0
Arquitetura da informação em periódicos científicos e índices de impacto  VIII Semana de Humanidades  II Encontro de Pesqu...
Publicação periódica científica <ul><li>A Royal Society (de 1662) é uma das instituições mais antigas da humanidade.  </li...
O que é acesso aberto?  <ul><li>Gratuito </li></ul><ul><li>Imediato </li></ul><ul><li>Permanente </li></ul><ul><li>Full-Te...
http://www.eprints.org/openaccess/
A pesquisa e o acesso aberto  <ul><li>Acesso Aberto   </li></ul><ul><li>maximiza a </li></ul><ul><li>visibilidade  da pesq...
Acesso aberto para que? ESSENCIAL:  Para todos os  2.5 milhões de artigos de pesquisa publicados anualmente Acesso aos  25...
Tecnologia disponível OAI  <ul><li>A partir da criação do  Open Archives Initiative  (OAI) e, conseqüentemente, do modelo ...
http://romeo.eprints.org/stats.php
Mudanças na cultura organizacional <ul><li>Organização da informação digital  </li></ul><ul><li>Organizar a estrutura para...
Periódicos científicos eletrônicos Por que migrar uma publicação periódica eletrônica para uma plataforma do  Open Journal...
Por onde  começar? <ul><li>Maio de 1996  Encontros Bibli  – Professor Francisco das Chagas de Souza lança a revista no for...
Maio 1996 - Lançamento Encontros Bibli, segunda revista brasileira acesso livre e primeira da área; Maio 2006 - I Simpósio...
Porque migrar no ambiente digital? Projeto piloto : CIN CED UFSC Levantamento de quantas revistas com características de p...
Quem ganha com isso? Publicações periódicas disponíveis para toda comunidade científica e sociedade Facilidade de acesso: ...
Múltiplas frentes de ação  Equipe  de editores, conselhos editoriais, avaliadores, autores e bolsistas (diagramadores, rev...
Fluxo de trabalho para Portais de Periódicos Figura: Modelo de Fluxo de trabalho para Portais de Periódicos Fonte: Fachin ...
O que precisa ser realizado? Cultura organizacional Compartilhar conhecimentos: confiança, ética, técnica,  publicar as me...
Enfrentar problemas ... Definições de políticas internas Acompanhar políticas externas Verificar tendências nacionais e in...
Processos alterados  <ul><li>Fomento das instituições de apoio a pesquisa e formação (CAPES, CNPq) </li></ul><ul><li>Indic...
Oportunidades de ação Mudanças de produtos e serviços: biblioteca comprometida com a preservação da memória e publicação p...
Gestão  documental <ul><li>Análise dos processos de editoração de publicações periódicas científicas </li></ul><ul><li>Flu...
Gerenciar revistas científicas eletrônicas Utilização / produção / disseminação / gestão das informações Expansão dos Peri...
<ul><li>Processo de editoração de revista científica </li></ul><ul><li>Processo de migração </li></ul><ul><li>Processo de ...
Reflexões  <ul><li>Competências, habilidades e atitudes na organização da informação no mundo digital requer conhecimento ...
Referências <ul><li>ARELLANO, Miguel Ángel Márdero.  Critérios para a preservação digital da informação científica . Brasí...
