COMUNICAÇÃO na era digital
O computador é um sistema simbólico físico como o cérebro humano, exibindo propriedades iguais as do seres humanos
NATUREZA DA LINGUAGEM A linguagem está na base da  emergência do pensamento e dos instrumentos mentais que permitem unir o...
NATUREZA DA LINGUAGEM A mente é um dispositivo computacional do mesmo tipo que uma Máquinas Turing, assim apresenta também...
A ciência cognitiva analisa o ser humano e suas inter-relações com si próprio, com a natureza, com as linguagens, com as p...
UMA CIÊNCIA DA COGNIÇÃO A ciência cognitiva  é um estudo que busca  responder questões epistemológicas de longa data, prin...
Gêneros do discurso são formas de expressar uma mensagem, afim de facilitar a decodificação por parte do receptor, utiliza...
OS GÊNEROS DO DISCURSO O conteúdo, o estilo de linguagem e a construção composicional elaboram um tipo de enunciado, que s...
Como criar uma comunicação digital para impactar um público que pensa tão digitalmente e vive rodeado de milhares de infor...
MEIOS DIGITAIS Através dela é possível trocar qualquer tipo de informação, independente da linguagem utilizada, seja ela t...
Este novo ambiente possibilita a  interação com outros usuários, e a emissão e recepção de informações de qualquer lugar d...
REALIDADE VIRTUAL A partir do momento em que é possível simular grande parte das situações que vivemos no “mundo real” den...
O usuário escolhe o que quer ver, fazer, falar, ouvir, encaminhar, e tem o mundo em suas mãos
PUBLICIDADE  ONLINE Neste meio as marcas se relacionam diretamente com o público que tem real interesse pelos produtos e s...
Estamos vivendo em uma internet onde sites e banners sozinhos não são o suficiente para conectar os consumidores e marcas ...
A gama de possibilidades de entretenimento nas campanhas publicitárias  online  é gigante, as marcas e agências devem conh...
REDAÇÃO DIGITAL Neste meio, orações viram imagens, animação redação, as apresentações precisam causar um estranhamento e s...
A redação digital não tem limites, é essencial encontrar seu público e saber atingi-lo da melhor maneira
Transformações culturais e tecnológicas não modificaram somente a cultura e os meios, mas também os signos, as mensagens e...
NA COMUNICAÇÃO DIGITAL NÃO BASTA SOMENTE ATRAIR A ATENÇÃO DO CONSUMIDOR COM IMAGENS, FRASES E SONS, ELA DEVE GERAR UMA SEN...
a redação digital  deve propiciar...
SENSIBILIZAÇÃO INTERAÇÃO PROPAGAÇÃO
Dessa forma, identifica-se três pontos fundamentais na redação digital: Tecnologia Tecnologia da inteligência  é cada vez ...
BIBLIOGRAFIAS EXTRAS Tecnologias do imaginário - da cultura das mídias a cibercultura: o advento do pós-humano Lucia Santa...
BRUNA TONI D’ELBOUX MOREIRA Matricula 06000531
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Redação digital

2,970

Published on

Trabalho sobre a redação publicitária digital

Published in: Technology

Transcript of "Redação digital"

