.
    • A vida dos trabalhadores urbanos e rurais melhorou significativamente.
    • Por outro lado, a burguesia conduziu o processo de forma a garantir seu domínio social.
    • As bases de uma sociedade burguesa e capitalista foram estabelecidas durante a revolução.
    • A Revolução Francesa também influenciou, com seus ideais iluministas, a Independência dos Estados Unidos, dos países da América Espanhola e o movimento de Inconfidência Mineira no Brasil.

×