Alunos aula 6_avaliacao_e_selecao_de_projetos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
167
On Slideshare
167
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
1
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. AULA 6 AVALIAÇÃO E SELEÇÃO DE PROJETOS1 Metodologias de análise e seleção:1.1 qualitativas e quantitativas1.2 questionário de seleção2 Análise de múltiplos projetos2.1 Classificação para decisão de investimento2.2 Parâmetros definidos pela empresa2.3 Ajustes3 Conclusão GITMAN, 1997 SOUZA E CLEMENTE, 2008
  • 2. DECISÕES DE INVESTIMENTO EM PROJETOS RECURSOS SÃO LIMITADOS  ESCOLHER OS “MELHORES” PROJETOS  PROVISIONADOS NO ORÇAMENTO DE CAIXA
  • 3. 1 METODOLOGIAS DE ANÁLISE E SELEÇÃO:1.1 qualitativas e quantitativas benefício cultura aderência comparativo corporativa estratégica necessidade diferencial QUALITATIVAS operacional competitivo ampliação da linha poder de produtos
  • 4. indicadores de: rentabilidade e risco QUANTITATIVAS resultadofluxo de caixa econômico contábil
  • 5. 1 METODOLOGIAS DE ANÁLISE E SELEÇÃO:1.2 questionário de seleção:• Devem considerar aspectos qualitativo equantitativo MODELO DE QUESTIONÁRIO DE SELEÇÃO:
  • 6. PROJETO:SETOR:PROPOSITOR:EQUIPE DE ANALISTAS: CRITÉRIOS ANALISADOS
  • 7. PROJETO: BAMBINISETOR: RECURSOS HUMANOSPROPOSITOR: JOÃO LUIZ ALVARENGA FILHOEQUIPE DE ANALISTAS: CRITÉRIOS ANALISADOSProblema adequadamente tratado/”solucionado”Satisfação do cliente facilmente obtidaPossibilidade de comercializaçãoFacilmente produzidoFacilmente apoiadoRentávelNível de risco aceitável
  • 8. OUTROS CRITÉRIOS ANALISÁVEISNível de aderência estratégicaCondições dos Trade-off (especificação/tempo/gasto)Aumento da participação de mercadoMelhoria da imagem da empresaUtilização da capacidade ociosaDesenvolvimento de novas tecnologias...VPL>0Payback < 3 anosMargem de risco razoável
  • 9. PROJETO: BAMBINISETOR: RECURSOS HUMANOSPROPOSITOR: JOÃO LUIZ ALVARENGA FILHOEQUIPE DE ANALISTAS: CRITÉRIOS ANALISADOS PONTO SProblema adequadamente tratado/”solucionado” 5Satisfação do cliente facilmente obtida 4Possibilidade de comercialização 4Facilmente produzido 5Facilmente apoiado 3Financeira e economicamente viável 2Nível de risco aceitável 3 TOTAL DE PONTOS 26 5-excelente / 4-muito bom / 3-bom / 2-razoável / 1-ruim / 0-insuficiente
  • 10. CRITÉRIOS ANALISADOS BAMBINI FRESCO PENHOR RProblema adequadamente tratado/”solucionado” 5 4 5Satisfação do cliente facilmente obtida 4 4 5Possibilidade de comercialização 4 4 4Facilmente produzido 5 5 5Facilmente apoiado 3 5 4Financeira e economicamente viável 2 2 3Nível de risco aceitável 3 2 4 TOTAL DE PONTOS 26 26 30
  • 11. MODELO DE QUESTIONÁRIO DE SELEÇÃO PONDERADO:
  • 12. PESO CRITÉRIOS ANALISADOS BAMBINI PESO20% Problema adequadamente tratado/”solucionado” 90 1820% Satisfação do cliente facilmente obtida 90 1815% Possibilidade de comercialização 85 12,7510% Facilmente produzido 95 9,5 5% Facilmente apoiado 75 3,7525% Financeira e economicamente viável 100 25 5% Nível de risco aceitável 80 4100% TOTAL DE PONTOS 91
