Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Br malls   apres institucional - fevereiro
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Br malls apres institucional - fevereiro

  • 534 views
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
534
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
17
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Apresentação Institucional Fevereiro de 2012
  • 2. Maior e Melhor Companhia do SetorVetores de Crescimento •Aquisições •Crescimento Orgânico •DesenvolvimentoDestaques Financeiros e Operacionais 2
  • 3. Visão Geral A BRMALLS é a única empresa de shopping centers com PRESENÇA EM TODAS AS CINCO REGIÕES do Brasil, atendendo aos consumidores de TODAS AS CLASSES SOCIAIS no país. ► Destaques • 45 shoppings regionais • ABL Total: 1.433,5 mil m² • ABL Próprio: 798,2 mil m² • 42 shoppings administrados ou comercializados1 • Presença em 32 cidades distribuídas por todas as regiões do país • 7.000 lojistas e maior locador do Brasil • 6 shoppings em desenvolvimento (148,0 mil m² de ABL próprio) • 7 expansões anunciadas (36,3 mil m² de ABL próprio) Presença BR MALLSNota:1. Considera projetos greenfields 3
  • 4. Visão GeralVetores de Crescimento •Aquisições •Crescimento Orgânico •DesenvolvimentoDestaques Financeiros e Operacionais 4
  • 5. Maior e Melhor Companhia do Setor BRMALLS é a MAIOR empresa de shoppings da América Latina Valor de Mercado (R$ mm)¹ ABL Total 9M11 (m²) 1.355.391 8,626 5,985 551.759 494.906 468.841 2,506 1,750 EBITDA 9M11(R$ mm) # Shoppings 9M11 476.555 43 321.550 164.097 15 134.395 13 13Nota:1 Valor de Mercado em 30 de setembro de 2011 5
  • 6. Maior e Melhor Companhia do SetorCompanhia com o MAIOR E MAIS RÁPIDO CRESCIMENTO do setor: mais que o dobro damédia de seus competidoresABL CAGR 2006 - 2010 Receita Líquida CAGR (2006-2010) 49.9% 58.8% 57.2% 24.0% 24.3% 21.5% 12.4% 10.3%FFO (R$ mm) EBITDA CAGR (2006-2010) +108,0% 285 233 65.4% 137 25.8% 24.6% 2008 2009 2010 6
  • 7. Maior e Melhor Companhia do SetorBRMALLS é a Companhia MAIS EFICIENTE do setorMargem NOI¹ - 9M11 Crescimento Aluguel/m² – 9M11 90,0% 88,4% 18,3% 86,0% 10,0% 75,7% 6,2% 5,3%Margem EBITDA – 9M11 Crescimento de NOI/m² – 9M11 23,1% 80,5% 72,8% 72,0% 17,7% 14,8% 61,6% 9,8% Nota: 1 NOI e EBITDA divulgados 7
  • 8. Maior e Melhor Companhia do SetorBRMALLS consistentemente GEROU MAIS VALOR para os seus acionistas FFO / share FFO por ação (R$ centavos/ação) 700,0 600,0 500,0 400,0 300,0 200,0 100,0 - 1T07 2T07 3T07 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 BRMalls Multiplan Iguatemi 8
  • 9. Maior e Melhor Companhia do SetorA ação da BRMALLS apresenta a MELHOR PERFORMANCE do setor Desempenho desde o evento Evento Data BRML3 IGTA3 MULT3 ALSC3 Ibovespa Iguatemi IPO 06-fev-07 N/A (6,1%) N/A N/A 25,9% BRMALLS IPO 03-abr-07 144,3% 2,6% N/A N/A 23,4% Multiplan IPO 26-jul-07 68,6% 3,5% 41,5% N/A 6,0% Gen. Shop. IPO 26-jul-07 70,5% 3,5% 42,1% N/A 6,0% BRMALLS Follow-on 18-out-07 53,8% 12,7% 37,0% N/A (9,7%) BRMALLS Follow-on 01-jul-09 153,1% 71,5% 71,5% N/A 10,8% Multiplan Follow-on 24-set-09 87,4% 19,5% 25,7% N/A (4,9%) Iguatemi Follow-on 22-out-09 86,9% 12,9% 19,5% N/A (13,7%) Aliansce IPO 27-jan-10 88,3% 10,8% 13,2% 43,1% (12,2%) Sonae IPO 02-fev-11 30,8% (12,3%) 9,5% (1,2%) (14,4%) BRMALLS Follow-on 10-mai-11 12,2% (21,9%) (1,9%) (7,7%) (12,0%)Fonte: Bloomberg (30 de setembro de 2011) 9
