Projeto compostagem

7,561 views

Published on

1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
7,561
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
238
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto compostagem

  1. 1. 1 - INTRODUÇÃOA Compostagem consiste num processo biológico de decomposição controlada dafração orgânica contida nos resíduos de modo a resultar um produto estável, similarao húmus. Este produto final, o composto, é definido como sendo um adubopreparado com restos orgânicos, sendo considerado como um materialcondicionador de solos, ou seja, melhora as propriedades físicas, químicas e físico-químicas do solo.O período de compostagem depende, fundamentalmente, do processo utilizado e dotipo de material a ser compostado. Na compostagem de resíduos orgânicos daMATEC, é adicionada na mistura uma porção de esterco bovino, finos de carvãovegetal (moinha) ou calcário, palha de capim, água, papelão, estopas sujas, panosvelhos, restos de alimentos, borras de café, cascas de frutas e pó de varrição.A preparação é realizada em fases distintas com a distribuição quantitativa doscomponentes em camadas e após a adição de água.Após a preparação o composto orgânico levará de 30 a 60 dias para a fase dedigestão e de 60 a 120 dias para a maturação, PEREIRA NETO (1992).O teor de umidade ideal dos resíduos a serem tratados, durante o início do processode compostagem, é da ordem de 50 a 60% (ótima 50%), e no final do processo o teorótimo é de 30%. Altos teores fazem com que a água ocupe os espaços vazios damassa, impedindo a livre passagem do oxigênio, o que poderá causas anaerobioseno meio. Baixos teores de umidade inibem a atividade microbiológica, diminuindo ataxa de estabilização.
  2. 2. O teor de umidade é controlado, na prática, com base na capacidade de aeração damassa de compostagem (manual ou mecânica), nas características físicas do material(estrutura, porosidade, etc.), e na necessidade de satisfazer à demanda microbiológica(PEREIRA NETO, 1992). A produção do composto dá-se como completado somenteapós a fase de maturação, quando ocorrem as reações enzimáticas de humificação. Ouso agrícola de um composto não-maturado é perigoso, onde o qual produz toxinasdurante a maturação no solo, interferindo em sua biota. Este projeto apresenta umadestinação correta para resíduos orgânicos da Empresa com uma proposta para oreciclagem desse material, resultando na produção de um composto orgânico rico emnutrientes para plantas.2 - SITUAÇÃO ATUALA MATEC utiliza de materiais orgânicos em seus processos, bem como seusempregados também utilização de orgânicos na alimentação sendo que ambos geramo descarte de resíduos que sempre tem como destinação o lixo. Em média sãodescartados quase 20 quilos semanais de materiais orgânicos no lixo e que vão parao Aterro Sanitário da Prefeitura. Estes materiais orgânicos são compostos quasesempre por: borra de café, papel, papelão, cascas de frutas, retalhos de panos, filtrode papel, restos de comida e folhas e cascas de vegetais do jardim.
  3. 3. 3 - OBJETIVOSO presente projeto tem como objetivo reciclar o resíduo orgânico gerado dentro daEmpresa, através da construção de uma composteira, tendo como produto final aduboorgânico para plantas.Tem também como objetivos específicos: Capacitar e treinar os empregados da MATEC, para a produção de compostagem demateriais orgânicos; Conscientizar os empregados sobre a necessidade de se fazer reciclagem demateriais dentro da Empresa e em casa; Confecção de cartilhas sobre Compostagem; Montagem de um Minhocário. Divulgação do projeto no site da Empresa.
  4. 4. 4 - JUSTIFICATIVASA geração de resíduos bem como sua destinação correta é tema preocupante e dediscussão em nossa sociedade moderna. Também é correto respeitar o PlanoDiretor da Cidade bem como a Legislação pertinente ao tema que orienta pessoas,entidades e empresas para diminuir o consumo de coisas supérfluas, fazereconomia de água e bens naturais como também gerar menos resíduos. Umaempresa que busca a qualidade, eficiência e também tem compromisso com aspessoas, a sociedade e o local onde está inserida deve aderir a causa dapreservação ambiental, como também promover ações para diminuir, coibir oumesmo compensar a degradação ambiental.O princípio de responsabilidade, atribuindo ao gerador a responsabilidade pelo seupróprio resíduo, é um elemento facilitador na própria região, no que tange àsnecessidades de acondicionamento, transporte, tratamento, aproveitamento edestinação final.Portanto este projeto tem total importância devendo ser implantado e colocado emexecução, buscando também melhoria nos seus processos e a adesão de outraspessoas e parceiros.
