Softwell Solutions: o Desafio da Inovação para a Competitividade na Cadeia das TICs

880 views

Published on

Artigo submetido à XI Conferência ANPEI, relatando caso de sucesso da Softwell Sollutions.

Published in: Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
880
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Softwell Solutions: o Desafio da Inovação para a Competitividade na Cadeia das TICs

  1. 1. CASE SUBMETIDO À CONFERÊNCIA DA XI ANPEISoftwell Solutions: o Desafio da Inovação para a Competitividade na Cadeia das TICsTudo começou há aproximadamente uma década quando Wellington Freire, à frente de uma das maioressoftware houses brasileiras, a Freire Informática, passava pelas mesmas dificuldades encontradas no setor dedesenvolvimento de software no Brasil, tais como: falta de produtividade, constantes atualizações tecnológicasenvolvendo custos elevadíssimos, gestão dos profissionais, falta de um desenvolvimento realmente colaborativo,longa curva de aprendizado em novas tecnologias, entre diversas outras.Determinado a encontrar uma alternativa, decidiu junto com uma pequena equipe de seis profissionais designados,iniciar o projeto Maker. No início parecia praticamente impossível encontrar uma solução que resolvesse todosaqueles famosos problemas e que ainda fosse considerada simples e inovadora. Os anos foram passando, aequipe crescendo e o projeto evoluindo de forma acelerada. Após dois anos de muito trabalho, pesquisas e testesa primeira versão do ainda protótipo Maker havia ficado pronta.O projeto cresceu e, após seis anos, resultou em um spin-off, com o firme propósito de transformar umaferramenta de uso interno numa primeira versão comercial do Maker.Criada em 2007, a Softwell é uma empresa fornecedora de tecnologias para a indústria de software. Seu principalproduto, o Maker, é uma plataforma de desenvolvimento integrado que simplifica o processo de produção desoftware, utilizando uma metodologia única, sem códigos e totalmente visual, possibilitando a rápida construçãode sistemas corporativos para a web, ampliando a produtividade e reduzindo significativamente os custos.O tradicional processo de desenvolvimento de software costuma ser caro, exige tempo e habilidades específicasdo desenvolvedor, programadores e analistas. O Maker propôs uma oportunidade de transformar esse processo,que é limitado, em algo acessível para um número maior de pessoas, agregando vantagens fundamentais para asua cadeia produtiva (conforme pode ser conhecido em www.softwell.com.br).Por todos esses motivos, a Softwell deve ser considerada uma empresa essencialmente inovadora, que surge apartir de um produto caracterizado como inovação de ruptura, em um mercado altamente competitivo e lideradopor grandes players globais.É neste contexto que surge o desafio da Softwell de dar continuidade à sua origem, mantendo uma trajetóriabaseada na inovação, que lhe permita o aperfeiçoamento constante do Maker, o lançamento de novas tecnologiasque possibilitem a simplificação dos processos associados ao desenvolvimento de software e consequentesganhos diretos para sua cadeia produtiva, o mercado consumidor e a sociedade de uma forma geralPortanto, o objetivo deste estudo de caso é descrever a experiência inovativa da Softwell Solutions, desde aconcepção do seu primeiro produto, o Maker, e, posteriormente, o desenvolvimento de um modelo de gestão dainovação de forma integrada à sua cadeia produtiva, que possibilitasse seu crescimento e perpetuação em ummercado altamente dinâmico e competitivo.Da ideia original à sistematização do processo inovativoA Softwell estruturou seu esforço de inovação com o envolvimento de toda a sua equipe e de parceiros externos,alinhou seus planos estratégicos a partir da inovação, criou Comitês de Inovação, organizou os processosinternos e implantou sistema informatizado para a submissão de ideias por colaboradores e parceiros externos, epratica tudo isso com grande intensidade, de modo natural em seu dia-a-dia.Associado a um conjunto de ações de capacitação e consultoria, a BRAIN foi responsável pela implantação domodelo adotado de gestão da inovação e do desenvolvimento de um sistema informatizado de apoio à gestão dainovação, denominado Ambiente de Inovação, que possibilita a criação de canais eletrônicos para a submissão,colaboração, avaliação, seleção e desenvolvimento de ideias, segundo o princípio dos estágios e portões.Liderado pela Diretoria de Produtos & Inovação, a equipe vem atuando fortemente na viabilização do Road Mapestabelecido para os horizontes de curto, médio e longo prazos, inclusive através da participação ativa daempresa nas oportunidades de financiamento à inovação.O processo de gestão baseia-se na criação de comitês de inovação, instâncias responsáveis pela condução dasavaliações, seleções e coordenação do desenvolvimento dos projetos, assim como da sua implementação, e umaárea operacional denominada Ideation LAB, responsável pelo fomento da geração de idéias, pela recepção dasidéias, classificação inicial em acordo com critérios pré-estabelecidos, a exemplo de potencial de mercado, custode desenvolvimento, convergência com atividades em andamento, disponibilidade de equipe e infra-estrutura.Desde o início, o processo de gestão da inovação da Softwell foi concebido no intuito de potencializar seupatrimônio intelectual, constituído especialmente pelo seu quadro de colaboradores, assim como parceirosestratégicos, fornecedores e seus clientes.Neste sentido, a Softwell tem desenvolvido com inúmeros clientes relações de parceria e confiança, trazendo-ospara integrar seu programa de inovação e incorporando ao portfólio de ideias analisadas. As ideias propostas sãofruto não apenas da observação dos nossos técnicos, envolvidos em projetos nos clientes, mas, principalmente,do registro, tratamento e encaminhamento de críticas, elogios e sugestões formuladas pelos clientes.Os Maker Centers constituem-se como outra importantíssima fonte de colaboração. Tratam-se dos centros dereferência para atendimento técnico-comercial de clientes em todas as regiões do Brasil. Seus profissionais,envolvidos nos processos de pré-venda, venda e pós-venda, incluindo os serviços de venda direta, treinamento,consultoria, mentoring e fábrica de software, têm acesso ao Sistema Eletrônico de Gestão da Inovação eparticipam ativamente do processo criativo.