<ul><li>Parabéns pela  </li></ul><ul><li>VIII Semana de Humanidades UFC/UECE e II Encontro de Pesquisas e Pós-Graduação em...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Arquitetura da informação em periódicos científicos

1,985

Published on

Mesa redonda: Arquitetura da informação em periódicos científicos eletrônicos e Índices de impacto

Published in: Education, Technology, Travel
1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
1,985
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
58
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Arquitetura da informação em periódicos científicos"

  1. 1. Arquitetura da informação em periódicos científicos e índices de impacto VIII Semana de Humanidades II Encontro de Pesquisas e Pós-Graduação em Humanidades Ursula Blattmann Fortaleza, maio de 2011
  2. 2. Publicação periódica científica <ul><li>A Royal Society (de 1662) é uma das instituições mais antigas da humanidade. </li></ul><ul><li>O primeiro periódico cientifico é publicado em 6 de março de 1665 Philosophical Transactions http://rstl.royalsocietypublishing.org/content/1/1-22.toc . </li></ul>
  3. 3. O que é acesso aberto? <ul><li>Gratuito </li></ul><ul><li>Imediato </li></ul><ul><li>Permanente </li></ul><ul><li>Full-Text </li></ul><ul><li>Online </li></ul><ul><li>Acesso </li></ul>Stevan Harnard
  4. 4. http://www.eprints.org/openaccess/
  5. 5. A pesquisa e o acesso aberto <ul><li>Acesso Aberto </li></ul><ul><li>maximiza a </li></ul><ul><li>visibilidade da pesquisa uso da pesquisa </li></ul><ul><li>compreensão da pesquisa aplicação da pesquisa </li></ul><ul><li>impacto da pesquisa produtividade da pesquisa progresso da pesquisa </li></ul><ul><li> financiamento da pesquisa viabilidade da pesquisa </li></ul><ul><li>Por maximizar a acessibilidade da pesquisa </li></ul>Stevan Harnard
  6. 6. Acesso aberto para que? ESSENCIAL: Para todos os 2.5 milhões de artigos de pesquisa publicados anualmente Acesso aos 25.000 periódicos avaliados pelos pares em todas as disciplinas técnicas e científicas na aldeia global Apenas 15% da publicação anual é disponibilizada e acessível gratuitamente na web espontaneamente Stevan Harnard 2004
  7. 7. Tecnologia disponível OAI <ul><li>A partir da criação do Open Archives Initiative (OAI) e, conseqüentemente, do modelo Open Archives , diversos pacotes de software foram desenvolvidos com a adoção desse modelo. </li></ul><ul><li>O protocolo OAI é a definição de um quadro de metadados, possibilita estabelecer um alto nível de interoperabilidade entre os repositórios digitais. </li></ul><ul><li>Pesquisa acessível gratuitamente na web possui um impacto superior de 25% a 250%. </li></ul><ul><li>A interoperabilidade dos repositórios utiliza o OAI-PMH. </li></ul>
  8. 8. http://romeo.eprints.org/stats.php
  9. 9. Mudanças na cultura organizacional <ul><li>Organização da informação digital </li></ul><ul><li>Organizar a estrutura para atuar na aldeia global </li></ul><ul><li>Acompanhar as políticas internacionais, nacionais e estabelecer as internas </li></ul><ul><li>Publicação científica: biblioteca digital de teses e dissertações, biblioteca virtual, revistas científicas para disseminar a produção acadêmica, repositório institucional... </li></ul><ul><li>Processos de editoração científica para publicações periódicas </li></ul>
  10. 10. Periódicos científicos eletrônicos Por que migrar uma publicação periódica eletrônica para uma plataforma do Open Journal Systems Public Knowledge Project ( http://pkp.sfu.ca/ ) ? ... Uma longa história ...
  11. 11. Por onde começar? <ul><li>Maio de 1996 Encontros Bibli – Professor Francisco das Chagas de Souza lança a revista no formato digital . </li></ul><ul><li>Aspectos de conteúdo, forma e processo </li></ul><ul><li>Estrutura de uma revista científica: </li></ul><ul><ul><li>NBR 6021 </li></ul></ul><ul><ul><li>NBR 6022 </li></ul></ul>
  12. 12. Maio 1996 - Lançamento Encontros Bibli, segunda revista brasileira acesso livre e primeira da área; Maio 2006 - I Simpósio Comunicação Científica UFSC, comemora 10 anos Encontros Bibli, primeira reunião de editores para discutir o Portal http://www.periodicos.ufsc.br/ Ano de 2007 – Migração para OJS /SEER Maio 2008 - Lançamento do Portal Periódicos UFSC Maio 2009 - Lançamento das Diretrizes do Portal UFSC Maio 2009 - Lançamento Incubadora Periódicos http://www.incubadora.ufsc.br/ Julho de 2010 – I EUSEER – evento, troca de experiências (técnicas, cientificas) , listas de discussão, cursos 2010 – Inicia-se o processo de implementação e atribuição do comando DOI aos documentos. Para tal, o Portal estabelece as diretrizes (DOI) 2011- Elaborado o ebook sobre o fluxo editorial no SEER, parceria UFSC e Unisul. Maio 2011 – Edição de 15 anos http://oficinas.incubadora.ufsc.br/
  13. 13. Porque migrar no ambiente digital? Projeto piloto : CIN CED UFSC Levantamento de quantas revistas com características de publicação periódica científica são publicadas / editadas na UFSC? Mapeamento das coleções e dos autores Capacitação das pessoas : oficinas com editores, bolsistas, equipe SEER IBICT, colegas Configurações técnicas: tentativas, erros e acertos
  14. 14. Quem ganha com isso? Publicações periódicas disponíveis para toda comunidade científica e sociedade Facilidade de acesso: um portal com acesso livre e gratuito A escolha do formato digital: HTML, DOC, PDF, PDF/A, GIF, JPEG...