  • 10. Maior e Melhor Companhia do SetorBR MALLS tem o MAIOR NÍVEL DE GOVERNANÇA CORPORATIVA e free-float do setorVolume Médio Diário Negociado (R$ mm)¹ Governança Corporativa Full Corporation 46,7 7,2x a média dos comparáveis Não possui acordo de acionistas e apenas uma única classe de ação Equipe de gestores altamente comprometida 9,3 6,2 4,0 Alinhamento dos gestores-chave via programa de opção de ações BRMALLS Multiplan Iguatemi AliansceFonte: Bloomberg, em 30 de setembro de 2011Nota: 1 Considera últimos 30 dias 10
  • 11. Maior e Melhor Companhia do SetorAlta performance em MERCADO RESILIENTE protegido contra a inflação Crescimento de Aluguel Mesmas Lojas(%) 15,2% 13,4% 14,2% 14,3% 12,3% 12,0% 9,9% 10,1% 10,1% 9,7% 8,8% 8,6% 8,0% 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 Same Store Rent (%) IGP-M (%) Crescimento de Vendas Mesmas Lojas(%) 16,2% 16,6% 13,2% 11,0% 11,8% 8,8% 8,7% 10,0% 8,8% 8,3% 6,4% 5,1% 3,5% 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 11
  • 12. Visão GeralMaior e Melhor Companhia do Setor •Crescimento Orgânico •DesenvolvimentoDestaques Financeiros e Operacionais 12
  • 13. Vetores de Crescimento: AquisiçõesDesde 2007, BR MALLS adquiriu participações em 35 diferentes shoppings com um CAPEX totalde R$4,3 bilhões Aquisição de CAPEX de Aquisição 35 Shoppings R$ mm Aumento de 4,775 30 1,369 Participação1 1,301 232 CAPEX Total 366 4,8 1,507 (R$ bilhões) Aumento de Capital 2007 2008 2009 2010 2011 Total em Ofertas 2,4 (R$ bilhões) Média NOI Aquisição de Cap Rate de 9,0% 8,5% 11,6% 9,9% 9,5% 9,1% Entrada Ativos- 2011 0,6 (R$ bilhões) TIR 12,3% 14,4% 14,2% 13,9% 13,4% 13,3%Nota: TIR Revisada 14,7% 17,7% 17,5% 17,0% N.A. 16,1%1 Considera expansão em área própria 13
  • 14. Vetores de Crescimento: AquisiçõesBR MALLS apresenta capacidade única de criar valor através de aquisições Taxa de Capitalização de Aquisições Cap Rate Alavancado 50% de 18% alavancagem com custo atrativo Custo médio da 12% dívida: 6% real 8% Criação de 10% Valor Entrada Estabilizada AlavancadoPrincipais Iniciativas para Criação de Valor Estacionamento Mall & Merchandising Aluguel SSC Custos e Economias Redução da Negociação em Melhor processo de Centralização dos de Escala sobrecarga de escala com principais auditoria contratos e Menor número de funcionários e anunciantes nacionais Aumento das taxas eliminação do back- empregados otimização de de ocupação e office nos shoppings Terceirização de eficiências leasing spreads serviços não operacionais aumentam a receita essenciais de aluguel 14
  • 15. Vetores de Crescimento: AquisiçõesHistórico de turnaround únicoNOI de Aquisições desde 2006 (R$ mm)NOI Atual / Projetado 23,0% Projected Projetado 23,3% 21,4% 297,2 Atual Actual 23,2% 225,6 241,6 163,1 183,1 298,3 134,2 242,1 2008 2009 2010 9M11Estudo de Caso das Principais Aquisições (Evolução NOI – R$ mm) Plaza Niterói Shopping Estação Campinas Shopping 65,4 Shopping Tamboré +61,1% 40,6 +119,4% +57,9% +95,1% 34,0 21,0 12,2 23,8 13,3 15,5 2007 2010 2007 2010 2007 2008 2010 2007 2010 Preço de Aquisição Preço de Aquisiçao Preço de Aquisição Preço de Aquisição R$550,7 mm R$108,8 mm R$155,0 mm (R$138 mm VPL) R$221,5 mm 15
