A economia industrial da união europeia

  • 13,191 views
Uploaded on

 

More in: Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • çnjk
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
13,191
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
181
Comments
1
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. A Economia industrial da União Europeia
    Geografia
  • 2. Na Europa se encontram as mais antigas áreas industriais do mundo, já que foi nesse continente que teve início a Revolução Industrial. Ela começou na Inglaterra, no final do século XVIII, e se expandiu rapidamente para outras partes do continente.
  • 3. Os países industrializados
    Especialmente bens de alta tecnologia.
    Países europeus
    Elevado nível de desenvolvimento e economia diversificada
    Grandes exportadores de produtos industrializado
  • Diversos fatores contribuíram para que a Revolução Industrial ocorresse primeiro na Europa.
    Acumulação de capitais: provenientes sobretudo da exploração de colônias (americanas, africanas e asiáticas).
    Matérias-primas:fornecidas também pelas colônias, que foram indispensáveis ao processo industrial.
    Abundância da mão de obra: devido ao intenso êxodo rural as cidades cresceram rapidamente.
    O crescimento das cidades contribuiu também para a formação de grandes mercados consumidores que serviram de estímulo para o aumento da produção de mercadorias.
  • 14. O crescimento industrial europeu foi também impulsionado por um conjunto de invenções ( principalmente de máquinas)
    Essas invenções possibilitaram aumentar o ritmo de produção das mercadorias.
    É esse novo ritmo que chamamos de produção em escala, ou seja, fabricar mais em menos tempo. Reduzindo o custo unitário da mercadoria e aumentando as vendas
  • 15. Esses avanços ocorrem até hoje!
  • 16. A substituição de trabalhadores por robôs é chamada de automação industrial.Até a década de 1970, a industria chegava a ocupar cerca de 50% da População Economicamente Ativa (PEA) nos países mais desenvolvidos. Hoje raramente absorve mais que 30% dela.
  • 17. A automação criou o maior problema social da Europa hoje:
    Desemprego
  • 18. A Localização Industrial
    Com passar do tempo isso mudou. As opções de localização industrial foram ampliadas devido aos seguintes fatores:
    Inicialmente as fábricas na Europa se concentravam próximas as matérias-primas .
    • Crescimento numérico das fábricas
    • 19. introdução da energia elétrica
    • 20. crescimento dos mercados consumidores
    • 21. uso de formas de transporte mais eficientes e rápidos
  • Esses fatores permitiram que novas industrias fossem construídas em locais nunca antes imaginados.
  • 22. Daí surgiram estudos que apontariam o local ideal para cada tipo de indústria, ou seja, o lugar onde a produção de uma mercadoria teria o menor custo e o maior lucro.
    Esses estudos mostraram que a produção industrial possui três fases e que elas têm diferentes pesos na escolha da localização ideal de uma indústria.
    - Fase de agregação: consiste na reunião das matérias-primas e de alguns produtos semimanufaturados, necessários para produzir certo produto.
    - Fase da transformação:as matérias-primas são transformadas numa mercadoria específica, prontos para o consumo final. Essa fase depende muito de energia e mão de obra.
    - Fase da venda: as mercadorias devem chegar aos consumidores, dependendo dos transportes e do mercado consumidor
  • 23. Com base nessas fases podemos chegar aos cincos fatores essenciais para a produção industrial e que por isso determinam sua localização
  • Transporte
    Os transportes têm papel decisivo na localização da maior parte das indústrias, pois realizam duas interligações fundamentais: trazem matérias-primas para as indústrias e entregam as mercadorias no pontos de venda.
  • 28. Vias de escoamento de produção industrial
  • 29. Matérias-primas
    A presença de matérias-primas na região em que se pretende instalar uma indústria é quase sempre um fator decisivo. Caso na região não exista a matéria-prima necessária, seu transporte pode tornar-se um obstáculo, pois a distância eleva o custo e muitas vezes inviabiliza a produção.
    Podemos classificar as matérias-primas em dois tipos:
    • As que perdem peso e volume durante a industrialização: as fábricas precisam estar próximas das fontes de matérias-primas, pois dessa forma se economiza em transporte deixando de carregar resíduos inúteis. É o caso da siderurgia.
    • 30. As que ganham peso e volume durante a industrialização: as fábricas precisam se concentrar próximas dos grandes mercados consumidores.
  • O problema da escassez de matérias-primas mineral na Europa é grave. Poucas de suas nações têm fontes importantes.
  • 31. Energia
    No séc. XlX, a presença de minas de carvão era o fator determinante da localização industrial, pois, era fonte de energia para a indústria. O problema foi reduzido com o desenvolvimento dos transportes ferroviários e o crescente uso de outros tipos de energia.
  • 32. A busca de fontes alternativas de energia, especialmente as não poluentes, levou a EU a investir pesadamente na energia eólica.
  • 33. Mão de obra
    Ao escolher onde implantar um nova indústria, o empresário deve levar em conta a disponibilidade e o custo da mão de obra na região. Hoje na Europa, o custo da mão de obra é muito elevado. A tendência atual é mesmo de aumento no uso de tecnologias para reduzir a quantidade de mão de obra empregada.
  • 34. Mercado consumidor
    A influência do mercado consumidor na localização industrial pode variar muito em função da mercadoria. Não podemos comparar uma produção siderúrgica com a de bolachas.
    O mercado consumidor poder ser analisado sob o ponto de vista da quantidade (tamanho das populações) e da qualidade (seu poder de compra). Em relação a esses dois aspectos, o continente europeu é um dos mais importantes mercados consumidores do mundo.
  • 35. Na Europa concentram mais de 780 milhões de habitantes com algumas das mais elevadas rendas per capita do mundo, tornando assim um mercado consumidor quantitativo e qualitativo
  • 36. Áreas industrias de destaque na Europa: Alemanha, França e Reino Unido.