  15. 15. Múltiplas frentes de ação Equipe de editores, conselhos editoriais, avaliadores, autores e bolsistas (diagramadores, revisores) Equipe técnica do portal: bibliotecários, analistas de sistemas, bolsistas Organização : apoio institucional, reitoria, pró-reitorias, biblioteca universitária, editora da universidade Mudanças organizacionais : novas políticas de apoio, aquisição de equipamentos e softwares
  16. 16. Fluxo de trabalho para Portais de Periódicos Figura: Modelo de Fluxo de trabalho para Portais de Periódicos Fonte: Fachin e Rodrigues (2008, p. 15)
  17. 17. O que precisa ser realizado? Cultura organizacional Compartilhar conhecimentos: confiança, ética, técnica, publicar as melhores ações e resultados, divulgar entre a comunidade científica e sociedade as conquistas Conhecer : novas oficinas para acompanhar as mudanças, inovar (incluir o DOI ), acompanhar as novas versões, apoiar editores e novas revistas
  18. 18. Enfrentar problemas ... Definições de políticas internas Acompanhar políticas externas Verificar tendências nacionais e internacionais: CAPES - Qualis, CNPq, SCIELO, Crossref, DOAJ, Redalyc ... Obter e fortalecer o apoio: institucional (mudanças de gestão), entre os pares (avaliadores, conselheiros, autores, editores, bolsistas)
  19. 19. Processos alterados <ul><li>Fomento das instituições de apoio a pesquisa e formação (CAPES, CNPq) </li></ul><ul><li>Indicadores de qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação - Qualis http://www.capes.gov.br/avaliacao/qualis </li></ul><ul><li>Alteração nas licenças de uso e uso dos direitos autorais (Creative Commons - http://www.creativecommons.org.br/ ) </li></ul><ul><li>Padronização das atividades e tarefas: </li></ul><ul><ul><li>inclusão, avaliação e organização de metadados </li></ul></ul><ul><ul><li>indexação, visibilidade e recuperação da informação </li></ul></ul><ul><li>Preservação da memória institucional </li></ul><ul><li>Visibilidade perante a sociedade </li></ul>
  20. 20. Oportunidades de ação Mudanças de produtos e serviços: biblioteca comprometida com a preservação da memória e publicação periódica científica Alteração das políticas: institucionais, nacionais e locais Participação em redes e sistemas de informação
  21. 21. Gestão documental <ul><li>Análise dos processos de editoração de publicações periódicas científicas </li></ul><ul><li>Fluxo da informação e os atores no processo da comunicação científica </li></ul><ul><li>Estratégias de ação: </li></ul><ul><ul><li>identificar a massa documental (coleções), </li></ul></ul><ul><ul><li>documento digital X digitalizado, </li></ul></ul><ul><ul><li>processo de digitalização, </li></ul></ul><ul><ul><li>revisão dos metadados </li></ul></ul><ul><ul><li>verificação dos processos </li></ul></ul>
  22. 22. Gerenciar revistas científicas eletrônicas Utilização / produção / disseminação / gestão das informações Expansão dos Periódicos Eletrônicos Autores / editores / avaliadores Bibliotecas / leitores MODIFICAÇÕES QUE ATINGEM GESTOR DE PERIÓDICOS : responsável pela seleção, atualização, editoração e controle da qualidade e divulgação do conteúdo científico. O alto grau de especialização técnica, agregada à publicação eletrônica, exigirá a profissionalização desta atividade, sendo exigido que os gestores se adaptem aos NOVOS RECURSOS DA MÍDIA eletrônica.