  1. 1. COMUNICAÇÃO na era digital
  2. 2. O computador é um sistema simbólico físico como o cérebro humano, exibindo propriedades iguais as do seres humanos
  3. 3. NATUREZA DA LINGUAGEM A linguagem está na base da  emergência do pensamento e dos instrumentos mentais que permitem unir os esquemas de ação aos esquemas mentais que são, no seu conjunto, a base da inteligência humana. Ao poder transmitir aos outros informações precisas sobre os seus estados mentais, o homem, progressivamente, desenvolveu processos de informação, decorrentes de sua inteligência. O sistema simbólico físico é uma classe grande de sistemas capazes de produzir e manipular símbolos, que foram criados pelo ser humano e estão presentes em seu dia-a-dia. Também são chamados de “processadores de expressão”. A partir do sistema simbólico físico surgiu as Máquinas Turing, que simulam o pensamento humano, e por conta disso também são denominadas inteligentes.
  4. 4. NATUREZA DA LINGUAGEM A mente é um dispositivo computacional do mesmo tipo que uma Máquinas Turing, assim apresenta também um pensamento computacional. A concepção computacional une idéias das Maquinas Turing, a de um sistema formal automático, sistema físico de símbolos com o entendimento de uma língua natural envolvem a capacidade de manipulação de símbolos. Quando falamos de problemas com representação, nos referimos a existência de uma correspondência embutida entre os símbolos que os humanos manipulam o que querem representar.
  5. 5. A ciência cognitiva analisa o ser humano e suas inter-relações com si próprio, com a natureza, com as linguagens, com as pessoas, etc.
  6. 6. UMA CIÊNCIA DA COGNIÇÃO A ciência cognitiva é um estudo que busca responder questões epistemológicas de longa data, principalmente aquelas relativas à natureza do conhecimento humano, seu desenvolvimento e seu emprego. Visa entender a aquisição e o processamento de dados, informações, conhecimentos e das percepções dos seres humanos e de seus processos mentais.  A partir do processo de percepção, busca-se estudar o comportamento humano, de acordo com suas atitudes racionais e impulsivas. Levando em consideração aquilo que o ser humano pensa e sente. Essa ciência parte da filosofia, da psicologia, da neurociência, da lingüística, da ciência da computação e da inteligência artificial.
  7. 7. Gêneros do discurso são formas de expressar uma mensagem, afim de facilitar a decodificação por parte do receptor, utilizando-se de uma linguagem mais próxima a ele
  8. 8. OS GÊNEROS DO DISCURSO O conteúdo, o estilo de linguagem e a construção composicional elaboram um tipo de enunciado, que sendo ele oral ou escrito, varia de acordo com o campo de sua utilização. Esse conjunto de variável é denominado gênero de discurso. As diversas manifestações de linguagem verbal, definidos como “enunciados relativamente estáveis”, podem ser denominadas heterogêneas quanto o diálogo informal (gêneros primários), ou os gêneros mais elaborados e codificados na sociedade (gêneros secundários), produzidos nas esferas da política, da imprensa, da literatura, etc. Cada gênero do discurso apresenta três dimensões, quais sejam, tema (o objeto de sentido), estrutura composicional (elementos estruturais) e estilo (as marcas denotativas da posição do locutor).
  9. 9. Como criar uma comunicação digital para impactar um público que pensa tão digitalmente e vive rodeado de milhares de informações?
  10. 10. MEIOS DIGITAIS Através dela é possível trocar qualquer tipo de informação, independente da linguagem utilizada, seja ela texto, som ou imagem, em tempo real. É um espaço de informações multidimensionais. Com o surgimento dessa nova mídia, criou-se uma nova cultura, denominada cibercultura, sua produção sígnica tem a “junção” de vários setores tecnológicos e várias mídias, que antes existiam separadamente e hoje coexistem ao mesmo tempo em um único aparelho, no caso, o computador. A tecnologia facilitou a emissão e a transmissão de mensagens, principalmente através da internet, que apresenta diversas formas de interação, compartilhamento e contribuição na “elaboração” de informações. Assim, decorre-se a formação da linguagem hipermidiática, que refere-se à diversidade de linguagens, signos, códigos e mídias que são utilizados e acionados na constituição das mensagens produzidas na rede.
  11. 11. Este novo ambiente possibilita a interação com outros usuários, e a emissão e recepção de informações de qualquer lugar do planeta, seja essa informação escrita, imagética, ou sonora