  • 13. OUTRO MODELO DE QUESTIONÁRIO DE SELEÇÃO:
  • 14. CRITÉRIOS ANALISADOS QUALIFICA SIM NÃODemanda adicional de energiaMercado potencial existenteDemanda investimento em capacidade instaladaDemanda conhecimento técnico adicionalNão degenera a qualidade do produto finalHabilidade de gerenciamento disponívelNão exige reorganizaçãoImpacto sobre questões ambientaisImpacta a segurança da força de trabalhoAderência estratégicaImpacto na imagem da empresaImpactos econômicos financeiros: Rentabilidade superior a 15%
  • 15. 2 ANÁLISE DE MÚLTIPLOS PROJETOS:2.1 Classificação para decisão de investimento- Projetos independentes- Projetos dependentes- Projetos mutuamente excludentes- Restrições orçamentárias
  • 16. PROJETOS PROJETOS INDEPENDENTES: DEPENDENTES: aceitação de um dependeaceitação de um não exclui rigorosamente da outro(s) implementação do outro(s) EXEMPLOS: EXEMPLOS:•Compra e implementaçãode novo software CRM •Compra e implementação•Abertura de novo ponto de novo software CRMcomercial•Implantação do BSC •Modernização do hardware
  • 17. PROJETOS MUTUAMENTE EXCLUDENTES: possuem a mesma função competem entre si a aceitação de um elimina outro(s) EXEMPLO: •Expandir fábrica •Aquisição concorrente •Fusão •TerceirizarPor restrições orçamentárias eles podem se tornar mutuamente excludentes
  • 18. 2 ANÁLISE DE MÚLTIPLOS PROJETOS:2.2 Parâmetros definidos pela empresa: ACEITAR- CLASSIFICAÇÃO REJEITAR Há um critério mínimo de aceitação estabelecido pela empresaPAY-BACK < 3 ANOS
  • 19. ACEITAR- CLASSIFICAÇÃO REJEITAR Há uma ordem de classificação dos projetos baseada em indicadores pré- determinados IBC
  • 20. ANO PROJETO B PROJETO C ($) ($) 0 (50.000) (20.000) 1 20.000 8.000 2 20.000 6.000 3 10.000 6.000 4 15.000 4.000 5 15.000 4.000 VPL R$ 3.518,0 R$ 1.955,0ACEITAR-REJEITAR: VPL > 0CLASSIFICAÇÃO: VPLMUTUAMENTE EXCLUDENTE ?
  • 21. 2 ANÁLISE DE MÚLTIPLOS PROJETOS:2.3 Ajustes:QUANDO SE TRABALHA COM ANÁLISE DE VÁRIOS PROJETOS  AJUSTAR  ANÁLISE EQUITATIVA
  • 22. 1º) VALOR DOS INVESTIMENTOS INICIAISDIFERENTES:- Ajustar os valores do investimento inicial(apenas IBC, ROIA e ROI, demais indicadores combase nos projetos originais) ANO PROJETO B PROJETO C ($) ($) 0 (50.000) (20.000) 1 20.000 8.000 2 20.000 6.000 3 10.000 6.000 4 15.000 4.000 5 15.000 4.000
  • 23. 2º) HORIZONTES DIFERENTES:- Ajustar os horizontes dos projetos ANO PROJETO B PROJETO C ($) ($) 0 (50.000) (20.000) 1 20.000 8.000 2 20.000 6.000 3 10.000 6.000 4 15.000 4.000 5 15.000
  • 24. 1º) AJUSTAR OS VALORES DO INVESTIMENTOINICIAL ANO i=10%aa ALFA BETA (32.000) 0 -32.000 -10.000 -(10.000) 1 8.000 2.000 =$22.000, 2 12.000 2.000 3 22.000 4.000 4 12.000 4.000 5 14.000 16.000 ajustar o projeto BETA ao ALFAInvestir $10.000 no projeto BETA + $22.000 no mercado (TMA) OU Investir no projeto ALFA $32.000?
