• Like
Historia do Turismo em portugal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Historia do Turismo em portugal

  • 7,560 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Muito interessante. Dá-nos uma panorâmica geral da evolução do turismo em Portugal. Foram muito felizes na escolha das imagens.
    Parabéns
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
7,560
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
197
Comments
1
Likes
5

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Professoras: Carla Freitas e Emília Ventura Curso Profissional de Técnico de Turismo 2011-2014 Ano Letivo de 2011/2012
  • 2. Hotel Lawrence’s - 1764 Agência Abreu - Porto 1840 Termas do Estoril Hotel de Bragança 1840
  • 3. 1900 1950 1963 1973 INFÂNCIA ADOLESCÊNCIA MAIORIDADE MATURIDADE
  • 4. Vidago Cartaz de Propaganda 1907 Exposição comemorativa dos cem anos de Turismo em Portugal
  • 5.
    • 1906 - Sociedade de Propaganda de Portugal (SPP)
      • Promover o turismo a nível interno e internacional
      • Organizar e divulgar o inventário de todos os monumentos, riquezas artísticas, curiosidades e lugares pitorescos do país;
    • 1911 – Repartição de Turismo
      • Promover estudos e deliberar sobre as conclusões
    1911 Símbolo da SPP Praia de Cascais – Pós 1890
  • 6.
    • Melhoria de infraestruturas – estradas
    • Melhores alojamentos – Estoril e pousadas
    • Turismo internacional – Madeira e Açores
    1911 Hotel no Sobrado Empresa excursões no Algarve
  • 7.
    • 1928 – Repartição de Jogos e Turismo
    • 1929 – Conselho Nacional de Turismo
    • 1930 – Comissão de Propaganda do Turismo em Portugal
    • Turistas – Ingleses e alguns americanos e brasileiros (cerca de 76 000 3m 1950)
    • Motivações – negócios e peregrinações
    1943 1947
  • 8. 1951 Anos 60
  • 9.
    • Percebe-se as importância do turismo que começa a ser entendido como actividade económica que envolve vários sectores da economia
    • Reconhece-se a falta de infraestruturas e a fraca qualidade da oferta turística
    • 1952 – Estatuto do Turismo
    • 1956 - Fundo de Turismo
      • assegurar o fomento do turismo no País
      • a auxiliar e estimular o desenvolvimento da indústria hoteleira e de outras actividades que se relacionem com o turismo
    • Criam-se as zonas de turismo, nos concelhos com interesse balnear, termal,etc.
    1953
  • 10.
    • Aumento do número de camas (duplica em dez anos)
    • Turismo internacional sobretudo oriundo de três mercados (Inglês, Francês e Norte Americano)
    • Em 1963 a entrada de turistas já atingia as 514 000 entradas
    • Turismo muito concentrado no distrito de Lisboa
    Lisboa – Anos 60 Algarve – 1954
  • 11.
    • O ano de 1964 marca o início do verdadeiro desenvolvimento do turismo português:
      • consolidação da recuperação económica dos países industrializados afectados pela guerra
      • seguiu-se um boom económico
      • generalização do automóvel
      • generalização das férias pagas
      • desenvolvimento explosivo do trânsito aéreo 
    Aeroporto de Lisboa Anos 60
  • 12.
    • 1964 – Ultrapassa-se, pela primeira vez, o milhão de entradas, devido a:
      • Localização geográfica
      • Condições climatéricas
      • Preços praticados
    • Surgem grandes empreendimentos turísticos (Algarve, Madeira e Tróia)
    1966 Estoril-Sol - 1965 Troia
  • 13.
    • Falta de preparação do país para o impulso turístico.
    • Constroem-se os aeroportos do Funchal e do Algarve.
    • Turismo é integrado nos Planos de Fomento
    • Surgem os primeiros desgastes do ambiente e do património natural e disfunções ambientais e descaracterização
    • A Alemanha, a Espanha, a França, o Reino Unido e os Estados Unidos da América passam a ser os primeiros clientes de Portugal.
    Inauguração do Aeroporto do Funchal - 1964 Excursões Cityrama – 1968 1972
  • 14.
    • Desenvolvem-se novas formas de alojamento (aldeamentos turísticos, apartamentos, motéis) e novas formas de exploração (títulos de férias, multi-propriedade).
    • A procura dominante caracteriza-se pela busca de sol e mar
    • O turismo, em Portugal, passa a ser sinónimo de «litoral»
    Hotel Estoril - Sol Cruzeiros Funchal 1965
  • 15.
      • concentração em termos de mercado de origem (mais de metade das dormidas de estrangeiros na hotelaria global provém do Reino Unido e da Alemanha).
      • concentração territorial (só o Algarve detém mais de 40% da oferta turística nacional e em conjunto com a Costa de Lisboa, absorve 70% de todas as dormidas de estrangeiros).
      • concentração em atractivos e motivações (é o sol e o mar que servem de base essencial à oferta e aposta-se fundamentalmente nas motivações que estão na origem da procura do sol e do mar.
  • 16.
      • DIVERSIFICAÇÃO
            • da diversificação de mercados;
            • de produtos e de motivações a par da adopção de estratégias empresariais baseadas na inovação;
            • no desenvolvimento e na resposta às motivações e necessidades dos clientes.
  • 17.
            • O 25 de Abril de 1974, provoca profundas transformações económicas e sociais;
            • Diminuição do turismo
            • Ocupação de hoteis por retornados
    Retornados
  • 18.
    • 1979 – Criação da Secretaria de Estado do Turismo
    • 1980 – É lançado o Plano Nacional de Turismo
          • contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos portugueses;
          • Contribuir para atenuar as assimetrias regionais
          • contribuir para a protecção do património natural e valorização do património cultural.
  • 19.
    • Criação das Escolas de Hotelaria
    • Criação do Intituto de Promoção Turística
    • Criação do Turismo de Portugal
    • Reformula-se a legislação sobre o turismo
    • 2007 – PENT, Plano Estratégico Nacional do Turismo
      • crescimento sustentado do turismo nacional nos próximos anos
      • orientar a actividade do Turismo de Portugal IP,
  • 20.
    • condições naturais
    • condições climatéricas
    • elevado grau de competitividade em termos de preços
    • sentido de hospitalidade do seu povo
    • peculiaridade da sua cultura
  • 21.
    • isolamento internacional;
    • situações avessas às mudanças e pouco propensas à modernidade
    • atraso dos meios de transporte
    • atraso das vias de comunicação
    • inexistência de uma iniciativa privada esclarecida e informada