  • 16. Vetores de Crescimento: AquisiçõesAinda há grande oportunidade para aquisições no Brasil. Com a oferta recenteesperamos aumentar nossa capacidade de aquisição em aproximadamente R$1,5 bi Market Share – Participação nos Shoppings Brasileiros Oportunidades de Aquisição ABL Total - Brasil Principais Alvos (em milhões de m²) 9,4 78,0% 79,0% 78,6% 77,8% 3,0% 86,6% 17,0% 77,8% 6,0% 2,1 4,5% 22,0% 21,0% 21,4% 22,2% 5,7% 13,4% 11,9% 2006 2006 2007 2008 2009 2010 2010 2010 Fundações Fundos de 8 Principais BRMALLS BR MALLS Outros Outros Outros Pensão Competidores 3 maiores Players de Shoppings Iguatem i Principais Alvos Multiplan # de Shoppings 75 BRMALLS NOI (R$ bilhões) 1,8 Capex (R$ bilhões)1 18,0Nota:1. Assume um cap rate de 10% 16
  • 17. Visão GeralMaior e Melhor Companhia do Setor •Aquisições •DesenvolvimentoDestaques Financeiros e Operacionais 17
  • 18. Vetores de Crescimento: Crescimento Orgânico / Excelente performance nos Shoppings atuaisCrescimento das Vendas Custo de Ocupação Ocupação (%) Leasing Spread –Mesmas Lojas (%) (% das vendas) Novos Contratos (%) 9.8% 9.7% 14.1% 98.3% 9.4% 22.8% 10.6% 9.3% 97.1% 97.3% 17.7% 9.0% 16.1% 95.8% 7.0% 7.4%2007 2008 2007 2008 2007 2008 2007 2008 2009 2010 2009 2010 2009 2010 2009 2010 NOI dos Mesmos Shoppings (R$ mm) +22,7% +19,1% 400,5 477,0 +25,4% +18,8% 375.209 282,4 305.804 224,9 281,9 335,4 2007 9M10 2008 2008 9M11 2009 2009 2010 18
  • 19. Visão GeralMaior e Melhor Companhia do Setor •Aquisições •Crescimento OrgânicoDestaques Financeiros e Operacionais 19
  • 20. Vetores de Crescimento: DesenvolvimentoSólido histórico de desenvolvimento e o maior pipeline de greenfields e expansões da indústria ABL Total (em ‘000 m²) Já Desenvolvido (ABL Total) 208,5 Pipeline de Desenvolvimento (ABL Total) 319,8 Aumento de Já Desenvolvido (ABL Próprio) 115,2 Pipeline de Desenvolvimento (ABL Próprio) 184,4 22% no ABL total e 23% no ABL 194,6 528,3 próprio 65,0 145,3 125,2 129,6 12,7 91,7 112,5 20,5 383,1 65,1 71,2 18,8 28,2 46,3 23,5 28,2 23,5 2008 2009 2010 2011 2012 2013 em diante TOTAL Expansões Greenfield Capex 2,064.8 135.7 67.2 361.3 437.1 502.6 561.0(R$ mm) 20
  • 21. Visão GeralMaior e Melhor Companhia do SetorVetores de Crescimento •Aquisições •Crescimento Orgânico •Desenvolvimento 21
  • 22. Destaques Financeiros Receita Líquida (R$ ‘000) Quebra de Receita Bruta (3T11) Distribuição da Receita Bruta 3T11 1,0% 0,4% 55,8% 4,3% 72,1% CAGR 56,5% 8,1% Crescimento 597.833 546.437 67,3% 14,0% 7,1% 9,3% 392.583 360.495 318.999 Aluguel Aluguel Mínimo 207.309 Estacionamento Mall & Merchandising Prestação de Serviços Aluguel Variável Taxa de Cessão91.059 Outros Taxa de Transferência2006 2007 2008 2009 2010 9M10 9M11 22