  • 25. AJUSTAR PROJETO BETA AO ALFAAplicar $22.000 a taxa de 10%aa (TMA) por 5 anos ? 5.803,54 10 0 1 2 3 4 5 (22) PMT= VP x i x (1+i)n (1+i)n – 1
  • 26. PROJETO BETA 2 2 4 4 16 0 1 2 3 4 5 10 + $22.000 aplicados à TMA 5.803,54 0 1 2 3 4 5 22 FLUXO DE CAIXA DO BETA AJUSTADO 7.803,54 7.803,54 9.803,54 9.803,54 21.803,54 0 1 2 3 4 532.000
  • 27. IBC, ROIA e ROIANO ALFA BETA BETAi=10%aa AJUSTADO 0 -32.000 -10.000 -32.000 1 8.000 2.000 7.803 2 12.000 2.000 7.803 3 22.000 4.000 9.803 4 12.000 4.000 9.803 5 14.000 16.000 21.803
  • 28. 2º) AJUSTAR OS HORIZONTES DOS PROJETOS quando o tempo/horizonte (n) são diferentesTMA = 10%aa PROJETO A PROJETO Binvestimento $ 12.000, $ 20.000,inicialentradas anuais $ 5.600, $ 6.900,vida útil 3 4valor residual $ 3.000, $ 4.000,
  • 29. 1º) AJUSTAR OS VALORES DO INVESTIMENTOINICIAL PROJETO A 5600 5600 8600 3216 3216 3216 0 1 2 3 0 1 2 312000 +8.000 na TMA  8000 PROJETO B PROJETO A ajustado 6900 6900 6900 10900 8816 8816 11816 0 1 2 3 4 0 1 2 320000 20000
  • 30. 2º) AJUSTAR OS HORIZONTES DOS PROJETOS projetos equivalentes- igualar os horizontes dos projetos pelo mmc da vidaútil (horizonte) dos projetoshorizonte projeto A = 3horizonte projeto C = 4 mmc = 12- ajustar ambos os projetos para 12 anos
  • 31. PROJETO A (3anos) 8816 8816 11816 8816 8816 11816 8816 8816 11816 8816 8816 11816 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1220000 20000 20000 20000 = 8184 = 8184 = 8184 FAZER PROJETO B (4 anos)
  • 32. PROJETO B (4anos) 6900 6900 10900 6900 6900 69006900 10900 69006900 6900 10900 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1220000 20000 20000 = 9100 = 9100
  • 33. - com isso, crio fluxo de caixa não convencional!!!!!!!!- verificar a utilização da TIR como medida de análise:projetar uma série acumulada para o projetoequivalente: ano projeto equivalente série acumulada 0 -25000 -25000 PREMISSAS: 1 12000 -13000 2 11000 -2000 3 10000 8000 1ª- 1º sinal negativo 4 9000 17000 2ª- ultimo sinal 5 -1000 16000 positivo 6 12000 28000 7 11000 39000 3ª- uma única 8 10000 49000 mudança de sinal 9 9000 58000 10 24000 82000- caso contrário: utilizar a TIRm
  • 34. ano projeto A equivalente série acumulada projeto B equivalente série acumulada 0 (20.000) (20.000) (20.000) (20.000) 1 8.816 (11.184) 6.900 (13.100) 2 8.816 (2.368) 6.900 (6.200) 3 (8.184) (10.552) 6.900 700 4 8.816 (1.736) (9.100) (8.400) 5 8.816 7.080 6.900 (1.500) 6 (3.400) 3.680 6.900 5.400 7 8.816 12.496 6.900 (1.500) 8 8.816 21.312 (9.100) (10.600) 9 (3.400) 17.912 6.900 (3.700) 10 8.816 26.728 6.900 3.200 11 8.816 35.544 6.900 10.100 12 11.816 47.360 10.900 21.000 fluxo de caixa fluxo de caixa NÃO convencional convencional = = TIR é válida para TIRm análise- se precisar utilizar a TIRm para um, todos os demaisprojetos em análise deverão utilizar a TIRm
  • 35. 3 ConclusãoPonto de vista do ANALISTA:- empreendedor- empresa- fundo de investimento- fonte de financiamento- análise qualitativa e quantitativa- limitações da empresa- único projeto- multiplicidade de projetos
  • 36. - parâmetros utilizados pela empresa:  aceitar versus rejeitar  classificação- projetos:  independentes  dependentes  mutuamente excludentes