Introdução ao JPA com Hibernate
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Introdução ao JPA com Hibernate

on

  • 1,296 views

O Java Persistence API(JPA) é um framework utilizado para realizar a persistência dos objetos Java, com ele foi possível obter uma padronização na forma de persistir os dados. A implementação ...

O Java Persistence API(JPA) é um framework utilizado para realizar a persistência dos objetos Java, com ele foi possível obter uma padronização na forma de persistir os dados. A implementação mais conhecida atualmente é o Hibernate, onde é possível diminuir a complexidade de uma aplicação Java – baseada no modelo Orientado a Objetos – para banco de dados que utilizam uma abordagem relacional.

Statistics

Views

Total Views
1,296
Views on SlideShare
1,296
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
33
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Introdução ao JPA com Hibernate Introdução ao JPA com Hibernate Presentation Transcript

  • Introdução ao JPA com Hibernate Danilo Braga ICC - Software II
  • Objetivos O Conhecer os conceitos básicos O JPA O Hibernate O Visão geral sobre mapeamento objeto/relacional http://www.desenvolvimentopessoal-dp.com/images/objetivos.png
  • Sumário O Persistência de dados O Conceitos básicos e tipos O Foco na plataforma Java O Mapeamento Objeto Relacional O JPA O Hibernate O Como se aplica o JPA O Conceitos principais http://www.espargirica.com.br/negocio/figuras_negocio/objetivos_indices.jpg
  • Conceitos básicos de Persistência O A maioria das aplicações necessitam que dados sejam persistidos O Aplicações O Busca e armazenamento; O Organização ; O Compartilhamento dos dados; O Integridade dos dados; O Controle de concorrência; O …
  • Conceitos básicos de Persistência O Tipos de persistência O Arquivos de textos simples(txt, xml, …) O Banco de dados OO O Banco de dados relacionais http://sorisomail.com/img/129885606369.gif http://www.wp7connect.com/wp-content/uploads/2011/09/file-cabinet.jpg
  • Conceitos básicos de Persistência O Escrita demasiada de código O Repetitivo e de difícil manutenção O Produtividade fortemente afetada O Modelagem dos objetos fica prejudicada O Outras camadas ficam acopladas à Camada de Persistência Bancos de Dados Relacionais Vs Linguagens OO
  • ORM O ORM – Mapeamento Objeto-Relacional O Permite a construção de sistemas O.O. utilizando a persistência dos objetos em BD relacionais. O Converte objetos em linhas, colunas e relacionamentos entre tabelas
  • ORM Relacional O.O. O.O. Relacional
  • Java Persistence API (JPA) O Especificado pelo Java Community Process O JSR 317 - 2006 O Baseou-se em diversas soluções existentes. O Frameworks passaram a implementar esta especificação O Recursos são um sub-conjunto dos encontrados nos frameworks que a implementam
  • Java Persistence API (JPA) O Configuração através de @Annotations O É um padrão JavaEE(a partir do Java 5) O Implementações Disponíveis O Hibernate - JBoss O TopLink - Oracle O OpenJPA - Apache O EclipseLink - Eclipse O Entre outros...
  • O Criado para padronizar as ferramentas de ORM O Forma de diminuir a complexidade do desenvolvimento em alguns casos. O Gerência de Transações O Cache O JPQL – Java Persistence Query Language Java Persistence API (JPA) JPA não é Hibernate !! Especificação vs. Implementação
  • Hibernate O Framework de mapeamento Objeto-Relacional O Cria uma interface entre a base de dados relacional e a aplicação orientada a objetos O Framework de persistência Java mais utilizado e documentado O Suporta classes desenvolvidas com agregação, herança, polimorfismo, composição e coleções
  • Hibernate O Abstrai o banco de dados utilizado O suporte para praticamente todos os bancos de dados comerciais O Gera código SQL a partir dos mapeamentos criados
  • Hibernate - Vantagens O Produtividade O Exclui a necessidade de se escrever código referente a persistência O Permite criação de DAO genérico O Possui mecanismos de cache e lazy O Facilita no controle de transaçõoes O Manutenbilidade O Menos linhas de códigos O Facilita a refatoração
  • Hibernate - Desvantagens O Overheads O Algumas consultas podem ser otimizadas se escritas em SQL O Operações que utilizam JDBC puro podem ser mais rápidas O Nem todas as operações podem ser realizadas utilizando Hibernate O Realizar o mapeamento das classes pode não ser um tarefa trivial
  • JPA - Por onde começar O Definir unidade persistência O Mapear (anotar) Classes
  • Definir Unidade persistência O Unidade de persistência é uma referência a uma unidade de trabalho com um banco; O Ela é definida no arquivo (path default) src/META-INF/persistence.xml O Neste arquivo é definido qual implementação: O hibernate, toplink, ... O E qual base de dados: O MySql, Oracle,...
  • persistence.xml
  • persistence.xml • Hibernate.Dialect • Definir qual será o dialeto, ou seja, para qual banco será gerado código • Hibernate.connection.driver_class • Definir o driver de conexão
  • persistence.xml • Hibernate.hbm2ddl.auto • Atualizar automaticamente o esquema no banco de dados. • Hibernate.show_sql, Hibernate.format_sql, Hibernate.use_sql_comments • Formatar no console/log da aplicação • Hibernate.connection.url, username e password • Definir a string de conexão com a base de dados
  • Mapear Classes O @Entity: define que a entidade será persistente (opcional) @Entity(name=“nomeTabela”)
  • Mapear Atributos
  • Mapear Relacionamentos O Podem ser de diversas multiplicidades O @OneToOne O @OneToMany O @ManyToOne O @ManyToMany O one-to-many e many-to-many é necessário a utilização de coleções
  • Mapear Relacionamentos One to One
  • Mapear Relacionamentos Many to Many Departamento Curso
  • O private EntityManager entityManager = EMUtil.getEntityManager(); O public void acao(Entidade entidade){ try{ EntityTransaction transaction = entityManager.getTransaction(); transaction.begin(); entityManager.persist (entidade); entityManager.find (Entidade.class, id) entityManager.remove (entidade); … transaction.commit(); } catch (Exception ex){ transaction.rollback(); log.error(“Ops… Não deu!”); }
  • Considerações O Muito produtivo para operações básicas de CRUD O DAO Genérico O Documentação abrangente O Padrão amplamente utilizado no mercado O Dependendo do negócio da aplicação pode atrapalhar mais do que ajudar
  • Obrigado! Dúvidas http://1.bp.blogspot.com/-ExND_ShM0nw/T-vCZFYpNbI/AAAAAAAAAec/h0g0EcCkz9k/s1600/joinha.jpg http://eduardocarvalho.net/wp-content/uploads/2012/07/ponto-de-interroga%C3%A7%C3%A3o.jpg
  • Referências O Apostila K19 O k19-k21-persistencia-com-jpa2-e-hibernate O Apostila Caelum O FJ-25 - Persistência com JPA e Hibernate O Persistência de dados com Java Persistence API - Hibernate O Jefferson S Silva O www.hibernate.org/