  • 23. Destaques Financeiros (Cont.) NOI (R$ ‘000) EBITDA (R$ ‘000) Crescimento 476.555 CAGR 431.157 62,8% 65,3% 319.378 292.749 CAGR 240.273 60,2% Crescimento 65,7% 140.560 530.844 485.821 57.728 362.074 320.323 287.632 2006 2007 2008 2009 2010 9M10 9M11 FFO (R$ ‘000) 171.631 Crescimento 285.043 9,5% 73.861 CAGR 63,7% 235.485 232.954 215.1022006 2007 2008 2009 2010 9M10 9M11 139.201 78.815 39.696 2006 2007 2008 2009 2010 9M10 9M11 23
  • 24. Estrutura de Capital 3T11 Caixa R$765,9 milhões Estrutura da Dívida (% do total) Remuneração Média 102,1% IPCA Dívida Bruta R$2,8 bilhões 12,1% Duração Média da Dívida 13,8 anos Custo Médio da Dívida IGP-M + 6,92% Dólares (USD) Dívida Líquida R$2,1 bilhões TR 26,7% 55,0% Antes da Oferta 2,96x IGP-M Dívida Líquida/ EBITDA Ajustado CDI TJLP 5,3% 0,5% 0,4% Após a Oferta 1,88x Dívida Líquida/ EBITDA Ajustado Cronograma de Amortização da Dívida (R$ milhões) 853 259 270 262 262 171 165 156 135 107 89 76 40 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023 em dianteNotas:1. Hedge de cupon (5 anos) do título perpétuo por meio de um swap de fluxo de caixa, trocando nossa posição de USD+9,75% para 109,3% do CDI para 3 anos e 100,3% do CDI para os 2 últimos anos2. Assume pagamento do título perpétuo em 2023 24
  • 25. Destaques OperacionaisVendas Mesmas Lojas Aluguel Mesmas Lojas(% Crescimento) (% Crescimento) Leasing Spread (%) 11,8% Renovações Novos Contratos 11,0% 13,4% 15,2% 8,8% 31,9% 8,8% 26,8% 27,7% 27,3% 29,4% 10,1% 8,8% 14,6% 14,9% 14,7% 4T08 4T09 4T08 4T10 4T09 4T08 4T09 4T11 4T10 4T11 4T10 4T11Custo de Ocupação (% das vendas) Ocupação (%) Inadimplência (%) 9,3% 96,7% 97,9% 98,3% 4,2% 9,0% 8,9% 9,7% 97,6% 3,9% 3,2% 2,6% 4T08 4T09 4T08 4T09 4T08 4T10 4T10 4T09 4T10 4T11 4T11 4T11 25
  • 26. 26
  • 27. Mercado de Trabalho Renda per Capita Médio - Real (em R$) • 3,5% aumento real a/a • 6,2% aumento real de massa salarial a/a Índice de Desemprego (%)Fonte: IBGE 27
  • 28. Shopping Um Porto SeguroPerformance das Vendas em Shoppings desde 1995 87,0Média da Inflação (1995-2010): 6,5%Média do Crescimento do PIB (1995-2010): 3,0% 71,0CAGR das Vendas (1995-2010): 15,5% 64,6 58,0 50,0 45,5 41,6 36,0 32,0 26,0 23,0 16,0 18,0 12,0 14,0 10,0 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Crise do México (1994) e Crise da Rússia (1998) e Crise de 2002 Crise do Subprime Crise da Ásia (1997) Desvalorização do Real (1999) Eleição do Lula (a partir de 2008)► Méd. do Cresc. do PIB (95-97): 3,3% ► Méd. do Cresc. do PIB (98-00): 1,5% ► Méd. do Cresc. do PIB (03-05): 3,3% ► Méd. do Cresc. do PIB (08-09): 2,4%► Méd. da Inflação (95-97): 12,4% ► Méd. da Inflação (98-00): 5,5% ► Méd. da Inflação (03-05): 7,5% ► Méd. da Inflação (08-09): 5,1%► Méd. Da Taxa de Juros (95-97): 34,5% ► Méd. Da Taxa de Juros (98-00): 21,3% ► Méd. Da Taxa de Juros (03-05): 17,4% ► Méd. Da Taxa de Juros (08-09):11,2%► CAGR das Vendas (95-97): 18,3% ► CAGR das Vendas (98-00): 20% ► CAGR das Vendas (03-05): 12% ► CAGR das Vendas (08-09): 9,9%Fonte: IPEA Data e ABRASCE 28
  • 29. Indústria de ShoppingA indústria de shopping no Brasil oferece forte potencial para crescimento e expansãoABL por 1.000 habitantes (m²) % das Vendas no Varejo em Shopping (2008) 2.180 65,7% 57,5% 51,3% 1.290 828 25,9% 17,2% 297 289 219 163 45 EUA Canadá Austrália Portugal Espanha França Alemanha Brasil Canadá EUA Austrália França Brasil Agosto de 2011: 18,3%Fonte: ICSC 2008 Fonte: ICSC 2008 29