  23. 23. <ul><li>Processo de editoração de revista científica </li></ul><ul><li>Processo de migração </li></ul><ul><li>Processo de customização </li></ul><ul><li>Processo de indexação nacional e internacional </li></ul><ul><li>Auditoria no processo de qualidade </li></ul><ul><li>Impacto de periódicos científicos </li></ul>Cultura organizacional
  24. 24. Reflexões <ul><li>Competências, habilidades e atitudes na organização da informação no mundo digital requer conhecimento e competência no manuseio de instrumentos, técnicas e métodos para organizar, tratar, disponibilizar, recuperar, acessar e disseminar a informação. </li></ul><ul><li>... em busca do tempo perdido... </li></ul>
  25. 25. Referências <ul><li>ARELLANO, Miguel Ángel Márdero. Critérios para a preservação digital da informação científica . Brasília, 2008. 356f. Tese(Doutorado em Ciência da Informação). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. Universidade de Brasília, Brasília, 2008. Disponível em: < http://bdtd.bce.unb.br/tedesimplificado/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=4547 >. </li></ul><ul><li>BARRETO , Aldo de Albuquerque. As estruturas de suporte da informação no processo do conhecimento : o papel da fluência digital. Relatório de uma pesquisa em andamento . 2009. Disponível em: < http://www.e-iasi.org/DOWNLOAD/Artigo%20do%20Aldo.pdf >. </li></ul><ul><li>BLATTMANN, Ursula. Oficinas sobre OJS – SEER . Disponível em: < http://oficina-seer.wikidot.com/ >. </li></ul><ul><li>BLATTMANN, Ursula ; ELUAN, Andrenizia Aquino . A cultura e a diversidade no acesso e uso do Portal Periódicos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Revista de la Asociación Interamericana de Bibliotecarios y Documentalistas y Especialistas en Información Agrícola , ISSN 0205-3190 , v. 30, p. 1 /-12, Ene./Dec. 2009. Disponível em: < http://www.cnpt.embrapa.br/RevistaAIBDA/v30/Blattmann.pdf > </li></ul><ul><li>BLATTMANN, Ursula ; BOMFÁ, Cláudia Regina Ziliotto. Gestão de conteúdos em bibliotecas digitais: acesso aberto de periódicos cientícos eletrônicos. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação , v. 2, p. 41-56, 2006. Disponível em: < http://www.febab.org.br/rbbd/ojs-2.1.1/index.php/rbbd/article/view/4/21 >. </li></ul><ul><li> BRODY et al. Incentivizing the Open Access Research Web: Publication-, Data-Archiving and Scientometrics. CTWatch Quarterly v.3, n.3, 2007. Disponível em: < http://eprints.ecs.soton.ac.uk/14418/ >. </li></ul><ul><li>ELUAN, Andrenizia. Estudo sobre a adesão da Plataforma Open Journal System (OJS) na visão dos editores de periódicos eletrônicos de acesso livre em Ciência da Informação no Brasil. Florianópolis, 2009. Mestrado em Ciência da Informação. Universidade Federal de Santa Catarina. </li></ul><ul><li>FACHIN, Gleisy Regina Bories; RODRIGUES, Rosângela S.. Portais de periódicos científicos: desafios. In: CONFERÊNCIA IBERO-AMERICANA DE PUBLICAÇÕES ELETRÔNICAS NO CONTEXTO DA COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA,2. Anais eletrônicos ... Rio de Janeiro : CIPECC, 2008. Disponível em: < http://cipecc2008.ibict.br/index.php/CIPECC2008/cipecc2008/paper/view/30 >. </li></ul><ul><li>RODRIGUES, Rosângela; FACHIN, Gleisy Regina Bories . A comunicação científica e o uso de portais: estudo. 2008. Encontro Nacional em Ciência da Informação. Anais . São Paulo. 2008. Disponível em: < http://www.enancib2008.com.br/ >. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Parabéns pela </li></ul><ul><li>VIII Semana de Humanidades UFC/UECE e II Encontro de Pesquisas e Pós-Graduação em Humanidades! </li></ul><ul><li>Grata! </li></ul><ul><li>Ursula Blattmann usula@ced.ufsc.br </li></ul><ul><li>Disponível em: </li></ul><ul><li>http://www.slideshare.net/blattmann/arquitetura-da-informao-em-peridicos-cientficos </li></ul><ul><li>http://www.ced.ufsc.br/~ursula/papers / </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×