  12. 12. REALIDADE VIRTUAL A partir do momento em que é possível simular grande parte das situações que vivemos no “mundo real” dentro da internet, diversos aspectos existentes acabam sendo instituídos dentro da rede. A partir desse conceito, identificamos que ‘a máquina’ funciona de maneira semelhante ao cérebro humano, e nitidamente, sua evolução está voltada cada vez mais a seus sentidos. A realidade virtual (RV) constitui-se no ponto mais alto da imersão de um participante no mundo simulado, e é somente uma das dimensões possíveis dentro da rede, possibilitada pela inteligência artificial. Dessa forma, o ambiente virtual propicia a seus usuários uma sensação de estar dentro e fazer parte deste ambiente e, com isso, ele também é capaz de interagir de várias maneiras.
  13. 13. O usuário escolhe o que quer ver, fazer, falar, ouvir, encaminhar, e tem o mundo em suas mãos
  14. 14. PUBLICIDADE ONLINE Neste meio as marcas se relacionam diretamente com o público que tem real interesse pelos produtos e serviços, e ainda estar em contato continuo com suas idéias e filosofias. Enorme possibilidade de intervenções e chamadas, que não limitam a imaginação comunicacional, devido aos recursos avançados já existentes. Um exemplo que tem sido tendência no Brasil, é a Realidade Aumentada. A publicidade constantemente cria uma maneira eficaz e inovadora para atrair e se comunicar com os consumidores e não foi diferente com a internet. Devido a enorme quantidade de possibilidades nela existentes, a publicidade vem explorando aos poucos, e criando intervenções inusitadas. Marcas e empresas já estão atentas ao potencial dessa nova mídia, mas para realizar uma comunicação de sucesso é fundamental conhecer o público que se pretende atingir, saber onde encontrá-lo e, principalmente, como impactá-lo.
  15. 15. Estamos vivendo em uma internet onde sites e banners sozinhos não são o suficiente para conectar os consumidores e marcas (…) Sendo indispensável espalhar suas mensagens por todas as interfaces disponíveis e das mais irreverentes maneiras.” “ ‘ Construindo uma marca com widgets’ - Março,2008
  16. 16. A gama de possibilidades de entretenimento nas campanhas publicitárias online é gigante, as marcas e agências devem conhecer e saber como usufruir
  17. 17. REDAÇÃO DIGITAL Neste meio, orações viram imagens, animação redação, as apresentações precisam causar um estranhamento e sair de campo, caso contrário, se ficar enrolando sobre o assunto, se tornará pervasivo. Em um meio onde somos bombardeados de informação, a dinâmica cerebral humana é muito alta, assim a maneira de melhor se comunicar se deve a ciência cognitiva, e os gêneros do discurso, que devem ser muito bem trabalhados, afim de gerar o resultado esperado. Com a grande quantidade de possibilidades nesse meio, porem também com a grande dispersão dos internautas, é fundamental encontrar uma maneira inovadora, ou simplesmente diferente para reter a atenção dos usuários. Saber usufruir das tecnologias disponibilizadas e geradas pelo avanço da comuniação para assim trabalhar com a percepção humana e transmitir a mensagem desejada.
  18. 18. A redação digital não tem limites, é essencial encontrar seu público e saber atingi-lo da melhor maneira
  19. 19. Transformações culturais e tecnológicas não modificaram somente a cultura e os meios, mas também os signos, as mensagens e os processos de comunicação neles existentes. A mensagem, utilizada em um processo comunicativo, é determinada muito mais pelo meio em que é veiculada do que pelas intenções do emissor. Esta nova forma de comunicação, de certo modo, interfere na maneira pela qual a cultura vem sendo transformada, além de intervir diretamente em nosso dia-a-dia, “moldando” nossa sensibilidade e mente. ASSIM...
  20. 20. NA COMUNICAÇÃO DIGITAL NÃO BASTA SOMENTE ATRAIR A ATENÇÃO DO CONSUMIDOR COM IMAGENS, FRASES E SONS, ELA DEVE GERAR UMA SENSAÇÃO DE ÊXTASE , UMA EXPERIÊNCIA QUE VÁ ALÉM DE BANNERS E LINKS, QUE MANTENHA SUA ATENÇÃO E OS LEVE A PASSAR A DIANTE
  21. 21. a redação digital deve propiciar...
  22. 22. SENSIBILIZAÇÃO INTERAÇÃO PROPAGAÇÃO
  23. 23. Dessa forma, identifica-se três pontos fundamentais na redação digital: Tecnologia Tecnologia da inteligência é cada vez mais parecida com o ser humano e suas sensações. Conhecê-la e utilizá-la de de forma irreverente e inovadora a seu favor. Interatividade Interação e intervenção dos usuários da internet em tempo real, mostrando ao receptor que ele também faz parte do processo comunicacional. Linguagem Discursos adequados, criativos, inovadores e pertinentes aos meios digitais, com formas de gênero bem encaixadas, cativando o receptor-internauta.
  24. 24. BIBLIOGRAFIAS EXTRAS Tecnologias do imaginário - da cultura das mídias a cibercultura: o advento do pós-humano Lucia Santaella – PUC SP A pele da cultura Derrick de Kerchove – Relógio D’água Revista BusinessWeek Edição de março de 2008
  25. 25. BRUNA TONI D’ELBOUX MOREIRA Matricula 06000531

×