Apresentacao Triagem De VíTimas

9,194 views

Published on

Published in: Health & Medicine
3 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
9,194
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
26
Actions
Shares
0
Downloads
217
Comments
3
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentacao Triagem De VíTimas

  1. 2. Polícia Militar do Estado de São Paulo Corpo de Bombeiros
  2. 3. Seminário de Procedimentos Operacionais Padrão Coordenadoria de Resgate Ten Cel PM Luiz Carlos Wilke Maj Med PM Antonio Carlos T. Martini Cap PM Erik Hoelz Colla Cap PM Wilson de Oliveira Leite Ten PM Humberto César Leão Ten PM Eduardo Boanerges S. Barbosa
  3. 4. Manual de Procedimentos Operacionais Padrão Grupo 01 - Procedimentos Operacionais Gerais Procedimento Operacional Padrão RES-01-04 Priorização de vítimas - triagem
  4. 5. Priorizar as vítimas estabelecer prioridades para determinar o atendimento mais eficiente possível, dentro das limitações existentes. Triagem escolha, seleção.
  5. 6. Os critérios de triagem de vítimas devem ser: <ul><li>simples </li></ul><ul><li>fáceis de aplicar </li></ul><ul><li>fáceis de lembrar </li></ul><ul><li>fáceis de ensinar </li></ul>
  6. 7. Método START Simples Triagem e Rápido Tratamento
  7. 8. Desenvolvido nos EUA para ser aplicado em situações de emergência com múltiplas vítimas ou nas quais a capacidade de atendimento for inferior a demanda. MÉTODO START
  8. 9. <ul><li>MÉTODO START </li></ul><ul><li>Situações indicadas </li></ul><ul><li>Ocorrências com múltiplas vítimas </li></ul><ul><li>Ocorrências em que a capacidade de atendimento das guarnições de Resgate seja inferior a necessidade . </li></ul>
  9. 10. MÉTODO START Critérios utilizados 1. Freqüência respiratória; 2. Perfusão capilar; 3. Nível de consciência.
  10. 11. prioridade máxima - código vermelho MÉTODO START prioridade secundária - código amarelo prioridade baixa - código verde morte - código preto
  11. 12. MÉTODO START Aplicação
  12. 13. Aplicação do método START a) Identificar as vítimas e encaminhar as que podem andar até uma área determinada de acordo com o SICOE; b) Iniciar a avaliação das vítimas pela respiração: se ausente = código preto se superior a 30 resp. p/ min = vermelho se normal = continuar a triagem
  13. 14. d) Verificar o nível de consciência: não obedece ordens simples = vermelho se obedece = amarelo ou verde c) Verificar a perfusão capilar: se não houver pulso radial = vermelho se superior a 2 segundos = vermelho se normal = continuar a triagem
  14. 15. e) As vítimas devem ser encaminhadas para locais previamente determinados de acordo com o que preconiza o SICOE f) Após a chegada de reforço, assim que houver condições, as vítimas deverão ser reavaliadas.
  15. 16. MÉTODO START Advertências Somente aplicar o método START de triagem quando houver múltiplas vítimas e quando o número de vítimas for superior a capacidade de atendimento da guarnição.
  16. 17. MODELO DE CARTÃO
  17. 18. Atendimento – SICOE
  18. 19. Vantagens da aplicação 1. prioriza o atendimento de vítimas com lesões críticas com maior chance de sucesso, aumentando o número final de sobreviventes; MÉTODO START 2. uso de fitas coloridas ou cartões permitem a identificação rápida das prioridades e possibilita o atendimento da “hora de ouro” do trauma; 3. organiza a cena da ocorrência o que melhora o atendimento médico às vítimas
  19. 20. MÉTODO START veremos agora o vídeo de treinamento...

×