A importância do profissional de segurança receita federal

  • 1,201 views
Uploaded on

A Importância do Profissional de Segurança no Mercado de Trabalho. …

A Importância do Profissional de Segurança no Mercado de Trabalho.
Foi realizada uma breve explanação do Cenário da Segurança Privada.

More in: News & Politics
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,201
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
13
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. A IMPORTÂNCIA DO PORFISSIONALDE SEGURANÇARECEITA FEDERAL29 de Novembro de 2012
  • 2. Objetivo Revisar os procedimentos legais e de segurança visando melhorar a qualidade nos seus serviços prestados. Introdução 2
  • 3. O caso da segurança 3
  • 4. Ambiente de Trabalho 4
  • 5. Estudo de Caso• Conhecendo a Planta Baixa• Instruções de Trabalho• Com Segurança não se Brinca• Estereótipo do Vigilante Noturno• Falta de Cumprimento do Procedimento• Experiência 5
  • 6. 05 Cases Importantes para o Profissional deRecife | Rua Comp. Ataulfo Alves, 131 - Boa Viagem | Fone: (81) 3031-1249 Segurança Salvador | Rua Bahia, 176 - Pituba | Fone: (71) 3507-1200 www.dinamovigilancia.com.br 6
  • 7. 1º - A Importância da Comunicação 7
  • 8. Como? 8
  • 9. Propósito 9
  • 10. 10
  • 11. 2º - A Importância do ConhecimentoÀs vezes não é suficiente verificar se o processo esta sendo seguido, mas se esta adequado ao momento. 11
  • 12. 3º - A Importância da Imagem Recife | Rua Comp. Ataulfo Alves, 131 - Boa Viagem | Fone: (81) 3031-1249 Salvador | Rua Bahia, 176 - Pituba | Fone: (71) 3507-1200 www.dinamovigilancia.com.br 12
  • 13. 4º - A Importância da Auto-Avaliação 13
  • 14. 5º - Sabe a Importância da Motivação “Motivar é gerar uma força interior que te leve a realizar um esforço adicional para alcançar um objetivo de acordo com suas necessidades.” Recife | Rua Comp. Ataulfo Alves, 131 - Boa Viagem | Fone: (81) 3031-1249 Salvador | Rua Bahia, 176 - Pituba | Fone: (71) 3507-1200 www.dinamovigilancia.com.br 14
  • 15. Formas habituais de influenciar na Motivação Recife | Rua Comp. Ataulfo Alves, 131 - Boa Viagem | Fone: (81) 3031-1249 Salvador | Rua Bahia, 176 - Pituba | Fone: (71) 3507-1200 www.dinamovigilancia.com.br 15
  • 16. AssertividadeA assertividade é a capacidade de agir de forma correta,sincera e pontual.Assertiva tem como principal diferencial o entendimentodo impacto que esta ação tem sobre o outro. 16
  • 17. Assertividade O5 DICAS PARA SER MAIS ASSERTIVO AUTO-CONHECIMENTO - o primeiro passo para agir deforma mais assertiva é ampliar o conhecimento sobre sua forma de lidar com as situações do dia-a-dia. SEJA PRÓ-ATIVO - agir com assertividade significatomar uma posição a respeito das coisas que acontecem, não se omitir, opinar, realizar 17
  • 18. Assertividade SEJA HONESTO - é fundamental agir com honestidade para si mesmo. Apenas tome cuidado para não ser rude SEJA DIRETO - não enrole, não deixe para depois, faça agora. PENSE ANTES DE AGIR - o que diferencia a assertividade da agressividade é esta capacidade de pensar antes de agir.Sapateado Motivacional (vídeo) 18
  • 19. MANUSEIO E CUIDADOS COMARMAS DE FOGORECEITA FEDERAL29 de Novembro de 2012
  • 20. Cuidados com Armas de Fogo 20
  • 21. Noções Básicas de Direito• Responsabilidade Civil e Penal• Imperícia, Imprudência e Negligência• A arma é um instrumento legítimo para a defesa própria e do patrimônio e deve ser usada nas situações de perigo e sob estas condições a Lei assegura a legitimidade da ação.• Vigilância Patrimonial – atividade exercida dentro dos limites dos estabelecimentos, urbanos ou rurais, públicos ou privados, com a finalidade de garantir a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio no local, ou nos eventos sociais.• Órgão Fiscalizador (Fundamentação e Fiscalização nos Postos de Serviço) 21
  • 22. Cuidados com Armas de Fogo• O constante manuseio de armas de fogo, inerentes à atividade exercida pelos nossos vigilantes, muitas vezes levam-nos ao esquecimento de cuidados básicos que devemos ter nesta tarefa. Vamos aproveitar este contato e as instruções para lembrar a todos como a questão deve ser tratada para evitar acidentes.• Noções de Segurança Privada, Legislação Aplicada e Direitos Humanos, Relações Humanas no Trabalho, Sistema de Segurança Pública e Crime Organizado, Prevenção e Combate a Incêndio e Primeiros Socorros, Educação Física, Defesa Pessoal, Armamento e Tiro, Vigilância, Radiocomunicação e Alarmes, Criminalística , Técnica de Entrevista. 22