  2. 2. CASE SUBMETIDO À CONFERÊNCIA DA XI ANPEITambém são realizadas periodicamente reuniões de avaliação e brainstorm com clientes e parceiros de negóciovisando a geração de ideias e reuniões de avaliação do conceito de projetos em avaliação pelo Comitê deInovação.Portanto, faz parte da cultura da Softwell o foco ao cliente, resultando no desenvolvimento de inúmeras melhoriasque podem ser consideradas de uso limitado a um pequeno segmento, mas que podem ser fatores decisivos decompetitividade. Seus clientes conseguem diferenciação no mercado com inovações orientadas ao seu uso,melhorias que são posteriormente incorporadas aos produtos e representam inovações incrementais nos produtosda Softwell.Da mesma forma, a Softwell tem um programa formal de Closed Beta Testing, que consiste no oferecimentoantecipado de versões novas de seus produtos, em estágio final de produção, com o objetivo de darconhecimento e oportunidade de avaliação dos novos produtos a clientes da empresa.A Softwell tem como resultado mais evidente deste programa a possibilidade de receber contribuições paramelhorias e correções antes do lançamento a mercado. Um benefício adicional é a mitigação de riscos advindosde inovações. Muitas empresas têm por característica de mitigação de riscos não adotar novas versões deprodutos de software, na expectativa que o uso inicial pelo mercado mostre deficiências que sejam corrigidaspelos fabricantes.Assim, a Softwell consegue obter a confiança dos seus clientes em relações às novas versões dos seus produtos,o que acelera o grau de adoção destas e melhora o crescimento de faturamento da empresa.No que tange à relação com fornecedores de tecnologias, em 2009, em função da parceria global firmada com aIBM, a Softwell deu início a um processo de otimização da sua integração com tecnologias desta empresa, emespecial os componentes Websphere Application Server e o banco de dados DB2.Esta iniciativa inaugurou de forma sistemática um processo de colaboração e desenvolvimento conjunto com aIBM, integrando a Softwell à cadeia de valor de uma das maiores empresas do setor de tecnologia da informaçãodo mundo.Conclusões, evidências e resultados já alcançadosO atual modelo de inovação que a Softwell vem introduzindo em sua cultura organizacional busca tratar a questãode forma ampla, e que envolve uma rede complexa de comunicação intra e inter-organizacional, ligando aempresa à comunidade científica e tecnológica e ao mercado consumidor, ou seja, caracterizando o processo deinovação como uma convergência das capacidades da tecnologia com as demandas de mercado, a partir daestrutura de inovação da empresa.Com apenas três anos e meio de vida, a Softwell se prepara para se tornar uma empresa de classe mundial.Possui hoje mais de 1000 clientes satisfeitos e resultados financeiros sólidos 2009 e R$ 11,7 2010. Um crescimento exponencial justificado por seus inovadoresprodutos e estratégias que prometem movimentar o mercado de desenvolvimento de software.A Softwell está focada na consolidação do mercado nacional, ao mesmo tempo em que dá os primeiros passos nomercado internacional. Os planos estão estabelecidos para a ampliação dos negócios em mercados ainda poucoexplorados (os conhecidos oceanos azuis), o crescimento exponencial nos mercados internacionais, odesenvolvimento de parcerias estratégicas, a criação de novos modelos de negócios e, a partir de um road mapatualizado permanentemente, o desenvolvimento de produtos altamente inovadores (9 novos produtos serãolançados até 2016).A partir da lógica de ruptura do Maker, a Softwell lançará nos próximos meses produtos para mercados como o deTV Digital, Dispositivos Móveis e Desenvolvimento Intuitivo, que permitirão o desenvolvimento de sistemasinformatizados simples por quaisquer profissionais, mesmo os não especialistas em informática, o que agregaria,apenas no Brasil, cerca de 35 milhões de potenciais clientes e mais do que isso geraria um novo nicho demercado com imensas oportunidades de negócio e vertentes.Outra evidência do sucesso da estratégia adotada está nos prêmios e projetos aprovados de subvençãoeconômica.A metodologia de gestão da inovação implementada pela Softwell Solutions, com a assessoria da BRAIN BrasilInovação, tem ,na categoria Pequena Empresa que Inova.A empresa ainda aprovou projetos de inovação (PRIME eSubvenção Econômica/ Finep, PAPPE Subvenção e RHAE/ FAPESB, entre outros), somando recursos nãoreembolsáveis superiores a R$ 4 milhões, em 2009 e 2010.Por fim, o aporte financeiro da ordem de US$ 9 milhões, pela IFC (Corporação Financeira Internacional), o braçodo Banco Mundial (Bird) que financia a iniciativa privada, traduzem o acerto nas escolhas estratégicas e naeficiência obtida para alcançar os resultados pretendidos.CONTATOS:Softwell Solutions - (71) 2108-3800Wellington Freire - Presidente Ian Cunha – Diretor Executivo Diego Alvarez – Diretor de Inovaçãowellington@softwell.com.br ian@softwell.com.br diego.alvarez@softwell.com.br

×