  5. 5. 5 - METODOLOGIA E TRABALHOS PROPOSTOS1ª ETAPA: Apresentação do Projeto para Colaboradores e a DireçãoAções da Etapa Inicial:Apresentação do projeto para empregados da MATEC;Definição de equipe envolvida;Definição de tarefas e preenchimento do plano de ação;Levantamento de geração mensal de resíduos orgânicos na MATEC;Confecção das Cartilhas de Compostagem;Interpretação das informações e dados para tomada de decisão.2ª ETAPA: Local , Instalações e FerramentasAções da Segunda etapa:Escolha do local adequado dentro do imóvel da MATEC para a instalação daComposteira;Compra ou construção da Composteira;Compra de Vasilhame de recolhimento de resíduos orgânicos;Identificação da Composteira com dados essenciais;Aquisição de finos de carvão (moinha) ou calcário;Aquisição de esterco bovino;Aquisição de mangueira ou regador com clivo para molhação.
  6. 6. 3ª ETAPA: Disposição de Mão de obra.Ações da Terceira Etapa:Os trabalhos de compostagem serão realizados pelos Colaboradores da MATEC,definidos no plano de ação;O revolvimento do composto também serão realizados pelos Colaboradores daMATEC, definidos no plano de ação;O abastecimento da Composteira será realizado pelos Colaboradores da MATEC,definidos no plano de ação;4ª ETAPA: Elaboração do Composto OrgânicoAções da Quarta Etapa:Instalação de um Minhocário próximo ao local da compostagem;Elaboração do composto orgânico obedecendo às normas técnicas;Manutenção do composto até sua maturação;Introdução do composto maturado no Minhocário para produção de húmus egarantia de qualidade do produto.5ª ETAPA: Distribuição e PropagandaAções da Quinta Etapa:Ensacamento de Composto Orgânico;Ensacamento de Humus;Distribuição para os Colaboradores;Publicação de resultados no site da MATEC.
  7. 7. 6 - DA GARANTIA DA QUALIDADE DO ADUBO ORGÂNICOO adubo orgânico após a maturação será depositado no Minhocário onde sofreráo teste de qualidade atestado pela proliferação de minhocas. Este teste é o melhorindicador biológico de qualidade do composto produzido. As minhocas, vermessensíveis a produtos contaminados ou de baixa fertilidade farão parte doprocesso final de qualificar nosso produto. A ação das minhocas sobre a matériaorgânica é mais mecânica que biológica; o revolvimento e a aeração docomposto, bem como a trituração das partículas orgânicas que passam pelo tratodigestivo desses animais é um processo puramente mecânico. O efeitobioquímico está na decomposição da matéria orgânica pelos microrganismosexistentes no intestino das minhocas, de onde os resíduos saem mais ricos emnutrientes e mais assimiláveis pelas plantas (MOTTER et al.,1987). Quando aminhoca abre suas galerias no solo, ela não só abre a passagem como engole aterra com todo o seu conteúdo (raízes mortas, restos de animais e vegetais,bactérias e outros microrganismos do solo e grãos de areia). Essa massaorgânica, ao passar pela faringe, é umedecida por secreções salivares e, a seguir,neutralizada pelas secreções das glândulas calcíferas do esôfago, antes de seremarmazenadas no estômago, que precede a moela.
  8. 8. Na moela os alimentos são esmagados para posterior digestão no intestino; a areia eoutras partículas minerais atuam como um moinho de pedra na moela, transformandoo alimento em uma massa homogênea e semi-líquida. O processo de digestão dosalimentos no tubo digestivo, cujas secreções contêm enzimas que desdobram oscarboidratos, as proteínas, as gorduras e até mesmo a celulose, tem seqüência nolongo e reto canal do intestino. É no intestino, na sua posição terminal, que se dá aadsorção dos princípios nutritivos necessários a alimentação das minhocas. No finaldo intestino, os restos orgânicos que não foram digeridos, bem como os que nãoforam assimilados, são expelidos, junto com as partículas de terra, na forma de umcomposto orgânico rico em nutrientes, de fácil assimilação pelas plantas (ROSSI eSHIMODA, 1996).7 - RESULTADOS PREVISTOSAo fim do projeto, espera-se alcançar os seguintes resultados:Produção de adubos orgânicos maturados sendo dois sub-produtos: CompostoOrgânico e Humus;Distribuição dos adubos orgânicos;Capacitação de doze Colaboradores na produção de Compostagem Orgânica;
  9. 9. 7 - CUSTOS COM O PROJETOQUANTIDADE UNIDADE DESCRIÇÃO VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL PRAZO DE AQUISIÇÃO 01 SC CALCÁRIO DOLOMÍTICO R$20,00 R$20,00 ATÉ 30/05 03 SC ESTERCO DE BOI/CAVALO R$ 5,00 R$ 15,00 ATÉ 30/05 02 CX CAIXA D’AGUA COM TAMPA –CAPAC310 LT - FORTILEV R$ 100,00 R$ 200,00 ATÉ 30/05 01 PÇ REGADOR DE 10 LITROS COM CLIVO R$ 30,00 R$ 30,00 ATÉ 30/05 01 PÇ VASILHAME PARA COMPOSTO ORGÂNICO R$ 40,00 R$ 40,00 ATÉ 30/05 02 LT MINHOCAS EM VASILHAME DE DOIS LITROS R$ 30,00 R$ 60,00 ATÉ 30/05 10 SC SACOS DE RÁFIA – CAPACIDADE 50 KGS R$ 2,00 R$ 20,00 ATÉ 30/05 20 UM CARTILHAS DE COMPOSTAGEM R$ 3,00 R$ 60,00 ATÉ 30/05 TOTAL R$ 445,00
  10. 10. 10 - REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA PEREIRA NETO, J.T. Conceitos modernos de compostagem. In: TÉCNICAS DE TRATAMENTO DE RSU DOMICILIAR URBANO, 1, 1992, Belo Horizonte. Curso... Belo Horizonte: ABES, 1992. p.77-92. MOTTER, O. F. et al. Utilização de minhocas na produção de composto orgânico. São Paulo: CETESB, 1987. 8p. ROSSI, F., SHIMODA, E. Criação de minhocas: manual. Viçosa: CPT, 1996. 28p

×