Your SlideShare is downloading. ×
0
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Citologia  2012.ppt 2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Citologia 2012.ppt 2

6,490

Published on

Published in: Education
4 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
  • Muito bom!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Olá! Tem como me enviar? Muito bom esses slides, Jamilly . Grata!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Ótimo material.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Olá Cristina, boa tarde. Teria como vc me enviar esse arquivo de aula.
    Antecipadamente agradeço.
    Eduardo Henrique (eduardo.henrique@folha.com.br)
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
6,490
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
4
Likes
8
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Estudo da célula Profª Cristina Brandão
  • 2. •1590: INVENÇÃO DO MICROSCÓPIO POR HANS E ZACARIASJENSEN.
  • 3. •1665: ROBERT HOOK, COM UM MICROSCÓPIO SIMPLES, ANALISANDO ACORTIÇA, OU SÚBER, OBSERVOU CAVIDADES SEPARADAS POR PAREDESQUE DENOMINOU CÉLULAS. Células de cortiça.
  • 4. Schleiden e Schwann •1838: MATHIAS SCHLEIDEN E THEODOR SCHWANN (1839) PROPOEM A TEORIA CELULAR,•TODOS OS SERES VIVOS SÃO CONSTITUÍDOS DE CÉLULAS,•TODAS AS REAÇÕES METABÓLICAS DE UM ORGANISMO VIVO OCORREMDENTRO DA CÉLULA.•TODO SER VIVO PLURICELULAR PROVÉM DE UMA CÉLULA ÚNICACHAMADA DE OVO OU ZIGOTO.
  • 5. Estudo da célulaCélula = Unidade morfofuncional do ser vivo
  • 6. Citologia ( Estudo da célula)Composição celular básica: MEMBRANA PLASMÁTICA CITOPLASMA NÚCLEO
  • 7. Classificação Celular1-Quanto ao Nível de Organização  Células procarióticas  Células eucarióticas Cristina Brandão
  • 8. A Típica Célula Procariótica CITOPLASMA PAREDE CELULARRIBOSSOMO MEMBRANA PLASMÁTICA DNA ( NUCLEOIDE) Cristina Brandão
  • 9. CARACTERÍSTICAS DA CÉLULA PROCARIÓTICA Possui núcleo desorganizado Material genético simples ( 1molécula de DNA circular), sem histonas Ribossomo,única organela Ausência do citoesqueleto e sistema de endomembranas. Divisão celular por amitose Cristina Brandão
  • 10. SERES PROCARIONTES ( REINO MONERA)BactériasCianobactérias Cristina Brandão
  • 11. A Típica Célula GOLGI PEROXISSOMOSEucariótica POLISSOMO LISOSSOMOCENTRIOLOSMITOCÔNDRIARETÍCULOENDOPLASMÁTICORUGOSO RETÍCULO LISO Cristina Brandão
  • 12. GOLGIPAREDECELULAR MITOCÔNDRIAPOLISSOMO CLOROPLASTO RETÍCULO GRANDE RUGOSO VACUOLORETÍCULOLISO Cristina Brandão
  • 13. CARACTERÍSTICAS DA CÉLULA EUCARIÓTICA Possui núcleo organizado Material genético complexo, com histonas Ribossomo, não é a única organela Possui citoesqueleto e sistema de endomembranas. Cristina Brandão
  • 14. 2) Quanto a diferenciaçãoa) Células indiferenciadas• Não possuem forma e nem função definida.• Não apresentam especialização. CÉLULAS TRONCO Célula Ovo Mórula Blástula Cristina Brandão
  • 15. Células tronco - Classificação Embrionárias São  Não embrionáriasobtidas no máximo até o estágio de blástula São obtidas após o (blastocisto). São estágio de totipotentes. blástula.São pluri, oligo ou unipotentes. Ex. medula óssea e cordão umbilical.
  • 16. As células tronco Qto a potencialidade podem ser:1) TOTIPOTENTES OU EMBRIONÁRIAS: SÃO AS QUE CONSEGUEMSE DIFERENCIAR EM TODOS OS 216 TECIDOS.OBS: As Células-tronco embrionárias caracterizam-se por cicloscurtos, com a fase mitótica imediatamente seguida da fase S. Cristina Brandão
  • 17. OBS:As células-tronco embrionárias são obtidas a partir deembriões na fase de blástula.
  • 18. 2) PLURIPOTENTES OU MULTIPOTENTES:SÃO AS QUE CONSEGUEM SE DIFERENCIAR EM TODOS OS TECIDOSHUMANOS MENOS PLACENTA E ANEXOS EMBRIONÁRIOS. Ex: Cel.Embrionárias, Medula óssea vermelha e cordão umbilical Cristina Brandão
  • 19. 3) OLIGOPOTENTES: AQUELAS QUE CONSEGUEM DIFERENCIAR-SE EM POUCOSTECIDOS. Ex: CORDÃO UMBILICAL E MEDULA ÓSSEA. Cristina Brandão
  • 20. Células-tronco pluripotentes induzidas (iPSCs) Introdução de genes reprogramadores Genes ativos na fase de blástula em células epiteliaisVírus utilizadocomo veículo Células se comportam como embrionária
  • 21. Expectativas de tratamentos com célulastronco: 1) Parkinson2) Anemia Falciforme3) Diabetes4) Doenças cardíacas 5) Produção de órgãos para transplantes Cristina Brandão
  • 22. É possível determinar a diferenciação?Consequências :•Tumores com células ? ? ?estranhas ao tecido• Calcificação do coração
  • 23. • Células diferenciadas A diferenciação celular é produto da expressão diferenciada dos genes.Esquema da diferenciação celular e da organização dos tecidos em órgãos e destes sistemas.
  • 24. • Células desdiferenciadasCélulas que perderam a especialização Ex:Câncer- Neoplasma
  • 25. Pode ser desencadeado por diversos fatoresfísicos , químicos e genéticos.
  • 26. Aceleram o ciclo celular fazendo com que ascélulas se dividam em ritmo acelerado. Supressão da fase G1e G0
  • 27. Não respondem as mensagens químicas de célulasadjacentes.
  • 28. Ignoram o programa de apoptose.MACRÓFAGO CELULA EM APOPTOSE
  • 29. Conseguem forçar a taxa reprodutiva além dolimite do relógio biológico ( telômeros).
  • 30. Induzir a angiogênese METÁSTASE
  • 31. 3) Quanto ao tempo de Vida •Lábeis •Estáveis •Permanentes ou Perenes Cristina Brandão
  • 32. Células Lábeis• Pouca Especialização• Menor Tempo de Vida• Grande Capacidade de Divisão Tecido Epitelial Hemácias Cristina Brandão
  • 33. Células Estáveis• Média Especialização• Médio Tempo de Vida• Média Capacidade de Divisão Tecido Ósseo Tecido Hepático Cristina Brandão
  • 34. Células Permanentes• Grande Especialização• Maior Tempo de Vida• Menor ou Nenhuma Capacidade de Divisão Cristina Brandão

×