  • 30. Greenfield Recém Inaugurado Dados do Shopping: • Terreno (m²): 112.000 • ABLTotal (m²): 41.964 • ABL Próprio (m²): 25.178 • Comercialização: 100,0% • Inauguração: 29 de novembro 2011 • NOI Estab.: R$35,6 milhões • TIR (real e desalavancado): 16,1% Informações Regionais: • População: 750 mil hab. • Potencial de Consumo: R$1,5 bilhão por ano 30
  • 31. Greenfields em Desenvolvimento Dados do Shopping: • ABL Total (m²): 37.051 • ABL Próprio (m²): 22.230 • Status Construção: 70,1% • Comercialização: 82,3% • Inauguração Prevista: 2T12 • NOI Estab.: R$25,6 milhões • TIR (real e desalavancado): 20,5% Informações Regionais: • População: 2,4 milhões • Potencial de Consumo: R$3,0 bilhões por ano 31
  • 32. Greenfields em Desenvolvimento Dados do Shopping: • ABL Total (m²): 42.885 • ABL Próprio (m²): 25.731 •Status de Construção: 26,0% •Status de Comercialização: 67,6% • Inauguração Prevista: 4T12 • NOI Estab.: R$33,5 milhões • TIR (real e desalavancado): 16,2% Informações Regionais: • População: 750 mil hab. • Potencial de Consumo: R$4,2 bilhões por ano 32
  • 33. Greenfields em Desenvolvimento Dados do Shopping: • ABL Total (m²): 32.601 • ABL Próprio (m²): 22.820 •Inauguração Prevista: 4T12 • NOI Estab.: R$16,8 milhões Informações Regionais: • População: 507 mil hab. • Potencial de Consumo: R$1,7 bilhão por ano 33
  • 34. Greenfields em Desenvolvimento Dados do Shopping: • ABL Total (m²): 30.000 • ABL Próprio (m²): 20.370 •Inauguração Prevista: 4T13 • NOI Estab.: R$20,1 milhões Informações Regionais: • População: 286 mil hab. • Potencial de Consumo: R$1 bilhão por ano 34
  • 35. Greenfields em Desenvolvimento Dados do Shopping: • ABL Total (m²): 64.238 • ABL Próprio (m²): 32.119 •Inauguração Prevista: 4T13 • NOI Estab.: R$26,5 milhões Informações Regionais: • População: 415 mil hab. • Potencial de Consumo: R$2,1 bilhões por ano 35
  • 36. Greenfields em Desenvolvimento Dados do Shopping: • ABL Total (m²): 35.320 • ABL Próprio (m²): 24.724 •Inauguração Prevista: 4T13 • NOI Estab.: R$30,0 milhões Informações Regionais: • População: 610 mil hab. • Potencial de Consumo: R$2,6 bilhões por ano 36
  • 37. Projetos Multi-UsoMais de R$167 milhões de receita de projetos multi-uso são esperados nos próximos6 anos Número de Torres e Volumes de Vendas (R$ milhões) #19 Torres 1.110,7 #8 Torres #8 Torres #3 Torres 536,2 408,7 165,8 167,6 88,5 31,3 47,8 2011 2012 2013-2016 Total Volume total de vendas Participação BRMALLS 37
  • 38. Contatos RILeandro Bousquet – CFO e DRITelefone: 55 21 3138-9997E-mail: leandro.bousquet@brmalls.com.brDerek Tang – CoordenadorTelefone: 55 21 3138-9914E-mail: derek.tang@brmalls.com.brEduardo Siqueira - AnalistaTelefone: 55 21 3138-9980E-mail: eduardo.siqueira@brmalls.com.brJuliana LambertsTelefone: 55 21 3138-9939E-mail: juliana.lamberts@brmalls.com.br 38