  • 23. Cuidados com Armas de Fogo • A arma somente pode ser portada pelo Vigilante que atenda todos os requisitos legais e obrigatoriamente dentro do centro de trabalho, durante o horário de serviço. É proibido seu uso em outro horário. • Em via de regra, a arma deverá permanecer no coldre, exceção feita ao momento da passagem de serviço ou quando em ação legítima. • Em hipótese alguma, o cano da arma deverá ser apontado para pessoal ou material, exceto nos casos de emprego real. • O recebimento ou a passagem do serviço deve ocorrer em local reservado, sem exposição ao público ou ao cliente, evitando-se ocorrências indesejadas. 23
  • 24. Cuidados com Armas de Fogo • O manuseio da arma deverá ocorrer em local adequado, ou seja, o cano da arma deverá estar sempre apontado para um local seguro, que não venha a causar ricochete do projétil, atingindo material ou pessoal. • É recomendável que existam caixas de areia para as armas que são manuseadas no interior das instalações, evitando-se o ricochete no caso de disparo acidental. • O vigilante, ao guardar a arma, deverá fazê-lo com a mesma descarregada. • No cofre devem permanecer somente as armas, munições e seus respectivos registros, não sendo permitida a guarda de nenhum outro material. 24
  • 25. Cuidados no Manuseio com ArmamentoA passagem e recebimento da arma constituem-se em um procedimento muitoimportante na segurança, uma vez tal procedimento deve ser feito assim que se recebeou passa o posto de serviço.Existem diversas formas de se passar uma arma, porém, desde que a mesma sejapassada aberta e sem munições, todas elas estarão corretas. Conforme as fotos abaixo,apresentaremos o nosso padrão: Recife | Rua Comp. Ataulfo Alves, 131 - Boa Viagem | Fone: (81) 3031-1249 Salvador | Rua Bahia, 176 - Pituba | Fone: (71) 3507-1200 www.dinamovigilancia.com.br 25
  • 26. Cuidados com Armas de Fogo • O vigilante que não reunir as condições mínimas para executar o seu serviço, deverá ser substituído, após ser ouvido e a sua situação avaliada pela chefia imediata. • Na ocorrência de discussões entre empregados, que estejam portando arma de fogo e, antes da possibilidade de agravamento da situação, as armas deverão ser imediatamente retiradas da posse dos envolvidos. 26
  • 27. Estado das Munições• O tempo de vida útil de uma munição está diretamente relacionada ao seu emprego. Segundo o fornecedor CBC, as munições armazenadas em caixas fechadas, em ambiente arejado e sem umidade teriam sua vida útil estendida até 10 anos. Porém, não é o caso das munições da Dínamo, pois as mesmas são utilizadas quase que diariamente e variam desde a forma de acondicionamento das mesmas (ambientes climatizados) e a manipulação diária por usuários que tenham alto nível de sudorese nas mãos. Em ambos os casos, a vida útil da munição é diminuída.• 1) Munição com o projétil rodando;• 2) Munição com o projétil saindo do estojo;• 2) Munição com o projétil afundado no estojo;• 3) Munição com o estojo amassado;• 4) Munição com o estojo enferrujado;• 5) Munição sem espoleta;• 6) Munição com a espoleta picotada. 27
  • 28. Cuidados no Manuseio com MuniçõesRecife | Rua Comp. Ataulfo Alves, 131 - Boa Viagem | Fone: (81) 3031-1249 Salvador | Rua Bahia, 176 - Pituba | Fone: (71) 3507-1200 www.dinamovigilancia.com.br 28
  • 29. Comunicação de Sinistros com Produtos Controlados• A comunicação de incidente com armamento ou coletes balísticos (roubo, furto, perda, extravio ou recuperação), deve ser feita para a Polícia Federal no prazo máximo de 24 horas. Após a comunicação formal da ocorrência temos 10 (dez) dias úteis para encaminhamento da documentação sobre o fato, contendo cópia do boletim de ocorrência policial, cópia do registro da arma e informações sobre as apurações realizadas pela empresa.• Trata-se de infração facilmente evitável se adotarmos um simples procedimento de comunicação imediata ao ocorrido pelos diversos meios que são disponibilizados pela Polícia Federal. Relembramos que sábados e domingos são contados como prazo para a comunicação do fato e que existem plantões para receberem as comunicações. O Coordenador deverá ser avisado de imediato para as devidas orientações quanto à esta responsabilidade, já que estas comunicações são centralizadas no Operacional. 29
  • 30. A PALAVRA CONVENCE, O EXEMPLO ARRASTA.“A força não provém da capacidade física e sim de uma vontade indomável”. (Mahatma Gandhi) 30
  • 31. O que esperamos de vocês... Expectativa Aprendizado Confiança Criatividade Determinação Persistência Liderança Trabalho em Equipe Autonomia DisciplinaRecife | Rua Comp. Ataulfo Alves, 131 - Boa Viagem | Fone: (81) 3031-1249 Motivação Salvador | Rua Bahia, 176 - Pituba | Fone: (71) 3507-1200 Harmonia www.dinamovigilancia.com.br Superação 31
  • 32. Recife | Rua |Comp. Ataulfo Alves, 131 - Boa Viagem Viagem(81) 3031-1249 Recife Rua Comp. Ataulfo Alves, 131 - Boa | Fone: | Fone: (81) 3031-1249 Salvador | Rua Bahia, Bahia, 176 - |Pituba (71) 3507-1200 Salvador | Rua 176 - Pituba Fone: | Fone: (71) 3507-1200 www.dinamovigilancia.com.br www.dinamovigilancia.com.br 32