Your SlideShare is downloading. ×
Descarte de pilhas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Descarte de pilhas

21,363
views

Published on

Tipos de pilhas e os problemas decorrentes do seu descarte em lixo comum.

Tipos de pilhas e os problemas decorrentes do seu descarte em lixo comum.


1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
21,363
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
125
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. JOGAR PILHAS NO LIXO É DAR UM TIRO NO PÉ VOCÊ SABIA QUE ATÉ AS PILHAS E BATERIAS REGULAMENTADAS PODEM TRAZER PROBLEMAS SE DESCARTADAS NO LIXO COMUM?
  • 2. TIPOS DE PILHAS E SEUS PROBLEMAS
    • PILHA SECA COMUM OU ALCALINA: Pilha mais comum no mercado. Usada em rádios, controles remotos, etc. Não há legislação que impeça o descarte deste tipo de pilha no lixo comum. Composta principamlente por dióxido de manganês, cloreto de amônio e cloreto de zinco. Em elevadas concentrações, o manganês pode causar disfunção cerebral, problemas hepáticos, renais, respiratórios, além de ser teratogênico.
    • PILHA DE MERCÚRIO: Usada em relógios e instrumentos de surdez. De acordo com a legislação deve ser coletada, não podendo ser adicionada ao lixo comum. Composta por zinco (agente redutor) e óxido de mercúrio. O mercúrio causa sérios problemas neurológcos (“doença do Chapeleiro maluco”). Além disso, o mercúrio afeta gravemente os rins, podem causar cegueira e também problemas respiratórios. Este metal é classificado também como possível agente cancerígeno e teratogênico.
    • BATERIA DE NÍQUEL-CÁDMIO: Bateria recarregável usada em telefones sem-fio, celulares, máquinas digitais, etc. Não pode ser adicionada ao lixo comum, de acordo com a legislação brasileira. Composta por cádmio e dióxido de níquel. O cádmio é absorvido no lugar do cálcio, impedindo a formação de ossos, provocando a quebra dos mesmos. Além disso disfunções digestivas também estão relacionadas com este metal. O níquel , em grandes quantidades, traz problemas respiratórios, cancerígenos e de pele.
    • PILHA DE LÍTIO: Usada em computadores, notebooks marcapassos, entre outros, pois possuem baixa densidade (“peso”) e longa durabilidade. Desta forma é um modelo de bateria que vem sendo cada vez mais vendido. De acordo com a legislação, esta pilha pode ser adicionada ao lixo comum, o que é um problema, uma vez que o lítio , apesar de trazer menores impactos ambientais, em grandes quantidades traz problemas aos humanos (problemas respiratórios, renais e neurológicos).
    • BATERIA DE AUTOMÓVEIS: As baterias de automóveis possuem dois componentes de alta periculosidade, o ácido sulfúrico e um metal pesado, o chumbo. Por isso a legislação não permite o descarte deste tipo de bateria em lixões, ou junto com o lixo comum. O ácido sulfúrico , quando em contato com as águas dos rios ou lençóis subterrâneos, pode matar peixes e poluir a água, tornando-a imprópria para consumo. O chumbo é altamente tóxico, podendo trazer anemia, disfunção renal dores abdominais, convulsões e até paralisia. Se inalado, pode ser acumulado nos alvéolos, causando morte pulmonar.
    PORTANTO, NA DÚVIDA, SEJA QUAL FOR A PILHA OU BATERIA, DESCARTE-AS CORRETAMENTE!