  • 39. Nota ImportanteEste material foi preparado com o único objetivo de informar e não deve ser interpretado como uma solicitação ou oferta para compra ou venda de valoresmobiliários, nem mesmo como sugestão para potenciais investidores. Este material não é direcionado à intenção de investimento, situação financeira ounecessidades particulares de qualquer um que receba este material. Nenhuma declaração ou garantia, expressa ou não, é feita com relação à precisão,confiabilidade ou completude das informações apresentadas neste material. Aqueles que receberem este material não devem deixar de interpretá-lo de formacrítica ou tê-lo como inquestionável. Qualquer informação contida neste material poderá ser alterada sem aviso, e a BR Malls Participações S.A. (“BR Malls”) nãoestá obrigada a atualizar as informações apresentadas neste material. A Companhia não será responsabilizada por perdas ou danos de qualquer espéciedecorrentes do uso no todo ou em parte deste material.Você deve consultar seus próprios consultores legais, regulatórios, fiscais, de negócios, investimentos, financeiros e de contabilidade, na medida em queentender necessário. Além disso, você deve tomar sua decisão de investimento no seu próprio julgamento e conselhos de tais consultores, conforme vocêentender necessário, e não com base em qualquer opinião contida neste material.Esta apresentação inclui declarações que representam expectativas sobre eventos ou resultados futuros sujeitos a riscos, baseados em expectativas e projeçõesatuais sobre eventos e tendências futuros que podem afetar as atividades da Companhia. Estimativas e declarações futuras incluem, sem limitação, qualquerdeclaração que possa prever, indicar ou deduzir resultados, desempenho ou realizações futuros e podem conter as palavras “acredita”, “estima”, “espera”,“visa”, “pode”, “poderá”, “antecipa” ou quaisquer outras palavras ou frases similares. Essas declarações incluem projeções de crescimento econômico,demanda e fornecimento, bem como informações sobre posição perante os concorrentes, aspectos regulatórios, potencial de crescimento e outros assuntos.Essas declarações estão baseadas em certas suposições e análises feitas pela administração da Companhia e que a administração da Companhia acreditaserem razoáveis. Para elaboração das projeções, a administração da Companhia baseou-se em certas suposições sobre as atividades e as condiçõeseconômicas, muitas das quais estão fora do controle da Companhia. Estes fatores e outros fatores nos quais as projeções foram baseadas estão sujeitos aincertezas. Conseqüentemente, as projeções não são necessariamente uma indicação de performance futura, e nem a BR Malls e nem qualquer outra pessoaassumem a responsabilidade pela precisão de tais projeções. Dessa forma, a administração da Companhia não está fazendo e não deve ser interpretada comofazendo qualquer declaração a respeito da concretização de eventos ou circunstâncias futuros. Em razão desses fatores incertos, os investidores não devemtomar sua decisão de investimento baseada nessas estimativas e declarações que representam expectativas sobre eventos ou resultados futuros. A Companhianão fornecerá aos titulares de ações ordinárias ou GDSs projeções revisadas ou análises das diferenças entre projeções e resultados operacionais efetivos. 39